História Dianakko - Amor Não Correspondido - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Little Witch Academia
Personagens Akko Kagari, Amanda O'Neill, Diana Cavendish
Tags Amakko, Amandanakko, Amandaxakko, Diakko, Dianakko, Dianaxakko, Little Wicth Academia
Visualizações 19
Palavras 2.653
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Amor Não Correspondido .


Voce sempre foi Uma Idiota , Uma Estupida , Uma Retardada ,  Muito Hiperativa , Foi Por Isso que eu me Apaixonei Por Voce .

Mas Voce Nunca Me Viu Mais do que Uma Amiga . 

Como a brisa quente e aconchegante de um verão, esse amor me aqueceu,minha alma envolveu,nele, nesse forte sentimento minha vã existência se perdeu, com doce aroma de chá e rosas marcado em mim, só existia você em mim, Nagisa, nada mais importava, estava vivendo um amor sem fim.. Na epigêneses,tudo era paz, calor, refrigério, alento. Esse sentimento, me envolvia e aquecia,e eu estava feliz somente por possuí-lo e por ter sua amizade. Sim, estar ao seu lado toda a noite e dia, ainda que somente como amiga, me bastava, era a minha certeza, o que verdadeiramente achava.

Mas Esta brisa quente e calma, rapidamente se transformou em um vento forte, que veio trazendo o doce aroma de chuva e com ele o anunciar de uma tempestade. Meus sentimentos convertendo-se pouco a pouco em medo, confusão, ódio, repulsa de mim mesma, desespero;

Com tantas pessoas no mundo, por que logo ela ? A minha Akko .

Eu a amava mais do que tudo, e não poderia negar, apesar de tudo, esse sentimento era intenso, lindo e verdadeiro. Não me importava o que as pessoas diziam, se era errado ou proibido, eu só queria admirá-la e amá-la, cada vez mais. Mesmo que esse amor viesse a me matar um dia, queria me abrigar nele, faria de minha proteção,um escudo, minha própria dor....

Ah, o amor, o amor...Não sabia que possuí-lo, causaria em mim tanta dor e sofrimento

Teria que seguir em frente mesmo triste, carregando no peito um coração sofredor.

A chuva começa,rapidamente se converte numa tempestade. O céu antes azul-claro de verão se tornara cinzento,coberto de nuvens. Aquele cinza representava a minha dor, e as gotas de chuva que caiam, eram as lágrimas derramadas por meu coração,já que não podia chorar, tinha de manter meu amargo sorriso frente á ela, mostrar que estava feliz por ser sua amiga, mesmo que essa não fosse a realidade..Queria ser muito mais do que uma simples amiga...

“Estava sozinha no quarto,lá fora a chuva caía forte e assim como a chuva caía lá fora,dentro de mim lágrimas caiam em meu coração. Qual o sentido dessa dor ? De tanta tristeza ?”

Por que sofrer por um amor que não trará fruto algum além de tristeza , sofrimento e dor ?

or que amá-la se ela nunca me amará em troca?Eu vejo em seus olhos, não é de mim que ela gosta, vejo o rubor em sua face, vejo o brilho e intensidade em seus olhos, cada vez que ela vê a Amanda  .

perto dela, não tenho chance alguma. Sou apenas uma garota comum, sem encantos, fascínios, apenas uma poeta que coloca seu coração em palavras, envolvendo-os, dando vida a elas, através de seus sentimentos...Então por quê ? Senão tenho chance alguma, se esse amor jamais será correspondido,por que a amo ? Por que tenho de sofrer com esse amor platônico, e todo esse ódio de mim mesma e essa agonizante vergonha ? 

 

Eu , nçao queria acreditar nisso no começo , mas tudo era real , meu amor por voce , sempre foi real , mas pra voce não , só me via com sua amiga , eu queria ser de verdade algo a mais , mas voce não , tudo em que voce pensava era nela " Amanda "

A chuva continua caindo dentro de mim, sem previsão para acabar, se é que ela teria fim um dia. Tenho a estranha sensação que ainda que o dia fosse lindo lá fora, fizesse o mais belo, e radiante sol, dentro de mim a chuva continuaria a cair e não pararia jamais...

 

Apego-me a uma vã esperança,amargamente sorrio, tentando me convencer do contrário,

 

Observando a chuva, penso,tudo tem um fim, também as lágrimas do céu se acabam, encontram seu fim na frialdade orgânica da terra...Por mais que lutem para viver, por mais que se apeguem a vida,uma hora a gota que desliza sutilmente parecendo bailar no vasto céus sobre o som e sopro do vento, se acaba.Sim, uma breve vida. Tão breve e bela quanto a vida das cerejeiras, das flores de sakura que se desprendem e bailam ao som do vento nos encantando e fascinando com sua beleza e magia. Mas para onde irá ? Qual será o seu destino ? Pra onde o vento as levará?Aonde esse amor me levará?Qual será o seu fim?Será que um fim ele terá ? A eternidade também é atrativa e bela, mas acho que a beleza maior está na efemeridade. Se as sakuras não fossem o simbolo de efemeridade ,ainda seriam tão belas e atrativas ? Acho que não, creio que não. Uma hora as pessoas se acostumariam com elas, e de tanto olhá-las, não mais veriam tamanho encanto, fascinação e beleza. Elas precisam voltar e ir, num indo e vindo infinito,viver e morrer e voltar novamente a cada nova primavera trazendo seu perfume, nos encantando com sua efêmera e bela beleza, efêmera, mesmo que pareça eterna...Seria esse amor também efêmero ou se apossaria de meu coração,destruiria o tempo, o ultrapassaria, venceria até mesmo as fronteiras da vida e em meu peito, eterno se tornaria ?

 

Cansada de ficar no dormitório, observando a chuva da janela, sorvendo o seu cheiro e pensando melancolicamente na beleza e atração da morte, como evasão,solução, um fim á minha dor, saio do quarto, mas não pego um guarda-chuva, queria me molhar. Desejava sentir cada gota fria a tocar minha quente pele. Será que a suavidade delas me acariciariam,num abraço me envolveriam, trazendo paz, levando minha dor ? Ou seria seu toque como um tapa,trazendo-me ainda mais dor,á esse coração sofredor, lágrimas e mais lágrimas inundando essa face sem cor,reflexo de mim mesma e de minha alma, a personificação da do ! ?

 

É tão engraçado,não? Não! Deveria dizer triste, o modo como a chuva se derrama.

Eu me sinto assim,sempre tão nostálgica e deprimida com o som dessa chuva que se derrama e percorre meu ser, penetra em minha alma, percorre minhas entranhas e nela se aprofunda e se arraiga, a melancolia desse cinzento céu, tomando posse de minha alma, ganhando raiz no mais profundo de meu ser...

 

Arrancam de mim, o suspiro mais agonizante e deprimente, junto com um gemido de prazer e dor. Levanto as mãos aos céus, de joelhos sobre a terra,enquanto olho para a chuva e para o nublado céu e as gotas que banham minha pele,vendo as lágrimas do céu a tornar-se minhas próprias lágrimas, uma só fazendo-se com os sentimentos de meu ser que em lágrimas se convertiam e inutilmente sem que pudesse impedir, escorriam de meus olhos. Clamo aos céus, a chuva, de todo o meu coração, faço uma prece, oro,pelo fim dessa dor, pela própria morte imploro...Arrancai, arrancai também de mim vida e levai consigo toda essa inútil dor, arranque de meu peito, esse coração sofredor...Chuva,morte,faça-me uma só contigo!

 

Queria que minha vida fosse assim, tão breve quanto essas gotas de chuva que caem como lágrimas dos anjos desse vasto céu que agoniza e chora;gotas que ligeira e amargamente encontram o chão,findando-se, escrevendo o fim de suas trajetórias, marcando o fim de suas vidas que se perdem na terra e brevemente acaba. Tornando-se poça ou aumentando o leito de um rio qualquer, perdendo sua identidade em meio a tantas lágrimas, tantas águas choradas por um coração.

Porém há ainda algumas gotas esperançosas que não querem perder-se e que assim lutam com todas a sua coragem e últimas forças para prender-se a vida, agarrar-se a ela e não perdê-la de modo algum. Estas vão deslizando melancolicamente pelo chão, transformando a terra em lama, com um murmúrio, como um sussurro acariciando o local que percorrem,tentando deixar nos últimos minutos antes de suas mortes, a sua marca,deixando no lugar onde passaram um rastro de vida.

 

Deixaria também eu minha marca?O que restaria após minha morte?

 

Sentiria alguém saudades de mim?Deixaria no mundo, alguma falta?

 

Algum rastro sequer de vida, uma marca nem que fosse através de simples e belas, inesquecíveis palavras,por que era isso tudo o que eu fazia, dá beleza as palavras, nada mais sabia fazer além disso, minha vida se resumia a dor e ao eu poeta. Na verdade só era poeta por causa da dor, precisava extravasá-la de algum modo e não há melhor forma do que converter intensos e agudos sentimentos em palavras.

 

A chuva continua a cair, forte e intensamente, molhando-me, preenchendo-me de vida, nos últimos instantes antes da morte. As lágrimas caem...

Alimentando a natureza,tornando-se seiva bruta a alimentar a terra, árvores, perdendo-se ,abrigando-se em folhas ou tornando bebida para flores contribuindo para seus crescimentos e despertar. Contribuindo assim para Transformar do que foi um dia um envergonhado e delicado botão numa bela e majestosa rosa, estonteante em fascínios, encantos e belezas...

 

Queria eu ser como uma rosa um dia. Uma única rosa branca e pura,perdida num jardim de vermelhas rosas. E quem sabe assim ela olharia para mim, me colheria, me encheria de amor, arrancaria todos os meus espinhos e me colocaria num lindo vaso, observando minha beleza, até que a última pétala caísse, até que tudo acabasse e a linda rosa murchasse, perdendo beleza e vida....

 

Mas eu estou muito longe de ser essa branca pura rosa, que ela desejaria.E nunca poderei contar com o seu amor, seu amor por mim é inexistente, só há uma pessoa no coração dela, é essa é Shizuma. Não há lugar para mim em seu coração, então porque continuo a amando?Será que o meu destino é ser uma rosa quebrada e negra,manchada de dor e sangue para sempre ?

 

Sim!Um dia eu fui, minha alma, meu coração, puros como a branca rosa.Hoje o meu ser está manchado,pelo amor ferido, machucado, sangra no peito o meu coração.

Manchada minha alma está por amor, sangue,dor,lágrimas de sangue, paixão,angustiosa e platônica paixão...Estou mais para uma negra rosa..

 

 A negra e pesada chuva, Inexorável e mortal

continua caindo fortemente, lavando minha alma sombria e imortal,

Carrega tudo, inclusive as lágrimas desse coração sofredor,

só não leva meu sofrimento,minha vida, minha dor

e esse amor eterno e unilateral....

 

Sim, como uma rosa nasci para viver livre com gloria e paixão,

 

 

exalando encantos, fascinantes sorrisos, mágica e exuberante beleza,

mas ao invés disso, derramo lágrimas, porque estou presa,

acorrentada, encarcerada pelos sentimentos de meu próprio coração,

que só me trazem dor,sofrimento e aguda tristeza;

viciada estou na droga mais intensa e fatal,

vivendo um amor impossível e incondicional.

 

quanto mais apaixodanada por voce eu fico oh Akko, meu amor cresce , cada vez mais por voce

 

Caindo, caindo, na escuridão me perdendo

 

gotejando, gotejando, como gotas se derramando,

 

lentamente vai escorrendo de meu peito,

 

o líquido vermelho da paixão.

 

Amor, amor, como eu te amei querida,

 

em seus braços todo o fôlego e ânsia de uma vida perdida...

 

Adeus!Adeus! De mim jamais se esqueça amada Akko

pense em mim, lembre de mim, nem que seja como uma simples amiga.

 

estou imensamente triste, mergulhada num mar de escuridão,

 

já não há mais volta para mim,tampouco há esperanças para essa paixão...

 

Desisti de tudo, da vida, dessa eterna e fatídica solidão...

 

Por esse amor abdico de toda a minha vida, de toda a razão...

 

A chuva que levara embora minhas lágrimas, e fizera o meu cabelo grudar-se ao meu rosto, aos poucos diminuía, as nuvens cinzentas desaparecendo, dando lugar a um azulado céu.

 

E eis que entre as poucas nuvens, surge o majestoso sol, brilhando com toda a sua glória, trazendo alegria e vida. Sol e chuva, um casamento lindo, uma bela união que traz consigo uma maravilha em sete cores. Sim, em poucos segundos, atravessava o céu, o meu amado arco-íris, o mais lindo que já tinha visto. Á ele e á chuva, faço uma última prece, lembrando de todos os momentos de minha vida, nos últimos segundos...

Ah, as nossas noites, os nossos amigáveis e alegres chás da meia-noite, as nossas conversas, os nossos sorrisos. A exploração na escola, o esconde-esconde,para que você sendo novata, pudesse conhecer melhor os prédios do belíssimo Monte Astrea, ainda novo para você...As dificuldades, as provas, a escola de verão,os sete mistérios da escola e nosso objetivo de desvendá-los, seu jeito medroso e infantil,parecia com uma gatinha medrosa,

Ah,tantas coisas, tantos defeitos e qualidades, que jamais esquecerei...Tantos momentos, e me orgulho de ter estado ao seu lado em todos...Aprendemos a compartilhar lágrimas e sorrisos, e sem que percebêssemos já tínhamos nos tornado melhores amigas...Sem que percebesse eu também , passei a vê-la como mais do que uma amiga, a amá-la de forma que não deveria.

O que terá acontecido!?Teria ela provado os doces lábios, que só deveriam ser meus?

Não a perdoaria, nunca, jamais!

Mas o que estava dizendo afinal? qual o motivo de tanta ira e fúria? Nagisa não era e nem nunca seria minha...

Quando penso que alguém a está roubando de mim, fico tão preocupada, que não consigo dormir, disse certa vez Amanda para Akko , respondi num sussurro, gostaria de ter coragem para devolver-lhe essas palavras....Era tão covarde, e medrosa, vi meu amor ser roubado bem na minha frente. Mas o que mais eu podia fazer?Não queria perder sua preciosa amizade.

Melhor tê-la para sempre como amiga, do que nada..

Uma Vez em Um Baile , queria Dizer sobre meu Amor ,mas Amanda e Akko correram Dali , Juntas Diretas a Um Campo . 

elas correram, pela floresta trilhando o caminho sem fim até os seus corações, libertando a calorosa paixão, selando o amor através do toque de seus lábios...

u tinha perdido, era uma derrotada, uma verdadeira fracassada. E como prova de minha amizade, amor e gratidão por cada momento que ela passou ao meu lado,a liberei, nunca seria capaz de fazê-la feliz como o seu grande amor,Amanda faria... Então que ela fosse feliz nos braços de sua amada, mesmo que não fosse eu a fazê-la feliz, eu estaria feliz também. A felicidade dela , era a minha felicidade, era o que eu achava..

E os dias foram se passado, e os meses também, e eu ficava mais triste cada vez que via seu sorriso e percebia que eu não era a razão deles. Sua felicidade, me destruía,,,

Por isso cheguei, agora aqui, não aguentei ver o meu amor partir,e prefiro morrer de vez a viver como morta carregando no peito tanta dor, um fantasma de memórias aprisionado no passado e agonizando com intensas e vivas lembranças de uma bela amizade...que desejei ansiosamente que um dia fosse mais do que isso....Sempre a desejei como uma amante e, em sonhos, seus lábios me tocavam, lembro do dia, que dormimos juntas, ela estava com medo das histórias de fantasmas, tê-la ao meu lado, tão quentinha, tocar suas mãos, sentir seu hálito fresco em meu rosto, tudo era tão mágico...

 

Só quero me deitar em um buraco, dormir e nunca mais acordar.

 

 

 

Então deixa eu cantar pra você dormir, e nunca mais acordar do sonho que eu fiz pra ti

 

 

 

 

Não me sinto feliz, pra falar a verdade, nem sei mais o que é felicidade, o que é se sentir feliz. Só sei que perdi a vontade de viver, não tenho mais prazer na vida, a única coisa que eu queria, era ir dormir e não acordar mais, nunca mais!

princesa-dos-pulsos-cortados-blr
Seguir
 

 

 

Só quero dormir e nunca mais acordar, nunca mais sorrir quando não estiver com vontade, não ter que esconder quando eu não estou bem, só não ter que fingir mais nada, e não ter que ver mais nada que me machuque.

 

 

é o que Sinto As Vezes , Mas é Melhor eu Estar Viva , Pois eu Não quero que Saibas que foi por uma Causa Boba,

eu lhe quero Ver Feliz Akko , Mesmo que Não Seja Comigo e Sim com Outra Pessoa 

The End



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...