História Diário de uma Depressiva - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Depressão, Drama, Sonhos
Exibições 2
Palavras 350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Poesias, Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mais um...

Capítulo 4 - Julgamento


A facilidade que as pessoas encontrar em julgar os outros, sem ao menos pensar no que passa em suas mentes e vidas... Como consigo ficar quieta  ouvindo tantos julgamentos sob minhas costas, fico quieta e guardo para mim tudo que sinto, até explodir em lágrimas com a dor trancada em minha garganta. As piadinhas e os risos sob minhas costas são  como pequenos cortes que não  consigo sicatrizar. A dor de cada palavra ruim machuca meu ser da pior forma que pode-se imaginar. Como alguém consegue fazer o mal para o próximo sem ao menos pensar nas consequências,  as vezes eu gostaria poder dormir... para sempre, mas sei que não  é  o certo. A dor virou minha companheira noturna enquanto um sorriso lindo é estampado em meu rosto durante o dia para encobrir o que realmente sinto. Até quando irei sentir essa dor no peito? Até quando irei usar esta máscara?
Me chamam de louca, me criticam, mas e se for? Há  algum problema de ser eu mesma, já me disseram para mudar meu jeito para ser aceita, mas não o farei, pois sou assim, uma hora uma flor delicada e linda, mas também uma pedra quando quero, então  por favor entenda, não irei mudar por ninguém,  quero ser aceita pelo que sou, mesmo com esse meu jeito...?
Não consigo sentir muitas coisas além de tristeza em dias de crise e os olhares dos que me condenam ao meu redor só o pioram. As mágoas  que estão em meu peito estão cada vez mais fundas como uma ferida que não  cicatriza, e já não sei o que fazer, para não entrar em desespero,Cansada de por sorrisos que não  são meus,fingir felicidade quando meu espírito clama por socorro,  as lágrimas que descem por meu rosto vem com um peso maior que meu  corpo pode aguentar, minhas pernas fraquejam, e cada passo que dou é uma luta para manter-me em pé. Os pensamentos que um dia jurei a mim mesma que não  voltariam rondam minha mente mais uma  vez, fazendo meu coração  disparar para mais uma  vez  eu lutar contra  os mesmos.


Notas Finais


Oq acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...