História Diabolik Lovers - More Trouble - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~bipsycat

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz"
Tags Ação, Ayato Sakamaki, Diabolik Lovers, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Romance, Sakamaki, Shuu Sakamaki, Sobrenatural, Subaru Sakamaki
Exibições 64
Palavras 2.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Kodomo, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yey , gente aqui é a @AngelDiamonds e aqui está mais um capítulo.

Avisos
* Fanfic de nossa autoria
* Personagens Fictícios
* Esta Fanfic não é movida por comentários, mas os mesmos ajudam na motivação
* Plágio é crime
* Capítulo escrito por mim @AngelDiamonds
* Boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo dois


Capítulo dois

 

Enquanto os irmãos Sakamaki aproveitavam sua refeição, as três amigas se dirigiam ao quarto. Yumi resmungava algo, Miley enchia sua boca de Takoyaki, e Rose simplesmente parou no corredor chamando a atenção das outras.

– O que você...–  Miley não teve tempo de falar, então Rose começou a imitar os modos de Reiji.

– Seus modos são deploráveis. –  Resmunga Rose, fingindo desfilar no corredor. – Minha luvinha. –  Imita o modo do garoto tirar a luva. –  É falta de educação interromper… –  Sem conseguir terminar a frase todas caem no riso.

Porém uma voz as interrompe. Escorado na porta do quarto estava Raito, com um sorriso malicioso nos lábios, ele ria anasalado da cena que acabara de ver.

– Olha quem vemos aqui… – Murmura olhando em direção a Yumi. – É muito feio, tratar as pessoas assim Yumi. – Solta um risinho.

As bochechas de Yumi ficavam vermelhas de raiva, aquele garoto conseguia provoca-la de uma forma inimaginável.

– Quanto tempo irão ficar por aqui? Espero que tempo o bastante para nos divertimos. – Raito, comenta com um tom malicioso em voz.

– Não é da sua conta. – Afirma Yumi, se preparando para entrar no quarto.

Miley e Rose, conseguiram entrar no quarto, porém Yumi foi puxada por Raito que a manteve fora do quarto.

– Fica, por favor. –  Pede se aproximando da garota de cabelos escuros, que se manteve parada. – Seu cabelo é lindo. –  Elogia passando as mãos dentre os fios de cabelo de Yumi, que com raiva o empurra e adentra o quarto.

As garotas já arrumadas para dormir, não trocavam uma palavra se quer. Miley parecia pensativa em sua cama, Yumi estava emburrada olhando para o teto do quarto e Rose penteava o cabelo com os olhos fixos no espelho.

– Foi apenas eu, ou vocês acham esse lugar meio… Macabro? – Rose pergunta, se virando para as amigas.

– Eu tinha certeza de que não era uma boa ideia vir para cá. –  Miley, recorda. –  Agora estamos em uma mansão macabra, com seis garotos macabros e um dia macabro, que coincidência não?

–  Macabros não… Insuportáveis. –  Yumi afirma entredentes.

– Pensando bem, até que não são nada feios. –  Rose olha para o nada mordendo o lábio.

–  Podem não ser feios, mas e se forem algo a mais. – O comentário de Yumi, faz com que todas se calem.

–  Como o que? Entidades do mal, ou sugadores de sangue sedentos e sádicos? – Miley brinca, porém os olhos de Yumi se arregalam levemente e ela se cala.

– Boa noite. –  Yumi se cobre e fecha os olhos em uma tentativa de dormir.

As garotas “acordadas”, se encararam confusas e deram de ombros. Rose depois de um tempo se pôs a dormir, já Miley parecia inquieta em sua cama. Não passava da 01:00 da madrugada, quando Miley dá um pulo de sua cama com as mãos no estômago que roncava incessantemente.

– Yumi. – Chamava a amiga. – Ei Yumi, acorda eu quero comer. – Choramingava Miley.

Yumi virou-se com uma expressão tediosa.

– Vai comer, ué. – Yumi responde.

– O que? Sozinha? – Yumi assente com a pergunta de Miley. – Não, nem pensar, em hipótese alguma, vai que um desses Sakamaki me sequestra e…

– Dá para calar a boca? – Rose pergunta dando um soco na cama. – Vocês não sabem o que é dormir? Caso não saibam eu sei e gostaria de estar dormindo. – Resmunga.

– É que eu quero comer. – Miley diz com um olhar “triste”, fazendo Rose soltar um suspiro. – Mas eu não vou sozinha, vocês vão comigo, não é? – Yumi afirma com a cabeça e Miley sorri como uma criança. – Vamos!

A garota de cabelos e olhos azuis – Miley –, puxa as companheiras e corre para fora do quarto. Durante o trajeto, uma sensação estranha percorreu o corpo das garotas, como se estivessem sendo observadas. Assim que chegaram a cozinha, lá estava Ayato, o garoto ruivo de olhos verdes, realmente muito parecido com Raito. Miley assim que o viu, pareceu grunhir algo, então se dirigiu ao armário a procura de algo, mas ao ouvir uma das provocações de Ayato não exitou em responder. Yumi tentava manter Rose acordada, já que a mesma quase dormia em pé.

Roubando comida?- perguntou o outro garoto ruivo, Ayato, com frieza carregada em sua voz.

 – Se estivesse roubando não deixaria você ver- resmungou Miley abrindo a geladeira e procurando mais Takoyakis.

– Ei, pare de roubar MINHA comida!- exclamou Ayato, fechando a geladeira com um estrondo.

– Seu idiota! Seu nome nem está aqui!- protestou Miley- Ei, me ajudem suas vaquinha!

– Hã?- murmurou Rose quando caindo no chão, sua voz carregada de sono e cansaço.

– Como consegue dormir em pé?- perguntou Yumi segurando a garota, impedindo-a de cair.

– Humph, pelo menos não preciso pedir ajuda para lidar com criancinhas- murmuro Ayato com um sorriso debochados.

 – Aí, seu...seu...- Miley tentava formular uma contra-resposta.

 – Viado?- Yumi deu uma "mão" para a amiga.

 – Exato! Pegou a tinta que era para ser usada nas paredes e passou nesse cabelo ridículo!- exclamou.

– Dá para calar a boca? – Uma voz sonolenta ressoa, fazendo todos se calarem e olharem envolta.

Shuu estava sentado em um balcão perto da janela, como sempre mantinha seus fones de ouvido e um olhar calmo, porém uma voz “rude”. Rose ao vê-lo ali, despertou e ficou analisando o garoto, – Idêntico ao que estara na banheira com ela – ele tinha olhos azuis escuro completamente hipnotizantes e cabelos loiros, alto e com traços chamativos. Se eles eram irmãos, isso não parecia .Rose recorreu a ir ao seu lado, com um gesto pediu espaço no balcão e se sentou, se ousou em tirar um dos fones de ouvido do garoto – que deixou seu semblante confuso e irritado – e pôs-se a ouvir a música clássica que tocava.

Mas o sossego do lugar não durou muito, Miley voltou a brigar com Ayato, dessa vez a provocação vinha dela.

– Viu? Chamou os irmãozinhos para ajudar a brigar! Bebezinho! Aposto que veio procurar uma mamadeira para tomar!- gargalhou Miley. Yumi deu risadas baixinhas, Rose ficava resmungando algo sobre voltar para a cama, enquanto Shuu tentava tirar o fone dela.

Agora quem chegara foi Raito, com as bochechas coradas ao ver as meninas de pijama. Ele murmurava algo malicioso, enquanto olhava as garotas, que não se deram conta da situação.

– Do que você está falando, despeitada do caralh...- Ayato ia continuar, porém foi interrompido  por Shuu.

– O que você quer aqui?– Pergunta para Rose irritado.

– Eu que pergunto, o que você quer. Não está vendo que estou ouvindo música e tentando dormir? Vai para o lado, você tá me amassando, garoto. – Tentava empurrar Shuu.

– Eu cheguei primeiro, então saia você. – Afirma calmo.

– Não perguntei quem chegou primeiro, mandei você sair. – Quase grita.

– Fica quieta, não está vendo que quero dormir?

– Ah meu querido não é só você não, acha o que? Você não é o único do mundo, então mexe essa bunda para lá e me dá espaço.

– Por que eu faria isso? – Pergunta agora olhando para Rose.

Rose suspirou e fechou o punho. Miley agora assistia a briga enquanto mastigava algo, parecia encantada, como se visse um filme. Yumi ria descontroladamente e escandalosamente alto.

– Porque...– Antes que respondesse, Reiji chegou para interrompe-la.

– Seus modos são deploráveis- Reiji falou com frieza- Parem de causar confusão e voltem aos seus respectivos quartos!

– Melhor lá do que com uma mal-humorado desses. – Rose bufou e saiu da cozinha.– Vamos embora amanhã mesmo. – Resmunga baixo, com a esperança de que ninguém indesejável ouvisse.

Ayato lançou um olhar frio para Miley, que soltou um beijo no ar para ele e se retirou da cozinha juntamente com Yumi. Algumas palavras puderam ser ouvidas quando elas saíram como: “Excitado”, vindo de Raito e uma risada dos outros, menos Reiji que certamente se mantinha impecável.  Ao chegar no quartos, as garotas jogaram-se na cama e adormeceram, após longos minutos.

Na manhã seguinte, logo cedo elas estavam a arrumar as malas. Yumi organizava os últimos detalhes, quando Kanato entrou no quarto com seu amado Teddy.

– O que está fazendo? – Kanato pergunta, inclinando a cabeça meio confuso.

– Arrumando as malas para irmos embora.

– Vocês não gostam de mim? É por isso que vão embora? O que fazemos para agradar vocês? Por favor não vão. – A voz de Kanato vacilou no final.

– Não é isso… – Yumi tentava se explicar.

– Kanato. – Se apresentou. – Esse é o Teddy. – Mostrou o urso.

– Olá Teddy.– Cumprimenta o urso.

Kanato fecha a feição e se vira para sair.

– Não fale com ele, pois é apenas meu. – Kanato avisa antes de sair.

Yumi se cala e volta fazer as malas, porém é interrompida de novo. Raito aparece debruçado em sua cama.

– Onde pensa que vai? – Raito pergunta curioso.

– Não é óbvio? Vamos embora. – Rose responde seca, saindo do banheiro.

As garotas pegam as malas e vão em direção a porta, mas Raito se põe a frente.

– Antes de fazermos uma festinha? – Pergunta o ruivo.

Rose morde o lábio inferior, mas logo afasta os pensamento de sua cabeça. Yumi fica vermelha.

– Dá para sair da frente, ou está difícil? – Pergunta Yumi.

– Sabe, se vocês me derem um beijo...– Sugere, mas acaba recebendo um soco na barriga.– V-vocês não irão embora. – Diz em gemidos.

As amigas saem do quarto e vão em direção a saída. No jardim onde no dia anterior estava o carro de Yumi, havia apenas destroços de um automóvel sem rodas, motor, janelas ou para choque, a forma do carro estava totalmente amassada e pintada. Um grito agudo soou das garotas, fazendo com que os Sakamaki aparecessem.

– O que aconteceu aqui? – Ayato perguntou sínico.

Miley pegou uma peça do carro e arremessou na direção de Ayato, mas não o acertou, apenas causou risos. Yumi começou a gritar e praguejar a todos, ameaçava bater nos meninos. Rose que chutava o carro com raiva, parou e voltou-se para os meninos.

– A pergunta certa é o que vocês fizeram?– Grita desesperada.

– É feio acusar os outros sem saber. – Subaru, comenta, atraindo a raiva das meninas.

– É feio acusar? E o que me diz de destruir o nosso carro.

– Meu carro. – Miley comenta tossindo.

– Seu carro? Que seu carro o que? Eu que dirijo. Ele é meu. – Yumi corrige.

– Sua voz é extremamente irritante. – Subaru, se refere a Rose.

– O que?! – Grita e tenta ir até ele, mas as amigas seguram-na. – Me soltem, eu vou… eu vou… Eu não segurei vocês quando quiseram bater neles, agora me soltem. – Fazia birra.

Rose se voltou para o carro e começou a andar em volta dele. Miley, ainda tentava acertar coisas em Ayato e Yumi pensava.

– E agora, como iremos para casa? As férias de Natal, tecnicamente já acabaram. Onde iremos ficar? – Se perguntava cada vez mais desesperada.

– O Teddy, concorda que vocês fiquem aqui. – Kanato comenta.

Os meninos se entreolham e sorriem.

– Não é educado deixar, damas ao vento. Então sejam bem-vindas, ficarão aqui o tempo que desejarem. – Reiji afirma.

– Ou por quanto tempo nós quisermos. – Raito sussurra.

As meninas respiram fundo, sem saída aceitam ficar. Desta vez cada uma, segue para um quarto diferente, todas com o intuito de desfazer as malas.

– Eu avisei, que vocês não iriam embora. – Raito aparece ao lado de Yumi, rindo.

A garota tenta ignora-lo, enquanto mesmo fala coisas maldosas. Ao perceber que estava sendo totalmente ignorado, saiu, mas antes avisou que o café já estaria na mesa.

– Pronta? – Rose e Miley, perguntam ao entrar no quarto de Yumi.

– Sim.

– Ata, achei que teria de morrer de fome. – Miley reclama e sai em passos rápidas para a sala de jantar.

As garotas apostavam uma corrida até o local, porém a corrida chegou ao fim. Yumi acabou por esbarrar e derrubar Rose da escada, com o enorme estrondo, todos apareceram à frente da escada principal. O mundo parecia ter parado de girar, Miley estava estática mesmo que quisesse achar graça da cena. Rose estava sentada na ponta da escada com as mãos no joelho, totalmente ralado e ensanguentado, a garota não aprecia sentir dor, mas estava assustada.

A dona dos cabelos brancos, lançou um olhar para Yumi, que estava com os olhos brilhando parecendo que estava sedenta à algo e escondia sua boca com as mãos, seus olhos estavam fixos no machucado de Rose, que logo mudou de direção o olhar. Seu olhar pousos nos garotos a sua frente, eles carregavam um sorriso maldoso nos lábios, olhos brilhantes e sádicos. Os olhos deles não desviavam um segundo se quer do sangue, alguns até humedeceram os lábios e puseram-se a aproximar da garota...

 


Notas Finais


YEY! E CHEGOU AO FIM NOSSO CAPÍTULO, BOM É ISSO ESPERO QUE TENHAM GOSTADO! ATÉ A PRÓXIMA GENTE.

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...