História Diário de uma Garota em Seul - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bagtan Boys, Bts, Coréia Do Sul, Seul
Exibições 25
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii! mais um capítulo.
Desculpa os erros de ortografia e fiquem com a fic.✌💓

Capítulo 20 - Me perdoa!


Fanfic / Fanfiction Diário de uma Garota em Seul - Capítulo 20 - Me perdoa!

 ~Jungkook falando~

- P-por que?...

Perguntou Tae.

Quase não ouvia suas palavras, pois parte do som de sua voz era ocupado pelo seu choro. Ele soluçava ainda de joelhos, deixando suas lágrimas escorrerem pelo rosto.

- Calma Taehyung, estou aqui.

Disse Jimin, se abaixando para abraçar Tae para conforta-lo, já com os olhos úmidos.

- P-por que n-não me contou isso Jungkook? Achava que eu podia confiar em você.

Perguntou Taehyung chorando apoiado nos braços de Jimin, que o abraçava.

- M-me d-desculpa Tae, eu... não queria que sofresse.

Falei, não mais controlando as lágrimas que insistiam em sair. Não conseguia olhar na cara de Taehyung depois disso. Eu fui um covarde e um mal amigo, tanto para Tae quando para Eunjin.

- Vamos denunciar você Seung! Não sei qual foi o motivo de você ter feito isso com Eunjin, mas pode apostar que você não sairá ileso dessa.

Disse Jin.

- E você acha mesmo que eu tenho medo de vocês ou da polícia?

Disse Seung, caminhando lentamente na direção de Jin, com o olhar fixo nos dele.

- Não tente brincar comigo Seokjin.

Falou Seung, agora bem próximo ao rosto de Jin, em seguida, colocou sua mão entre o pescoço do mesmo, tentando sufoca-lo.

Namjoon deu um soco certeiro no maxilar de Seung, que caiu no chão, fazendo com que soltasse Seokjin.

Seung ria descontroladamente ainda no chão, sem motivo aparente. Por que exatamente ele estava rindo? Essa pergunta ecoava na minha cabeça. Ele era um completo doente e sentia total desprezo dele.

- Vocês todos vão se arrepender.

Disse Seung, que se levantou cambaleando do chão, ainda rindo.

Nisso ouvimos uma viatura do lado de fora da casa. Os policiais entraram com suas armar voltadas para nós. Como exatamente eles foram chamados pra aquele local se ninguém havia ligado?

Seung então correu em direção à porta dos fundos, tentando escapar. Um dos policiais ainda conseguiu acertar seu braço direito mas, mesmo com dificuldade, Seung conseguiu ir até o seu carro, escapando. Os policiais infelizmente não puderam fazer nada em relação aquilo, então abaixaram as armas. Um dos agentes veio em nossa direção.

- Todos estão bem?

Assentimos com a cabeça que sim.

- Faremos o possível para achar aquele homem. Já coletamos todas as informações dele. Acharemos o senhor Seung em breve e tenho certeza que o pegaremos, fiquem tranquilos. Por favor, passem mais tarde na polícia para dar suas testemunhas.

Falou o policial, que parecia ser o líder da tropa. Em seguida, saíram do apartamento e entraram na viatura.

- Ainda não entendi, como os policiais chegaram até aqui se ninguém ligou pra eles?

Perguntei.

- Foi eu Kookie, enquanto vocês estavam ocupados discutindo com Seung, liguei e deixei no viva voz para que os policiais ouvissem a conversa e conseguissem nos localizar.

Disse Suga.

-Nossa Yoongi! Você foi esperto hein?

Falou Hoseok, admirado.

Jimin ainda abraçava Taehyung ajoelhado no chão. Ele não se encontrava mais chorando mas, via-se que ele ainda estava em choque.

Hoseok foi até os dois, fazendo com que se levantassem, também abraçando Tae.

- Anda Jimin, vamos levar o Taehyung pro quarto.

Falou Hoseok.

- E-espera!

Falei, me dirigindo a eles, que já estavam quase saindo da sala.

- T-tae... M-me perdoa.

Falei, com meus olhos já úmidos.

Tae se virou pra mim. Pude ver seus olhos inchados devido ao choro e seu rosto que expressava total sofrimento.

- Você quer que eu te perdoe?

Perguntou ele pra mim. Com o olhar fico nos meus.

- O que você fez comigo Jungkook...é imperdoável.

Disse Tae friamente.

Conseguia sentir seu ódio ao me olhar.

- Tae, eu...

- Nunca mais me chame assim devono.

Falou ele me interrompendo.

Em seguida, Hoseok e Jimin o levaram pro quarto.

Quando a porta se fechou, senti uma lágrima escorrer, mesmo ela não tenho autorização para sair. Me sentia péssimo.

~Hanzel falando~

Taehyung não saiu do quarto nem para jantar. Jimin e Hoseok contaram a situação em que ele se encontrava. Até tentaram convencê-lo de sair mas ele disse que não estava com fome e ficou em sua cama. Com certeza estava péssimo.

Os meninos pediram para que Malu e eu dormíssemos no apartamento naquela noite.

Jimin e Hoseok dividiam quarto com Taehyung, o que era bom pois assim eles dariam apoio a ele. Malu dormiria com Suga(Absurdamente óbvio) e Jin. Jungkook me pediu para que eu dormisse com ele(Levem essa palavra no jeito inocente, tá?) e Namjoon, que também dormiria no quarto.

Todos foram para seus quartos. Levei Jungkook em sua cadeira de rodas, onde Namjoon fez força para tira-lo da cadeira e o colocar sobre a cama.

- Prontinho Kookie, pode dormir agora.

Fala Namjoon com suas covinhas à mostra.

-Obrigado Hyung, mas por favor, tenta não roncar só pro hoje, tá?

Falou Jungkook.

- Ei, eu não ronco. Eu faço barulhos estranhos enquanto durmo.

Disse Namjoon, dando um leve soco em seu ombro. Ri daquela situação.

- Bom crianças, já vou me deitar. Se comportem por favor.

Fala Namjoon indo em direção a sua cama e se enrolando com o cobertor.

- Vem Hanzel, deita aqui.

Fala Jungkook com uma voz manhosa.

Deitei-me entre seus braços, nos fazendo ficar quase que colados. Sua respiração estava bem próxima ao meu ouvido. Só queria ficar assim pra sempre. Jungkook tinha um efeito enorme sobre mim. Ele me permitia se sentir especial ao seu lado.

Inconscientemente fechei meus olhos e acabei pegando no sono.

~ Sonho de Hanzel~

Estava na sala do apartamento dos garotos. Supôs eu que não havia ninguém em casa. A sala só era iluminada pela TV, que no momento estava falhando.

Ouvi alguém chorando atrás do sofá. Fui em direção ao som querendo saber quem era.

- Taehyung o que está fazendo aqui?

Perguntei confusa.

Ele não me respondeu, apenas encarava um ponto fixo do chão.

- E-ela está a-aqui Hanzel.

Falou Taehyung.

- Como assim Tae? Ela quem?

Perguntei.

- A m-morte.

Falou ele agora olhando pra mim com o medo se expressando em sua face.

Sangue escoria entre as quatro paredes da sala. Taehyung soluçava no chão enquanto eu o abraçava. Pude sentir a presença de uma pessoa atrás de mim. Falando bem próximo ao meu ouvido.

 - Hanzel, por favor acorde! Salve Taehyung!


Notas Finais


Obrigada por ler💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...