História Diabinho... Kim Namjoon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Colégio, Kim Namjoon, Rapmon, Romance
Visualizações 15
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Cap.01


Fanfic / Fanfiction Diabinho... Kim Namjoon - Capítulo 1 - Cap.01

Voltando pra Coréia, na casa que meu pai e o inferno do meu irmão moram, não queria de jeito nenhum nunca mais olhar pra cara do Taehyung.

Minhas malas já estavam arrumadas, até parecia que a minha mãe estava me despejando da casa dela, do Brasil, pra Coréia... Aish, odeio mudar em cima da hora.

Minhas "amizadez" do Brasil vão ficar bem lá, eu irei ter que tentar começar novas amizades na Coréia.

~Voo para a Coreia do sul~

Haviam chamado os passageiros do voo para a Coreia, eu fui sozinha no avião, sem conhecidos.. Eu acho.

Quebra de tempo...

Passaram 21 horas, eu cochilei, fiquei sem fazer nada, comi, bebi agua... Fiz coisas de avião mesmo.

Quando anunciaram que o avião iria pousar, eu tentei ficar calma, mas não passava aquela bendita raiva da minha mãe me mandar pra cá.

O avião pousou, e demorou um pouco pra falarem que podiamos descer, eu vi que tinha uma mensagem da minha mãe no celular nesse minuto.

Mãe- Filhinha, o seu irmão ta te esperando aí no aeroporto.

Mas era só o que faltava... Aish, que droga, não quero ver ele.

Sai do avião e peguei minhas malas, eram até que bastante coisa, quando eu quase caio no chão com algo voando nas minhas costas.

***- AAAAH!

Eu empurro o engraçadinho... Ah

Eu- Tae...

Tae- Bem-vinda a Coreia denovo!!!!

Eu- Obrigada... Eu acho.

Tae- O táxi ta nos esperando, vamos?

Eu- Aish, vamos... - ele já pegou algumas das minhas malas e saiu correndo, e eu segui, pois estava perdida naquele tanto de pessoa.

Enfim, eu vi um táxi, e o Tae entrou nele, eu coloquei as malas no porta-malas e entrei na parte de trás do carro, quando eu vi meu pai na frente junto com o motorista.

Eu- Pai!! - falei em português , ele é descedente de coreano mas é brasileiro

Tae- pai? - fez expressão confusa.

Pai- Filha! Fala em coreano, por favor- disse em português também.

Tae- Ala em oeano por uavor - Rimos

Eu- Você sabe o que ele disse? -, falei em coreano

Tae- Eu tenho cara de quem sabe espanhol?

Pai- Não é espanhol.

Tae- Brasileiro então..

Eu- PORTUGUÊS SEU JUMENTO! - falei em português

Pai- Filha! - falou em coreano - Fala em coreano por favor.

Eu- Até eu me acostumar... - senti uma cabeça no meu ombro, o folgado do Tae deitou a cabeça.

Tae- Júmento? - falou usando o "ju" como sílaba tônica - vou chamar meus amigos de "júmento"

Eu- Chama mesmo... Se algum deles souber português você está ferrado.

Pai- Filha - interrompeu a nossa conversa - Você já tem um quarto lá em casa, ele é rosa, qualquer coisa podemos mudar a cor dele.

Eu- Certo.

Tae- Pai Júlmento - ai, ele não falou isso né...?

Pai- Eu não sou Jumento - falou a frase inteira em coreano.

Tae- Júlmento é jumento?? - (sim, eu sei que ta confuso, mas o Júlmento é o br e o Jumento é coreano)

Eu-Aish... Baka.

Tae- Você!

Ficamos trocando uma guerrinha de tapas e guerra por espaço no banco, ele me empurrava, affs isso já ta me enxendo.

Pai- Eu vou fazer inscrição na mesma escola do seu irmão..

Eu- A mesma turma não, né?

Tae- Jumenta... Eu sou uns dois anos mais novo do que você, ou você bombou e ainda está no sétimo ano!

Eu- Você? Sétimo ano? Com a sua idade lá no Brasil, era pra tar no nono igual a mim.

Tae-Mas Aqui é Coréia né pai? - falou olhando pro papai.

Pai- É.

Chegamos na casa, eu me lembro muito pouco dela.

Tae- FINALMENTE VOU COMER ALGO!!! - sai correndo pra dentro com os braços pra cima.

Pai- Fica a vontade filha - falou me dando espaço pra entrar dentro de casa - eu pego as malas

Eu- Eu ajudo.

Pai- Fica lá com o seu irmão, vão comer algo.

Eu berrei o nome dele, não sabia onde ele tava.

Eu- TAEHYUNG?!?

tae- Que foi?!

Eu- ONDE VOCÊ TA?

Tae- cozinha ué...

Eu- Onde fica a cozinha??

Tae- Aish - falou brotando do além - aqui sua anta.

Eu- Eu nem cheguei aqui direito e tenho que saber sobre cada canto da casa? haha

Tae- Quer bolacha? - interrompeu esticando um pote com bolachas

Eu peguei uma do pote, e que gosto maravilhoso!!!

Eu- Quero tudo!

Tae- Não! Tudo isso já é meu - falei tirando o pote das mãos dele e sai correndo pela cozinha

Eu- É meu agora!!!

Eu tropecei num degrauzinho que eu não tinha visto,derrubei tudo no chão

Tae- Tsc tsc - falou estendendo a mão pra me ajudar a levantar

Eu- A bolacha -_-' - Falei quase chorando

Tae- Machucou?

Eu- Meu coração! Melhor bolacha =-=' - Falei muito chateada

Tae- Já bateu cinco segundos, pode comer

Eu- Eu não! Vocês pisam aqui o tempo todo!

Tae- Aish...

Eu levantei e vi algo que eu nunca vi na vida, uma embalagem muito bonitinha e fofa

Eu- É de comer? - falei apontando pra ela

Tae- Sim coelhinha!

Eu- Eu quero!!!

Tae- Ração de coelho?

Ah, mas é de comer ainda

Eu- Tem coelho aqui??

Tae- Tem o Klover

Eu- CADÊ ELE?!

Tae- Ta no veterinario.

Eu- O que aconteceu?

Tae- Ta tendo dia de princesa - falou rindo

Enfim, ele catou todas as bolachas do chão e fez uma cena de cortar o coração, jogou tudo no lixo.

Tae- Vou pegar algo pra MIM comer

Eu- E eu?

Tae- Se vira!

Eu- PAAAAAI

tae- Ta ta, quer pipoca?

Eu- Sim ^-^ - Tão bom ser chata com quem é chato

Ele pegou uma panela, milho, óleo e açúcar, eu vi ele despejando muito açúcar, quase uma xícara.

Eu- quero ter diabetes não, ta?

Tae- E como você sempre comeu pipoca?

Eu- Com sal

Tae- Ah, já foi... Experimenta o coreano.

Ele foi estourando a pipoca e entregou um pote com ela pra mim, e pegou pra ele também, é obvio.

Tae- Vamos assistir um filme??

Eu- De que?

Tae- Terror...

Eu- Ah não tae!

Tae- Considero isso como um sim.

Ele me puxou pelo braço até uma Tv, e colocou um Dvd.

Tae- Você é fluente no coreano?

Eu- Quase.

Tae- Então vai entender.

Ele se jogou no sofá e me puxou pra sentar, a pipoca quase caiu.

O filme ia passando e eu ia ficando com muito medo

Eu ia apertando o tae pra descontar o medo, é inacreditável a história do filme, nem eu entendi direito, mas o tae encarava sério a Tv, nem ligava pros sustos...

Eu- AAAAH!

Tae- Xiu, quero escutar

Eu deitei a cabeça no colo dele e fiquei com medo, e cai no sono, com muito medo.





Que lindo, tive um pedaço, e acordei com o Tae dormindo e eu em cima dele

Pai- Filha... Vou trabalhar.

Eu- Que horas são?

Pai- 7:30 da manhã. Acorda o Tae, hoje ele pode faltar na aula pra te acompanhar em casa.

Eu- Não precisa.

Pai- Eu ordeno, depois avisa pra ele.

Ele saiu dando um beijinho na minha testa.

Eu vi os baudes de pipoca no chão espalhados, pipoca por todo lado, vou arrumar isso.

10 minutos...

Pronto!




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...