História Diabolik lovers -Sem querer eu te encontrei - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias .hack//Liminality
Personagens Personagens Originais
Tags Diabolik Lovers
Visualizações 55
Palavras 1.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem desse capítulo

Capítulo 2 - Verdade dolorida


Fanfic / Fanfiction Diabolik lovers -Sem querer eu te encontrei - Capítulo 2 - Verdade dolorida

Ana flavia

On :

Como  sempre  estava  chegando  da  biblioteca  com  vários  livros  e  pensamentos  filosóficos  até  que  vejo o  meu  tio  em  pé  com  uma  mala  minha  ao  seu  lado

Eu :  Pra  que  essa  mala  minha

Tio :você  vai  viajar  

Eu ?! Como  assim  ? Pra  onde  ?

A  campainha  começou  a  tocar  e  meu  tio  abre  a  porto  e  entrega  a  mala  a  um  homem  que estava  com  uma  roupa  de  motorista  de  gente rica , até  que  meu  tio  pega  meu  braço  é  me  puxa  pra  fora  e  me coloca  dentro  de uma  limosine  chique  e  fexa  a  porta  e a  limosine  começa  a andar  um  pouco  rápida  se aafastando  da  minha  casa

Eu :  abre  essa  porta  dessa  limosine, por favor  moço

Motorista  : desculpe , mas  não  posso  

Eu  comecei  a  tentar  abri  a  porta  do  carro  só  que  estava  trancada  (  eu  estava  pensando  em  pular  do  carro  em  movimento  , mas  parece  que  ele  já  sabia  que  eu  ia  tentar  é  fecho  a  porta)

Motorista :  por favor  fique  calma, a viagem  vai  ser  longa  até chegarmos  lá  relaxe  ,por favor

Eu  tento  me  acalmar  e  relaxa  só  que  não  dá  , pra  onde  estou  indo?  Porque  estou  indo  pra  esse  lugar  ? Isso  me  da  medo o  que  será  que  vai  acontecer

Horas  depois  .    .    .

Depois  de  algumas  horas  de  estrada  longa  chegámos  em  uma  masão  enorme  que  era  de  cair  o  queixo 

O  motorista  pega a minha mala e da pra um homen que depois de  pegar  minha  mala  praticamente desaparece

Motorista :  siga em  frente  depois  vire  a  esquerda  e  vai  achar  uma  sala

Eu : obrigado

Eu  me  viro  pra ir  em  direção  a  onde  ele  disse  é  escuto  baixo

Motorista : boa  sorte, vai  precisar

Eu :  como  assim

Eu  me  viro  é  ele  não  está  mais lá , nossa  vou  da  o  pé  daqui  antes  que  acontece  uma  cena  de  filme  de terror

Eu  vou  me  guiando  do  jeito  que  ele  falou  e  encontrei  uma  sala  enorme  com  alguns  garotos  que  me  olha  com  cara   espantados 

Rapaz :bitcha 

Eu : ah  , desculpa  deve  ser engano  não  só  bitcha 

Homem  :  qual  seu  nome  

Eu :  Ana flavia ,mas  pode  me  chamar  só  de  Ana  mesmo

Eu :  Eu  sou  o  reji  o  segundo  filho , aquele  e  o  shu  o filho mais velho,  os  trigêmeos Ayato, Laito, kanato é esse é o Subaru o mais novo

Eu :  muito  prazer em  conhecer  todos vocês , mas  algum  de  vocês sabem  porque  estou  aqui

Reji :  Então  não  sabe  de  nada

Eu : sabe  o  que

Reji :  bem... O  seu  tio  devia  milhões  a  nos  de  tanto  jogar  no  bingo , mas  ele  pra  pagar  a  dívida  nos  deu  você  de  pagamento  pelas  suas  dívidas  e  aceitamos

Eu :   É  o  que !

Eu  jjá  coloco  a  mão  na  cabeça e  começo  até  um  ataque  de  susto , surpresa  e  nervosismo  

Eu :Isso só pode ser um pesadelo , só pode ser (ssussurrei) 

Reji :  por favor calma  , sente  vamos  conversar  sobre isso

Eu  me  sento  tensa  , nervosa  e  passo  as  minhas  duas  mãos  na  minha  cara  e  levanto  a  cabeça  e  olho  pra  ele

Eu : Quando ele  está  devendo 

Reji : R$ 19864368000000000000000,124560  e os  jjuros  são  R$1234,7890000 

Se  minha  alma  estava  em  pé  ficou  no  chão  

Reji :  foi uma  aposta  se  ele  ganhasse  teríamos  que  dar  isso  a  ele , se  não  ele  que  teria  que  pagar.sSe  quiser  olhe  as  assinaturas  

Eu  comecei  a  olhar  é  comecei  a  chorar  de  raiva ,  de  ódio ,  de  tristeza, de  decepção   e  entrego  a  ele as assinaturas  e  folhas  a  eles

Ayato :  porque  não  rasgou  as  folhas ?

Eu :  Eu  sei  que  isso  são  cheroques  não  ia  mudar  nada (CChorando)

O tal Laito  sentou  do  meu  lado  e  passou  a  mão  no  meu  rosto 

Laito :  não  chore se  quiser  pode chorar aqui no  meu  ombro

Ayato :  NÃO  SE  APROVEITE  DELA ,TIRE  SUAS  MÃOS  DELA  AGORA

Laito :  me  obrigue  

Ayato :  com  prazer 

Eles  começaram  a  brigar  o  que me  deixou  um  pouco  assustada  e  surpresa  também  

Eu :  por favor  parem (falo  baixo )

Eles  me  ouviram  e  pararam  , como  eles  ouviram ?  Porque  eles  pararam  de  brigar  em  um  só pedido  meu? Porque  ?

Eu  seco  minhas  lágrimas  por  inteiro  e  fico  olhando  pra  eles  sem  expressão  alguma

Laito :  Quantos  anos  você  tem  fofinha

Eu  :  15 e  me  chama  por favor  só  de  Ana 

Laito :  claro  aninha 

Eu :  Bom é ...  É  a  aposta

Reji :  você  vai  ter  que  morrar  aqui  com  a  gente  agora  em  diante

Eu :  mas  eu  não  posso

Laito  :  lhes  daremos  tudo que  você  precisa  

Reji : É, estudo , dinheiro se  precisar ,

Ayato :  atenção  e  proteção  

Eu : introca  de que  essa  bondade  toda  ( quando  a  esmola  e  demais  o  cego  desconfia )

Reji :  bem... e ...

Eu : diga - me

Reji :  introca  do  seu  sangue  

Eu : Oi 

Reji :Bem  nos  somos...  vampiros

O  medo  é  a  vontade  de  correr  dali  não  foi  pouca  , eu  comecei  a  entrar  em  pânico  geral   , mas  não  mostrei  já  que  não  conseguia  me  meche  de  tão  passada  que  eu  tava (eu  falei  , quando  a  esmola  e  demais o  cego  dedesconfia .  Tava  tudo  bom  Pra  ser  veverdade  )

Shu :  não  iremos  te  machucar  de  maneira  nenhuma  só  beberemos  um pouco  do  seu  sangue  

Eu : be,be- bem é  ...  é  ... Acho  que...  que ... É  ... Pode  até da ...certo. ..Acho

Subaru :  travo  porá  caso  

Laito  :  que  água  

Ele  me  da  um  copo  de  água  e  eu  bebo  todinho  e  minha  voz  volta  e  eu  fico  mais  calma

Eu :  pode  até da  certo  , eu  acho  

Kanato:  Que  bom que  não  gritou ou  reagio , fica  mais  bonita e  agradável

Eu : obrigado

Reji :  Bom  vamos  ao  seu  quarto me  acompanhe

Eu :  claro,  senhor reji

Ele  me  leva  pra  o  meu  quarto 

Reji :  as  sete  e  a  hora  do  jantar  não  se  atrase  

Eu :  certo

Ele  sai  do  quarto  é  olha  ao  redor  e  lindo  esse  branco  com vermelho  amei  e  7  vezes maior  que  o  meu  quarto  , eu  me  jogo  na  cama  é  ele  praticamente  afunda  de  tal  macia  que  era  me  sentia  até  em  um ddaqueles  filmes  de princesa  , mas  ainda  não  acreditava  que  eles  eram  vampiros  , mas  também  não  quero   provas (pra  não  acontece  merda) 

Eu  tomei  um  banho  e  coloquei  um  vestido  roxo  com  um  ursinhos  nele  , passava  do  joelho  , mas  não  mostrava  nada  e  coloquei  um  tênis  preto , depois  soltei  os  cabelos  e  dessi  na  hora  certa  e  todos  olharam pra  mim  e  sentei  na  cadeira  e  os  empregados  começaram  a  colocar  vários  comidas  e  bebidas  e  ddepois  saíram 

Eles  começaram a  se  servi  e eu só  fiquei  olhando  e  quando  perceberam pararam  de  se  servi  na  hora

Laito :  o  que  foi  aninha  não  tem  nada  que  te  agrade  aqui

Ayato :  que  pedir alguma  coisa  pra  você  comer

Eu :  não  é  isso  

Laito :  É  o  que  

Eu :  Eu  não  estou  acostumada  com  tudo  isso

Ayato : com  isso

Eu :  com  muitas  pessoas  na  mesa  , geralmente  eu  tinha  que  cozinha  e  jantar  sozinha  e  espera  meu  tio  de  noite bêbado. ..

Kanato : do  bingo

Eu :  É 

Laito :  não  fique  triste  bitcha , se  quiser  podemos  colocar  o  seu  prato 

Eu :  hahahaha  não  obrigado 

Ayato :  se sirva

Shu :  ou  teremos  que  fazer  você  comer  sem  querer

Eu  começo  a  me  servi  e  comer eles  todos  eram  muitos  engraçados  e  gentis  o  que  fez  o  jantar  se  bem  legal  e  divertido

Depois  de  jantar  dou  boa  noite  a  todos  , subo  pro  meu  quarto  escovo  os  dentes   e  acabo  dormindo rápido  


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...