História Diabolic - YoonSeok - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jhope, Sope, Suga, Yoonseok
Visualizações 280
Palavras 654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegayyy

Aproveitem o terror....

Capítulo 21 - Segunda Temporada: O Mal Retorna


Fanfic / Fanfiction Diabolic - YoonSeok - Capítulo 21 - Segunda Temporada: O Mal Retorna

2003, Busan, South Korea

Um ano se passou. Jimin, Jungkook e o pequeno JiWoo iriam voltar para Seul. Passaram um ano em Busan e teriam de voltar porque eram os melhores policiais de Choi e não poderiam deixá-lo na mão. Nesse instante, estavam colocando as malas no carro do Jeon. O pequeno JiWoo, agora com 4 aninhos, olhava para as árvores bem verdinhas do lado da casa que alugaram para ficar. Ele gostava de Busan, mas queria voltar para sua casa, mesmo com um certo receio.

- Jimin! Está tudo pronto? O voo sai daqui a 30 minutos! – Jungkook gritou o loiro que ainda estava dentro de casa.

- Sim, sim. Coloque o Ji na cadeirinha dele. – Pediu e o Jeon assim fez. Pegou o filho pela cintura e colocou na cadeirinha do carro, o deixando seguro com o cinto do carro.

- Appa. – Chamou-o.

- Hm?

- E o garoto? – Perguntou. Jeongguk lhe olhou e sorriu.

- O Yoongi? – Perguntou e o pequeno assentiu. – Ele não está mais lá, bebê. Vai ficar tudo bem. – Disse e deu um beijinho na testa do filho. Jimin sentou no banco da frente e Jungkook também. O loiro colocara uma música no carro, e era boa e calma.

- Vamos ter que passar no mercado, quando chegarmos lá. – Jimin disse.

- Eu terei que ir até Choi e levarei o Woowoo. Você pode ir sozinho?

- Posso sim. Teremos que visitar o Hoseok. Ver como ele estar. – Falou. Não tinha muitas notícias de Hoseok, a única vez que ligou para o Hospital Psiquiátrico a atendente disse que ele estava bem e desligou. Mas quando voltasse para Seul iria visitá-lo com seu marido.

                              [...]

- Aí está bom, amor. – Depois de uma longa viagem, a família Jeon estava arrumando a casa que estava um pouco empoeirada.

- Pronto. Eu vou tomar um banho, tá? – Jungkook deu um selinho em Jimin e um beijinho nos cabelos sedosos de seu filho, que saiu para a varanda. Jimin sentou no sofá à frente da tv. Havia passado por muitas coisas. O bom era que as mortes provocadas por Yoongi pararam. Ele realmente deve estar em um lugar melhor agora.

Ouviu o telefone tocar.

Engoliu em seco e pegou o telefone em mãos. Posicionou-o em seu ouvido.

- Alô?

Minutos se passaram mas não falaram nada. Jimin ia colocar o mesmo no suporte mas uma mosquinha saiu de dentro dele. Jimin deixou ele no suporte, desligando.

- Quem era? – Jungkook perguntou.

- Não era ninguém. Acho que ligaram errado. – Jungkook se aproximou do marido e o beijou, transmitindo um pouco de confiança.

- Eu tenho que ir. Eu te amo.

- Eu também te amo.

                               [...]  

- Boa noite. – A moça do caixa do mercado disse. Jimin apenas sorriu e foi para o primeiro corredor. O mercado estava tão vazio e ainda eram oito da noite. E a rua onde o mercado ficava estava vazia também. As luzes que iluminavam, ou pelo menos deveriam, estavam fracas. Ignorou a iluminação e pegou algumas coisas, como comida, material de limpeza e outras coisinhas.                                         Mas de repente

A luz faltou

Ficou tudo escuro.

 

Mas viu o compartimento de eletrônicos e foi até lá. Não escutava nenhum barulho apenas ia em direção a luz da televisão que tinha lá.


 

Mas espera

 

A luz tinha faltado

 

Como que a tv estaria ligada?

 

Havia uma moça jovem lá. Na frente da tv.

- Anh, moça… – Jimin a chamou. Ela virou para si com lágrimas nos olhos.

- Eu vou morrer. Eu vou morrer. – Repetia várias vezes, ela usava uma roupa branca parecida com a roupa de um Hospital Psiquiátrico.

A televisão fez aquele barulho de como se estivesse sem sinal.

 

E apareceu

 

O poço.

 

Yoongi saiu de lá

 

E a moça soltou um grito e morreu quando o viu. Seu rosto estava todo deformado.

 

Yoongi se virou para Jimin com um sorriso diabólico no rosto.



















- Eu voltei.


Notas Finais


YOONGI VOLTOU LACRANDOOOOO
como vocês acham que o Hobi tá?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...