História Diabolik Lovers - Meu Lost Eden - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 106
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aí gente, espero que gostem. Boa leituraaa!!!!!!

Capítulo 10 - Lembranças : Mas que vadia!


           Foxy POV ON

   Continuando....

                        - VOU TE CONTAR NADA SUA V-VADIA!!!    -gritou Yuna, ainda se contorcendo de dor na parede. Estava com raivinha.

                        - MAS O QUE TÁ ACONTECENDO AQUI?     - gritou Reiji entrando no quarto.

Quando vi que Reiji e os outros Sakamakis estraram no quarto, eu soltei Yuna da parede.
Ela rastejou até Reiji.

                       - R-Reiji, alguém me ajuda por favor!      - implorou Yuna, com a voz falhando.

Eu sei que eu a machuquei, e ela está com algumas queimaduras mas ela merece né, puta merda! E eu quero saber que história é essa de bruxas.
Também sinto que ela está fingindo que está totalmente machucada. Falsa essa puta do karalho.

                         - Fui defender vocês. Ela é uma BRUXA, E VAI DESTRUIR VOCÊS! Eu fui empedir isso!    - disse olhando pra cada um deles.

Eles se entreolharam, parecia que não estavam acreditando. Depois de se entreolharem olharam pra mim e fizeram uma expressão de como tivesse uma maluca na frente deles.
Laito segura Yuna no colo.

                           - Vocês tem que acreditar em mim! Estou falando a verdade, e ela...    - apontei pra Yuna, com uma cara de ódio e nojo.    - Está se fazendo de vítima. Ela é uma mentirosa! Confiem em mim gente.

                           - Esqueceu de tomar seu remédio né Foxy?!     - zombou Ayato. Ninguém estava acreditando.

                            - Mano, EU TO FALANDO A PURA VERDADE AQUI! MAS QUE MERDA, VÃO ACREDITAR NESSA TÁBUA ESCROTA?    - gritei.

                            - M-Me tira daqui, por favor...    - pediu Yuna, fechando os olhos e reclamando das dores.

                            - *Tsc* são trouxas mesmo.     - disse, decepcionada.

                            - Mas saiba de uma coisa putinha...     - fui andando até ela que estava nos braços de Laito, eu estava com uma cara de psicopata pra ela.

                           

Equanto eu andava até ela, uma brisa ( tipo, vento ) ocupava o quarto. Eu sentia o coração de Yuna bater mais rápido.

              
                             -  Não deixarei você libertar essas "bruxas" e machucar nínguem. Tá me ouvindo, sua arrombada! Espero que tenha deixado bem claro.

Quando terminei de falar, peguei ela pelos cabelos tirando ela dos braços de Laito que ficou assustado com o que eu fiz. Ela estava gritando de dor, eu estava gostando daqueles gritos mas me irritou quando ela soltou um grito mais fino ainda. Segurando ainda os cabelos dela, levei a cara dela pro chão. Eu quabrei o nariz dela quando deu de cara no chão, depois sai do quarto com um pouco de raiva. Enquanto saia, senti que eles estavam olhando pra mim,   mas não liguei.

"*Ahr...* aquela desgraçada! Não acredito que acreditam mais nela do que em mim. Que ódio, porra. Que merda."  - pensei

Eu fui em direção ao jardim, sentei numa pedra que tinha perto de um lago que estava ali. Coloquei meus dedos entre meus cabelos, dando um suspiro para eu me acalmar.
Fechei meus olhos por um tempo, depois abri eles e vi Shu sentado do meu lado esquerdo e Subaru do meu lado direito. É... eles são meu únicos amigos nesta casa.

                               - Estão fazendo o que aqui? Não acham que estou louca?        - disse com uma expressão meio triste.

                              - Olha...    - continuou Shu, passando a mão na nuca.        - ... não sabemos o que aconteceu naquele quarto, mas somos seus amigos, não ficaremos chatiados com você nunca! Ainda mais com essa sua cara fofa.

                             - Vocês não acreditam em mim né?!     - fiz uma cara de séria misturada com decepção.

                          

Eles se entreolharam passando a mão na nuca.

                          

                             - Sabia que vocês não acreditam em mim!       - disse, fiquei triste.

                            - Fica assim não...    - disse Subaru.

Os dois entrelaçaram o braço na minha cintura, me abraçando de lado.

                             - É que é meio difícil de acreditar nisso tudo. Nunca vimos ela praticar magia ou algo do tipo.      - disse Shu.

                            - Bom, acreditem se quiserem, mas eu vou acabar com essa palhaçada dela.      - disse, mudando a voz de raiva.

                            - Calma, calma...   - Subaru colocou a mão no meu ombro.      -  ... você tá muito agressiva.     - terminou. Caímos na risada depois dessa.

                            - Ah Subaru, você é o mais calmo de todos aqui, né!      - disse sarcasticamente pra Subaru.

  

Subaru revira os olhos e fica com uma cara séria, cruzando os braços.
Eu e Shu ficamos rindo dele. Fiquei balançando os braços dele pra mudar essa cara de sério.

                              - Ficou irritadinho Subaru?     - disse, ainda rindo.

Subaru deu um sorrisinho e eu não entendi porque. Ele pegou meus braços e me empurrou das pedras e eu cai no lago.
Quando cai eu nadei pra superfície para respirar. Olhei para aqueles dois, estavam rindo da minha cara. Fiquei séria mas com uma vontade de rir também.

                              - Óh, isso foi sacanagem em... sacanagem.        - disse, saindo da água.

Fiquei toda molhada. Minha blusa molhada, ficou transparente, aparecendo meu sutiã.
Tentei esconder com meus braços mas eles não paravam de olhar.
Subindo na pedra de novo:

                                - Shu, me empresta seu casaco pelo amor de Deus?          -   perguntei pro Shu.

Quando perguntei, ele não respondia. Eles ainda estavam olhando pros meus seios, não pro meu rosto.
Estalei os dedos para chamar a atenção de Shu, e ele saiu do transe.

                                - A claro, empresto sim.    - disse Shu, olhando novamente pros meus olhos.

                   

Ele deu o casaco pra mim, peguei e vesti.

                                   - A visão estava tão boa...      - disse Subaru, me olhando de cima pra baixo. Deu um sorrisinho pevertido.

                                    - Ei, ou...    - instalei meus dedos pro Subaru.      - ... foca na minha irmã, jaé?!      - disse. Ele ficou meio corado depois disso.

                                
                                    - Quer dizer que vocês estào falando de mim.    - disse Erika.

Eu fiquei assustada, quase cai no lago de novo. Do nada ela apareceu, brotou no chão. WTF?

                                    - Que isso irmasinha, na próxima vez você avisa de longe que tú tá aqui, não assim do nosso lado. Quer me matar kacete?    -disse, dando um abraço nela.

                                    - Ficam falando de mim ai. Estavam falando o que?    - perguntou Erika.

Eu, Shu e Subaru nos entreolhamos, dei até um assobio pra disfarçar. Maior climão.

                                    - Sou obrigada a nada não, fala vocês aí.     - disse, olhando principalmente pro Subaru.

                                   - Tenho nada a dizer.      - disse Shu. Ele olhou pro Subaru, fazendo um gesto com as mãos pra ele desembuchar logo.

           
                                   - V-Você não tem nada a disse Subaru?        - perguntou Shu.

Subaru deu o dedo do meio pro Shu, que deu um sorrisinho.

                                 -  Ehr... eu tenho sim.    - disse Subaru, olhando pra Erika.

                                 - Eu tenho uma... queda por você Erika.      - falou tudo de uma vez, Subaru. Ficou aliviado.

                                 - V-Verdade mesmo?   - perguntou Erika. Estava com uma cara de felicidade.

                                 - Shu, que tal deixarmos os dois pombinhos sosinhos?        - puxei Shu, deu nem tempo de ele responder coitado.


Saímos dali, deixamos os dois sosinhos. Depois ela vai me conta o que aconteceu.
Puxei o Shu pelo braço até a sala.
Quando chegamos, ele sentou no sofá pra ouvir suas músicas e eu sentei do seu lado. Peguei meu celular e fiquei vendo o twitter.

                                         - Eai compeito? Melhorou da cabeça?    - zombou Ayato.

                                         - Tomar no cú Ayato.    - disse. Eu nem olhei pra ele, continuei vendo o twitter.

                                         - Talvez eu tome, mas só se for no seu.     - disse Ayato, dando um sorrisinho.

Quando ele disse isso, eu olhei pra ele e dei uma risada.

                                        - QUE HORRÍVEL ISSO, AYATO!!!  - gritei rindo, ele também caiu na gargalhada.
          
                                        - Que merda!     - disse Ayato, rindo mais ainda.




    

                       

                


Notas Finais


Comenetm se vocês gostaram!!!! E vou dar um aviso : não sei quando vou fazer o próximo cap, porque está se aproximando as malditas provas e testes, e já que é fim de ano deve estar dificil pra karalho.


Bjinhks e tchau!!! ♥♥♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...