História Diana. - Capítulo 124


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, One Direction
Visualizações 155
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeee meus gatos...prontos para os doiis capítulos de hoje?!
Espero que sim.
Nesse capitulo saberemos da mensagem da nossa querida Renata
Então bora e boa leitura!!

Capítulo 124 - Visita.


Fanfic / Fanfiction Diana. - Capítulo 124 - Visita.

-Harry eu já disse que vou ficar bem!Ela é minha mãe e mais ela acabou de mandar mensagem dizendo que acabou de sair,dá tempo de eu tomar um banho,comer e brincar.-digo dando um beijo em sua bochecha e mordendo o local de suas covinhas.

-Brincar?Do quê?-digo e vejo que ele está desconfiado.

-Se eu não tivesse grávida te mostrava!-digo e ele sorri maliciosamente e me dá um beijo.Sua mão desce pela minha cintura e ele aperta ela de leve.Sua boca chupa de leve o lóbulo da minha orelha,um arrepio me percorre e eu solto uma risada.Puxo seus cachos e beijo sua boca devagar,mordendo seu lábio inferior de vez em quando e sorrindo.

-Cheguei na hora boa?!-ouço a voz de Tris e me liberto dos braços de Harry.

-Estávamos apenas conversando.-digo indo mexer nas sacolas que ela trouxe nos braços.

~~~~~~

-Tá Harry,eu te amo também.-digo beijando ele antes de fechar a porta.Pego a foto do ultrassom do nosso bebê e observo.

Pequeno...e frágil...e...

Um barulho chama minha atenção,é uma mensagem.

"Diana já estou chegando,talvez demore um pouco mais que o previsto por causa do trânsito,mas em breve vou estar aí."

Depois de lida a mensagem vou direto para o quarto,pego o moletom preto que Harry deixou "sem querer" e um shorts preto,sigo direto ao banheiro e ligo o chuveiro.Como de costume olho meu corpo no espelho e fico de lado,vendo minha barriga que está crescendo aos poucos sorrio e entro no chuveiro.

A água está fria e demora muito para esquentar,depois de um tempo ela começa a ficar quente e entro no chuveiro,lavo meus cabelos e meu corpo e depois desligo o registro.

Passo creme no meu corpo,me seco e visto a minha roupa.O moletom fica largo em mim o que faz parecer que eu não estou grávida,mas graças á Deus eu estou...um barulho chama a minha atenção novamente.

É o telefone da recepção.

"-Alô?"

"-Srta.Styles tem uma mulher aqui,ela diz se chamar Renata Belle e diz ser sua mãe,deixo subir?"-a recepcionista Raquel pergunta.

"-Claro Raquel,pode deixar subir."

Desligo o telefone e meus olhos percorrem o apartamento rapidamente,algumas roupas estão no chão do meu quarto de hoje de manhã,minha mochila está no sofá,louça no escorredor e o banheiro está todo molhado.Está uma bagunça!

Cato as roupas do chão do meu quarto e guardo minha mochila,seco rapidamente o chão do banheiro e ouço algumas batidas na porta.

-Já vou!-grito enquanto fecho o banheiro.

Talvez ela não repare na louça.

Me olho uma última vez no espelho me ajeitando o melhor que posso e abro a porta para minha mãe entrar.

Ela está usando um sobretudo preto e uma calça preta com um tênis,está muito bem maquiada e os cabelos estão presos em um rabo-de-cavalo alto e carrega sua mochila nas costas.

-Oi mãe!-digo abraçando ela,seu perfume invade meus sentidos e percebo como senti falta daquele cheiro e dela,minha mãe...que saudades!

-Oi meu amor,como você está?-ela diz me abraçando e se afastando para ver como eu estou.-Está linda,em?

-Sempre fui.-digo fechando a porta e a convidando a sentar no sofá,digo que ela pode deixar a mochila do lado do sofá que não tem problema.

O que é estranho,porque nunca imaginei que viveria aquela cena tão cedo,mas...como eu poderia me sentir?Depois do que houve,é apropriado se sentir estranho numa situação dessas,certo?

-Quer um café?-pergunto apertando as mãos no colo.

-Por favor,querida.-ela pede e levanto e vou até o armário onde pego duas canecas e coloco café com leite e duas colheres de açúcar,que sei que ela gosta.

-Então mãe,veio falar algo comigo ou só estava apenas com saudades só?!-pergunto levando as duas canecas quentes até o sofá.

Mas não ganho resposta alguma.O que houve?

Provavelmente ela deve estar medindo o lugar com os olhos para fazer algum comentário depois que conversarmos.

-Mãe?-pergunto e percebo que ela está parada,olhando para algo,está sem cor e sem reação.Dou á volta do sofá e percebo o que ela está olhando.

Em suas mãos está a foto do meu ultrassom de 2 meses.

Eu não tinha guardado isso?!

Coloco as duas canecas com cuidado da mesinha de centro de vidro da Tris,por que o calor das canecas estavam queimando minhas mãos e a observo.

Ela não está com a cara que Harry teve quando contei,nem quando eu e Angélica descobrimos,ela nem sequer sorri.Não,ela está com a mesma cara de quando James contou que seria pai da Nathália.

-Vo-você está grá-grávida,Diana?-ela pergunta e uma lágrima cai de seus olhos assim como meu mundo.Por que ela não está feliz ,como eu,quando descobri?

Não respondo e ela também não pergunta mais nada,apenas levanta,pega a mochila e vejo uma cena que tenho certeza que guardarei para sempre na memória,seus olhos descem até a minha barriga coberta pelo moletom.

Mas ela não olha com admiração,não olha com felicidade,nem brilho em seu olhar vejo,apenas faz uma cara de decepção e ao ver isso,eu sinto e meu bebê deve sentir também,que nada foi como o esperado e sua expressão me deixa sem chão.Como se meu bebê fosse um problema ou algo abominável que estava crescendo dentro de mim.

-Nunca achei que você me daria tanta decepção,Diana.

É tudo o que ela diz antes de sair pela porta do apartamento.

Me encolho no sofá e abraço meu corpo sentindo abandono e como se meu bebê fosse algo errado.

"-Nunca achei que você me daria tanta decepção,Diana"-foi o que ela disse.

 

 


Notas Finais


Gente nesse capítulo nos percebemos que o Harry não é só pai babão não,marido também!
Sobre Renata e Diana:
EU NÃO DIGO É NADA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...