História Diana - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Gigi Hadid, LaLi Esposito, Little Mix, One Direction, Shawn Mendes
Personagens Camila Cabello, Ed Sheeran, Gigi Hadid, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Perrie Edwards, Personagens Originais, Shawn Mendes, Zayn Malik
Tags Edsheeran, Gemmastyles, Harrystyles, Liampayne, Louistomlinson, Niallhoran, One Direction, Shawnmendes, Zaynmalik
Visualizações 25
Palavras 5.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEYYY! VOLTEIII!
Espero que gostem desse capitulo! Vai ter interação entre Ziana ( Diana e Zayn)!
Boa leitura gente!

Capítulo 19 - Starting Again


Fanfic / Fanfiction Diana - Capítulo 19 - Starting Again

Diana passou por aquela festa conversando com todas as pessoas presentes nela como se as conhecesse a anos, o que de fato ela conhecia, a questão é que para Zayn parecia que aquela recém chegada conhecia todos seus amigos a mais tempo que ele, ele se sentia como intruso, como um peixe fora da agua.

Lá estava a pequena mulher, protegida de Liam conversando animadamente com Gemma, Lottie  e Donya, ele nem sabia que sua irmã mais velha conhecia aquela mulher, mas pela maneira como uma sorria para a outra e caiam na gargalhada juntas, elas se davam muito bem.

ꟷ E ai cara? ꟷ Niall parou ao lado dele com um sorriso maroto nos lábios. ꟷ Você tem que aprender a disfarçar.

ꟷ Do que você tá falando? ꟷ perguntou o moreno, seus olhos finalmente deixando de acompanhar os movimentos de Diana.

ꟷ Tá encarando ela desde que ela chegou. ꟷ Niall falou apontando disfarçadamente a mulher, em sua mão um copo com bebida. ꟷ Tirando a investigação que fez naquele dia, me fazendo varias perguntas sobre ela. Tá parecendo aqueles psicopatas recolhendo informações de suas vitimas.

ꟷ Não viaja Horan. ꟷ Malik respondeu e acabou dando uma risada quando o irlandês fez uma careta erguendo a sobrancelha. ꟷ Não é nada disso que você tá pensando..

ꟷ Essa foi a melhor justificativa que arranjou? Porque se foi você tá mal cara, todo mundo usa essa e nós sabemos que não dá certo.

ꟷ Não Niall, é só que, eu não sei como reagir a isso, ela parece conhecer todos meus amigos melhor do que eu, é como se eu fosse o intruso...

ꟷ Você fala como se existisse algum intruso. ꟷ o de olhos claros o corta, e se vira completamente para o moreno o encarando. ꟷ Nem você, e nem ela estão no lugar errado. Vocês podem não se conhecer direito, o que não significa que não possam se conhecer...

ꟷ Duvido que ela queira me conhecer depois de eu a ter expulsado da minha casa. ꟷ Zayn resmungou meio sem jeito, e a reação do amigo o deixou ainda mais surpreso, Niall estava rindo, não apenas rindo, mas gargalhando escandalosamente chamando atenção do casal que conversava com Liam.  Harry franziu o cenho e Louis se separou dele caminhando em direção aos outros amigos.

ꟷ Você não a conhece mesmo. ꟷ Niall falou ainda vermelho pela crise de riso. ꟷ Fala para ele Louis...

ꟷ Falar o que exatamente? ꟷ Louis que acabara de chegar pergunta, um sorriso de lado o rosto e o mesmo olhar brilhante do começo da noite.

ꟷ Zayn acha que a Diana não vai querer conhecer ele, porque ele expulsou ela da casa dele anos atrás... ꟷ Niall voltou a rir, e dessa vez Louis o acompanhou, mas a risada do segundo homem foi bem mais discreta e cumplice.

ꟷ Diana não é assim. ꟷ Louis falou com firmeza e se virou para Zayn. ꟷ Ela literalmente não guarda rancor de ninguém, muito menos de você.

ꟷ Vocês falam como se ela fosse um tipo de santa...

ꟷ Ah não, não mesmo. ꟷ Louis negou ouvindo Niall começar a rir novamente. ꟷ Na verdade ela é o capeta, principalmente quando esta irritada, mas digamos que ela tem um, han, dom...

ꟷ Dom?

ꟷ É meu caro Malik, ela é mais evoluída que qualquer um de nós, como diria o Hazza. ꟷ Louis sorri e lança um olhar terno para o companheiro voltando a encarar Zayn logo depois. ꟷ Ela só se importa com três coisas: A família dela, a segunda família dela, e a terceira família dela.

ꟷ Que? ꟷ o moreno questiona sem entender nada, Louis da outra risada enquanto Niall balança a cabeça em negação.

ꟷ Família Perez, Família Payne, Família Vasquez. ꟷ o loiro aponta nos dedos mas Zayn continua confuso, Louis revira os olhos e empurra Niall.

ꟷ Família Perez é a família biológica dela.  ꟷ o mais velho começa, seu olhar desvia de Zayn e para em Diana. ꟷ Família Payne obviamente é a do Liam, e família Vasquez é a responsável pelo orfanato no qual ela faz trabalho voluntario.

Antes que Zayn possa dizer alguma coisa, Harry aparece com Liam e enlaça a cintura de Louis depositando um beijo na nuca do menor que sorria como se aquilo fosse a melhor coisa do mundo, Liam observa os dois com um olhar triste e feliz ao mesmo tempo, ele balança a cabeça e volta a se concentrar nas palavras ditas ali.

ꟷ Sobre o que estão conversando? ꟷ Harry pergunta apoiando a cabeça no pescoço de Louis enquanto o abraçava por trás.

ꟷ Nada demais, apenas acontecimentos dos últimos anos.

(****)

Zayn tinha encontrado um lugar para fumar, e se afastou do público.

A sacada dava para uma linda vista do gramado da casa de Louis, e para o céu estrelado daquela noite em Londres.

Era uma noite linda e agradável como poucas, o clima não era quente, nem frio, apenas uma temperatura gostosa, a leve brisa que balançava os cabelos negros penteados em um topete desorganizados, fazia os pelos de Zayn se arrepiarem, mas foi a presença que parou ao seu lado que o fez ficar ainda mais arrepiado.

Ela chegou sorrateira, quase não foi ouvida, e apenas se colocou ao lado dele em silencio observando o céu, não pronunciou nenhuma palavra por um longo tempo, e o moreno desistiu de fumar, e ficou parado ali, como um idiota encarando o perfil daquela mulher.

Ela era ainda mais linda ao ser iluminada pela luz da lua, seus cabelos eram cascatas castanhas, e o sorriso que ela tinha no rosto ao sentir a brisa contra sua pele, era encantador, os olhos estavam fechados mas ela sorriu ainda mais ao sentir o olhar dele sobre ela.

ꟷ Acho que você é solitário. ꟷ ela falou, seu tom de voz era doce, suave, e claramente divertido, era obvio que ela estava brincando com ele.

ꟷ Que? ꟷ ele perguntou confuso, não tinha certeza do que tinha escutado, estava mais concentrado em analisar cada detalhe daquela mulher.

ꟷ Eu disse que você é solitário. ꟷ ela abriu seus olhos, revelando grandes olhos da cor de chocolate, e Zayn se sentiu estranho ao notar que seu coração pulsou com mais força. ꟷ Seus amigos estão todos lá dentro, mas você se manteve grande parte da festa isolado, isso parece solitário.

ꟷ Como sabe que eu me mantive isolado? Estava me observando? ꟷ ele perguntou em um tom provocante e sorriu para a mulher, ao invés dela se irritar ela sorriu ainda mais, causando um brilho em seus olhos.

ꟷ  Na verdade, eu sou mesmo bem observadora. ꟷ respondeu segurando a grade da sacada enquanto seu olhar encarava o rosto de Zayn. ꟷ E não é difícil ler você...

ꟷ Mesmo? ꟷ ele perguntou com um sorriso, não tinha ideia do porque, mas não conseguia parar de sorrir. ꟷ Eu era descrito como o misterioso na época da banda.

ꟷ Bobagem. ꟷ  ela falou balançando a mão como se negasse aquilo, e estalando a língua no céu da boca, aquilo fez com que ele voltasse a encara-la um sorriso divertido nos lábios e a sobrancelha erguida enquanto a mulher divagava. ꟷ Acho que você só tenta ser reservado, não tem nada de misterioso em você.

ꟷ Nossa, acho que acabei de conhecer uma especialista. ꟷ ele brincou ironicamente e se virou para ela outra vez. ꟷ Está fazendo uma analise de mim em sua mente nesse momento? Já tem um diagnostico?

ꟷ Na verdade, já. ꟷ ela sorri sapeca, como se escondesse um trunfo, e ele sorri de volta.

ꟷ E qual seria doutora?

ꟷ Não posso revelar ainda. ꟷ ela diz sorrindo novamente e se vira para voltar a observar a noite.

ꟷ Pensei que me odiasse. ꟷ as palavras escapam da boca dele como se ele simplesmente não pudesse controla-las.

ꟷ Porque eu odiaria? ꟷ ela perguntou dando de ombros, não parecia chocada, apenas como se não entendesse o porque dele pensar aquilo.

ꟷ Você sabe, pelo o que eu fiz, quando bem, nos conhecemos... ꟷ meu deus, ele não sabia quando foi que se sentiu tão envergonhado em toda sua vida.

ꟷ Ah, aquilo. ꟷ ela sorriu dessa vez sem graça, e deu de ombros novamente. ꟷ Não foi nada.

ꟷ Como não foi nada? Foi ridículo, eu sinto...

ꟷ Não, esquece isso. ꟷ ela se virou novamente para ele, e balançou a mão como se aquilo não tivesse importância. ꟷ Isso ficou no passado, eu nem me lembrava mais...

ꟷ É, mas eu sinto que devia te pedir desculpas ou algo do tipo é que...

ꟷ Vamos fazer assim. ꟷ ela propõe com um sorriso radiante no rosto. ꟷ Vamos esquecer que já nos conhecemos, passa uma borracha naquela noite. ꟷ ela falou balançando a mão no ar como se estivesse apagando aquela memoria. ꟷ Vamos começar de novo...

ꟷ  Como? ꟷ ele perguntou achando graça, ela tinha uma aura, uma energia tão boa que ele poderia passar a noite toda ao lado dela com um sorriso no rosto.

ꟷ Assim. ꟷ ela falou estendendo a mão em um cumprimento. ꟷ Prazer, sou Diana Perez e você?

ꟷ Isso é ridículo. ꟷ ele disse, mas estava rindo ela deu um tapinha nos braços dele como se fossem amigos de longa data.

ꟷ Não estraga! ꟷ falou o incentivando a continuar, ele revirou os olhos negando com a cabeça e deu uma risada.

ꟷ Eu sou o Zayn, Zayn Malik. ꟷ falou esticando a mão para ela que sorriu ainda mais, fazendo seus olhos brilharem. ꟷ É um prazer senhorita.

(***)

O resto da noite foi tranquilo, assim como os dias que a seguiram.

O trabalho na produtora estava cada vez melhor, e a cada dia eles recebiam mais clientes, alguns assinaram contrato exclusivo com eles, outros apenas assinavam contratos para a produção de álbuns, ou videoclipes e coisas do tipo.

A agenda de Diana era cada vez mais corrida, ela era a diretora geral da parte artística da produtora, tinha que aprovar projetos, criar projetos, dirigir vídeos, ajudar a montar cd’s, entre outras coisas.

Sua sorte é que podia contar com Josh, que além de coreografo se tornou um segundo diretor artístico, dando palpite em tudo, e ajudando Diana a montar projetos maravilhosos.

E eles também podiam contar com Jennifer, que sempre adiantava os papeis de autorização com os três donos da produtora, e fazia com que eles pudessem sair bem mais rápido.

Apesar da correria tudo fluía exatamente do jeito que deveria ser.

Um mês já havia se passado, Diana visitava o orfanato todos finais de semana, cuidava de Bear e de passar um tempo com ele todas as noites e as vezes até o levava ao orfanato para que ele pudesse brincar com as outras crianças.

Sua recém amizade com Zayn era tranquila, e eles sempre se divertiam juntos, seja aprovando projetos artísticos ou sentando junto com os outros no horário do almoço.

Não era nada importante e nem muito pessoal, mas pelo menos a tensão que existia da parte de Zayn tinha ido embora.

ꟷ Mesmo? ꟷ Diana perguntou fazendo o moreno gargalhar alto, ela tinha descido para almoçar com Josh e Jennifer, quando os “chefes” chegaram e decidiram se juntar a eles, Jennifer ficou fascinada e não tirava os olhos de Louis.

ꟷ Mesmo, Niall era como uma banana podre, ele sempre caia. ꟷ respondeu Zayn se lembrando da época da banda, fazia muito tempo que ele não relembrava aqueles momentos, mas com Diana era sempre tranquilo daquela maneira. ꟷ Então nesse dia, o Liam apenas encostou nele, e ele levou um susto tão grande que simplesmente caiu, no meio da entrevista, e nós não conseguíamos falar mais nada, apenas ficávamos rindo do tombo dele.

ꟷ Vocês sempre me pareceram muito divertidos. ꟷ Jennifer comentou tentando se encaixar na conversa, ela parecia tímida, mas Diana sabia que aquilo era só no início. ꟷ Me pareciam bem próximos também.

ꟷ Alguns mais do que outros. ꟷ Josh falou lançando um olhar a Louis, ninguém nunca tinha confessado para ele sobre a relação de Louis com Harry, mas Josh dizia que como ele era gay, ele reconhecia outro gay a quilômetros de distancia, e Harry e Louis não o enganavam.

ꟷ Verdade, Louis e Harry pareciam ter uma amizade tão bonita. ꟷ Jennifer concordou inocentemente fazendo com que Louis se tingisse de purpura e engasgasse com a bebida dele, Josh caiu na gargalhada e Zayn mordeu os lábios escondendo a risada, enquanto Diana apenas corou e encarou o amigo de forma cumplice, Liam soltou uma risadinha sem graça e mudou de assunto.

(****)

ꟷ Eu disse alguma coisa errada no almoço? ꟷ Jennifer perguntou assim que os chefes saíram de perto, Diana negou com a cabeça.

A loira tinha um jeito único, era tímida, as vezes agia como um robô, mas quando não estava nervosa ou ansiosa, ela era tão maluca que dizia coisas hilárias do nada, e fazia Diana ficar sem graça com seus comentários.

Diana adorava o jeito dela, em um mês ela já considerava Jenni como um tipo de amiga, alguém com quem ela sempre se divertia.

ꟷ Todos pareceram estranhos quando falei do Harry e do Louis. ꟷ ela falou dando de ombros distraída e Diana se segurou, não podia contar nada sobre os amigos. ꟷ Sempre achei a amizade dos dois fofos, além deles serem uns deuses gregos.

ꟷ Jennifer! ꟷ Diana exclamou rindo, o lado maluco tinha voltado e a loira se abanava com a as mãos.

ꟷ Serio Dia, se Louis pedisse “trabalhos extras” eu com certeza faria feliz da vida. ꟷ a loira falou sorrindo, era obvio que ela nutria uma atração platônica por Louis, afinal ela achava que ele era hetero, e apesar de Louis ter um lado bissexual, todos sabiam que ele preferia mil vezes ficar com um homem do que com uma mulher, e agora que ele estava com Harry, sem chances dele olhar para qualquer outra pessoa. ꟷ Você acha que ele me acha bonita?

ꟷ Não sei. ꟷ respondeu tensa, como poderia falar sobre aquilo?

ꟷ Acha que ele me daria uma chance?

ꟷ Não sei Jenni. ꟷ falou novamente, estava morrendo de vergonha, e Jennifer continuava fazendo aquele tipo de pergunta para ela.

Diana entrou em sua sala, com a desculpa de trabalhar, e escreveu uma música.

Era apenas para ser uma sátira, uma piada, algo que fizesse Jennifer entender o que estava escrito nas entrelinhas.

Quando finalizou o trabalho, se levantou sorrindo e chamou Jennifer para mostrar a música.

ꟷ Me chamou? ꟷ a loira perguntou aparecendo na sala de Diana. ꟷ Não posso demorar porque o Liam me pediu alguns relatórios.

ꟷ Não é rápido. ꟷ Diana falou pegando a folha de papel. ꟷ Lembra que eu disse que tinha outro emprego? Que eu compunha musicas para alguns artistas?

ꟷAh nem me lembre disso, você podia estar fazendo um sucesso enorme agora. ꟷ falou Josh entrando na sala bem no momento em que Diana estendia a folha em direção a Jennifer, o homem se posicionou atrás da loira lendo a música e caindo na gargalhada logo em seguida.

ꟷ Eu achei bem engraçada para ser uma música, a inspiração veio do Josh? ꟷ perguntou a loira fazendo o homem parar de gargalhar por um momento.

ꟷ Não só de mim né querida. ꟷ ele falou voltando a gargalhar enquanto Diana o fuzilava com os olhos.

ꟷ De quem mais ela poderia estar falando?

ꟷ Han, vejamos... ꟷ Josh fingiu pensar por um momento e encarou Jennifer. ꟷ Que tal sobre seu patrão favorito?

ꟷ Espera o Louis? O que isso tem a ver com ... ꟷ ela parecia ter ligado os pontos pois seus olhos se arregalaram imediatamente e ela encarou Diana e Josh parecendo perplexa. ꟷ Ah meu deus! Como eu sou idiota, você tava zoando o Louis no almoço!

ꟷ Não me diga! ꟷ Josh falou rindo e Diana o deu um tapa no braço.

ꟷ A conspiração Larry é real? ꟷ Diana encarou a mesa sem saber como responder aquilo, e se ela tivesse acabado de colocar os amigos em maus lençóis? ꟷ Você sabia? AH MEU DEUS!

ꟷ Shiiii! ꟷ Diana tampou a boca da loira parecendo desesperada, de repente a musica pareceu uma péssima ideia. ꟷ Não pode contar isso pra ninguém tá me ouvindo? Se você falar algo sobre isso vai prejudicar eles...

ꟷ Não vou contar nada, de jeito nenhum, eu prometo. ꟷ a loira falou desesperada para corrigir aquele mal entendido. ꟷ Mas apesar de achar que os dois juntos devem ser fofos, to triste, dois homões daquele juntos e eu aqui sozinha. ꟷ ela riu e parecia ter realmente achado aquilo uma surpresa divertida e até boa. ꟷ Ah quem eu to querendo enganar? Harry e Louis? Isso é um OTP da porra!

ꟷ Sabe Jenni, acho que você tá lendo muitas fanfics. ꟷ Josh falou fazendo com que até Diana risse, enquanto a folha com a musica cujo o nome era “HE LIKE BOYS” era esquecida em cima da mesa.

(***)

Ao sair da produtora naquele dia, Diana passou em casa para buscar Bear e dispensou Mary que foi para a casa logo depois.

ꟷ Animado? ꟷ ela perguntou e Bear confirmou com um gritinho, ela dirigiu até o orfanato, e assim que o menino desceu do carro foi cercado pelas outras crianças que já eram até amigas deles.

ꟷ Diana, que bom ver você de novo. ꟷ Emilia disse aparecendo ao lado de Nico, seu marido.

Eles eram casados a anos, e tomavam conta do orfanato com muito carinho.

ꟷ Você sabe que eu sempre venho nos fins de semana. Eu amo esse lugar. ꟷ ela respondeu abraçando o casal, Nico era como um pai, um pai que ela infelizmente não teve a chance de ter.

A historia traumática sobre o pai de Diana era algo que ela tinha enterrado a sete palmos, e que esperava que ficasse lá para sempre. Nico era gentil, carinhoso, divertido e sempre bancava o protetor, já Emilia, era doce, amorosa, e as vezes um pouco atrapalhada, mas muito inteligente.

Uma garotinha de cinco anos chegou até Diana puxando a barra da saia dela, ela se virou para ver quem era e sorriu.

Ruiva com sardinhas no rosto, e olhos verdes. Julia era especial, tinha deficiência auditiva e por isso se comunicava atrás da língua de sinais que fora ensinada a ela pela própria Emilia.

Diana aprendeu a língua apenas para se comunicar com Julia, e então se dedicou cada vez mais aquilo, e hoje era fluente em mais essa língua. Ela e Julia gesticulavam conversando e a menina sorria enquanto Diana contava as novidades, e vice versa. Quando finalmente Julia foi puxada para brincar com as outras crianças, Diana voltou a encarar o casal que estava distraído vigiando as crianças que brincavam pelo pátio do lugar.

ꟷ Como está as aulas de educação especial e tudo mais? ꟷ perguntou Diana ao se aproximar de Emilia, a mulher sempre tentava aprender mais e mais sobre aquilo, era dedicada e se esforçava para cuidar do lugar e de todas as crianças ali dentro, mas ela não era profissional na área.

ꟷ Ah, ajuda da Jessie e fundamental, as crianças a amam, e ela tem ensinado bastante ao Peter também, logo teremos dois profissionais aqui, alias muito obrigada outra vez. ꟷ fora Diana quem contratara Jessie, e ela pagava um salario para a mulher continuar trabalhando no orfanato, já que esse não tinha as verbas necessárias para pagar, Jessie também era uma ótima profissional e logo diminuiu seu salario ao encontrar outro emprego e se apaixonar pelas crianças, agora ela vinha duas vezes na semana tirando os finais de semana, e nos finais de semana o serviço era voluntario.

ꟷ Não precisa agradecer, vocês sabem que são minha terceira família. ꟷ Diana brinca abraçando Emilia enquanto eles caminham para dentro do local.

Ela passa a tarde inteira ali, e é apenas quando já esta anoitecendo que ela chama Bear e eles se vão, Bear é deixado na casa da avó já que estava combinado dele dormir lá, e Diana dirige até a casa logo depois.

(***)

ꟷ Boa noite. ꟷ ela diz ao entrar em casa e se deparar com Liam ainda com a roupa do trabalho jogado no sofá. ꟷ Não acredito que ainda esta vestido assim.

ꟷ Não comece mamãe. ꟷ ele caçoou sem humor. ꟷ Estou com preguiça

ꟷ Pelo visto não é só preguiça, aconteceu alguma coisa? ꟷ ela perguntou se sentando no outro sofá e esperando uma resposta de Liam.

Ele virou o rosto, a verdade é que Liam sempre tinha essas crises, sua vida tinha melhorado muito com a presença de Diana, e muitas vezes ele conseguia realmente se divertir, na verdade na grande maioria dos dias ele era feliz, mas as vezes, as vezes ele sentia saudades.

Sabia que era uma maneira de se prender ao passado, mas não se apaga o seu grande amor, da sua vida, não é? Não podemos esquecer tudo que vivemos e as pessoas que amamos. Cheryl surgia em sua mente do nada, com seu sorriso doce, seu olhar encantador, e sua voz melodiosa, o fazia querer ter ela de volta, e ele sabia que era uma péssima companhia quando isso acontecia.

ꟷ Li. ꟷ Diana chamou e se ajoelhou ao lado dele. ꟷ Você ficou distante o dia todo, está tudo bem?

ꟷ Está. ꟷ ele mentiu e se virou com um sorriso para encarar o rosto da menina-mulher a sua frente. ꟷ Eu vi que você e o Zayn estão se dando muito bem, fiquei surpreso.

ꟷ Pensou que fossemos brigar? ꟷ ela perguntou divertida, tentando levantar o humor do amigo.

ꟷ Pensei que você fosse ter mais dificuldade em dobrar ele, você sabe, ele é bem teimoso. ꟷ Liam falou se ajeitando no sofá e fazendo com que sua companhia gargalhasse.

ꟷ Na verdade ele foi bem fácil. ꟷ ela brincou e se jogou ao lado dele, ele envolveu os ombros dela com o braço e ela se ajeitou naquele abraço enquanto encarava o rosto dele.

ꟷ Acho que ele ficaria ofendido ao te ouvir dizer isso. ꟷ o castanho brincou fazendo com que ela sorrisse e desse de ombros. ꟷ Mas estou mesmo surpreso, Zayn é realmente teimoso.

ꟷ Ah então ele é mais parecido com você do que parece. ꟷ ela brincou arrancando uma risada de Liam. ꟷ Afinal você só tem cara de bonzinho, mas é um cabeça dura.

ꟷ E você me ama! ꟷ ele falou rindo convencido e ela deu de ombros.

ꟷ Nem todo mundo é perfeito. ꟷ Liam gargalhou e beijou a testa de Diana, enquanto ela desfrutava do som da gargalhada dele, e esperava que ele não desabasse novamente.

(****)

Eram dez pras cinco da manhã quando Liam acordou em um sobressalto, ele não queria ter acordado, na realidade ele preferia mil vezes ter continuado dormindo.

Estava cansado, exausto, mas não era esse motivo que o levava a querer tanto aquela noite de sono, era seu sonho.

O rosto da mulher estava exatamente igual a última vez que ele a viu com vida, ela tinha um sorriso doce nos lábios, os longos cílios se espalhavam pela maça do rosto dela enquanto ela piscava seus lindos olhos chocolates, e ele podia sentir o toque dela queimando sua pele, quase como se fosse real.

Ela havia dito que estava orgulhosa, e quando ele disse que sentia saudades, ela disse que também sentia, pronto, era só isso. Mas foi o bastante para acordar a dor em seu peito, quase seis anos, seis anos sem a única mulher que ele verdadeiramente amou na vida.

Ele ainda sonhava com ela, ainda procurava o rosto dela na multidão, e muitas vezes ele pensava no que ela diria de suas decisões. Tinha Diana, mas mesmo assim, sempre haveria um lugar vazio, um buraco em seu peito, e esse buraco só poderia ser preenchido por Cheryl, e ela não estava mais ali.

Cem dias me fizeram mais velho

Desde a última vez que eu vi seu lindo rosto

Milhares de mentiras me fizeram mais frio

E eu não sei se eu posso ver isso da mesma maneira

Mas toda distância que nos separam

Desaparecem quando eu sonho com o seu rosto. ꟷ ele nem se lembrava de ter pego o violão, ou ter decidido cantar, mas era a única coisa que lhe vinha a mente naquele momento, a única coisa que expressaria sua dor, e que talvez a aliviasse, mesmo assim seu peito ainda estava dolorosamente apertado, e ele ainda sentia um nó na garganta. ꟷ Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite, somos só você e eu. ꟷ ele nunca deixaria de sentir a falta dela, sentir seu peito sendo corroído por aquela angustia, a angustia de ter conhecido o amor e o perdido em um piscar de olhos, em nunca ter conseguido dizer ‘adeus’ e na sensação de passar o resto da vida imaginando como seria se pudesse viver tudo ao lado dela novamente. ꟷ As distâncias continuaram aumentando

Enquanto as pessoas deixam seus modos de dizer ‘Olá’

Eu ouvi que essa vida é super valorizada

Mas eu espero que ela melhore

Enquanto nós caminhamos. ꟷ a voz ecoava tão cheia de agonia pelo cômodo, e Liam estava tão perdido que nem se lembrava que a poucos metros de seu quarto Diana dormia serenamente, enquanto seu filho ainda estava passando o final de semana na casa da avó Karen. ꟷ Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite menina, somos só você e eu. ꟷ  não foram os raios de sol que a acordaram, na verdade eles ainda nem tinham aparecido no céu. A voz agoniada e a melodia melancólica foram o que fizeram ela despertar confusa, se perguntando o que estava acontecendo. Ela piscou várias vezes antes de se levantar e procurar o lugar de onde vinha aquele som, não demorou muito para achar. Ela adorava aquela música, mas a dor que estava sendo transmitida naquele momento por ela era tão aguda que fez com que ela tivesse vontade de se deitar novamente na cama e se encolher como um feto. ꟷ Tudo que eu sei, e em qualquer lugar que eu vou

É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor

E quando o último cair, quando tudo isso estiver dito e feito

É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor. ꟷ ela se encostou na porta entreaberta do quarto de Liam, e o viu, ele estava sentado sobre a cama, tocava o violão em modo automático, seus olhos escorriam com grossas lagrimas salgadas sem que ele notasse, ele mantinha o olhar fixo na parede a frente dele, onde Diana sabia que tinha um quadro com a foto dele e de Cheryl. Ela suspirou, já virá Liam sofrendo pela perda da mulher tantas vezes durante esses anos, mesmo assim, aquilo nunca parava de doer, ela não tinha ideia do que ele sentia, mas a dor que ficava obvia no rosto dele fazia o coração dela se quebrar em pedaços mínimos. ꟷ Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite menina, somos só você e eu

Liam acabou de tocar, e como se planejado os soluços sôfregos escaparam de sua boca e seu corpo parecia estar em convulsão, Diana abriu a porta do quarto e andou até ele se sentando em frente ao grande homem na cama e tirando o violão dos braços dele, o deixando ao lado de Liam, ela abriu os braços fortes de Liam e os colocou ao redor do corpo dela, enquanto fazia com que a cabeça dele caísse sobre o ombro dela, e derramasse as lagrimas no tecido fino de seu pijama.

Diana não saberia dizer quanto tempo eles ficaram daquela maneira, mas quando os olhos de Liam finalmente estavam secos, e seu corpo não tremia mais, os raios de sol já invadiam o quarto timidamente, esquentando o local.

O silencio era perturbador, e Diana sabia que teria que ser ela a quebra-lo, ela tinha que o fazer falar, porque Liam continuaria alimentando aquela dor e cavando aquele abismo se não falasse daquilo.

ꟷ Você sente muita falta dela não é? ꟷ perguntou em voz baixa, seus lábios beijando suavemente o cabelo de Liam.

ꟷ Todos os dias. ꟷ ele confirmou depois de respirar fundo, seus braços continuaram acolhendo o corpo de Diana, e ele não se afastou, não queria que seu único consolo acabasse, não queria que Diana o encarasse, e nem queria encara-la, tinha medo que

se fizesse isso, sua coragem para falar sobre o assunto acabasse. ꟷ É uma vazio no peito, no meu dia a dia, que nunca vai ser preenchido. Eu me sinto péssimo, como se eu nunca fosse amar ninguém novamente, como se pensar nisso fosse trair a imagem de Cheryl...

ꟷ Você vai amar alguém outra vez. ꟷ falou com um sorriso doce e acariciou o rosto dele. ꟷ E isso não significa que está traindo a imagem dela...

ꟷ Eu não sei o que fazer para essa dor passar... ꟷ ele confessou soluçando desesperadamente, Diana sorri acariciando o rosto do homem com carinho.

ꟷ Eu vou estar sempre do seu lado, e nós vamos descobrir como fazer isso juntos. ꟷ ela respondeu apertando-o naquele abraço, e o tranquilizando até que ele dormisse. ꟷ Luzes vão te guiar para casa

E incendiar seus ossos

E eu vou tentar consertar você. ꟷela cantarolou para um homem adormecido, enquanto sua mente girava em torno de maneiras de como ajudar Liam.


Notas Finais


Espero que tenham gostado galera, no proximo terá mais emoçao, esse era só pra saber como a Diana e o Zayn se aproximaram, e como é a Diana no cotidiano e tudo mais...
Se gostaram indiquem, favoritem,e por favor COMENTEM!
BEIJU até o proximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...