História Diabolik Lovers: A Vida Complicada dos "Anjos" - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Exibições 53
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um cap. Espero que gostem, mas certamente vocês vão me apedrejar, esfaquear ou slá

Capítulo 26 - Você não precisa mais de mim


Eu(Ay): peraí, se ele escutou tudo então quer dizer que ele escutou sobre o desejo que eu fiz....que beleza- sintam a irônia- maravilha, ótimo, plano perfeito Ayame!!! Plano perfeito- escuto alguém bater na porta- entra- e a porta foi aberta, e então a criatura divina com nome de Naruse Kakeru entrou (inner: nããããoooo Ayame, foi o Ayato, não tá vendo os cabelos ruivos e os olhos verdes/ Ay: tá, deu né? Chega)
Kakeru: só vim ver se está tudo bem- fala sem graça- é que eu escutei você falando alguma coisa
Eu(Ay): ah, é que eu pensei alto, nada de mais *sorri*
Kakeru: hm, posso te fazer uma pergunta?
Eu(Ay): claro (pensamento: esperoquenãosejasobreodesejoesperoquenãosejasobreodesejo)
Kakeru: o que aconteceu lá na praça, exatamente?- AGORA FUDEU MAIS AINDA, O DESEJO TINHA COMO EXPLICAR, MAS ISSO? ISSO É INEXPLICAVEL, É IMPOSSÍVEL DE EXPLICAR....
Eu(Ay): ahahahahaha, na praça? Hm, bom, você desmaiou e bateu a cabeça, aí eu levei você pro hospital- (Anny-Chan: mentirosa/ Ay: você que tá escrevendo/ Anny-Chan: verdade)
Kakeru: e por que eu vi a sua mãe e a sua irmã? E quem é Ruki?- F.U.D.E.U P.U.T.A.Q.U.E.P.A.R.I.U
Eu(Ay): ahhh eu esqueci de falar, você ficou com febre e começou a delirar no meio do caminho para o hospital
Kakeru: espero não ter dado tanto trabalho- fala meio triste
Eu(Ay): não deu trabalho algum, eu gosto de cuidar das pessoas que eu amo
Kakeru: me ama mesmo?
Eu(Ay): eu já falei que sempre vou te amar, e não me faça repetir!
Kakeru: vou sim
Eu(Ay): é? Como?
Kakeru: assim- ele se aproxima de mim, me abraça pela cintura e me beija, mas que atrevimento (Anny-Chan: isso não é nada perto de pular em cima da pessoa que tu gosta e encher ela a beijos/ Manu: autora-chan mandando indiretas/ Anny-Chan: nãããooo, só estou falando que o que o Kakeru fez, não é nada comparado a certos atos/ Elenco: mentirosa/ Anny-Chan: a conversa não chego aos va...amores de pessoas que vocês são/ Elenco: awwnn) ele para de me beijar e fica me olhando
Eu(Ay): *faz cara de emburrada* precisava disso? Era só pedir por favor
Kakeru: sério? *sorri* imaginei que você não iria repetir por nada nesse mundo
Eu(Ay): *cora* hum, e-eu acho que tem alguém na porta, vou atender e já volto
Kakeru: você não tem jeito mesmo né?
Eu(Ay): você sabe que não- saio do quarto e vou atender a porta, quando atendo vejo Laito com uma mini-mala que não é minha- essa mala não é minha
Laito: eu sei, isso é da Manu ela mandou eu pegar a mala
Eu(Ay): -_- a Manu não tem mini-mala
Laito: tá bom, tá bom ela mando eu comprar a mala e umas roupas pra você
Eu(Ay): filha da mãe!
Laito: são apenas roupas normais, mas eu...-sorri amarelo- esqueci de comprar o pijama
Eu(Ay): você o que, Laito?
Laito: esqueci de comprar o pijama
Eu(Ay): eu mereço, tá bom, arigato
Laito: de nada Me-chan
Eu(Ay): bye bye Laito- fecho a porta,vou pra sala e encontro o Kakeru quase dormindo no sofá, é pelo visto eu demorei, ain Kami ele parece um anjo, ele não parece, ele É um anjo, o meu anjinho, me dá uma pena de acordar ele, mas eu gostaria de saber onde eu vou dormir, balancei ele de leve e o chamei- Kakeru, acorda....- ele se mexeu um pouquinho
Kakeru: só mais cinco minutinhos
Eu(Ay): cinco?
Kakeru: é
Eu(Ay): eu sei que você tá acordado e senão se levantar eu pulo em cima de você
Kakeru: acordei
Eu(Ay): tenho uma boa e uma má notícia, qual você quer ouvir primeiro?
Kakeru: a má
Eu(Ay): o Laito não trouxe meu pijama e a boa notícia é que ele pelo menos trouxe minhas roupas, na verdade a Manu mandou o Laito comprar roupas pra mim e eu tô até com medo de olhar que tipo de roupas ele comprou
Kakeru: por que?
Eu(Ay): o Laito é um pervertido de carteirinha! Só isso
Kakeru: quer que eu veja que tipo de roupas ele comprou?
Eu(Ay): hai, bom enquanto isso eu vou ligar pra Manu, tá?
Kakeru: tá- me levanto e vou pra cozinha, verifico meu celular e vejo uma mensagem de um número privado, abro a mensagem e começo a ler
       -mensagem on-
Oi querida,
Quero dizer que estou com muitas saudades da minha florzinha sangrenta, lembra quando faziamos algumas maldades com as pessoas? Estou com saudade desse tempo, até mais lindinha...
      Ass: seu amor
    -mensagem off-
Por Kami, mas como? Eu mudei de número!! Não tinha como ele descobrir, bom eu vo liga pra Manu
    -ligação on-
Eu(Ay): Manuelly Lopes da Silva
Manu: vish, o que que eu fiz?
Eu(Ay): acho que nada, mas me diz uma coisa, tu coloco o meu uniforme na mala?
Manu:....claaaro né? Não so bocaberta!
Eu(Ay): tem certeza?
Manu: hai
Eu(Ay): hum, lembrei de uma coisa
Manu: o que?
Eu(Ay): tinha uma mensagem no meu cell de um número privado
Manu: e?
Eu(Ay): eu tenho ideia de quem seja e tô com medo de acreditar nisso
Manu: será que...?
Eu(Ay): provavelmente
Manu: meu Kami, você tem que tomar cuidado isso sim!
Eu(Ay): eu seeeiii, mas eu não tô com medo do que possa me acontecer porque afinal eu sou a flor sangrenta, ugh. Odeio falar isso mas é verdade! Eu me preocupo mesmo é com Kakeru, eu não tenho coragem de contar essas coisas a ele
Manu: mas você precisa
Eu(Ay): eu sei, bom, arigato pelas roupas e pela mala, bye bye Manu
Manu: bye bye Ay
      -ligação off-
Dou um suspiro um pouco cansada
Kakeru: o que você tem medo de contar?
Eu(Ay): coisas desnessárias, pensamentos sem sentido...
Kakeru: está mentindo!
Eu(Ay): não é mentira é a mais pura verdade, eu nunca mentiria pra você
Kakeru: mas está! Por que não confia em mim?
Eu(Ay): eu confio em você!
Kakeru: então por que não me contou que você matou sua irmã e sua mãe?
Eu(Ay): tu tá é desvairado guri...eu matando pessoas? Tá me zoando? Eu já disse que você teve febre e começou a delirar!
Kakeru: mentirosa
Eu(Ay): EU NÃO TÔ MENTINDO!!
Kakeru: pare de mentir pra si mesma!
Eu(Ay): pelo que eu vi você está muito bem! Não precisa de mim, eu vou embora, e se acha que estou mentindo não fale nunca mais comigo,porque certas coisas nós fazemos pelo bem dos outros!- passei por ele, peguei a mala e sai daquele lugar
    -Na mansão- (Manu pov's on)
Eu(Manu): e agora Manuelly?? O que tu vai faze?? Ainda não está na hora disso acontecer!!
Laito: falando sozinha?
Eu(Manu): não, eu tava falando com meu amiguinho imaginário, então eu não tava falando sozinha
Laito: então sobre o que estava falando?
Eu(Manu): umas treta aí, que vão acontecer, mas eu não sei como impedir
Laito: você vai conseguir, todos confiam em você e sabem do que você é capaz
Eu(Manu): obrigado Laito-kun
Laito: de nada
(Manu pov's off) -no Brasil-
???: pra onde minha Onee-Sama foi?...


Notas Finais


POR FAVOR NÃO ME MATEM, ONEGAI...
Brinks, mas espero que tenham gostado e bem eu não gostei muito de escrever aquela parte da briga da Ay e do Kakeru, pq né? Eles foram feitos um pro outro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...