História Diabolik Lovers - Meu Lost Eden - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 187
Palavras 1.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura seus lokosssssss!!!!!!

Capítulo 11 - Lembranças : Que merda tá acontecendo?!


Fanfic / Fanfiction Diabolik Lovers - Meu Lost Eden - Capítulo 11 - Lembranças : Que merda tá acontecendo?!

        
Erika POV ON

            Continuando...

Quando Subaru falou aquilo eu fiquei muito feliz, mas também tem o Carla..... Eu sei lá o que eu vou fazer. Vou ficar um tempo com o Subaru pra ver no que dá, eu gosto dele mas e o Carla? Nem sei se ele gosta de mim, conheço ele a muitos anos, ele é frio mas eu consegui esquenta-lo.
Bom... vamos ver o que da com o Subaru.

Vejo Foxy arrastando o Shu pelo braço até a mansão, deixando eu e Subaru sosinhos !

                          - Subaru, você tá falando sério mesmo? Porque já fui muito trouxa nessa vida.  - disse, fiquei meio triste porque lembrei de umas coisinhas.

                         - Sim, sim...      - Subaru se levantou das pedras, pegando minha mão direita. Olhei fixamente pros seus olhos, e ele pros meus.

                         - Eu gosto de você de verdade. Você não é que nem as outras, por exemplo... sua irmã que é totalmente tarada, meio grossa. Não me mate por eu estar falando mal da sua irmã.            - disse Subaru. Dei uma risada.

                        - Relaxa! É verdade mesmo.     - dei um sorriso.

                        - Seu sorriso é tão lindo!          -disse Subaru.

Eu corei naquele momento, eu tava com muita vergonha, MANO, TIPO MUITA VERGONHA!!! MUITO KAWAIIIIIII ♥♥♥♥

                        - Consegui te deixar corada! Isso é um bom sinal.    - disse Subaru, baixinho só pra eu ouvir.

Ele colocou seus dedos no meu queixo e puxou meu rosto pra perto do seu. Fiquei olhando aqueles olhos vermelhos e aqueles lábios, não resisto. To amando isso. PQP, a gente vai se beijar, Omg!
Ele me beijou. Foi um beijo meigo, sincero, como de filmes românticos antigos. Eu me senti viva.

Começou a chover tipo, do nada sabe... mas não ligamos. Partimos pra um beijo mais intenso, ele pede passagem pra língua e eu deixei. Eu tava muito feliz. Nenhum garoto realmente se apaixonou por mim. Sempre disseram que só ficariam comigo por eu ser linda e ter um belo de um corpo, então sempre fiquei em dúvida sobre se gostam mesmo de mim ou se só querem me comer.

Separei meus lábio do de Subaru, ele não entendeu porque eu fiz isso e eu disse logo de uma vez:

                                          - Não sei se gosta realmente de mim Subaru. Se quiser mais beijos como esse e até consiguir coisas amais...   - fiz um olhar pevertido.

                                         - ... vai ter que merecer! Você vai ter que provar que gosta realmente de mim, que quer namorar comigo mesmo.   - disse. O olhei com uma cara de desconfiada.

                                        - Vou provar pra ti. Iai, essa noite, 7 horas, me encontra aqui mesmo. Ok?      - disse Subaru.       - E não vou te provar só hoje não.       - ele se aproximou de mim e me deu um abraço, retribui.         - Provarei pra você todos os dias.     - disse ele, que me abraçou com vontade.

         
                                       - Subaru, a gente tá encharcado. To morrendo de frio! Vamos entrar.     - disse.

Eu estava toda molhada, eu tava cheia de frio. Esquecemos que estava chovendo nessa porra.

                                    - Vem aqui.        - Subaru me puxou pra perto de sí. Ele me deu o casaco que o próprio estava vestindo. Eu o vesti, ainda corada.

                                    - Obrigada!     - disse. Tá tão quentinho, OMG.

                                    -Vamos entrar. A chuva está aumentando! Parece uma tempestade.     - disse Subaru.

Subaru me pegou e me colocou entre seus braços. Me levou até a mansão em estilo noiva. Tipo como os recém casados chegam pra dentro da casa nova que compram pra lua de mel.

Eu fiquei coladinha nele, fiquei igual um bebê.
Eu olhei pro rosto dele e ele estava corado que nem eu.

                                  -  Chegamos bebê !          - zombou Subaru, dando um sorriso.

Sai dos braços dele e dei um soco de leve no seu ombro, seguido de um riso.

                               - Não me chama de bebê !    - zoei com ele. Imitei um bebê fazendo birra. Nós dois demos altas risadas.

        

               Entrando na mansão...

Quando cheguei, vi Ayato e Foxy rindo para karalho, Shu pouco se fudendo ouvindo sua música, Kanato comendo doces segurando fortemente o Teddy e Laito descendo as escadas. Reiji meio que sumiu, não o vi mais desde daquele conflito entre ele e Foxy.

                          

                                   - Que porra você estão rindo tanto?      -  disse, com uma cara de assustada. Eu tava entendendo merda nenhuma. Subaru com a mesma cara que eu.

                                  - Nada, nada. É uma coisa bem escrota! Deixa quieto né Ayato   - disse Foxy, piscando pro Ayato. Ela faz um gesto com as mãos, aponta o dedo e coloca dedão pra cima ( como se fosse uma arma ) apontando pra ele. Ayato pisca pra ela e faz o mesmo gesto.

     
                                 - E os dois amores aí, se entenderam?   - perguntou a mesma, olhando pra mim e Subaru, dando um sorrisinho.

                 
                                 - Acho que sim.    - dei um sorriso de canto pro Subaru.

                                - Shu! Que porra que você tá escutando?     - perguntou Foxy, olhando pro Shu.

         
                               - Música clássica.      - respondeu Shu. Parecia que estava dormindo, ele sempre está com os olhos fechados escutando sua música.

                           
                              - Compartilha comigo?        - perguntou Foxy. Ela quer encher a merda do saco dele né?!

Enquanto isso eu e Subaru sentamos no mesmo sofá que eles dois estavam. Subaru segurou minha mão, fazendo um carinho. COREI KCT!
Laito sentou no mesmo sofá que Ayato estava. Ele estava com uma cara de que ia fazer birra.

                          - Não!        - disse Shu, pouco se fudendo pra reação da Foxy. Fazer o que né?! SHU É SHU!

                         - Jaé então.     - Foxy cruzou os braços e fez bico.

        Erika POV OFF

   Foxy POV ON

Shu, seu grosso! Que merda.
Pera aí, onde karalhos está o Reiji?

                          - Vou arrumar o que fazer. Tchau!     - disse, já saindo do sofá e subindo as escadas.

Passei perto do quarto da Yuna, colei meu ouvido na porta pra ouvir o que acontecia naquele quarto.

                       -  *Ahun...* Reiji, com mais força vai!  *Arh...*       - gemia Yuna.

QUE PORRA É ESSA QUE TÁ ACONTECENDO NESSE QUARTO JESUS?
Aposto que Reiji tá trepando com a tábua. Essa menina parece até a Samara que fica assustando os outros, nada contra os gostos dele mais... puta merda né.
Fiz um gesto com as mãos, fiquei invísivel. Mas não ficaria por muito tempo, é temporário. Fiz o vento abrir a porta, entrei no quarto. Yuna tava completamente nua, e Reiji de pau duro, kkkkk namoral, é grande.
Ele fechou a porta, foi até a Yuna de novo e penetrou nela novamente. Nossa mano, vou vomitar!

                                     - Tá gostando desse castigo Yuna? Você é bem safadinha em...     - disse Reiji sexualmente pra ela. 

As estocadas ficaram mais fortes e eu vendo tudo aquilo. É como se fosse XVídeos só que ao vivo  '_'
Ela gemia por mais que nem uma puta dessas esquinas. Ele e ela chegaram ao ápice, os dois gozaram de tanta excitação, e eu tava tipo WTF  KKKKK?!

Eu tava quase morrendo de rir ali, é muito engraçado. Quando eu ia soltar uma risada, vi uma janela aberta. Eu me joguei dessa janela, quando eu iria cair no chão, me transformei... fiquei só com as asas de dragão mesmo porque eu tava com preguiça de me transformar em um, e voei. Quando eu estava longe do quarto eu começei a rir tipo muito alto. Eu não acreditava que eu tinha visto aquilo kkkk.

Tinha parado de chover e nessa hora acabou minha invisibilidade, não precisava mais. Fiquei voando por um tempo, parei no ar pra ver o Sol que já estava se pondo. Quando fui ver, eu já estava entre as nuvens, começei a voar por ali. Voei acima das nuvens, pegando aquela corrente de ar, depois desci em alta velocidade, como se fosse uma bomba caindo. Quando me aproximei do chão da mansão abri minhas asas, desacelerando a velocidade pra eu pousar ali.

Pousei e vi Laito vindo até mim, revirei os olhos. Não queria ve-lo.

                        

               

                     

                                     

                       

      


Notas Finais


Genteeee, to muito agradecida por chegar em 24 favoritos. Mutio OBG MESMOOOOO. ESPERO QUE ESTAJAM GOSTANDO DA FIC.♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...