História Diário de um sequestrador e uma sequestrada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 16
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Este é o início de uma história incrivelmente romântica e perturbadora. Se Nao gostarem do capítulo, dêm uma chance!
Sem mais demoras, vamos começar........

Capítulo 1 - Let me go!


Fanfic / Fanfiction Diário de um sequestrador e uma sequestrada - Capítulo 1 - Let me go!

23 de Março de 2013

Diario da Elizabeth


Querido diario,

Hoje quando me levantei para ir para a faculdade, um mau pressentimento abordou-me. Tinha uma sensação de que hoje iria enfrentar algo. Nao sabia era especificar o que seria. 

Despachei-me normalmente e fui para a entrada da minha casa, sentar-me num baloiço que eu tinha na varanda a espera do meu namorado, Matt, para me levar a escola. Quando ele chegou, entrei no carro e ele dirigiu ate a faculdade. Saí do carro e lhe dei um beijo na boca, indo para minha aula. No caminho para a sala, choquei contra Trevor Hale, um miudo qualquer super perturbado. Ele frequenta um psicologo, que muitas vezes chora depois das sessões com ele. Demitiu-se na semana passada. Ele já deve ter tido uma boa quantidade de psicologos, mas o Trevor dirige-os ao caminho da loucura. 

O seu ultimo psicologo teve de ser transportado para um manicómio. Outro, tornou-se um assassino e foi abatido pela polícia. O pior, foi um que se enforcou no escritorio apos a primeira sessao com o Trevor. Quando olho para ele, so vejo um miudo que arruinou a vida a várias pessoas, tendo sido até abandonado pelos pais quando era pequeno. Estes diziam que viam o demonio no olhar do bebe. 

Tentei ignora-lo. Ele me agarrou com força no braço, dizendo que se eu tivesse educaçã, teria pedido desculpa. Soltei-me dele sem proferir uma palavra. Maior erro da minha vida.

Fui para a aula. O dia passou-se normalmente. Tive nos intervalos com o Matt,  tive ao pé da Britt no teste para copiar porque ela é a mais inteligente da turma e também a minha melhor amiga. Quando acabaram as aulas, o Matt levou-me a casa e eu fui estudar. Quando olhava para os livros, lembrava-me da cena com o Trevor. A forma como as pessoas olhavam para nós, o olhar assassino que ele me deitou...... Podia jurar até que ouvi alguém comentar que era desta que ele seria preso por matar alguém. Ele esta envolvido em imensos casos da polícia, mas todos parecem ter medo dele e nao o interrogam. Dizem que um policia que o deteu por maltratar um gato, acabou atirando-se do 12 andar. Ninguem se atreve a encostar um dedo neste rapaz. 

24 de Março de 2013

Diário da Elizabeth


A minha rotina da manhã foi a mesma. Despachei-me, sentei-me no baloiço, o Matt me levou a escola. Tive as aulas da manhã e na hora de almoço, sentei-me num banco sozinha a desenhar. Era algo que eu gostava de fazer. Alguém se sentou ao meu lado. Era Trevor. Um arrepiu percorreu a minha espinha só de pensar no nome dele. 

-O que é que estas a desenhar?- Perguntou ele, meio que a tentar metet conversa. Tive vergonha de mostrar o meu desenho, visto que não estava assim tão bom.

-Hum, nada de especial, apenas uma paisagem imaginaria.- Eu estava tão nervosa por falar com ele. Tinha medo de tambem levar aquelas lavagens cerebrais o que quer que ele fazia com as pessoas que o tentavam ajudar.

-Nada de especial? Esse desenho está lindo!

-Hum, obrigada.-

Foi aí que reparei que as minhas mãos tremiam. Ele deve ter se apercebido, porque voltou a falar. Ele falava de uma forma..... Doce.... Nada a ver com aquele Trevor de ontem.

- Eu queria pedir desculpa por ter sido agressivo ontem. Eu tenho alguma ansiedade . Tinha esperança que me podesses perdoar.

-Hum, bem, Claro! Hum, sabes uma coisa, eu tenho de ir encontrar a munha melhor amiga ou ela vai-se pirar completamente de eu não estar com ela neste intervalo.

Levantei-me logo em seguida.

-Sou o Trevor.-Disse ele quando eu ja estava a andar. Parei e disse o meu nome também.

-Elizabeth.

-Lizzie?!

-Nao, Elizabeth.-E comecei a acelarar o passo, com medo que ele viesse comigo. Ele nem era uma pessoa tão horrivel como diziam que era.

__________[............]________________

4 de Novembro de 2016

Diário da Elizabeth


Neste momento tenho 23 anos. Já acabei de estudar. Nao tenho emprego. Simplesmente vivo na mesma casa, agora com o Matt. Eu estou a 3 anos a namorar com ele e acho que já vai mais que na hora de ele me pôr um anel no dedo. Mas, todas as noites, respiro fundo e penso que amanhã será o dia. 

Fui ás compras. Eu fazia isso todas as semanas aos domingos. Qual não foi o meu espanto ao ver nada mais, nada menos que Trevor Hale. Eu queria fugir dali. Da última vez que falamos, ele disse que se ia vingar do que eu lhe fiz. Eu ainda o odeio desde aquela noite...... 

Ele também me viu. E acho que ver-me também lhe despertou a sua fúria e vontade de se vingar. Ele me deu o olhar assassino que deu quando nos conhecemos naquele dia na faculdade. Eu retribuí. Dei meia volta e fui-me embora. 

Quando cheguei a casa, entrei no quarto e atirei-me para a cama. Agarrei uma almofada e enfiei la a cara, dando um berro. Estava tao furiosa por ter encontrado o Trevor hoje! ARGGGGGGGG! 

O resto do meu dia foi todo a pensar nele. Será que ele ainda se ia vingar daquilo? E uma preocupação invadiu os meus pensamentos.


6 de Novembro de 2016

Diário de Elizabeth


Ja se passaram dois dias, e nada. Nenhum sinal da grande vingança que Trevor prometeu a tres anos atras. 

Fiz o meu jantar e Matt foi ver o fotebol a casa de Chase, o seu melhor amigo. 

Quando desci as escadas e parei na sala, um barulho veio da cozinha. Eu assustei-me. Chamei por Matt. Nada. So o meu silencio. Entrei na cozinha preocupada. Ouvi um barulho na sala. Peguei numa faca e corri para la. Foi aí que a televisão se acendeu sozinha. Ai. Eu achei que ia enfartar aí mesmo. Virei-me para trás e só senti uma dor profunda no meu pescoço. Depois disso, acho que apaguei.

[.............]


Diário da Elizabeth


Não sei que dia é hoje, ou quanto tempo dormi. Só sei que quando acordei estava numa sala desconhecida da minha parte. 

A sala apresentava uma cama tipo de prisão na qual eu estava deitada. As paredes ja foram brancas e estavam cheias de humidade. A propria sala tinha um cheiro notavel a humidade. Havia também uma mesa de ferro e quatro cadeiras a volta dela. Havia também um armário e duas portas. Uma delas era a porta para sair daqui, pensei. Tentei me levantar, mas o meu pé estava preso a uma corrente. Havia um tabuleiro no chão com uma sopa de pessimo aspeto. 

Uma das portas abriu. A porta de saída. Qual não foi o meu espanto quando vi um corpo masculino e alto, bastante familiar até e um rosto mais familiar ainda. Eu devia ter imaginado que por trás disto estava Trevor.

-Trevor?! Tira-me daqui! O que é que pensas que estás a fazer?!?!?!

-Com tanta pressa de sair daqui? Ainda agora te mudaste!

-Me mudei? Me mudei para aonde?!

-Bem vinda á tua nova casa!- Trevor soltou um riso descontrolado. Apontou para os poucos moveis que aquele quarto continha e foi-se embora pela mesma porta de onde entrou.

-TREVOR! TREVOR! TIRA ME DAQUI!

Tentei gritar mas o meus esforço foi inutil. Parece que estou presa aqui.........




















Notas Finais


Espero que tenham gostado! Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...