História Diabolik lovers: Apenas um motivo (Interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Personagens Originais
Exibições 89
Palavras 4.452
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey galera!

Desculpa ter demorado, vou explicar o porquê, senta que lá vem a história...
Bom eu escrevi esse capítulo e quando terminei fiquei feliz da vida, PORÉM... na hora em que ia clicar em enviar
A...
LUZ...
CAI...
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH Que ódio! E o pior, eu não tinha salvado a história em nenhum lugar, veja que retardada essa menina, então eu perdi a história e a capa, que por mais simples que pareça deu trabalho, fiquei puta da vida, queria matar todo o mundo, sério, se alguém tivesse comigo naquela hora, eu teria estapeado ela!
O outro motivo foi que eu precisei aprofundar a história da protagonistas, aquilo lá na ficha é o resumo do resumo da vida delas :P
Mas acho que isso foi meio que um ponto positivo, pois eu pude melhorar um pouco a história

Eu não sei descrever roupas, por isso, elas estão usando a roupa 1, ou o primeiro link que vocês deixaram

Desculpe se as personagens estão mal-interpretadas, se errei em alguma coisa e etc... (E os erros ortográficos principalmente ¬¬)

E sobre a capa, não reclamem tipo "Ai que o espaço da fulana ta 0,00001 mm mais grande que o meu" Eu fiz na louca ta? As linhas estão desordenhadas!
Só isso..
Boa leitura^^

Capítulo 3 - Noivas de sacrifícios


Fanfic / Fanfiction Diabolik lovers: Apenas um motivo (Interativa) - Capítulo 3 - Noivas de sacrifícios

Eram 03:00 da manhã e duas garotas esperavam na porta, uma se chamava Lysandra, tinha cabelos longos e verdes olhos da mesma cor, usava uma camisa/vestido (N/A: Eu realmente não sei o nome disso) um shorts curto com uma meia-calça preta, e uma bota com salto. Já a outra havia cabelos branco presos em duas maria chiquinhas, olhos azuis,seu nome é Katherine, usava uma camisa que ficava folgada na mesma, listrada com branco e cinza e shorts preto.

As duas já haviam batido na porta uma vez e como ninguém atendia estavam ficando impacientes, Lysandra se virou para a albina e viu que a mesma estava esfregando a sola de seu sapato no chão.

"Aconteceu alguma coisa?" Perguntou preocupada

"Não é nada demais só que..."

"Só que?"

"Lembra no táxi que eu resolvi tirar o sapato para tirar uma farpa do pé?" Ela se sentou na escada

"Lembro e daí?"

"Daí que um maldito mosquito me picou!" Falou com lágrimas nos olhos "Tá coçando MUITO!!!!"

"Nossa! Espera que eu vou bater na porta de novo!" Lysandra se virou de novo e começou a bater mais forte na porta, quando se virou Katherine já havia retirado o calçado e estava raspando suas unhas na sola do pé

"Que alívio!" Lysandra se aproximou mais para ver a picada, que estava vermelha e inchada

"Meu Deus! Olha o tamanho disso! NÃO COCE! Vai formar uma bolha!" Lysandra tentou impedir à Katherine, mas a mesma a ignorou, a esverdeada retirou imediatamente a mão da albina.

"NÃO! Ta coçando muito! Eu vou arquear com as consequências depois!"

E as duas começaram uma pequena briga, Lysandra tentava tirar a mão de Katherine de seu pé, pois a picada estava ficando roxa, de tão forte que ela estava coçando, quando a porta se abre aparece uma menina baixinha, cabelos verde-água soltos e bagunçados olhos azul claro, estava de pijama que era uma camisola e shorts roxos, um casaco amarelo com orelhas de gato, ela olhou para as meninas e sorriu

"Olá! Perdoem a demora!" Ela falou dando espaço para as duas passarem, Lysandra se levantou e Katherine colocou o sapato de volta, ambas entraram na mansão "Meu nome é Hikari! Vocês devem ser Lysandra e Katherine, certo?"

"Sim" Katherine respondeu "Como você sabe nossos nomes?"

"Me contaram que duas garotas seriam as primeiras à chegar, vi as imagens de vocês antes!" Hikari às guiou até a sala, onde as deixou sentada no sofá "Eu preciso me trocar, desci com tanta pressa que me esqueci desse detalhe!"

Quando a esverdeada ia começar a subir os degraus, Lysandra a chamou "Eles estão em casa?"

"Estão, mas por algum motivo, recusaram à atende-las..." Ela suspirou e voltou a subir as escadas

Passou alguns minutos e as duas garotas permaneciam em silêncio, elas olhavam a enorme mansão a sala já era enorme, imaginavam como seriam os outros cômodos da casa.

"Ei Katherine!" Lysandra se levantou "Vamos conhecer a casa?"

"Mas a Hikari não disse para esperamos ela?" Respondeu preocupada

"Ela vai entender, só alguns minutos, nada de ruim pode acontecer" Katherine suspirou mas acabou concordando com a mesma, seguiram diferentes direções, pois queriam visitar lugares diferentes

 

 

Lysandra estava na biblioteca, estava interessada nos tipos de livros que haveria dentro dela, e minha nossa, era variedades deles que existiam, olhava título por título, achando que os Sakamakis não iriam se importar se um ou dois livros saíssem do lugar.

"Caramba! Quantos livros!" Todos estavam velhos pareciam não haviam sido tocados há anos

Quando passando por uma estante cujo o tema dos livros era romance, sentiu a presença de mais alguém e quando se virou deu-se de cara com um homem, olhos dourados e cabelos longos, roxos com algumas mexas mais escuras nas pontas, ele encarava Lysandra nos olhos e a mesma se demonstrava assustada.

Ele deu um passo na direção dela "Você é uma noiva certo?" Os homem falou quase em um sussurro e se aproximou mais da garota 

"Quem é você?" Perguntou e quando sentiu o homem se aproximar mais ainda dela, fechou os olhos e esperou pelo pior, o que não aconteceu, não havia mais ninguém além dela, suspirou aliviada concluindo que não era seguro andar por aí sozinha, nem por um minuto...

 

 

Katherine decidiu ir para a cozinha tomar um pouco de café, estava com muito sono, não conseguia dormir com movimento ou quando estava ansiosa demais, o café a ajudava para se manter acordada e não desmaiar no chão, chegou lá e se deparou com a cafeteira, já pronta com café quente, os olhos de Katherine rapidamente ficaram iluminados 

"CAFÉÉÉÉÉÉÉÉ!" Gritava enquanto ia em direção ao líquido quente "Meu amor, minha vida! Que saudades eu estava!" se cerimônias a albina pegou uma xícara enchendo-a, quando sentiu alguém agarra-la pelas costa.

Ele segurava a sua cintura enquanto cheirava a sua nuca, Katherine permanecia imóvel "Eh? Quer dizer que você é uma das noivas" Ela o ouviu dar uma pequena risada "Que bonitinha!"

"ME SOLTE!" Ela tentou se debater porém ele era mais forte e conseguiu imobiliza-la rapidamente

"Quieta, vai doer mais se você se mexer" O garoto abriu a boca, pronto para morde-la, quando alguém o puxando pela gola da camisa

Era Hikari que lançava olhares de desaprovação para o mesmo, Katherine se virou e deslizou até o chão, encarou o garoto que se levantou, ele havia olhos dourados e cabelos alaranjados, usava um óculos e um tapa-olho por cima (???)

"O que foi que conversamos? Sintam-se livres para fazerem o que quiserem com elas, mas não agora!" Ela suspirou e o vampiro bufou irritado, se levantando e saindo da cozinha sem falar nada, Hikari olhou para cima do balcão, e o café havia se esparramado "O café derramou!"

"Oi?" Katherine perguntou preocupada e se levantou rapidamente "HAH? MEU CAFÉ!" Exclamou com lágrimas nos olhos

"Tudo bem, depois eu preparo outro, vou limpar, Reiji vai ficar furioso comigo se descobrir" Ela pegou um pano e o molhou na água da torneira 

"Eu ajudo! A culpa é minha, sinto muito! Não deveria ter dado ouvidos à Lysandra!"

"Não se preocupe com isso! Sei que estavam curiosas! Mas eu só espero que a Lysandra esteja bem..."

 

 

Já eram 05:00 da manhã e agora 4 garotas esperavam a permissão para entrarem, 3 estavam calmas e pacientes e outra nem tanto, não se importava em demonstrar o quanto estava impaciente

Ume Nomi, uma garota de cabelos longos azul, olhos escuros, usava um vestido azul em cima era preto e usava um salto que combinava com seu vestido

Yume Karenaji, olhos e cabelos acinzentados, ela usava uma camisa preta, com detalhes verdes e uma saia rosa (N/A: É basicamente um cosplay da IA)

Aoi Dakuboru, tem cabelo azul e olhos da mesma cor, estava vestida com uma camisa, aqueles que fica um ombro coberto e outro de fora, branca e um shorts preto

Myumi Myujikaru, possui cabelos roxos e repicados, olhos azuis, estva usando uma camisa com a manga até os cotovelos branca e uma leg preta com estampas de coração na perna direita

Quem estava irritada era Yume, que se indignava quando via que as três conseguiam manter uma paciência constante, ela se encostou na parede com a esperança de que alguma delas reclamasse mas nada, nenhuma palavra, o que só a deixou ainda mais furiosa, já sem paciência resolveu socar a porta e gritar

"ABRE DESGRAÇA! TEM GENTE AQUI FORA P****!"

"Não grite tanto Yume, eles vão nos atender" Myumi disse olhando para ela

"Nós já batemos 3 vezes aqui e nada, será que são surdos?" Yume colocou as mãos no ombro, quando viu que foi ignorada ela estourou "Argh! Vocês são muito pacientes!" Quando foi bater de novo na porta elas ouviram uma voz

"É O CARA DA PIZZA?" Uma voz sonolenta foi ouvida

"NÃO!" Yume respondeu satisfeita por finalmente alguém tê-la ouvido

"AINDA BEM, PORQUE EU NÃO PEDI NENHUMA PIZZA" A porta se abriu revelando uma garota com cabelos azuis e olhos violetas "Olá! Entrem por favor!" Todas se moveram e começaram a seguir Mizu, que gritou "O ÚLTIMO LADRÃO FECHA O PORTÃO!"

"E-espera, estamos assaltando essa casa?" Aoi perguntou preocupada

"Foi uma metáfora Aoi, uma metáfora..." Myumi respondeu Aoi revirando os olhos

As 5 sentaram no sofá e Mizu voltou a falar "Meu nome é Mizu prazer e peço desculpas por ter demorado!"

"Por que você demorou?" Yume perguntou à Mizu

"Bem..."

Flashback on

"Ô Reiji! Ninguém vai atender não?" Mizu perguntava descendo as escadas com seu pijama rosa com orelhas de coelho

"Isso não é problema meu" Ele responde

"Então eu vou atender" Mizu foi em direção à porta quando é impedida por Reiji

"Vai de pijama? Isso é falta de educação sabia?"

"Você não ta entendendo! Eu e essas noivas já vamos criar uns laços muito loucos, daqui há alguns dias nós já vamos estar dando sarrada no ar!"

"Sarrada no ar?" Ele pareceu confuso "Não importa! Volte para o quarto e se vista apropriadamente!"

"Eu não posso! Tô morrendo de sono! E se eu for para lá vou deitar na cama e voltar a dormir e me esquecer do que estava fazendo!"

"Agora!" Ele ordenou lançando um olhar mortal para Mizu

"Sim senhor! Vou em um pé e volto no outro!" E corre para cima

Flashback off

"Aí quando eu voltei para o quarto eu deitei na cama e dormi, um pouco depois eu acordei" Mizu coça a cabeça e dá uma risada nervosa "JÁ SEI!" Ela exclama "Como vai demorar para o restante das noivas chegaram vamos dar uma volta na mansão? Eu não conheço tudo e se formos em grupos teremos menos riscos de sermos abordadas, nada pode dar errado" As 4 concordam rapidamente, senão, ficariam entediadas muito facilmente se permanecessem lá

 

 

Myumi estava pensando em diversas coisas, por isso não percebeu quando se afastou do grupo e quando viu estava em um corredor totalmente desconhecido, no momento em que ela percebeu isso se desesperou, mesmo não demonstrando, começou a abrir portas aleatoriamente para ver se encontrava alguém, que a ajudasse, avistou uma figura de cabelos verdes escuros e olhos roxos, não se viu em outra alternativa a não ser falar com ele.

"Com licença!" Os olhos dele se voltaram para ela "Pode me ajudar?"

"O que você deseja?" Ele perguntou com uma voz lenta e entediada

"Onde estamos?"

"Não sei..." Ele responde

"Não sabe?" Ela pergunta confusa "Está perdido também?" O garoto apenas acena com a cabeça dando a entender que ele sabia tanto quanto Myumi sobre o local "Que tal procurarmos juntos?" Ela sugeriu dando um leve sorriso

Os dois caminhavam por várias salas, não tiveram muito sucesso, pareciam que andavam por horas e mesmo assim não chegavam em lugar algum, os dois decidiram parar para descansar um pouco, e no calor do momento, o vampiro resolve perguntar

"Nee, você gosta de... dor?"

"Dor?!" Exclamou "Por que isso de repente?"

"A dor me faz sentir vivo" Ele agora encara "Você... não se sente assim" A mão do garoto ia em direção à Myumi que rapidamente se levantou falando

"Então acabou a pausa, vamos procurar!" Ela estava suando frio por dentro, e rapidamente saiu do corredor, sendo acompanhada pelo vampiro

 

 

Aoi e Mizu eram as únicas que haviam sobrado no grupo, as outras 3 haviam se perdido, talvez pelo fato dos corredores serem quase iguais e quase impossíveis de se diferencia-los, quando a azulada percebeu o ocorrido entrou em desespero

"AAAAAAAAAH! PARA ONDE ELAS FORAM!" Colocou as mão sobre a cabeça e bagunçando os próprios cabelos "KASAI E HIKARI VÃO ME MATAR!"

"P-Por favor Mizu, se acalme" Aoi diz tentando acalmar a outra "Nós vamos encontra-la!"

"Tem razão!" Sem pensar duas vezes Mizu pega na mão de Aoi e começa a correr por corredores aleatórios

"M-mas n-não é melhor esperarmos, q-quer dizer, se elas estiveram andando será..."

"Não! Eu estou preocupada aqui mulher! Nós TEMOS que acha-las!"

Passaram alguns minutos correndo, até que bateram em alguém e os três caíram no chão, Mizu e Aoi de uma lado e o garoto de outro,

"Ai ai!" Mizu esfrega a mão na cabeça onde havia batido "Olha onde fica parado caramba!"

"Tch... eu deveria dizer o mesmo de vocês..." Ele se levanta com um pouco de dificuldades e espera as duas se levantarem

O rapaz tinha cabelos despenteados, preto em cima e nas pontas branco, olhos azuis acinzentados, carregava um livro nas mãos, Aoi se encolheu um pouco ao olhar para ele

"Ta perdido?" Mizu pergunta, ele suspira "Vou levar isso como um sim"

"Ei Mizu!" Aoi chamou a azulada e a mesma a olhou "Que tal marcamos os lugares em que já passamos com alguma coisa? Aí não nos confundiremos mais os lugares!"

"Boa ideia Aoi!" Mizu abre a porta que estava ao seu lado direito "Fiquem aí que eu vou procurar algo para marcarmos" Ela entra no quarto percebendo que o interruptor não funciona, como havia um degrau a mesma cai derrubando panelas e outros objetos

"Ai meu Deus! Você está bem?" Aoi pergunta preocupada

"Tô ótima! Melhor impossível!" Barulhos de objetos sendo movidos foram ouvidos, dando a ideia que ela estava se levantando "Nossa que cheiro de bosta! Ninguém limpa aqui não?"

Aoi e o outro garoto ficaram esperando Mizu voltar até que o vampiro olha atentamente para Aoi, a mesma cora e desvia o olhar se encostando na parede, até que ele aparece em sua frente a prensando na parede.

"Você se parece com ela..." Ele murmura

"E-ela?"

"Eve..."

"Quem é essa Eve?" Aoi se arriscou a perguntar

"Pessoal achei um... giz..." Mizu olha para os dois que estão quase colados "Ô vocês dois aí, querem se pegar, nada contra, mas escolham momentos melhores! Controle sua presas aí!" Aoi ficou vermelha como um tomate e o outro apenas se afastou pegando o giz da mão de Mizu indo marcar a parede

"N-N-Não estávamos fazendo isso Mizu!!!" Aoi falou desesperadamente "E-E-Ele chegou do n-nada e..."

"Tá eu já entendi..." Mizu suspira "Shippo vocês dois, mas se controlem!"

"Não é nada disso!" Mizu apenas se vira e segue o vampiro, Aoi faz a mesma coisa

 

Yume andava irritada pela casa, batendo os pés no chão, fazendo um barulho quando os mesmo encostavam no chão.

"Nada pode dar errado, ela disse..." Bufou irritada, parecia que o mundo havia se virado contra ela

Andou mais um pouco e parando de vez em quando para reclamar e falar consigo mesma, isso aliviava um pouco a raiva, só um pouco... um saco de pancadas seria perfeito para ela nesse momento.

Viu que estava na sala de onde haviam saído e suspirou aliviada se jogando no primeiro sofá que viu, se ela ficasse quieta, não iria se estressar mais e soltar mais palavrões.

"Droga! Queria tanto voltar para a casa..." Colocou o braço sobre os olhos tapando a sua visão

"Por que queria voltar para a casa... M Neko-chan?"  Ela tirou os braços de seus olhos e viu a figura de um garoto, cabelos loiros encaracolados, uma franja cobrindo o lado direito do olho, que eram azuis, ela se assustou e levantou rapidamente, sentando-se no sofá "Eu te assustei?"

"Não! Eu só não costumo ver cara feia todo o dia" Responde com um desprezo na voz

"Não seja tão má, M Neko-chan!" Ele fala com uma voz manhosa, Yume não dá bola, e deita no sofá novamente e vê que o vampiro permanecia no mesmo lugar

"Vai sair daqui ou tá difícil?"

"Não quero!" A paciência de Yume, que não era muito grande, estava se esgotando rapidamente e ela poderia ser capaz de soca-lo ali mesmo "Você é muito bonita, dificilmente alguém iria querer sair de perto de você!"

"Para quantas você já disse isso?"

"Hah?! Está duvidando das minhas palavras?" Perguntou indignado

"Entenda como quiser..."

"Está bem, vou fazer companhia para a minha Gatinha Masoquista!" Ele se senta no sofá à frente

"Tch... faça o que quiser..." Respondeu e fechou os olhos

 

 

Ume já havia se cansado, por isso decidiu se sentar e colocar sua cabeça nos joelhos e e apenas esperar, se ela andasse as chances de se desencontrar eram grandes demais, isso só dificultaria as coisas, mas também torcia para que só ela estivesse parada, não daria certo se todas tivessem a mesma ideia, deu um grande suspiro e afundou sua cabeça, fechando os olhos, quando sentiu uma mão no seu ombro.

"Oye! Ta tudo bem?" Um garoto com cabelos e olhos marrons, presos em um coque com alguns fios soltos.

"Estou perdida..." Ela diz dando um pequeno sorriso

"Você e mais um monte de pessoas!" Ele revirou os olhos

"Oi? Tem mais?"

"Tem, três garotas, que passeavam me pediram para leva-las até os quartos, estavam perdidas, Ruki, Kou e Azusa se perderam de mim" Ele parecia irritado e suspirou "Que problema irritante"

"Sabe onde estamos?"

"Sim, eu sei..." Ele olhou para ela e bufou "Parece que não vou ter outra alternativa a não ser leva-la de volta." O garoto começou a andar para um corredor seguido por Ume

Os dois andavam em silêncio, a azulada preferiu não falar nada, pois parecia que ele estava irritado e qualquer coisa ele seria capaz de espanca-la, o maior parou de repente e Ume o olhou confuso, e quando menos esperou foi prensada na parede.

"Droga, estou com tanta sede..." Ele murmurou segurando os pulsos dela

"Não! Me solte! Alguém me ajuda!" Ela começou a se debater inultimente

"Ninguém vai te ouvir, idiota!" Ele vai em direção ao pescoço dela e para subitamente, Ume apenas sente a respiração dele em seu pescoço, até que sente seu braço sendo puxado pelo mesmo, dando a ideia que ele havia desistido de sugar seu sangue

"O que houve?"

"Se eu fizer isso, aquela garota vai me esfaquear" Ele diz sem olhar para trás

 

 

7 pessoas, 6 garotas e 1 garoto, esperavam a porta ser aberta, que como antes nenhum Sakamaki se deu o esforço de abri-la, todos esperavam, alguns irritados e outros nem se importavam com as coisas...

Khristi Hallem, Tem cabelos ruivos presos em um rabo e olhos alaranjados, vestia uma blusa com gola cor de rosa, casaco bege uma saia preta

Reyna Rosental, possui cabelos marrons com uma franja picotada, olhos azuis puxadas para o verde, usava uma camisa social branca com um casaco preto por cima, calça jeans e botas de cano baixo e salto marron

Tália, ela tem cabelos azuis e compridos e olhos castanhos, uma camisa amarela clara com bolinha marrons, shorts jeans curto e claro

Maphisto, cabelos marron com a franja jogada para o lado esquerdo e olhos verdes, usava uma camisa social branca e calças da mesma cor

Misaki Akane Sakura, possui cabelos verde-limão uma franja repicada olhos dourados, uma camisa folgada preta com o número 93 escrito em branco na frente, leg de couro preta.

Juliette Clair, cabelos compridos com uma mistura de roxo com preto e olhos rosados, usa uma camisa com uma parte do ombro para fora, saia estilo colegial com faixas rosas

Ennie Kretash Arnímea, cabelos negros, olhos de cor azul-cristal, usava um vestido verde-água escuro com a parte de cima preto, havia alguns detalhes dourados nele também

Foi quando eles ouviram um ruido muito grande, tipo um grito de um animal feroz, quando se viraram deram de cara com um enorme monstro, seu rosto estava todo desfigurado e era todo preto, essa figura apavorou a todos e antes que alguém pudesse fazer alguma coisa a porta da mansão se abriu e uma figura de cabelos ruivos apareceu, ela retirou a espada que estava guardada e pulou para cima do monstro, desferindo diversos cortes em um só ataque que depois disso virou pó e evaporou.

A garota se virou e olhou para as sete pessoa e em seguida entrando na mansão, eles entenderam como uma permissão para entrarem e acompanharam a mesma

"Meu nome é Kasai, vocês devem estar cheio de perguntas..." Ela disse com tédio na voz "Subam lá em cima e virem à direita, tenho lá iram encontrar seus devidos quartos, e voltem aqui em baixo, onde receberam explicações" Todos assentiram sem dizer nada e subiram

 

 

Reyna havia confundido seu quarto, entrando em um totalmente desconhecido, cheio de experimentos e livros, a morena se aproximou para ver os livros que pareciam exigir um grande estudo avançado em química, física, matemática e em geral matérias exatas, quem dormia aqui deveria ser dono de uma grande inteligencia no mínimo.

"Que falta de educação entrar em quarto assim" Reyna deu um pulo e se virou encarando um rapaz de óculos

"D-desculpe, eu me enganei de quarto" O garoto continuava a observa-la com olhares de desaprovação e irritação "Eu irei sair daqui, com sua licença"

"Espere, acha que vou deixar você sair assim" Reyna se virou e quando menos esperou ele segurou sua mão, à apertando com força

"Me solte!" Ela tentava se soltar, mas ele era mais forte e começou a apertar o pulso com mais força

"Acho que terei de educar você..." Ele então olhou para o relógio de pulso e viu as horas, suspirou, e soltou Reyna que caiu no de joelhos "Encontre seu quarto rapidamente e desça lá baixo, a reunião vai começar..." E saiu do quarto deixando a morena massageando seu pulso

 

 

Misaki estava andando por aí, já havia deixado todas as suas coisas no quarto e decidiu que organizaria depois, quando se deparou com o paraíso à sua frente, uma mesa recheada de doces de diversos tipos e sabores, os olhos de Misaki ficaram mais brilhantes que o sol, estava mais ansiosa do que nunca, não havia doces no avião, e tanto tempo que havia se passado para Misaki era o mesmo que morrer

"Finalmente vou poder repor toda a minha glicose!" Sem esperar mai nenhum segundo foi direto para a mesa devorando em poucos segundos, quando os seus olhos foram para um urso "Eita, que troço amedrontador..." Ela o pegou e o examinou "Será que o dono dele faz macumba?"

"Quem é você?" Misaki estremeceu e olhou para o lado, um garoto com cabelos roxos encarava-a "Solte o Teddy!" Ele exclamou inde em direção ao urso e tirando-os de seus braços

"Vem cá, você sofre de alta depressão? Quem conversa com ursinhos hoje em dia?" 

"CALE-SE!" Ele gritou irritado "QUEM TE DEU PERMISSÃO PARA TOCAR NO TEDDY!" Ela se assustou mas concluiu que essa discussão não renderia nada

"Ta bom! Entendi! TPM não é mais só nas mulheres hoje em dia..." Ela murmurou essa última parte para que ele não a ouvisse e virou as costas

 

 

Tália e Mephisto encontraram seus quartos facilmente e estavam se arrumando, Mephisto procurava o celular que Tália pedira para ele procurar e a mesma se encontrava no banheiro penteando os cabelos, ela cantarolava quando sentiu duas mãos em seu ombro a jogando para baixo, e subindo em cima dela logo em seguida

"Você é uma das noivas?" Ele deu um sorriso perverso "Gostei da escolha!"

"O quê?" Ela não foi capaz de dizer mais nada  e o ruivo já lambia seu pescoço

"Ei Tata! Achei seu celu..." Os dois olharam para Mephisto e ele olhou para eles "...lar"

"Olá Mephisto!" Ela sorriu para ele

"Eu não sabia que haveriam noivos também..." O ruivo diz e sai de cima de Tália passando por Mephisto e saindo do banheiro

"Explique-se Tata!" Ele falou olhando para ela, enquanto a mesma se levantava

"Mas até que ele era gatinho não é mesmo" Deu um sorriso malicioso fugindo da resposta de Mephisto que bufou

 

 

Juliette estava no seu quarto arrumando suas malas e organizando as suas roupas, quando retirou as últimas peças para coloca-las no armário sentiu ser abraçada por um homem, que cheirava seu pescoço e lambia o mesmo, ela sentiu diversos arrepios e começou a se mover.

"Ora Bitch-chan, não se mexa" Ele agarrou seu braço e à jogou na cama ficando por cima dela, ela estava em choque, ainda processando o que havia acontecido

"E-espera! O que está fazendo?" Ela diz colocando a mãos na cabeça dele

"Não é óbvio? Vou fazer a minha Bitch-chan se sentir muuuuuuuito bem..." Ele desce seus lábios para a coxa, onde fica mordiscando a mesma mas não suga seu sangue

"Não faça isso! Por favor!" Ela se move mais um pouco e sente o peso sair da cama

"Vamos ter uma ano muito divertido, Bitch-chan, sua pele é tão macia" Ele dá uma risada antes de bater a porta, deixando Juliette corado como um tomate

 

 

Ennie, entrou em seu quarto e deixou as luzes apagadas, era quase de dia e não dava para ver a lua, mas mesmo assim queria admira-la, se apoia na janela e perde em seus próprios pensamentos deixando seus olhos mais brilhantes do que o normal, quando sem perceber, uma figura entra no seu quarto e fica a observando por um tempo

"Está observando a lua mesmo sendo quase de dia?" Ele pergunta olhando para a janela

"Sim..." Ela responde sem encara-lo "Ela é bonita, pura, e me deixa tranquila..."

"Eu também... penso assim" Os dois agora trocam olhares "Noites em que o céu estão limpos, apenas com estrelas iluminando me deixam tranquilos..."

Ennie voltou seus olhares para a lua, e suspirou saindo da janela "Vamos, a reunião irá começar logo..." Diz convidando o rapaz e os dois saem pela porta juntos, deixando a pequena bola de prata iluminando o lugar

 

 

Khristi, andava pelos corredores, perdida, tentando achar a maldita sala, onde aconteceria tudo, xingou várias vezes a maldita mansão e por ela ser tão grande, quando viu um sofá e um cara deitado nela, ele tinha olhos azuis e cabelos loiros, sem alternativa ela começou a chacoalhar ele, com esperança de este acordasse, sem sucesso decidiu chama-lo

"OYE! Acorde! Preciso saber onde fica a sala de estar!" Sem resposta novamente ela se irritou "Acorde! Caramba!"

"Cale a boca!" Ele abriu os olhos "Você é barulhenta!"

"Barulhenta?! Seu..." Não deu tempo dela completar a frase e o rapaz segurou em seus pulsos e tentou puxa-la, mas por causa de suas habilidades em várias artes marcias Khristi não deixou e se jogou para trás fazendo o mesmo cair no chão, a ruiva deu um sorriso de satisfação

"Achei vocês..." Os dois olharam e viram Kasai, encostada na parede "Estão atrasados, só falta os dois." O loiro suspira, se levanta e sai em direção ao corredor que levava as escadas

"O que foi?" Pergunto Khristi quando viu que Kasai à encarava

"Nada" respondeu "Só que, você é a única noiva que eu vejo fazendo alguma coisa de útil..."

Kasai também sai e Khristi segue ela, pensando o que havia acontecido com as outras

 

Todos estavam reunidos na sala, Kasai, Mizu e Hikari estavam no topo da escadaria, até que ouvem a porta se abrir "Ela chegou!" Hikari diz sorrindo e as três descem as escadas...


Notas Finais


Gostou? Gostou
Não gostou? Não gostou
Ainda tenho ódio daquele dia, queria tanto esmurrar alguém ;-;
Comentário? Sugestões? Vou ficar feliz com suas opiniões :D

Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...