História Diamond Queen - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida, Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Kira Yukimura, Lydia Martin, Scott McCall, Stiles Stilinski
Tags Margot Robbie, Revelaçao, Romance, Scallison, Stydia
Exibições 14
Palavras 2.078
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - The day


Fanfic / Fanfiction Diamond Queen - Capítulo 1 - The day

Autora P.O.V

Como seria se a própria empregada doméstica, fosse dona do ouro e da prata de onde trabalhava, mas não tinha noção?

- Você é doida de querer trabalhar pra família Smith não é? Natasha tem o mesmo sangue que eles, ela te odeia e.. Trabalhar lá, ela só irá te infernizar Lydia!

- Eu preciso de um emprego, tenho uma mãe e um irmão, ja que nosso pai nos abandonou e nossa mãe já está incapaz de pegar peso ou trabalhar, não me resta escolha.

Lydia P.O.V

Eu..estou numa fase que não sei o que fazer da minha vida, Lydia Martin é meu nome, tenho 17 anos, estava a procura de um emprego pra pelo menos ajuda-la, eu tenho também um irmão de 8 anos, não gosto de falar do meu passado, o passado em que meu pai foi embora e nos deixou... Fui aceita a trabalhar na mansão Smith, onde morava também Natasha, minha rival e inimiga, éramos amigas na terceira série, mas bastou um desentendimento que nos separamos, iria começar a trabalhar amanhã, não estava completamente animada pra isso.

- Sua comida vai acabar esfriando.- Sou interrompida de meus pensamentos e voltando à terra com a minha mãe me chamando, olhei para o meu prato e só via minha mão segurando o garfo e brincando com o espaguete.

- Ah..Desculpa.- Dei um estalo e volto a olhar o prato.

- Mana, onde você vai trabalhar amanhã..como é lá? - Olho pra Ethan, que estava com molho por volta da sua boca.

- Eu não sei ainda, saberei tudo somente amanhã.- Disse sorrindo.

- Sabe que não precisa fazer isso filha..E-Eu posso arrumar um emprego no turno da tarde, tem uma loja de departamentos que está precisando de uma..- A interrompi segurando sua mão.

- Não quero que se esforce..eu sei o que estou fazendo e sei do que pretendo fazer..Vou fazer o que for preciso, algo..que papai não foi capaz de fazer enquanto morou aqui.- Ela Olho para o prato e engoliu seco, sempre ficava quieta quando tocava no nome do papai e no assunto dele ter nos abandonado.

O jantar só nao foi um completo silêncio graças a Ethan e suas histórias malucas, eu não prestava muita atenção no que dizia, eu..não prestava atenção em mais nada.

Autora P.O.V

Lydia levantou as 5:40 da manhã graças ao seu despertador que nunca falha na hora H, respirou fundo e tomou coragem para se levantar da cama, olhou pela janela e viu que ainda estava escuro, sentada em sua cama pensou um pouco nas coisas, o que era uma coisa se tornou em milhares de coisas ao mesmo tempo, ignorou-os senão perderia a hora e teria que voltar novamente pra casa por que foi mandada embora logo no primeiro dia por que chegou atrasada demais para dar o café especial na cama para a patroa, Lydia tomou um banho quente para relaxar a mente, foi dormir com ela pesada, e precisava relaxar, saio do banheiro com as roupas de baixo, colocou um vestido preto, com uns detalhes na frente, uma sapatilha cor creme, uma pulseira escrito Diamonds Queens, respirou fundo e pegou suas coisas restantes, passou no quarto de sua mãe e de seu irmão, e deu-lhes um beijo em cada um, com um aperto no peito e foi para o ponto de ônibus.

………………………………………….……………………………

- AAAHHH!!! EU NAO ACREDITO!! UHUUUU!!!!

- Sua louca!! São 6 da manhã! Isso não é hora de gritar, quer matar todo mundo de susto?! Vê se acorda Margot!! - Ela parou de comemorar e olhou para o irmão com deboche, fez uma careta virando os olhos.

- Meu bem, eu estou muito bem acordada! Volta lá pro seu muquifo e me deixe aqui com a minha alegria! - Ela deu as costas pra ele e se focou na tela do celular, ele fica somente a observando de braços cruzados.- Que foi? Ja não falei pra você vazar?! O que ainda tá fazendo aqui?!

- O que causou essa balburdia toda esta no seu celular aposto, anda, me dê.- Ele estende a mão.

- Fala sério Scott! Não vou te dar nada, não sou obrigada, e já falei e vou repetir, sai do meu quarto!

- Ok.. Você quem pediu Margot Robbie Smith..- Ele fingiu que fecharia a porta, mas a pegou por trás de surpresa, segurando seu celular.- Eu avisei Margot!!

- AAHH! Você..Você tá louco?!! Me devolve isso aqui?!!!- Ele ria da testa franzida e os dentes rangendo.

- Scott Robbie Smith James e Margot Robbie Smith James…O que acham que estão fazendo?! - Eles olham pra trás, ainda com a mesma posição de antes, ambos segurando o celular e paralizados ao verem uma senhora poderosa, cujo cabelos eram cinzas e desenhados, e do lado, uma garota emburrada com a sua máscara de dormir levantada.

- Vocês acordaram a casa inteira com seus gritos, que ódio!! - A menina que cujo nome era Natasha, se virou e deu de ombros, voltando ao seu quarto.

- Andem logo, me respondam, que balburdia é essa?!- Ela continua com a cara marrenta.

- Ah, mãe, estávamos todos calmos, ate eu escutar os gritos da Margot.

- Nem foi tão alto assim.- Ela vira os olhos.

- Vocês parecem dois cachorros brigando por causa de um osso…Ja são crescidos!! Cres-cidos! Agir com essa tal forma é inaceitável.

- Desculpa mamãezinha querida.

- É, foi mal..

- Posso voltar pra minha cama? Daqui a pouco a empregada nova chegará pra nos servir o café.- ela fechou a porta com tudo, os dois se olharam.

- Viu o que você fez? Acordou a mamãe, a mana, e acho que a vizinhança inteira por causa dos seus gritos de taquara rachada.

- OLHA COMO…! - Ele tapou sua boca.

- Quer que ela desça com chicotes?- Ela acenou a cabeça como um não.- Então não faça escândalo.- Ele solta sua boca e respira fundo. - Pode me dizer do porquê da excitação?

- Bem…é que revista New Fashion me contratou para posar para uma propaganda de cosméticos, e adivinha?.. Além de sair na capa da revista, eu terei meu próprio perfume.. Imagina.- Ela começa andar pelo quarto. - Um cheiro meu para todos os cidadãos de Nova York e outros países? Vou lucrar milhões!- Levanta as duas mãos e se joga na cama com os braços abertos.

- Que bom pra você.- Ela apóia os dois cotovelos na cama e olha pra ele com a sobrancelha arqueada.

- *Que bom pra você?* É só isso que vai me falar? Belo irmão você é hein.- Ela se vira de bruços.

-.. Oh! Que notícia ótima! Minha irmã vai ter sua fragrância, vou contar a todos na hora do café, mamãe, papai, Natasha, Stliles, Cacau, Mel e até o papagaio.

- Melhorou irmãozinho, e eu te prometo..- Ela se levanta e coloca o dedo indicador na ponta do seu nariz.- Vou dar metade pra você por que foi um ótimo irmão.

- Agradeço muito, se me permite, quero voltar para o sono, ainda quero terminar de sonhar que estava no meu planeta.

- Você tem sonhos muito estranhos.

Lydia P. O.V

Tomara que não esteja atrasada, andei mais rápido, até que cheguei ao meu destino, olhei a enorme mansão Smith, literalmente dava mais de cinco casas minhas juntas, olhei para o relógio do meu celular, 6:40, ótimo, me mexer, respirar, e assim as coisas se acertam.

- "Tá bom..Aonde começa a entrada por aqui.." - O portão era largo, não via um portão de entrada, até que a visto um homem. - Hey!!! - Mas ele simplesmente me ignorou, deve ser o jardineiro, aff, não me abalei. Passaram 5 minutos e finalmente acho a bendita entrada, toquei no interfone, e o porteiro me respondeu.

*Você que é a nova empregada, Lydia Martin?*

- Sim, sou eu mesma..- Ele deu a trava no portão para o destrancar, e entrei.

Parecia maior por dentro, estátuas decorando a entrada, flores e mais flores, arbustos com esculturas, fontes e blá, blá, blá, escutei um latido, vi um labrador loiro latindo e abanando o rabinho.

- Oii, você é tão fofo.- Favo carinho no mesmo.- Está dando uma volta?

- É, ele eu sempre damos uma volta de manhã pra relaxar.- Por um momento achei que o próprio cachorro estava falando comigo, mas não, olho pra trás e vejo um garoto me olhando com um meio sorriso, sem mostrar os dentes, ah, o mauricinho.

- A-Ahn..olá, me desculpe eu..eu..

- Não precisa se desculpar, não fez nada de errado, e eu nao vejo erro algum numa moça tão linda.. acariciar um cachorro tão bonito quanto ele…Prazer, Stiles. - Quer saber? Nem tanto.

- Lydia, Lydia Martin, eu..sou a nova empregada, você é.. irmão de Natasha?

- Sim eu sou, ela sempre diz que tem intrigas com uma tal garota que um dia foi sua amiga, mas faço que de conta que nem ouço. - Começamos a andar.

- Que bom que você apareceu, eu estou perdida, sua casa é enorme, e muito linda, eu estava procurando sua mãe.

- Ela deve estar dormindo ainda, se quiser eu mesmo posso te dizer algumas regras básicas.

- Muito obrigada.

Até que ele não era como parecia, geralmente, achei que fosse esses da televisão, que se acham o tal, playboy e conquistador que pega todas, mas o vendo assim…parece diferente, ele me levou para a dispensa e me mostrou os cômodos da casa.

- Não sei como te agradecer.- Digo toda sem graça, êêê Lydinha, não consegue se contentar com um cara desses na sua frente, vamos lá, sorria, sorria.

- Simples.. Seja mais exclusiva pra mim. - Ele sorriu, dessa vez mostrando os dentes, bem lindos por sinal, sento minhas pernas se tremer.

Narradora P.O.V

Foi um bom começo até, ela achou que já seria despachada ate a esquina, o cachorro iria morde-la, enfim, várias coisas ruins, Lydia colocou seu uniforme e amarrou o cabelo ruivo de fogo como um rabo de cavalo, e já começou a fazer o café. Ela ficou encarregada de servir o café a mesa, e assim fez, 9:30 todos já estavam la em baixo, foi possível escutar a alta voz de Margot por toda a casa.

- To com dor de cabeça, mana, pare de falar um pouco sim? Pelo bem da sociedade.- Natasha vira os olhos, sentando-se na cadeira.

- Iih, esse povo é tão pra baixo e cinzento, não se pode falar nada.

- É por que você é doida.

- Você também Stiles?!- Ela vira os olhos.

- Todos quietos!!- Grita dona Magnólia ja estressada.- A empregada já está aí?

- Está sim, eu a ajudei com algumas regras básicas.- Concluí Stiles.

- Ótimo..

Lydia vinha com a bandeja, era ótima nisso, assim que viu Natasha, a mesma começa a subir uma tensão.

- Lydia?!- Retruca a mesma.

-…..- Ela nada diz.

- Conhece ela? - Pergunta a louca.

- Oh sim, somos..colegas de escola.

Natasha a olha vitoriosa, como se planejasse algo, Lydia a ignora e coloca as duas bandejas na mesa.

- Ôba! Pão tostado com queijo!- Esfregava as mãos de felicidade ao ver seu prato de café da manhã favorito na mesa.

- Você é estranha.

- Xi Scott, concentre-se na sua refeição.

Lydia foi trazendo mais pratos, até encher a mesa, Stiles olhava pra ela disfarçadamente. Lydia voltou pra cozinha e soltou a respiração que prendia ao levar aquelas bandejas pela sala de jantar.

Stiles P.O.V

Não me dou bem com garotas, minha mãe já decretou que iria escolher minha noiva, pra mim tanto faz, nem ligo pra essa coisa de casamento, Lydia tinha começado bem, ela e Natasha trocavam olhares de desprezo, depois do café minha mãe foi falar com ela.

- Ei mano, vamos pra piscina? Esta um tremendo calor.

- Sim, mas só pra tomar um ar..não quero nadar.

- Você quem sabe.

Sigo Scott até lá fora, lá estava ela, Lydia, Margot a fez de samambaia para tirar o sol de seu rosto, virei os olhos com aquilo.

- Faça-me o favor, Margot! Tem sombra do outro lado do arbusto, não use a empregada como um guarda-sol.- Scott ria enquanto nadava, Lydia não dizia nada, Margot tirou seus óculos escuros e me olhou seria, depois soltou um sorriso sarcástico.

- Esse é o meu lugar, e não vê? Ela não disse nada, faça-me o favor você Stiles! - Ela coloca os óculos de volta, mas tiro Lydia dali e arrasto a cadeira dela até a sombra, Margot ia resmungando.

- Pronto, problema resolvido…- olho pra ruiva.- Olha..Não ligue pra ela, Margot é a louca da casa, ela e a minha mãe.

- Sim, Sr. Smith.

- Por favor, só Stiles.- Ela apenas sorriu e colocou o cabelo por trás da orelha.

Lydia P.O.V

Até que meu dia foi bom, excerto pelo fato de Natasha estar lá, Stiles foi o meu salvador do dia digamos assim, sem ele não teria achado a cozinha nesse labirinto de casa.


Notas Finais


Até o próximo, Kiss com cookies 😘🍪🍪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...