História Diário de um termino - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 23
Palavras 2.613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello queridos leitores!
Eu tenho uma noticia feliz e uma triste, qual que vocês querem ouvir primeiro? Vamos com a noticia triste?
Eu perdi a maior parte do meu conteúdo que eu havia escrito para vocês. Ou seja, talvez eu demore para postar o resto, mais do que eu demoro. Então já venho me desculpando agora, por que, talvez demore um pouco para que eu veja vocês.
E a noticia boa é que:
EU VOU GANHAR UM COMPUTADOR.
Então eu acho que ficará mais fácil de eu atualizar vocês. Claro, depois que eu reescrever tudo ou conseguir recuperar o que eu perdi.

Era só isso mesmo, aproveitem o capitulo. Eu espero do fundo do meu coração que vocês gostem. Até mais

Capítulo 3 - 3, janeiro. 2017


Fanfic / Fanfiction Diário de um termino - Capítulo 3 - 3, janeiro. 2017

3, Janeiro. 2017

 

  Meu caro diário, meu pc está com a bateria fraca, e eu estou com o computador da minha tia. OU SEJA, terei que mandar essa folha do meu diário para o meu e-mail, e depois mandar para você. E eu estou no curso de inglês dela. Então vamos evitar palestras, por que se não eu não tenho tempo, e o que eu mais preciso é de tempo pelo amor de deus. Vamos lá. Eu havia aviso que eu ia pular um pouco certo? Sim, vamos para o dia em que eu resolvi começar a trabalhar.

 

17, outubro. 2016

 Daqui a alguns dias vai fazer dois meses que o Chanyeol está namorando, e vai fazer dois meses que ele me deixou plantado no restaurante, e vai fazer 2 meses que nós trocamos as nossas ultimas mensagens, e vai fazer 2 meses que eu estou sofrendo que nem um condenado.

Eu estou cansada de ser tachado como o coitado, minha aparência era horrível! Meus pais haviam voltado da viagem deles, e eles perceberam o quanto eu estava mal. Eu não saia do meu quarto e ficava lá o dia inteiro. Briguei com eles e comecei a ter uns surtos.

Vou explicar resumidamente o que aconteceu durante esse tempo: eu comecei a me sentir péssimo, parei de me arrumar para ir para a escola, e comecei a ficar acordado a base de café ou dos remédios. Acordava quase todas as madrugadas aos prantos, e depois de perceber que o Chanyeol não estava ao meu lado na cama, eu simplesmente surtava. Meu quarto estava uma zona, tudo quebrado e jogado para os lados. Voltei a fumar e meus pais perceberam. Já que encontraram maconha na minha gaveta. Isso deu uma baita briga, eles não mereciam isso, mas o meu surto e os meus problemas pareciam grandes demais para que eles entendessem. Eles ameaçaram me colocar em um hospício, por que estava virando literalmente um louco e eu apenas disse “claro, ia ser a melhor maneira de se livrar de mim, até por que vocês tentam isso desde antes de eu nascer”, com certeza isso foi muito forte. Como eu sei disso? Uma vez os dois brigaram e meu pai acabou soltando que minha mãe era um monstro por que ficou gravida muito cedo e quis me abortar. Voltando, eles ficaram tristes demais e simplesmente não comentaram mais sobre.

 

  Na escola: Todos tentavam me reanimar, eu cabulava muitas aulas para fumar com Suho, que não parecia melhor que eu. Ambos estávamos PESSIMOS. Minhas notas caíram e eu não me importei. Arrumei briga. Eu literalmente virei um delinquente. Como eu sempre falei, pode parecer clichê, típico filme americano, mas o Chanyeol era a minha ancora, ele sempre me acalmava, sempre esteve comigo desde a OITAVA SÉRIE, e agora eu não tinha ninguém para me falar o que era certo e o que era errado, então, pra que? Pra que tomar cuidado?

  Pode parecer doentio, na verdade isso é doentio, mas eu perseguia o Chanyeol. Eu estou agora mesmo na frente da sua casa, as 23h00min da noite, porque eu sei que ele não esta em casa. Ele foi para um jantar com a família dele e com Yixing, e provavelmente voltariam depois das 3 da madrugada. 

  Não foi difícil entrar no quarto do Chanyeol, já que havia uma enorme arvore do lado da sua janela e ele sempre deixava a sacada aberta.

 

- Vamos lá Channie, será que você mudou a senha do seu computador? - Tentei a senha antiga, senti uma pontada no meu coração ao saber que ele havia mudado, já que a antiga senha era a data do nosso namoro. 

Fiquei muito tempo tentando colocar a senha, e quando fui ver, já eram 1:30. Como eu não estava conseguindo adivinhar a senha do computador dele? Chanyeol era tão previsível, como eu não adivinhei ainda? Calma... ainda falta uma coisa. Disquei um número no meu celular, e não demorou muito para atender.

- Oi Baek, aconteceu alguma coisa? -Suho sussurrava.

- Por curiosidade, você esta na casa do Lay? - Dei um sorriso de canto. 

- Estou tentando abrir o computador dele como foi o nosso combinado, mas não consigo abrir. Eu ia te ligar agora. - Ele deu uma pausa - Qual é a data do nascimento do Chanyeol?

- 27 de novembro de 92. - Ele pensou a mesma coisa que eu. Por isso eu amo o Suho, nós pensamos iguais. 

- Deu certo Baek. Agora é a sua vez. Coloca 10.07.91 e se não der certo, tenta sem o zero. – Eu abri um sorriso satisfeito e assim fiz. O computador foi desbloqueado.

 – Porra Suho, consegui! – O ouvi comemorando bem baixo. – Os pais do Lay estão ai?

- Sim! – Ele respirou fundo – Eu preciso desligar, eles sempre sobem antes da 00:00, então eu preciso terminar aqui logo.

- Claro, eu também preciso desligar. – Dei uma pausa – Até amanhã.

E ouve-se um silêncio.

Abri o computador do Chanyeol e fui até as suas configurações. Não demorou muito para que eu grampeasse todo o seu computador. Obrigado Minseok por ter me ensinado a grampear computadores quando eu desconfiava que meu pai estivesse traindo a minha mãe.

Baixei um programa que enviaria todos os dados do computador do Chanyeol para o meu, e assim que ele conectasse qualquer aparelho em seu computador, também iria para o meu computador. E como eu sei que o Chanyeol não fica um dia sem baixar musica, não demoraria muito para eu ter as suas mensagens em mãos.

 

Então diário, eu contando isso, parece que eu sou um super-hacker, mas na verdade, não é muito complicado. É só conectar seu celular com o computador em um jeito anônimo, e colocar o PIN do computador no celular e o contrário. Mas esse processo é demorado, quando eu vi, já era quase 02h00min

 

O som de um carro foi ouvido. PORRA, eles chegaram. Eu praticamente entrei em desespero, como eu iria sair agora, a garagem era bem ao lado da árvore, mas eu não poderia ficar aqui. Ouvi vozes, risadas. Era o Chanyeol e o Yixing. É claro que ele foi para a casa dele. Tentei ser rápido, desliguei tudo de uma vez, para a minha sorte, eu já tinha terminado o processo.

Corri para a sacada, e me joguei em um dos galhos. A porta foi aberta. Vislumbrei o corpo de Chanyeol e Yixing se movendo em sintonia. Se eu continuasse ali, provavelmente veria os dois transando. E eu não quero isso, eu não posso ver isso.

- Chanyeol, acontece que... – Ouvi a voz do Yixing. Com o silêncio da madruga e a distancia razoável entre a janela e a arvore, não ficou difícil o que o Yixing disse.

- Eu sei Lay, sei de tudo. – Ele passou as mãos no cabelo de Lay, e meu sangue ferveu. – Não precisa ter medo, mas se você não quiser, não tem problema.

Calma... O Lay é virgem? – Eu quero rir, eu quero rir muito alto – Mas eu juro que já ouvi um boato, em algum lugar, que ele tinha transado com alguma garota do primeiro ano, e ela confirmou isso.

- Espera! – Disse para eu mesmo – O Chanyeol é o primeiro garoto com quem ele namora. Eu sei que ele já ficou com outros caras, mas só em beijos. Então... O Chanyeol será o primeiro dele? Eu não posso deixar isso acontecer. O Chanyeol foi o meu primeiro e...

Parei de falar quando vi um movimento rápido. Chanyeol ouviu minha voz. Arrastei-me devagar para o fundo da casinha, em um ângulo que ele não me veria. PORRA. Por que eu sou tão indiscreto? Preciso falar com o Suho.

Disquei o número dele, e não demorou nem 10 segundos para que ele me atendesse.

- Oi Baek! – Sua voz era baixa e triste.

- Está tudo bem? – Perguntei e o ouvi fungar. Estava chorando.

- Você ainda não leu os e-mails dos dois?

- Não. E estou com medo de ler, estou com medo de não ficar bem. – Suspirei.

- E não vai ficar. – Ele deu uma pausa. – Mas por que me ligas?

- Há isso! – Me lembrei do motivo de ter ligado – Já que você mora na rua de trás, venha até a casa do Chanyeol, eu estou na casinha da arvore. Vem correndo, preciso te mostrar uma coisa, e ela vai acabar logo. E traga o seu computador. Por favor, Suho, corre.

- Estou indo. – E tudo ficou em silêncio.

Olhei novamente na janela da casinha, que dava de frente com a janela do Chanyeol e suspirei, ao ver os dois se despindo. A janela da cozinha estava acesa. Eu me lembro, sempre que eu voltava dos jantares com o Chanyeol, Sr. e Sra. Park abriam alguma bebida, e iam dormir depois das 4:00 da manhã. Eles são velhos, mas são fortes.

 

Eu me lembro exatamente o que se passava na minha cabeça nesse momento. Eu queria saber se o Yixing estava feliz ao estar com o Chanyeol, se ele sentia o mesmo arrepio que eu sentia quando as mãos do Chanyeol me tocavam. Se ele suspirava quando sentia os toques. Se ele agradecia quando acordava por ter ele ao seu lado. Eu queria saber, se ele sentia a mesma coisa que eu sentia, se ele sentia na mesma intensidade, se ele fazia daquilo, parte dele. Eu queria saber. E, sabe... até hoje, eu não sei.

 

Ouvi o barulho das escadas, meu coração acelerou, mas depois que senti um cheiro forte, percebi que era apenas o Suho.

- Cheguei. – Ele estava sem camisa, apenas com uma bermuda branca e descalço.

- Você veio literalmente do jeito que estava. – Dei risada. Analisei o corpo do Suho, não lembrava que ele tinha um corpo tão bonito assim.

- Aqui! – Ele pegou o computador que estava na sua mão solto e me entregou. – O que você quer com ele?

- Calma! – Peguei o computador do Suho e conectei no meu celular. Peguei todos os dados do computador do Chanyeol que estavam nele, e transferi para o computador.

- O que você está fazendo? – Ele sussurrava, mas eu entendia a sua preocupação. Grampear computadores alheios, é crime. Ainda mais, quando se invade a privacidade de alguém.

Foi como um passe de magica, em segundos, se via tudo o que tinha no quarto do Chanyeol. A sua WebCam estava ligada e eu conseguia ver tudo o que tinha naquele quarto. Cada detalhe, cada segundo.

Senti a respiração do Suho pesar, e isso fez com que eu me sentisse mal. Suho não era uma pessoa ruim, muito pelo contrario; e eu tenho certeza de que ele não queria fazer aquilo, mas ele amava Yixing de uma maneira tão absurda, que passava por cima até dos seus limites.

- Eu não quero ver isso Baekhyun! – Ele ia fechar a tela do computador.

- E não precisa! – Entrei nas configurações. – Só quero que você grave essa cena, salve e me mande. Eu não vou fazer nada com isso. Afinal, estamos falando do Chanyeol.

- Baek – Suho olhou para mim, o que fez com que eu olhasse para ele. – Por que você faz isso?

- Por que eu amo ele! E não quero o ver sem mim. – Suspirei – Nem que isso custe a felicidade de nos dois. O Chanyeol vai terminar comigo, nós acaberemos juntos. 

- Entendi. – E essas foram as ultimas palavras que nós trocamos.

Cada um foi para a sua casa, por que o dia seguinte era longo. Mandei um e-mail para o Suho, que o fez prometer que mandaria tudo para mim, e que não se esqueceria de mandar nada. Até por que, o Suho pode ser muito fofo e um anjo, mas assim que eu contei para ele, que o Yixing estava perdendo a virgindade com o Chanyeol, ele virou um demônio.

 

Na escola...

- Ai Suho! – O encarei – Eu estou exausto. Minha cabeça está latejando, eu preciso de um café. – Joguei minha cabeça sobre os seus ombros.

- Olá vagabunda! – Ouvi a voz de Luhan se aproximando. 

- Oi anjo. – Ele deu um beijo no meu rosto.

- Eu vou pegar um café para você. – Suho se separou de mim e levantou, indo em direção a maquina de bebida.

- Você e o Suho andam muito juntos ultimamente. – Kyungsoo disse se aproximando de mãos dadas com Jongin.

- Oi para vocês também amores da minha vida. – Dei um sorriso, e eles retribuíram. – E sim, eu ando muito com o Suho ultimamente. Digamos que... nós temos os mesmos interesses.

- Vai dar para ele, não é? – Luhan disse e eu ri.

- Pelo amor de deus, ele pode ser um gay lindo, gostoso e maravilhoso, mas não. Ele não faz o meu estilo.

- Não faço? – Ele apareceu rindo, e me entregou o café.

- Por favor, baby, não se sinta ofendido. É que você é muito meu amigo para eu sentir algo com você. – Dei um gole.

- Você também não faz o meu. – Ele riu da minha indignação. – Então eu não me senti ofendido.

- Baekhyun tombado – Jongin disse rindo.

- Para de ser ridículo. – Mostrei a língua para ele. – Se eu quiser, eu conquisto o Suho em dois dias.

- Como é? – Jongdae apareceu atrás dos meninos. – Então quer dizer, que o Baek vai seduzir o nosso bebezinho?

- Que bebezinho? Olha o tamanho desse garoto – Luhan riu – E sim, Baek acabou de afirmar que consegue seduzir o Suho se ele quiser.

- E o que você acha disso Suho? – Kyungsoo colocou a mão a sua frente, como se fosse um microfone.

- Eu acho isso interessante. Muito interessante. – Ele olhou para a minha cara, e eu dei um sorriso. – Vamos ver se o Baek consegue mesmo me seduzir.

- Então está fechado – Luhan ficou na nossa frente. – Baek, você tem duas semanas para seduzir o Suho e fazer dele seu.

- Pode deixar. – Estendi a mão para Suho – Você está morto. Todos daqui sabem, que quando eu quero uma coisa, eu vou até o inferno para conseguir.

- Eu sei disso – Ele deu um sorriso de canto, provavelmente se lembrando da noite anterior. – E é disso que eu temo.

 

POIS BEM... Você já deve ter uma noção de como foi o resto do dia, todos só sabiam falar de como seria a minha relação com Suho, e eu e ele só dávamos risada e vez ou outra, brincávamos. Eu não sabia se ele estava falando sério, mas eu tinha apostado e o LUHAN VIU. Você não deve ter noção, mas o Luhan é o demônio em pessoa.

Uma coisa que eu e o Suho achamos estranho, e nós comentamos o dia inteiro sobre isso. Dia inteiro não, quando estávamos afastados das pessoas, mas enfim. O que nós percebemos, é que o casalzinho, mal apareceu hoje. Eles apareciam na aula, ficavam lá no canto e vez ou outra, encaravam eu e Suho, mas eles ficaram quietos o dia inteiro.

Eles não podiam ter descoberto o que e ele fizemos. Não teria como eles saberem. Só se agora, tem câmera na casa do Chanyeol, mas eu tomei cuidado, eu teria visto, caso realmente tivesse.

Mas ao longo do tempo, você vai descobrir o que eles viram naquela noite, você vai saber, meu querido diário.

Agora eu me retiro, amanhã eu vou viajar e não arrumei nem as malas. DEUS POR QUE EU FAÇO ISSO COMIGO? Por que eu não arrumo antes e fico suave depois? É que eu sou meio burro, mas enfim. Diário tenha uma boa noite e fique com o universo e com as forças que me fazem acreditar que alguém está lendo isso e que essa pessoa está opinando sobre. RE BYE.


Notas Finais


E ai leitores, o que acharam? Gostaram?
Sabe o que eu estava pensando enquanto procurava a FanArt do Baek para colocar de capa? Eu deveria dar um nome a vocês. Tipo, chamar vocês de leitores é muito chato e eu acho que é meio formal de mais para que eu possa chamar vocês assim.
Quando eu coloquei no inicio do capitulo "Hello leitores", eu quase escrevi "Hello Emma" aaah, desculpa eu sou muito viciada em Scream e agora que esta chegando o ep especial. Me tremo só de pensar. Mas enfim, vou pensar em um nome para eu possa chamar vocês assim e eu espero que vocês gostem do resultado final szszsz

Twitter para entrar em contato comigo: @Blackpinka
Meu facebook para entrar em contato comigo: Nana Jung (estou com a foto da CL)
Entre no nosso grupo: K-TOPPERS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...