História Diabolik Lovers - Preferências, Imagines e Cenários. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki
Tags Cansei Da Vida, Diabolik Lovers, Irmãos Sakamaki, Reiji, Trouxa
Exibições 232
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Meh~~~~~
Hey, hey, você sabem, quando você decepciona com uma fanfic, você faz oque? ISSO MESMO, cê cria outra XD pra ser mais trouxa ainda. ^^
De qualquer forma, Informações básicas aqui e agora:
Eu coloquei ALGUMAS coisinhas fixas, como cor favorita ou comida, nada que vá atrapalhar de verdade a leitura.
eu sempre leio essas fanfics de preferências, cenários e imagines com fanfics em inglês, raramente eu vejo alguma em português, então, vrá lá veio a ideia. Não me acusem de plágio, isso não é plágio XD é inspiração.
De qualquer forma, se divirta ^^

Capítulo 1 - Como vocês se conheceram.


Fanfic / Fanfiction Diabolik Lovers - Preferências, Imagines e Cenários. - Capítulo 1 - Como vocês se conheceram.

Informações prévias e importantes:

S/N: Seu nome, (Porém, eu não vou usar isso, eu vou colocar uma linha, e aonde essa linha estiver, é o seu nome.) 

Shuu:

- A garota pulava pelos corredores, era nova na escola e assim que ouviu falar que havia uma sala de música, ela literalmente começou a pular em direção a mesma, não dando a minima se quando estavam falando da dita sala era por que estavam cochicando sobre o garoto que se achava o dono dela. A paixão da                   era a música de fato, os instrumentos, o fato de poder dar sentimentos a alguém somente com os sons, era algo que ela achava magnífico. Então quando a                   chegou até a tal sala, entrou e deu de cara com os mais diversos instrumentos, pegou o violão, pegou o violino, tocou no piano, soprou a flauta, batucou a bateria. E teria feito mais se não tivesse sido interrompida por um loiro preguiçoso que entrou na sala, e como se ela nem estive ali, se jogou em algum canto caindo no sono, ela logo associou o "Dono da sala" ao garoto loiro. Ela o ignorou e voltou a tocar alguns acordes na guitarra que, agora, tinha em mãos.

Reiji:

                 Tinha um sério problema de atenção, não, ela até prestava atenção mas Somente no que  ela queria. E isso estava causando alguns acidentes já que ela insistia em andar com um livro enfiado na cara enquanto descia as escadas, não era bem culpa dela, ela estava estudando, não era muito boa em ciências ou em biologia, ou química. (A/N: Desculpe-me se você é boa em alguma dessas matérias , mas é aquilo, contexto. hehe) Precisava tirar notas mais altas nas tais matérias, algo que estava fazendo ela sempre ter algum livro sobre isso em mãos. Ela suspirou, tinha tropicado pela quarta vez descendo a escada e dessa vez quase caiu, tirou os olhos do livro e começou a andar mais rápido, tinha aula de química agora, bufou em derrota e seguiu até a sala. Estava 2 minutos atrasada, e de preferência preferia ter ficado fora dessa aula, o professor logo a colocou de dupla com o segundo Sakamaki mais velho, Reiji, o sorriso dela cresceu, a nota dela com certeza seria exemplar.

Ayato: 

- A                    e o Ayato, se conheceram assim que ele entrou na escola, ambos eram irônicos e brincalhões, algo que dava muita dor de cabeça para os mais diversos professores, no começo eles não se falavam muito, porém com o passar do tempo cada vez mais eles iam se aproximando, sempre tiveram o prazer de incomodar a vida um do outro a qualquer hora e lugar, sendo sempre cheios de brincadeiras. Tudo neles eram iguais -ou quase- tinham o mesmo sorriso irônico, o mesmo jeito de ser cheio de si mesmo, o mesmo modo arrogante e ignorante de tratar as pessoas, e eram quase nula as pessoas que os aguentavam sem reclamar deles o tempo todo. Se dois opostos se atraem, veja na matemática. Menos e menos igual a mais.

Laito:

A menina suspirou mais uma vez, era a 3º vez que um garoto estava se confessando pra ela, não na semana ou mês mas sim no dia, ela era no minimo "Requisitada" digamos assim, o nome                      andava por muitos locais e bocas. Ela sempre recebia declarações e estava sempre recebendo confissões dos mais diversos tipos de garotos, desdo dos mais bonitos e desejados aos nerds desajeitados. , Até tinha sentido ela ser tão "famosa", inteligente, rica, bonita, interessante, ela tinha tudo, estava no topo da cadeia alimentar. Apesar de que estava cansada de ter que lidar com esses babacas que corriam atrás dela, e do que ela precisava pra se livrar disso, vocês se perguntam? Exatamente, um namorado falso! (A/N: E aqui nós temos as melhores soluções para os seus problemas.) Seria um agrado se um menino de chapéu caísse do céu para ajudar a menina, bom, não foi exatamente oque aconteceu, porém quando ele literalmente foi empurrado, por um grupo de garotas que gritavam "TARADO!" , até cair aos pés dela, novamente, literalmente, ela achou o garoto que a ajudaria.

Kanato:

                 Tinha uma estranha fixação por bichos de pelúcia, ela tinha de tudo, tudo mesmo, todos os bichos que você poderia imaginar, ela tinha, porém o que ela mais amava era um coelho, preto e cinza, que sua avó tinha dado á ela,                    Sempre carrega ele consigo. A garota pretendia colecionar mais bichos de pelúcia ainda, a estranha fixação dela fez ela ir até o Kanato para olhar o tão amado amigo dele, Teddy. O tapa-olho dele, pra                   , era a coisa mais fofa que existia, a roupinha dele então. Ela ficou feliz por conhecer alguém que tratava tão bem um bicho de pelúcia, eles eram como amigos! Claramente o Kanato havia ficado extremamente --E estranhamente--  Feliz por conhecer alguém como a garota. 

Suruba ~~Subaru~~:

- Sentada no banco da diretoria com a feição completamente fechada, tinha ido pra diretoria, por quê? Simplesmente pois socou um menino que tocou na bunda dela, ele tinha tentado passar a mão nela! Queriam que ela fizesse oque? Sorrir e rir? Ela nem conhecia o garoto! Ele mereceu! Bem, não era a primeira vez que isso acontecia com a                          , era normal ela perder a paciência com alguém e acabar ali, mas dessa vez era INJUSTO. Ela só tinha machucado ele um pouco, nada de mais, era só um olho inchado e um nariz sangrando, repetindo, nada de mais, logo alguns minutos depois, um garoto albino com olhos magenta chegou e sentou-se com uma cadeira de distância perto dela, algo não muito incomum também, ele também era mandado pra lá com certa frequência, Subaru Sakamaki , esse era o nome do garoto, eles só tinham trocado poucas palavras, nada muito grande.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Notas Finais


Bom , oque vocês acharam? Gostaram? Querem que eu continue?
Bom, favoritem e comentem! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...