História Diário De Uma Depressão - Imagine Jimin BTS - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Hello Venus
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Nara, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan
Exibições 427
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Por trás de todo corte...


As meninas já haviam dormido, olhei para o meu diário e sorri, o peguei. O que escrevo?! Já sei!

DIÁRIO ON:

Querida mãe, eu resolvi escrever está carta para te contar todas as novidades. Quando você morreu eu entrei em depressão, comecei a me cortar por causa de um garoto. Ele nunca me notava então... Eu me cortava! Me sentia aliviada com isso, queria trocar a minha dor sentimental por uma dor física. Tenho marcas de cortes até hoje. Eu as vezes me sinto culpa por você ter morrido , queria que você estivesse aqui comigo! Porque você se foi? Porque não me levou com a senhora? Onde você está deve ser um lugar ótimo, queria te fazer uma visista. Eu estou namorando, e é com o garoto que eu gosto! Nos amamos muito e um dia quero me casar com ele. Você pode vir ao nosso casamento? #Uma lágrima cai na página. #  Será que você seria uma vó coruja? Estou muito feliz de poder ter recomeçado, quando nos encontrarmos vou fazer o nosso comprimento. Te amo mãe! Nunca vou te esquecer! #Faço um coração e aponto pro diário. #

DIÁRIO OFF:

Me deitei na cama e sorri, fechei os olhos e peguei no sono.  Quando acordei as meninas não estavam mais no quarto, havia um bilhete.

"OIII DESGRAMA! Que isso Alice! NARA! A AMIGA É MINHA! SE EU QUISER ATÉ CAGO NELA! Mas ela também é minha amiga! ESTAMOS DISCUTINDO EM UM BILHETE! Bem não te acordamos pois vimos você escrevendo ontem a noite, falamos com a V... TIA VI! Ok  Alice, e ela deixou você ficar em casa! QUE SORTE EM DESGRAMA! Te amamos!"

RI, essas meninas são muito locas! Fiz minhas higienes e desci as escadas.

-OI TIA VI!- Disse e ela me olhou.-

-OI (S/N)!- Rimos.- Seu pai já foi trabalhar.

-Hum, você vai ficar em casa hoje?- Ela negou.-

-Estou pensando em sair, quer vir comigo?- Assenti, peguei a Sophia no colo.- Vem tomar café!- Me sentei na mesa.-

Quando terminei de tomar café alguém me ligou.

LIGAÇÃO ON:

~OIIIEEE~

JESUIS! NÃO GRITA!

~E o que você está fazendo? ~ Rimos

O que você quer Hope?

~Nada! Só ti liguei mesmo, os meninos não estão me dando bola.~ Sua voz era tristonha.

Hum, vou ver o que faço OK?

~Ok!~

LIGAÇÃO OFF:

Sorri e coloquei o número.

LIGAÇÃO ON:

~Aconteceu algo?~

Não. - O ouvi soltar um suspiro de alívio.

~Então porque me ligou?~

Não posso mais te ligar?

~Pode mas....Você só me liga quando está acontecendo algo.~

Não está acontecendo nada.- Falei simples.- Você está com os meninos?

~Sim! Porque?~

Coloca no viva-voz?

~Tá...~

VÃO DAR ATENÇÃO PRO HOPE!

LIGAÇÃO OFF:

Minha tia me olhou rindo.

-Que foi?

-Ouvi vocês conversando.- Ela disse rindo, ri. O celular vibrou.-

LIGAÇÃO ON:

~Não tá acontecendo nada ,né?~  Perguntou irônico.

Ele está ai com vocês?

~Está! Você vai sair hoje? ~

Vou! Minha tia me chamou pra sair.

~Hum, quando você chegar me liga OK?~

OK!

LIGAÇÃO OFF:

Fui para o meu quarto e me arrumei, coloquei um vestido branco e uma sapatilha preta. Não fiz maquiagem, gosto do meu rosto natural. Fiz um rabo de cavalo no cabelo, peguei minha carteira e meu celular. Desci as escadas e vi Sophia.

-Owwwtt!- Peguei a mesma no colo.- Que bebê fofa!- Olhei sue vestidinho, ele era branco e tinha bolinhas pretas.-

-Vamos!- Disse minha tia, entramos no carro.-

-Onde vamos?- Perguntei.-

- Shopping!- Sorri. Já estávamos dentro do carro.-


Quando chegamos fomos para praça de alimentação. Nos sentamos numa mesa, fizemos o pedido. Olhava para Sophia que ria de algo, rimos.


-Ela fala?- Perguntei e minha tia assentiu.- Sério?! Nunca a vi falando!


-Ela só fala quando está MUITO inspirada, é meio quieta. Prefere rir do que falar.- Rimos, olhei para o outro lado da praça, havia uma menina. Parecia ter uns  8 ou 9 anos. Ela escrevia algo, a mesma me chamava atenção.-


-Vou ir ao banheiro!- Disse e Bi assentiu. Me levantei e fui para o outro lado da praça. Fui ao banheiro. Quando sai fiquei observando a menina. Ela se levantou e saiu, vi que seu papel havia caido da pasta, fui até o lugar. Peguei o papel.- HEY! MENINA!- A chamei mas ela não se virou. Suspirei, me sentei no banco. Olhei para o papel, havia um texto escrito.


"POR TRÁS DE TODO CORTE:Por trás de todo corte a uma história, um passado, um futuro ou até mesmo um presente. Por trás de todo corte a um sorriso falso, a um "Estou bem!". A uma lágrima e um pedido de socorro que nunca irá ser ouvido. Por trás de todo corte a um desejo imenso de sangue, alimente suas lâminas! Elas estão famintas! Aquele apontador de escola só foi o começo, hoje as facas, os giletes e até mesmo tesouras, são seus amigos! Pais? Hahaha! Nunca existiram! São somente pessoas insignificantes. As lâminas são minhas amigas, me cortei só uma vez e hoje elas querem mais. Elas me elogiam, dizem "Seu sangue é delicioso! Não pare!" Elas me dão o verdadeiro que não ganhei de ninguém."

Minhas lágrimas já caiam, eu a entendo! Mas isso não vai ajudar de nada! Sequei minhas lágrimas, virei a folha e vi um nome "Akemi" não sei porque mas...Preciso conhecer essa menina! Sorri. Voltei para mesa, minha tia já comia. Sophia se lambusava, RI. Ela me olhou e apontou pra mim rindo, rimos.


-Que foi Sophia?- Perguntei acariciando sua cabeça.-


-U-u...Unn..Unnie!- Disse, abri a boca em formato de "O". Olhei para a minha tia que estava paralisada.-


-Meu Deus! Ela está mesmo inspirada!- Disse, rimos.-


-Onde vamos agora?- Perguntei e ela olhou para uma loja.- AH NÃO!- Riu.-


-AH SIM!



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...