História Diário de Mutantes - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, R5
Personagens Harry Styles, Ross Lynch
Exibições 5
Palavras 1.953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Magia, Mistério, Sobrenatural, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Novo ep

Capítulo 6 - A tristeza da luma


Fanfic / Fanfiction Diário de Mutantes - Capítulo 6 - A tristeza da luma

Episódio 6

Dia seguinte.....

No colégio.

Molly- Bom dia Harry, o que é isso no seu rosto?

Harry- N foi nd.

Molly- Ok, mas vc ta bem neh? - Ela vai abraçar ele, mas ele se afasta.

Harry- To n precisa se preocupar, vou ali. - Ele sai, Luma chega e usa o armário.

Molly- Bom dia Luma.

Luma- Bom. - Molly vai pra abraçar ela.

Molly- Vai fazer como o Harry e vai me ignorar?

Luma-.... Não. - Ela da um abraço nela.

Molly- Ta, agora tenho que ir pra minha aula. - Ela sai.

Luma vai pra sala dela e o Austin tava lá, eles faz uma dupla, ela senta junto dele.

Luma- Eai cachorrinho gostou do carro?

Austin- Que carro?

Luma- Kkk, o carro de o ontem na saída, aquele que quase pegou vocês.

Austin- Foi vc? Pq fez aquilo? Vc quase matou eu e a Molly.

Luma- Aquilo só foi um susto, não leve tão a sério bebê.

Austin- Hum, nossa Luma como vc pode ser tão falsa. - Ele se levanta da cadeira e sai da sala, ela levanta e vai atrás dele.

Luma- Só pra vc saber, a falsa aqui era a antiga Luma, que tinha medo de ser ignorada por todos a volta por ser um monstro.

Austin- Hum pq vc me odeia tanto? Nunca te fiz nada

Luma- Kkkk, ainda por cima é cínico.

Austin- Eu quis ser seu amigo, aí agora vc fica com falsidade, e ainda por cima querendo me matar, e matar minha namorada. - Ele sai.

Luma- Quer saber, nunca mais fale comigo, vc me enoja. - Ela sai.

Molly- Harru eu te fiz algo, pra vc ta mim ignorando?

Harry- Eu? N pq

Molly- Nada, eu fui te abraçar ai vc me deixou na vácuo.

Harry- Foi mal.

Molly- Hum, beleza, vou no banheiro. - Ela sai e vai no banheiro, e fica se olhando no espelho, depois de um tempo aLuma entra.

Luma- Vc ta bem Molly? Aconteceu alguma coisa??

Molly- To? Pq?

Luma- Por nd, vc ta com uma carinha.

Molly- Ah n é nada. - Ela lava o rosto.

Luma- Quer dar uma volta? Vai ter aula vaga.

Molly- Tá pode ser, vamos aonde?

Luma- Que tal ir na praça perto da escola?

Molly-Ta, então vamos, só vou ligar pra avisar pro Aus.

Luma- Não precisa, eu aviso a ele.

Molly-nTa bora. - Elas vão.

Chegando lá, não tinha ninguém na praça, Luma da uma pancada na cabeça da Molly e ela desmaia. Luma leva ela pro porão da casa dela. Depois de um tempo Molly acorda.

Luma- Vc acordou finalmente.

Molly- Lu...... - Lumatira a fita da boca dela. - O que tá acontecendo? Pq to presa aqui?

Luma- Não adianta gritar, nem choramingar.

Molly- Oq vc ta fazendo? Pensei que fôssemos amigas.

Luma- E somos, eu acho, só quero bater um papo com vc.

Molly- Ta, fala.

Luma- Sei q vc já deve saber, que eu sou uma vampira, e q fui eu que assasinei aqueles adolescentes.

Molly- ...sim.

Luma- Então saiba q isso tudo que eu fiz foi por causa do seu namoradinho.

Molly- Pq do Aus?

Luma- Sim.

Molly- O q ele tem haver?

Luma- Ele me fez acreditar q ele gostava de mim.

Molly- ....

Luma- Pq ta surpresa? Ele n te contou?

Molly- Oq?

Luma- Que em uma noite ele foi na minha casa, já era de madrugada, ele me levou pra um passeio, e adivinha? Ele me beijou.

Molly- Hum... E oq eu tenho haver?

Luma- Bom depois daquele dia eu achei q agente tinha alguma chance, mas como nem td é um mar de rosas, ele voltou com vc, e isso me corrompeu.

Molly- Ooh Luma, eu sei que é difícil, mas eu e o Aus nos conhecemos desde pequenos.

Luma- É aí eu te pergunto. Oq isso tem haver?

Molly- Comecamos a namorar com 15 anos, e hoje temos 17,  ai agente terminou, aí depois ele começou a andar com vc, não vou mentir, tbm achei que vcs tinham algo. E se ele gosta de vc na sei, mas se vc gosta dele tanto assim, podia falar com ele, e vcs se resolviam.

Luma-..... não, não posso.

Molly- Então ta.

Luma- Olha ele ta com medo de eu fazer algo com vc, bem q eu to com vontade😠 Mas n vou fazer nd.

Molly- Hum.

Luma- So queria desabafar.

Molly- Ok, mas a pancada na cabeça, ta doendo.

Luma- Foi mal, acho q a raiva tomou conta de mim. - Ela desamarra ela. - Pode ir embora. - Ela sai.

Molly- Luma espera, me diz uma coisa, cá entre nós duas, vc gosta de verdade do Austin? - Ela olha nos olhos dela.

Luma-....Mais do q vc pode imaginar.

Molly-....ok, já que vc confiou em mim, vou te conta uma coisa tbm. Tbm sou mutante.

Luma- Mutante?

Molly- Sim.

Luma- Oq vc faz?

Molly- Controla o tempo.

Luma- Por isso o tempo aqui era estranho.

Molly- Kkkk é.

Luma- Kkk.

Molly- Luma se cuida.

Luma- Vc tbm, seja feliz, e se ele te machucar, eu arranco o rabo dele.

Molly- Kkkk.

Luma- Kkkkk.

Molly- Não posso ser feliz, deixando uma amiga triste.

Luma- Kkk, eu vou ficar bem, vou ser a mesma de antes prometo.

Molly- Ok. - Ela sai e vai pra casa do Austin, mas o que a Luma não sabia era que a Molly tinha gravado a conversa.

Molly- Mor.....

Austin- Oi, mor onde vc se mete, fiquei te esperando lá na frente do colégio.

Molly Foi mal, sai com umas amigas.

Austin- Ata, me avisava neh.

Molly- Desculpa, mas, preciso conversa com vc.

Austin- Oq foi, aconteceu alguma coisa. - Ela tava com um olhar triste. - Me conta, o que foi?

Molly- Fala pra mim. - Ela segura a mão dele. - Não minta porfavor, eu peço e imploro. Vc gosta da Luma neh?

Austin- Da Luma? Pq Ta dizendo isso? Não ela é falsa demais, eu n gosto do jeito que ela ta.

Molly- Hum.

Austim- Ela quase te matou.

Molly- Mais fala, vc já sentiu algo por ela.

Austin- Um pouco, mas foi passageiro.

Molly- Sério isso Austin!!! Como vc pode achar que um amor pode ser pasageiro, vc iludio a menina, ela me contou, que uma noite pela madrugada, vc levou ela pra passear, e que foi a coisa mais fofa, vc iludio ela, agora ela ta aí sofrendo por amor, e descontando em nós dois e em outras pessoas que não tem nada haver com isso. Hoje eu sumir sim, ela me pegou, ela disse que queria acabar comigo, mas ela se controlou, e se desabafou comigo, Austin isso n é certo, eu te amo muito, mas sei lá, acho que vcs tem mais haver, do que nós dois. - Ela deixa o celular com o audio ligado e sai. Ele ouvi com atenção e não acreditava no que ouvia.

Austin-.......

Pvo Austin

Pq? Pq ela n me disse nd ao invés de fazer tudo isso.

Ele sao do quarto e vai atrás da Luma. Ele entra pela janela do quarto dela.

Austin- Luma...

Luma- Oq ta fazendo aq?

Austin- Vim conversar com você, pq n me contou que gostava de mim? Pq fez tantas pessoas sofrer porque de mim. Você podia me matar, melhor do que fazer aqueles adolescentes morrer.

Luma-...

Austin- Ou ter feito outra pessoa sofrer, talvez se vc tivesse me contado, agente ja tinha resolvido.... esquece, ja que prefere sofrer e fazer outras pessoas sofrerem tbm.

Luma- Elas n foram as única que sofreu Austin!!! - Ela levanta a blusa dela, e as costas dela estavam com feridas enormes e profundas.

Austin- 😨

Luma- É a pior coisa q alguem pode sentir.

Austin- Eu sei, por isso vim aqui pra conversar.

Luma- Agente n tem nada pra falar Austin, vc ja disse tudo, sou falsa, sou tudo, um monstro que so sabe matar e matar.

Austin- Luma paraaa. - Ele segura ela de leve. - Olha pra mim, você não é um mostro.

Luma- Eu sou sim😢

Austin- Não, não eh. - Ele abraça ela. - Eu que fui um idiota, de mal espresar oq sentia e fica preso no passado. Você não é um mostro, monstros não tem sentimentos, você tem sentimentos, monstros não tem amigos, você tem amigos, monstros não se dá bem com lobos, mas você se dá bem comigo, esquece aquelas coisas que eu falei pra vc. Me perdoa.

Luma- ......

Austin- ........

Luma- Kkkkk acha mesmo que eu perdoaria vc. - Ela sai do abraço dele, os olhos dela ficam negros e a voz estva diferente.

Austin-.........

Luma- Vc me enganou, n sou essas garotas q cai aos seus pés como a Molly, outra odiota, não sou elas Austin, n sou mesmo, monstros tem sentimentos sim, tem sentimento de vingança, sede de sangue, desejo de matar, e vc me faz sentir td isso.

Austin- Luma para com isso.

Luma- Parar com oq? N fiz nd, vc q precisa parar, parar de ser cínico

Austin- Então ta quer que eu pare, eu paro. - Ele pega uma faca. - Toma é toda sua, vai me mata.

Luma- Matar?..

Austin- É vai me mata, só deve ser assim, vai ser melhor, não vou mas magoar ninguém.

Ela tremia, tinha um sorriso nos lábios mas a lágrima escorria de seus olhos, ela levanta a faca em direcção ao seu coração mas trava, não sabia o que estava fazendo, ou pq estava fazendo.

Austin- Se vc não tem coregem, me dá. - Ele pega a faca da amo dela.

Luma-........ - Ele aponta a faca pro peito e vai aproximando rápido. - Não!!! - Ela tira a faca da mão dele e abraça ele. - Não... não faz isso, eu n suportaria. - Os olhos voltavam a ser vermelhos que estavam coberto de lágrimas. - Por favor.......

Austin- .....

Luma- ..... - Ele segura o rosto dela e a beija, era uma mistura de sentimentos, dor, felicidade, raiva, tristeza, tudo aquilo em um simples beijo. Durante o beijo, Austin pega a faca e enfia na barriga dele.

Luma- Austin!!!!!! Não!!!! - Ela segura ele que estava prestes a cair. - Pq vc fez isso?

Autin- Eu.... eu....

Luma- Vc me prometeu.

Austin- Eu precisava disso.

Luma- Pq?... eu te amo Austin, não me deixa.

Austin- Tbm te amo.

Luma- ....... vc

Austin- Sim, vai ficar tudo bem....

Luma- Não, eu te imploro

Luma- T...e......a....m....o..... - Ele fecha o olho.

Luma- Aaaaaaaaaaah!!!!! Austin!!!! - A mãe dela aparece no quarto assustada.

Mãe- O que foi minha filha? Pq essa gritaria toda.

Luma- Mãe..... o... Austin el...e..... - Ela tremia.

Mãe- Calma.

Luma- É culpa minha.

Mãe-..... - Ela ver a faca e o sangue. - Ele ainda tá respirando, vamos levar ele no médico.

Luma- Ta...

Mãe- Me ajuda a carregar ele. - Elas vão correndo.

A mãe da Luma fica na recepção e a Luma fica com o Austin.

Médico- Senhorita agente vai precisar que saia agora, daremos notícias

Luma- Ta... mas ele vai ficar bem?

Médico- Sim, faremos o possível.

Luma- Ta. - Ela sai, ela vai pra recepção e senta junto da mãe. Depois de um tempo a Molly chega desesperada.

Molly- Cade o Austin?

Luma- Na sala de cirurgia.

Molly- Ele tá bem?

Luma- N sei, eu preciso sair daqui. - Ela sai do hospital.

Molly- Luma! - Ela vai atrás dela. - Luma se acalma. - Ela abraça ela.

Luma- Não, é culpa minha, ele vai morrer por minha causa.

Molly- Não é culpa sua e ele não vai morrer, não vamos pensar negativo. - Ela abraça ela forte. - Mas Luma tem uma coisa que preciso te contar.....

Continua.....


Notas Finais


E foi isso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...