História Diabolik Lovers - Meu Lost Eden - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 88
Palavras 1.631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Lembranças : Que?


                 Foxy POV ON

Puta merda, o que o Laito quer?

                       - Foxy, não vou ter mais filhos por sua culpa kacete.     - disse Laito, reclamando.        - Eu não sabia que você podia ter só as asas.

                      - Agora me chama de Foxy né?      - dou um tapa na cabeça dele, mas foi de leve.        - E sim, posso ficar só com as asas.   - faço minhas asas desaparecerem. Olhei Laito bem nos olhos.

                      
                      - E... quero que me chame de bitch-chan! Só você me chama assim.      - disse, enrrolando o cabelo de Laito com o meu dedo. Eu estava meio possesiva.

                     - Você tá bem?         - preguntou Laito, entendendo nada.

Nem eu sei o que tava acontecendo, fiquei drogada do nada!

                    - Não sei, to meio coisada!      - começei a rir do nada.

                    - Endoidou de vez.       - disse Laito assustado com aquilo.


Laito me pegou no colo, e eu continuava rindo.
Ele me levou pro seu quarto, me jogou na cama, se sentou do meu lado. Ele estava com um copo cheio de água.
Parei de rir, me sentei esperando ele me dar a água. Ele aproximava o copo na minha boca pra eu beber, mas quando chegou pertinho... ele jogou a água na minha cara.

                                     - Toma no seu cú, porra, sacanagem!       - fiquei puta.

                                    - Agora tem um motivo pra rir! Hahahaha      - riu Laito.

                                    - Porra, já caí num lago... tudo a ver com água. Quer saber?! Vou tomar um banho quente.    - me levantei da cama e fui pro banheiro.




Deixei ele lá sosinho rindo. Enquanto eu caminhava até o banheiro, senti uma fome que Meu Deus! Mas nem liguei.
Cheguei no banheiro, tirei a roupa, penteei o cabelo: lavar o cabelo também poque a vida não tá facil. Abri o chuveiro ( tinha uma banheira e um chuveiro, preferi o chuveiro mesmo)   e  começei a tomar banho.
Tava lá... limpando meus seios, meus cabelos ruivos, minha outras partes. Começo a sintir um enjoo seguido de uma tontura. Me apoei na parede pra não cair, depois começo a enchergar porra nenhuma. Estava tudo preto, fiquei cega por um momento, conseguia nem falar direito. Consegui pegar a toalha e me enrolar nela, ainda encostada na parede de onde estava o chuveiro.

                            - *Hum* ALGUÉM...EU TO PASSANDO MAL, ALGUÉM ME AJUda....     - não consegui gritar mais.


Cai, fiquei colada no chão, eu tava cega e sem forças.  Ouvi alguém correr até o banheiro, três pessoas.

                         - FOXY!!!     - gritou Shu.

                        - BITCH-CHAN!!!      - gritou Laito.

                        - COMPEITO!!!  - gritou Ayato.

Senti alguém me pegar no colo, acho que era Ayato.

                        - Vamos leva-la pro quarto da Yuna, ela não está lá agora.    - disse Ayato.

                        - Ayato???     - eu estava voltando a falar.

      

Parece que andamos alguns corredores, depois ele me jogou numa cama super fofinha.
Comecei a me mexer de novo, minha visão tinha voltado, o enjoo foi embora.

                    - *Tsc* minha pressão devia ter baixado! *Aih...* isso é horrível.        - disse. Eu já estava normal novamente, só um poquinho fraca.

                   - Está com fome não é?     - perguntou Ayato.

                  
                   - E ela disse que ia tomar banho quente!     - afirmou Ayato.

Shu e Ayato olharam pra Laito, com a cara tipo : O QUE ISSO TEM A VER, LAITO??? PARA DE FALAR MERDA.

                 - Deixa eu explicar gente. Minha pressão baixou por que eu estava com fome e também fui tomar banho quente, aí fudeo tudo né! Lógico que ia acontecer isso.     - disse.

Eu me toquei que eu estava de toalha ainda, com os cabelos molhados, odeio. A toalha quase estava se abrindo, quase mostrando as minhas partes de baixo, e eles nem me avisam, querem mais é ver mesmo. Pevertidos!

                  - Deixa eu colocar minhas roupas.     - me levantei da cama, os três ficaram me olhando passar pela porta.

Fui sem querer pro quarto de Ayato. Tirei minha toalha lá e começei a... ESPERA AÍ, ESQUECI DE PEGAR MINHAS ROUPAS. MAS QUE MERDA!!!
Me enrolei de novo na toalha, fui até o banheiro. A água do chuveiro ainda estava caindo, então eu fui e fechei. Peguei minhas roupas que estavam jogadas por ali e sai correndo sem querer de novo pro quarto do Ayato.
Tirei minha toalha e coloquei meu sutiã e minha calcinha. Nessa hora que eu ia colocar o resto da roupa, Ayato brota no quarto, deitado na cama. Fico com uma cara de assustada.

                    - Que susto Ayato! Parem de se teletransportar do nada!     - revirei os olhos. Coloquei minha blusa, eu estava só sem a saia.

                   - Oshi, cadê a saia...    - olho pra todos os lugares a procurando.

                  - Procurando por isso?      - Ayato balança minha saia que está em suas mãos.

                  
                 - Ayato, me da isso agora!   - me joguei em cima dele, tentando pegar a saia. Ele se levanta da cama, tento alcançar a saia mas ele esticava o braço pra cima e ele era mais alto que eu, eu não conseguia alcançar.

               - Ayato, me da!      - sentei na cama. Cruzei os braços e fiz bico.

              - Só te dou se você fazer uma coisa em troca...      - disse Ayato. Ele me olhou de canto, seguido de um sorriso pevertido, cheio de segundas intenções.

             - Não.      - disse, imitando uma criânça quando querem dar uma comida nojenta pra ela e elas negam. Então, eu na vida.

           

Do nada ele coloca a saia na minha cabeça, enchergo nada. Ele me deita na cama, tento o empurrar mas não consigo. E EU TAVA DEITADA DE TRÁS, ELE TAVA VENDO A CALCINHA ENFIADA NO MEU CÚ. 

            - *Hum...* isso vai ser muito bom...       - disse Ayato com uma voz sexy.


Ele tentava tirar minha calcinha mas eu não deixei. Tirei a saia da minha cabeça e me teletransportei pro outro lado do quarto.

              - PORRA, NÃO POSSO FICAR UM MINUTO NESSA CASA SEM SER ASSEDIADA!    - gritei de raiva.

         

Coloquei minha saia enquanto Ayato morria de rir na cama. Dei o dedo do meio pra ele mas continuava rindo.

              - Porra, mas também né. Você quis vir de toalha no MEU quarto?! Lógico que eu ia tentar alguma coisa.    - disse Ayato, olhando pra mim de cima pra baixo.

             - Não enche.      - disse, revirando os olhos.

Coloquei uma meia preta que vinha até um pouco acima do joelho. O resto da roupa eu sei lá, to meio que no foda-se aqui.

Sai do quarto, desci as escadas. Ok né, já tá na hora de sumir daqui. Quando estava na sala, vi Yuna lá. Shu, Laito e Kanato estavam chupando o sangue dela, ela estava meio que gritando de dor.

           - AI TAMBÉM QUERO, TO CHEIA DE SEDE!!!     -  disse. Corri até ela.

Kanato estava mordendo os pulsos dela, Shu o ombro, Laito a coxa.
Subi em cima dela, ficando em cima do seu colo e mordi o pescoço ( na frente sabe... pra doer mais ).

Chupamos tanto que a fizemos desmaiar.

             - Ótimo, me sinto até mais forte!     - disse. Lambi o sangue dela que ainda escorria pela minha boca.

             - Que bom que gostou!    - disse Reiji meio sarcasticamente. Ele brotou do nada no sofá.

            - Reiji, quero fazer as pazes com você. Mesmo depois daquela briga toda e tals! Quero ser sua amiga. Sei que você não vai aceitar, mas eu me considero sua amiga, por bem ou por mal.   - disse, com um sorriso sincero.

           - Tanto faz!      - disse Reiji, folheando um livro.

           - ÓTIMOOO!!!       - o abracei bem forte. Ele não entendeu o abraço.


Depois que me solto dele, ele pega o livro de novo.

                  - Vou embora gente, quem vai me dar um abraçooo????    - perguntei de braços abertos com um sorriso kawai no rosto.

                  - EU!      - respondeu Ayato, que estava descendo a escada. Correu até mim e me deu um belo de um abraço.

                  - EU!!!   - responderam Shu e Laito ao mesmo tempo. Shu conseguiu chegar primeiro.

                  - Até Shu!       - dei um abraço demorado.

                  - Até princesa!    - se despediu Shu.

                  - Minha vez   -  Laito empurrou Shu e me abraçou.

                  - Quero sentir seus seios.     - disse Laito no meu ouvido baixinho.

O empurrei seguindo de uma risada.

                    - QUE LAITO?     - ri muito.

                   - Ah, fala sério! Quem sentiu os seios da bitch-chan quando a abraçaram levanta a mão.      - disse Laito. O próprio levantou a mão. Depois Shu e Ayato.

     

Eu corei. Vão se fuder.

                   - Quero um abraço também!     - correu Kanato. Nem deu tempo de falar se eu iria querer o abraço dele ou não. Me abraçou na hora.

                   - Agora você me abraça?      - perguntei pra Kanato. Fiquei confusa.

                   - Sim!    - respondeu ainda me abraçando.

                   - Tá né!    - retribui.

         

Nos separamos:

                     - UHUU, SENTI TAMBÉM!!!!     - celebrou Kanato por sentir meus seios. Revirei os olhos.

                     - Bom, minha irmã deve estar com o Subaru. Vou pra casa, depois ela aparece lá. Me avisem se acontecer alguma coisa! E Shu, temos que visitar o Edgar um dia desses em.      - disse, já saindo da mansão.

                     - Tá, tá.    - respondeu Shu. Deu um sorrisinho.

                     - Fui!   -  sai logo da mansão, me teletransportando pra dentro da minha mansão e da minha irmã, só que ela não estava lá.

                     - *Tsc*, deve estar com o Subaru. Pelo menos ela tem mais juízo que eu.     - fui pra cozinha comer uma comida bem gostosa que tinha na geladeira.


Notas Finais


Uhhuuuuu genteeeeeee. Tá ai o cap, bjosssssssss seus lokooo!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...