História Diabolik Lovers - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 83
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Subaru Sakamaki


Fanfic / Fanfiction Diabolik Lovers - Capítulo 5 - Subaru Sakamaki

Acordei um pouco cedo demais para ir à escola, então arrumei  minha cama e fui tomar banho e coloquei meu uniforme normal, então  aproveitei e foi pegar algumas rosas para decora meu quarto  

Então fiquei escolhendo algumas rosas vermelhas

- acho que vou pega  algumas rosas brancas - falei para mim mesmo me levantando  e indo para o campo de rosas brancos 

Me sentei pegando algumas rosa brancos  que ficou muito belas com a outras rosas vermelhas, quando eu ia  pegar outra rosa acabei e espetando com um dos espinhos 

- você acabou ser machucando garota - chega o Subaru me assustando um pouco pegando meu pulso  olhando minha mão de perto, então ele deu uma lambida me fazendo recolher minha mão

- Subaru-kun, o que você quer ? - perguntei pegando as flores vendo ele cruzar os braços com um olhar diferente meio distante

- você ser arrepende ? - pergunta ele me olhando sério, fiquei um pouco confusa com a pergunta que fez ele  suspira -  de não te  fugido

- bem, eu….Não, eu não me arrependo disso  - falei olhando pro lado, então ele chega perto de mim, ele me pegou afastando meu uniforme dando uma mordida    sugando meu sangue


- por que ? Somos monstros que apenas usamos humanos com uma simples e patética fonte de alimento - fala ele enquanto mordia meu ombro me fazendo  dar um gemido de dor


- não….nem todos são monstros - falei segurando  com firmeza sua blusa, ele deu uma risada baixa

- quem não são então ? - pergunta ele me olhando nos olhos enquanto me segurava, eu já sentia uma tontura e minha visão começando a  escurece

- você -   falei vendo sua cara de surpresa com minha reposta - eu não acho que você seja um monstro

Então tudo ficou escuro, eu tinha desmaiado, eu acordei em minha cama, olhei pro lado no relógio que ficava no meu criado mudo e já tinha passado 2 horas, do horário normal da escola, me levantei assustada

- fiquei deitada, garota -  ouvi a voz de Subaru olhei para trás vendo o mesmo encostado na parede de olhos fechados - falei pro Reiji que iria falta hoje  por conta que tomei muito seu sangue

- obrigada Subaru-kun - falei  então notei que as flores que tinha recolhido estavam em um vaso de cor azul muito lindo, em cima do outro criado - as flores

- eram aqui que você as queria, não ? - pergunta ele me olhando e apenas assenti agradecendo - era verdade aquilo que me falou no jardim  ?

- por que quer sabe ? - perguntei vendo ele fica com raiva

- odeio quando me respondam com outra pergunta - fala ele  quebrando um pouco a parede do  meu quarto com o punho - me responda adequadamente

O olhei ficando um pouco vermelha

- era verdade, eu não acho você um monstro, você é diferente eu sinto isso, foi por isso que fiquei - falei de uma vez,  com muito  vergonha fechando meus olhos, esperando  uma risada ou ele ir embora e me deixa  sozinha

Mas isso não aconteceu, sinto sua mão no meu rosto, me fazendo abri os olhos vendo ele com uma expressão serena enquanto ele fazia um carinho

- não sou bom em demonstra qualquer tipo de sentimento - fala ele sério - mas eu não te odeio

Então ele dar um selinho rápido que me fez fica vermelha  mas logo dei um sorriso para ele, que olhar pro lado com muito vergonha, então ele ser levanta  virando de costas para mim

- pegue suas coisas, você irá dormi no meu quarto agora - fala ele com os braço cruzados sem me olhar


- por que ? - perguntei me levantando chegando um pouco perto dele

- simples,  não vou dividi você garota e saiba que será impossível tenta fugir de mim - fala ele dando um sorriso, eu logo sorri concordando abraçando ele por trás  - vamos sair um pouco

Fala ele  e concordei,  troquei de roupa rápido e fui para a saída da mansão, Subaru já estava lá me esperando, então começamos a andar um pouco em silêncio até chega no parque na qual não tinha  ninguém, nos sentamos no balanço

- Subaru-kun por que você me deu aquela adaga ? - perguntei vendo ele que estava olhando pro céu nublado, ele demorou um pouco mas logo me respondeu

- você estava infeliz  e parecia deprimida, me lembrou minha mãe  - fala ele sem me olhar - ela era a mais belas das vampiras todos a chamavam de rosa branca, meu maldito pai a sequestrou a forçando a casar com ele e tendo um filho

Ele falou com uma voz bem triste, fiquei em silêncio o olhando continua

- ela foi trancada em uma torre para nunca fugir, ela era muito infeliz e deprimida e ela guardou aquela adaga para que eu matasse a pessoa que a tornou  infeliz  mas nunca consegui e quando te vi com mesmo olhar dela eu tinha que dar a adaga para você ser protege - falou ele finalmente ele me olhou - você ainda é infeliz Yui ?

- no início sim, eu era infeliz, infeliz de não sabe o por que tinham me enviado aqui, infeliz por não entende - fala sincera vendo ele que ficou em silêncio - mas quando te conheci e aos pouco te entender, eu fiquei feliz por não me senti  tão sozinha

Falei sorrindo para ele, que me dar um sorriso

- pode me dar a adaga ? - pergunta ele estendendo a mão para perto de mim, mesmo eu sem entende o dei a adaga que sempre carrego comigo

- por que  ?

- por duas simples razões , a primeira que vou cumpri a promessa que fiz com minha mãe e a segunda que agora em diante eu que vou te proteger de qualquer coisa - fala ele estão me levantei do meu lugar ficando na sua frente, segurei seu rosto com minhas mãos e me abaixei para dr um beijo mas formos interrompidos  com uma forte chuva que caiu sobre nós de repente

- drogas vamos - fala ele me pegando no colo e rapidamente chegamos num lugar seco, ele me pós no chão, nos dois já estávamos ensopados - ei garota, você acha mesmo que esqueci

Fala ele me beijando, ele agarrou minha cintura com firmeza enquanto pedia a permissão  para por a língua e eu aceito agarrado seus cabelos brancos, aprofundando o beijo, quando paramos ele me olhou  com um sorriso malicioso

- você está  muito ensopada Yui,  você pode fica doente - fala ele pegando minha blusa e a subindo tirando e jogando num canto qualquer - e também está um pouco gelado, irei  te esquenta  rapidamente


Um belo dia de chuva com pétalas brancas



Continua


Notas Finais


Pessoas muito obrigada, pelos comentários

É boa leitura


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...