História Diamante Bruto (Castiel) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Colegial, Drama, Romance
Visualizações 534
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Bom, aqui está o primeiro capitulo da fanfic.

Aviso: desculpem qualquer erro estou escrevendo no celular e vocês devem saber que o teclado não ajuda muito! O pobre do meu notebook está no concerto, então até lá, usarei o "cell".

Sem mais delongas, tenham uma boa leitura!

Capítulo 1 - Hey! Mr. Potato Head!


Fanfic / Fanfiction Diamante Bruto (Castiel) - Capítulo 1 - Hey! Mr. Potato Head!

Pvo Hanna On:

Hey! Olá, eu sou a Hanna! (Goku: Rum). Tenho 16 "anenhos", farei 17 este mesmo ano. Hoje é um dia muito especial para mim, pois semana passada voltei dos Estados Unidos e brotei aqui no Brasil, para voltar a morar no meu estado natal, São Paulo. Tive que viajar por causa do trabalho do meu irmão como estagiário.

Sabe aquele friozinho na barriga que temos quando ficamos nervosos? Poise, eu estou uma nevasca! Sim amigo, estou muito preocupada. Aliás, não é fácil voltar pra sua antiga escola depois de ter desaparecido do mapa por 4 anos. 

(...)

O pequeno relógio vermelho que se encontra em minha parede, marca exatamente 7:00, ou seja, as 8:00 as aulas devem começar. Me levanto desanimada, dou uma pequena olhada no espelho para me certificar de algo que já imaginava. Sim, como pensei, estou em péssimo estado.

Hanna: Ah! fiquei tão ansiosa que nem dormi direito! — passei a mão entre meus cabelos encrivelmente bagunçados enquanto fazia uma típica careta de "choro" forçado—

 Andei calmamente na direção ao meu guarda-roupa, me espantei! Eu não tenho nada de interresante para vestir, eu nem sei porque estou me importando se vou estar ou não bonita, acho que é instinto. Dei mais uma pequena olhada, desídia, peguei uma bruzinha branca de alça soltinha, uma saia florida que ía um pouca acima dos meus joelho, para completar, peguei também uma jaqueta preta curtinha! 

Suspirei enquanto colocava a roupa em cima dacama, e logo em seguida fui direto pro banheiro. Fiz minhas higienes matinais e me vesti. Passei um batom clarinho, coloquei um sapato preto que mais parécia uma bota, para dar uma pequena incrementada coloquei também várias pulseiras.   

Hanna: Uhm? Será que exagerei na arrumação? —perguntei para min mesma ao me olhar no espelho—

De repente escutei a portaabrir, pulei pega de surpresa.

Gustavo: Claro que não, mas agora fiquei com ciúmes de deixar minha Potato sair assim! —Era meu irmão Gustavo, com suas lindas e ridículas brincadeiras-

Hanna: Sei, vou fingir que acredito! —beijei sua bochecha, em resposta, Gustavo deu seu típico sorriso—

Hanna: Gu, a mamãe já está pronta? — perguntei pegando meu celular-

Gustavo: Claro! Por isso vim aqui, ela quer que vá tomar café!

Hanna: Ok, Vmvamos!? —chamei já na porta—

Gustavo: Sim baixinha —assim, passamos pelo corredor descendo as grandes escadas, até chega r a cozinha, onde minha mãe já estava sentada nos esperando—

Melissa: Bom dia princesa! —deu um típico sorriso de mãe, mandando um beijinho "no ar" —

Hanna: Bom dia mãe! —sentei juntamente com Gustavo—

Melissa: Que linda! Como sempre! —babaricou o café-

Corei, não rive como evitar. Peguei um bolo de chocolate, enclinando um pouco a cabeça já que senti o fervor das minhas bochechas.

Gustavo: Uhm...Vai ingordar assim! —sorria sarcástico— Assim para de ser tão magrinha, parece um graveto —minha cara provavelmente ficou ridícula , porque segundo me disseram, quando estou com raiva inflo minhas bochechas e elas ficam vermelhas, como de uma criança mimada-

Hanna: hahaha! To morrendo de rir, diz aí mãe, isso não é ingraçado!? —ironizei—

Melissa: Parem de brigar e comam em paz! Poxa, pelo menos hoje, por favor! —suplicou mordendo um torrada integral—

Hanna e Gustavo: Foi ela\ele!!! —gritamos—

Melissa: Dái-me paciência meu Deus... —masageou sua testa bugando—

Pvo Castiel On.

Me levanto meio tonto por conta do sono, voltei bem tarde ontem, realmente, odeio admitir, mas as festas da Ambre são incríveis. 

Tomei meu banho e vesti antes de checar as mensagens do meu celular.

Lysandre 7:01

[email protected]:  Castiel? Te vejo na escola! Vê senão falta, professora de Ciências está muito zangada por causa da última vez que teve que te colocar pra fora! Tchau.

Ha! Lysandre não deixa de ser um puxa saco e certinho! Quando ele vai aprender que ninguém manda em mim?

Debrah 4:00

Drebha: Oi meu gatinho! Te aviso que daqui três semanas eu vou voltar! Beijos da sua linda Drebrah.

Não acredito! Será que a Debrah não se toca ? Não percebe que não a quero... Idiota, vai levar um pé na bunda se voltar, dela não quero porra nenhuma.

Rosa 6:00

Rosalinda: Oi ruivo chatinho! Aqui e sua amiga Rosa! Só quero te avisar que ela voltou! Você deve saber de quem estou falando, prepare porque hoje ela estará na escola pra fazer sua inscrisão! Beijos e até!

Quando acabo de ler, sento de uma vez na cama. Meu coração salta, Hanna Mathisumi vai voltar... A única garota que não sai da minha cabeça! Como eu decai, decai tanto, foi culpa daqueles olhos... Meu deus, aqueles olhos, onde eu mergulhava em um mar profundo toda vez que os olhava. Sempre fui caidinho por ela dez dos meus 10 anos, depois do Lysandre ela era minha melhor amiga, apesar de sempre acabar brigando com ela! Mais e ela? Nem mesmo me dá bola! Sou só um "miguinho" pra ela! Nunca tive coragem de me declarar tentando a todo custo cicatrizar essas emoções. Hanna foi a única garota que se importava comigo, não queria estar comigo apenas por popularidade, mas sim porque  realmente gostava de min.

Toda vez que ficava zangada infrava aquelas bochechas e ficava vermelha, era tão, chata e gentil com todos. 

 

"Esta decidido, vou fazer de tudo pra conquistá-lá, vou mostrá-la e fazê-la perceber o que sinto....Mas, não vou entregar o jogo! Será divertido...

Continua..

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Bjs ate o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...