História Diabolic - YoonSeok - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jhope, Sope, Suga, Yoonseok
Visualizações 367
Palavras 650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Não para


Hoseok simplesmente se agachou ao lado da televisão e esticou seus braços fortes também e foi puxado.

 

A sensação de estar caindo era boa.

 

E chegou.

 

A água fria.

 

Aquele lugar escuro.

 

Só escutava sua respiração ali.

 

Olhou para as paredes rochosas do poço e viu algo.

 

Era uma unha.

 

Uma imagem da fita veio em sua cabeça.

 

- Hoseok. – Escutou aquela voz que tanto lhe pertubara. Yoongi estava a sua frente, flutuando. - Você veio.

- Por que não viria? Mas, não é sobre isso que eu quero falar. – O ruivo, encharcado de água, ainda na mesma, deu um sorriso sincero. – Eu te amo muito, Min Yoongi.

- Mas tem um problema. Você me teme Hoseok. Você tem medo de mim. Por que? Por que vocês vivos são assim? – Abalado, era a palavra que descrevia o moreno.

- Eu não tenho medo de você, meu amor. Por favor, pare com isso. Vamos ser felizes, vamos ficar juntos. Eu não posso ficar sem você, Yoongie.

 

- Eu já morri. Não tem como Hoseok. Não dá. Isso não para.

 

- Para, Yoongi. Você pode ficar comigo.

 

- Não. Você que irá ficar comigo. Mesmo que eu não te ame. Porque você pertence a mim. – Aquelas palavras. Dolorosas. Verdadeiras. Más. E foi o ápice para que Yoongi beijasse Hoseok bruscamente, mostrando sua possessão por ele, mostrando que, ele lhe pertencia.

 

Pra sempre.

 

Era sufocante. Mas não era só o beijo em si. As mãos delicadas apertavam cada vez mais o pescoço do policial.

 

Doía.

 

Sufocava.

 

Ele poderia ver a morte na sua frente.

 

E ela realmente estava.

 

Tirou aquelas mãos de lá.

 

- Me solta. – A voz delicada não era mais presente. Uma voz demoníaca estava no lugar. Olhou para o moreno. Seu cadáver. Mesmo horrendo era perfeito.

 

Perfeito para si.

 

Mas não nesse instante.

 

- Você é meu Hoseok! MEU! – O Jung começou a escalar as paredes do poço e ele estava um pouco aberto. Yoongi escalava mais rápido, com seus braços e pernas virando para os lados se contorcendo.

 

Ele estava atrás de si

 

Querendo-lhe para sempre.

 

Ele o pertencia.

 

Mesmo que conseguisse

 

Iria ficar preso à si

 

Todas as noites.

 

Como sempre fez

 

E sempre fará

 

- Hoseok! – O ruivo estava quase que fora de si. Saiu daquele lugar escuro, ruim. E fechou aquele poço.

 

Olhou em volta.

 

A floresta.

 

Correu por todos os cantos.

 

O precipício.

 

Olhou para baixo.

 

A água molhava as pedras na margem, lá embaixo.

 

Se pôs a se jogar.

 

E se jogou.



























 

Choros baixinhos, fungadas e um aperto quente. Abriu seus olhos e viu que estava sendo abraçado pela família Jeon.

- O que eu fiz? – Tentara se lembrar. Havia deixado seu amor no poço. - Não, não. Eu o deixei. O que eu fiz? O que eu fiz?!

Gritos.

 

Ódio de si mesmo.

 

Raiva

 

Saudade…

 

- Você fez bem Hoseok.

- Não! Eu não fiz bem Jimin! Eu o deixei! Eu não deixei que ele me levasse!

 

- Não, Hoseok. Ele vai ficar bem. Você fechou o círculo.

 

- Eu o quero de volta.





















 

Odiava aquele lugar. Se odiava também. Fazia um dia que estava lá. E fazia um dia que não dormia direito. Aquela voz lhe pertubava tanto. Que cantava uma canção, todas as noites. Malditas paredes brancas que lhe deixavam mais raivoso. Aquele quarto inútil, apenas com uma cama. Seus amigos foram capazes disso. Lhe deixaram lá.

 

Sem mais nem menos.

 

Assim como fizera com seu amor.

 

Sua salvação e perdição ao mesmo tempo.




















 

- O que ele fez com o garoto?

 

- O Yoongi?

 

- É o nome dele?

 

- Sim. Seu tio o ajudou, digamos assim. Ele está bem agora.

 

- O ajudou?

 

-... Sim.

 

- Não omma! Não podem ajudar ele!

 

- Por que meu filho? O que aconteceu? Como assim?

 

- Eu já disse mas você não escuta.

 

- Disse o que?

















 

- Ele nunca dorme.










 

Continua...
















 


Notas Finais


Quem não entendeu... me pergunta ou façam teorias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...