História Diabolik Lovers: Who I Am - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diaboliklovers, Drama, Intenso, Novageração, Paixão
Visualizações 101
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estou tentando o possível manter a essência dos personagens, é um tanto complicado, espero que gostem, se tiverem algo a adicionar, uma crítica construtiva podem colocar :) isso só me ajudará a melhorar

Capítulo 3 - E.T parte 1


Fanfic / Fanfiction Diabolik Lovers: Who I Am - Capítulo 3 - E.T parte 1

- FILHA?! –Disse ele surpreso analisando bem Ari, percebendo sim a semelhança entre os dois, os olhos, a cor do cabelo, também percebia que havia traços de yui nela. Por dentro estava alegre e feliz, mas não mostrava isso, não queria mostrar.

-S-Sim! – falou Yui acalmando – se

- E por que você escondeu isso? Por que sumiu durante todos esses anos? – perguntou Subaru.

-Achei que seria melhor para ela – falou com a cabeça baixa.

- Melhor pra mim? Como ele pode ser meu pai, temos quase a mesma idade!  – falou Ari confusa. 

- Ari! Eles são V-vampiros! – falou yui

-Como pode ser? VAMPIROS! Por isso ele estava tentando me morder – Ari olhou para seu “Pai” constrangida.

- Nunca pensei que isso poderia ser possível. Bitch-chan! Você realmente é diferente – Falou Laito com um sorrisinho no rosto.

- “Bitch-Chan”?! – Ari ficou furiosa com aquele apelido, mas Laito deu ombros.  Ayato estava indo em direção a Ari, que se afastou na mesma hora e disse .

-Não se aproxime de mim, não quero ter nenhum contato com você! Se minha mãe me  afastou de vocês foi por que tem um motivo, ainda não caiu a ficha de que vocês são... Vampiros! –

- Ari! Eu também sou vampira! –Yui á olhou de forma calma e tranquila. –Você também?! E como eu nunca percebi isso!

-Sempre que você percebia algo, eu á levava em uma casa de hipnose, por isso você nunca suspeito e ao menos se lembra de alguma coisa! –

-Eu!!... Eu... – Com toda aquela emoção começou a sentir um dor forte na cabeça e acabou desmaiando, Ayato á pegou rapidamente nós braços.

-Deve ter sido emoção demais pra ela –Falou Yui preocupada. –Tudo bem! É melhor que ela durma um pouco, temos muito que fazer amanhã – Falou Shuu.

 

DIA SEGUINTE...

-Nossa! Que sonho mais maluco! –Acorda Ari rapidamente conversando com sigo mesma. –Eu não diria sonho , mas você decide o que isso pode se tornar – Falou Ayato ao lado da cama de Ari.

*Ari levanta rapidamente da cama* - O que você tá fazendo aqui! – perguntou ela.

-Admito que você é muito diferente da sua mãe,  mas o sangue deve ter o mesmo aroma doce! Eu consigo sentir!

- É verdade Reddy-Chan! Você tem um cheiro delicioso! –Falou Laito.

-Tá maluco?! Você é meu Tio, pelo menos eu acho que é, e ninguém vai tocar em mim – Falou Ari determinada á mudar a situação.

- Podem parar com essa barulheira! Beberemos seu sangue não importa o que pense, ou queira, Você tem que aceitar que faz parte da família Sakamaki, não tem direito de reclamar ou fazer qualquer tipo de queixa, Agora você vai para a escola. –Falou Reiji dando um ponto final na situação.

-Tudo bem, mas e a minha mãe?

-Não se preocupe! Ela já está acostumada com a sua posição nessa casa, mesmo que ela não pertença mais a nós, apenas ao Ayato.

-Tá mais... – Quando ela olhou todos já tinha saído. Ari foi tomar banho, vestiu seu uniforme, todos se reuniram e entraram na limusine a caminho dá escola.

-Ari! Você sabe! Na escola não me chame de mãe, me chame de yui, isso vale para todos os outros também.

-Sei disso mã... Yui – Quando chegaram, Ari abraçou yui com muita força, a ponto de sair um lágrima do seu rosto, mais estava dispostas a ser forte por ela, e por si mesma, Reiji explicou as regras para ela e em seguida, foram para as aulas.

Continua...


Notas Finais


admito que estou fazendo a Ari, muito bipolar, e meio perdida, com um tempo as coisas vão se esclarecer a ela e a vcs kkkk Bjs :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...