História Diário de uma adolescente nada normal - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~hatteyouuu

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente! Eu sou a coautora, @Hatteyouuu, e espero que vocês gostem!
Beijinhos💙

Capítulo 2 - Internato- parte um


- Ai! Ui! Ei! PARA!
Gritei para Laura, que puxava meus fios encaracolados com a chapinha, com a intenção de deixá-los lisos para o primeiro dia de aula.
- Ah Pri! Deixa!
Ela Choramingou.
- Não, eu não quero esconder quem eu realmente sou para os outros!
Respondi e dei de ombros.
- Não adianta nada ter cara de santa e usar o uniforme daquela escola!
Ela protestou.
Ergui uma sobrancelha.
- O que tem o uniforme?
- Você já viu ele?
- Errr, não?
Ela fechou a cara e vasculhou a mochila que tinha levado para dormir lá em casa e puxou de dentro uma saia MUITO curta com uma blusa MUITO justa.
- Ah, tá de brincadeira?!
- Não.
- Eu não vou usar isso.
- Vai.
- COMO eu, logo EU, vou usar isso?
- Usando.
Fiz bico.
Eu não vou, sob hipótese alguma, usar isso.
- Vou comprar o maior número que tiver.
Laura suspirou.
- ESSE é o maior número.
Caí de costas na cama, lamentando ter pais tão a favor da filha ser sociável.
Para quê me mandar para um internato?
Porque, segundo eles, se eu olhar para cara de cada um dos meus "coleguinhas" dia e noite, vou acabar socializando.
Ridículo.
- Não fica assim amiga! Você tem um corpo lindo!
- Esse é o problema! Nessas horas, eu queria ser que nem a Lucy: Despeitada e desbundada!
Laura fez careta.
Lucy era a irmã dela.
- Deus me livre! Ter que te aturar 24 horas por dia com a personalidade da peste!
Lucy, na verdade, era uma das mais irritantes patricinhas do nosso antigo colégio, ficar longe dela era a única vantagem de mudar de escola.
Ela cismou que ter a Laura longe de casa seria a melhor coisa do mundo, então, uma única vez na vida, tenho que agradecê-la, se não fosse ela, minha melhor amiga não estaria indo comigo para o internato.
Conversamos e rimos mais um pouco, depois jantamos, escovamos os dentes e fomos dormir.

~*~

- Laura! Priscila! Acordem! Hora de ir!
Fomos para o carro feito dois zumbis, e, sinceramente, eu estava me sentindo uma idiota vestindo aquela roupa SUUUPER comportada.
Quando o carro parou novamente senti um frio na barriga.
Descemos e ficamos em frente ao portão.
- Tchau filha! Socialize!
Minha mãe mandou um beijinho e eu revirei os olhos.
Como eu ADORO a minha mãe.
Entrei no internato e a Laura e eu acabamos nos separando.
Passei por um corredor vazio, entre uns armários não muito bem cuidados, e a todo segundo eu abaixava a saia, mas era inútil, ela só subia mais e mais até que...

Slap!

Virei imediatamente para o vão dos armários, fitando irritada aqueles olhos escuros.
- Quem você pensa que é para bater na MINHA bunda?!

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...