História Diabolic - YoonSeok - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jhope, Sope, Suga, Yoonseok
Visualizações 213
Palavras 890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


COLOQUEM OS COLETES PORQUE LÁ VEM TIRO

Capítulo 32 - Passear


Hoje Jeongguk receberia alta. Uma mulher chamada Lisa havia doado sangue à ele, já que tinha o mesmo tipo. Jimin estava lá no quarto do Jeon, o esperando terminar de se vestir para irem embora.

- Amor, por que não trouxe o Woo? – Perguntou o Jeon.

- Ele está fazendo uma coisa pra você. Disse para não demorarmos. – Jimin respondeu com um sorriso fofo. Jeon sorriu também e pegou o Park pela cintura, o abraçando. Eles se beijaram e logo saíram do quarto. Uma mulher loira veio até Jungkook, com um grande sorriso.

- Você deve ser o Jungkook! Eu doei sangue pra você e graças a mim você saiu desse Hospital. – Ela se gabava, e Jimin não gostou dela.

- Ah sim. Obrigado, ahn…

- Lisa. Esse é o meu nome. Você é muito lindo. Está solteiro? – A falta de vergonha daquela mulher fazia Jimin chegar a odiar ela. O loiro entrelaçou seus dedos com os do Jeon, juntando suas mãos.

- Ele é comprometido. Eu sou o marido dele. Aliás, pode fazer o favor de sair de nossa frente? Queremos ir embora daqui. – Jimin respondeu rude e Jungkook riu internamente por conta do ciúmes de seu baixinho.

- Gays vão para o Inferno. – Disse ela.

- Eu vou com muito prazer okay? – Jimin puxou Jungkook e eles foram ao estacionamento.

- Ai que raiva dela! Jungkook, você sabia que o Yoongi tá grávido? – Jimin entrou no carro.

- Grávido? Como assim?

- Te explico no caminho.

                                  [...]

Ao chegarem na casa do Jung, Jungkook recebeu um grande abraço de seu filho.

- Appa! Eu senti tantas saudades! – O pequeno sorria sem parar.

- Eu também meu anjinho.

- Vem appa! Eu fiz cookies com ajuda do tio Channie! – Jungkook viu Chanyeol descer as escadas e rapidamente abraçar Jimin. Ele notou sua presença e apenas sorriu. Jungkook foi levado até a cozinha para comer os deliciosos cookies feitos por seu filhinho.

 

- Oi Jungkook. – Aquela voz. A mesma voz que lhe perturbou naquela noite. A voz que lhe fez mal.

- Oi… Yoongi. – Respondeu com um pouco de desgosto na voz. O Min estava sorrindo, e Jeon queria sorrir também mas só de pensar no que o moreno havia feito a si…

- Jungkook! – Hoseok apareceu e abraçou o amigo, sendo retribuído.

- Olá Hoseok. Soube que vai ser pai. – O ruivo não pôde deixar de sorrir.

- Sim! Não é perfeito isso? – Hoseok abraçou Yoongi por trás, colocando suas mãos na barriga do moreno.

- Sim…

- Vamos sair agora. Fica a vontade aí Kook. Não iremos demorar. – Dito isso Hoseok e Yoongi saíram de casa.

                                 [...]

Aquilo era estranho para Hoseok.

Havia perguntado para Yoongi em que lugar ele gostava de passear. O moreno respondeu que nunca havia passeado muito quando vivo mas que queria passear em um cemitério. Como Hoseok não negava nada a Yoongi, ele não negou aquele passeio. Pelo menos era de manhã.

Os dois estavam de mãos dadas, andando pelo cemitério um tanto velho. Algumas pessoas se assustaram ao ver Min Yoongi e saíram de lá às pressas. - Eu gostei daqui. Tem um clima bom, e muitas flores. – O moreno comentou.

- É. – Foi tudo o que Hoseok conseguiu dizer. Ele deu um sorriso e o Min sorriu de volta. Ah, Hoseok amava aquele sorriso gengival. Era muito fofo e dava vontade de beijar aquela boca sem parar. Estava tão feliz ao lado do moreno. Ainda mais sabendo que dentro daquele ventre havia um fruto daquele amor. Parecia ser errado, mas como saberia se era mesmo errado? Se for errado, amava todas as coisas erradas. Hoseok e Yoongi se sentaram em cima de um túmulo.

- Eu queria cantar alguma música pra você mas eu não trouxe meu violão. – Hoseok deu um sorriso sem graça.

- Feche os olhos. – Mandou Yoongi. O ruivo fechou-os. E em questão de segundos, um violão estava em suas mãos. Começou a tocar, mesmo sem lembrar de algumas notas porque nunca mais havia tocado o instrumento. E logo começou:

“Shed a tear cause I'm missing you,
I'm still alright to smile,
Girl, I think about you every day now,
Was a time when I wasn't sure
But you set my mind at ease,
There is no doubt you're in my heart now”

Aquela música era linda, mesmo que Yoongi não soubesse o significado de algumas palavras. Depois de cantar a música toda, Hoseok percebeu que havia uma lágrima descendo pelo rosto pálido de Yoongi. A limpou com seu polegar e acariciou a bochecha gordinha, devido á gravidez.

- Eu te amo, Yoongi. E eu quero comprovar isso. – Hoseok sussurrou e deu um selinho no moreno.

- Você já me mostrou isso. – Yoongi sussurrou de volta.

- Eu estou falando de nosso relacionamento, meu amor. Nós vamos ter um bebê, fruto de nosso amor. Eu quero ser o melhor pai ‘pra ele, quero amá-lo muito e quero presenciar todos os momentos importantes. Eu amo muito vocês. Yoongi… Só quero que me responda… Quer casar comigo? Eu posso não ser perfeito o suficiente, mas eu sei que eu sou o que você precisa. Eu quero viver ao seu lado. Eu quero te fazer feliz, como nunca foi. Eu quero que se sinta amado. Eu quero dar o meu melhor, quero você ‘pra sempre. Por favor, aceita se casar comigo?

 


Notas Finais


WE ARE (NOT) BULLETPROOF

ACEITA OU NÃO ACEITA?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...