História Diario De sobreviventes 2.0 - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~gaabylennon

Postado
Categorias Originais
Tags Originais, Resident Evil, The Walking Dead, Walkers, Z Nation, Znation, Zombies, Zumbi, Zumbis
Exibições 2
Palavras 1.359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - And they disappeared


Gabi's POV 

Passaram-se algumas horas e nada da Flávia. Decidi que iria atrás dela. Peguei minha mochila e coloquei alguns alimentos, o revólver que tínhamos desde o início, balas extras e uma roupa, remédios e um pequeno lençol. Ninguém sabia onde Felipe estava, e ele nem sabia que a Flávia havia saído. Estavam todos dormindo. Troquei de roupa, coloquei uma calça preta e um moletom da mesma cor, peguei meu tênis e calcei, coloquei o canivete que a fá tinha esquecido dentro do meu bolso. Sai silenciosamente e Fechei a porta de ferro da cabana. Sai da fazenda meio que escondendo-me atrás das árvores porque haviam zumbis por ali. Tentei chamar a fá pelo comunicador mas apenas escutei alguns ruídos. Continuei tentando e andei mais rápido. Depois de algumas duas horas eu ainda andava, era madrugada e eu tentei novamente. Ouvi barulho de zumbi e me abaixei, eles estavam se aproximando de algumas coisa.

Flávia's POV

Eu tinha sentado um pouco para descansar e vieram os zumbis. Estava tentando me levantar e correr, mas eles estavam me cercando quase que por completo. Enquanto um vinha pr a cima de mim, eu apenas me arrastava cada vez que ele se aproximava. Estava preparada para a mordida quando a cabeça dele simplesmente explodiu e eu fui puxada para trás.

Guilherme's POV 

Eu tinha acordado no meio da madrugada, estava com sede. O quarto da Gabi era o do lado, resolvi entrar e ver se ela estava bem, assim como faço todas as noites desde que cheguei aqui. Abri a porta cautelosamente. Mas a cama bagunçada não tinha ninguém, liguei a luz e olhei para todos os lados do quarto, nada dela. Comecei procurar toda a cabana, banheiro, cozinha, do lado de fora... Nada. Resolvi então desesperado entrar no quarto das meninas. Abri a porta sem nenhum cuidado

- Geovana, a Gabi sumiu e a Flávia ainda não voltou

- como?- as três que estavam presente perguntaram em uníssono

- elas sumiram, q Gabi estava aqui, eu vi ela indo dormir

- espera, procura direito- ela disse enquanto saia do quarto junto com Bea e Isa e ia direito pro quarto da Gabi. Chegando lá ela olhou por todos os cantos e depois me olhou

- que foi?

- todas as coisas da Gabi e da Flávia sumiram

- COMO?

Flávia's POV

Depois que fui puxada a coisa que me puxou me ajudou a levantar. Virei o rosto vi que era a Gabi e sorri, saímos correndo dali, mas corremos sem nos preocupar em onde estávamos indo. Depois de alguns minutos correndo, paramos para respirar um pouco.

-Gabi... Porque está aqui?- eu perguntei ainda um pouco ofegante

- acha... Mesmo que eu ... Vou ficar lá com dois retardados, uma legal e duas putas? Nem... que me paguem- ela disse dando algumas pausas para respirar

- obrigada por vir- eu disse enquanto abraçava ela

- não precisa agradecer- ela disse retribuindo o abraço- mas agora vamos andando, ainda não nos distanciamos o bastante dos zumbis- ela disse e saímos andando

Guilherme"s POV

Depois que a Geovana falou que tudo havia sumido eu pensei um pouco e dei as costas a elas

- aonde vai?- isa perguntou

- trocar de roupa- eu disse já me dirigindo ao quarto

- pra?- ela disse enquanto as três me seguiam

- pra procurar elas- eu disse abrindo minha bolsa

-Gui- Geovana chamou e eu não respondi, apenas comecei a vestir a roupa por cima do pijama- Guilherme... Guilherme... GUILHERME- ela gritou segurando nos meus ombros e me virando pra encara-la

- me deixa terminar aqui- eu disse tentando sair.-

- não podemos sair daqui- ela disse 

- porque não? 

- pensa... Elas podem voltar... se voltarem não nos encontrarão aqui e ficará praticamente impossível de nós acharmos elas

- mas elas estão só- eu disse já ficando com raiva da insistência para ficar

- elas de viram melhor do que nós 5 juntos

- MAS EU TENHO QUE IR- alterei meu tom de voz

- NÃO, NÃO TEM DEIXA DE SER BURRO- ela começou a se irritar também

-SÓ ESTÁ DIZENDO ISSO PORQUE NÃO É DE SUA IMPORTANCIA

- ELAS SÃO MINHAS AMIGAS, EU ME IMPORTO SIM

- MAS UMA DELAS NÃO É A PESSOA QUE VOCÊ MAIS AMA-  eu disse e ela se calou assim como as outras e todas me olharam assustadas

- escuta, eu sei como a Gabi importa pra você, mas não adiantaria irmos atrás delas agora... Não sabemos por onde elas foram, nem se estão vivas ainda. Aqui elas sabem onde estamos, se elas voltarem será melhor estarmos todos aqui... Isa e Bea... Podem nos dar licença?- ela pediu, as duas assentiram e saíram fechando a porta

- essa é a terceira vez que eu me separo dela... É difícil pra mim- eu disse me sentando na cama abaixando a cabeça

- mas pelo que eu sei você dá umas mancadas de vez em quando- ela disse se sentando ao meu lado

- é meu jeito- eu disse

- todos podemos mudar... Não mude para pior Guilherme, faça uma mudança boa em você, se você ama a Gabriela vai mudar para ficar com ela

- eu juro que tento mas...

- Sei que você tem suas necessidades. Todos precisamos de atenção. Mas se souber respeitar o tempo de vocês dois sem ter que se envolver com outro alguém vocês vão ter uma relação maravilhosa- ela disse e se levantou- você é uma boa pessoa, tem ótimas qualidades, só não está sabendo lidar com seus defeitos- ela falou e saiu fechando a porta. Depois disso eu me deitei e fiquei lembrando das vezes que eu e a Gabi rompemos de alguma maneira

Flash back on

Depois da festa onde a Gabi me pegou com outra menina eu tentei descer atrás dela, mas minha pressa foi em vão, eu a perdi de vista. Sai no pátio perguntando a todos se haviam visto ela e todos disseram que não. Decidi ir para casa, liguei inúmeras vezes no celular dela e ela não atendia... Tentei mandar mensagens mas ela havia me bloqueado. No outro dia fui até a casa dela, os país dela estavam viajando. Toquei inúmeras vezes a campainha e ninguém atendia. Após alguns dias quando seus país voltaram de viajem perguntei da filha deles, sua mãe havia dito que ela havia ido morar com a madrinha dela, mas se recusou a passar-me o endereço da tal... Na segunda feira quando eu fui para a escola, esperava ansioso pela chamada, quando a professora falou "Gabriela" todas as amigas dela responderam " ela cancelou a matrícula na escola"... Naquele momento meu coração gelou 

Flash back off

....~•~....

Passaram-se alguns dias desde o sumiço das meninas. Felipe havia chegado um dia depois e quando soube que a namorada dele havia sumido ele pirou. Quis fazer o mesmo que eu e ir procura-las, mas eu disse a ele tudo que Geovana me disse quando quis fazer o mesmo. Ele concordou em ficar... Mas se em dez dias elas não voltassem nós iríamos atrás delas... Foi oque ocorreu, acabei de terminar minha bolsa e sentei-me na cama... Pensamentos me invadiram e lembranças também

" oi... Meu nome é Guilherme ' eu estendi minha mão e ela apertou-a 'não acredito que depois de cinco meses de aula você vem se apresentar' foi o que ela disse... Indignada "

" aceita namorar comigo?' eu abri a palma da minha mão e lá tinham dois anéis... Nada de jóias, apenas anéis que eu havia comprado por alguns 5 reais, nas significavam bastante pra mim 'aceito' ela disse e eu a beijei pela primeira vez"

" confio em você "

" eu te amo Gui "

" vai ficar tudo bem' eu disse enquanto nos abraçavamos chorando "

Der repente eu volto a realidade e vejo que estou chorando. Na mesma hora a porta do quarto é aberta. Felipe me olha e entra fechando a porta atrás de si. Se sentou ao meu lado

- o que houve? - ele perguntou 

- eu sou uma pessoa ruim?- perguntei ainda deixando algumas lágrimas caírem

- não... Porque? 

- nada- eu disse levantando- vamos?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...