História Diário de uma garota exemplar - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 7
Palavras 1.043
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Capitulo 01


Querido diário,

   Mais um longo dia, eu o vi hoje, ele está cada vez mais bonito, se é que isso é possível. Pensamentos sobre ele me cercam o dia inteiro. Não contei a ninguém (a não ser você) sobre a minha nova paixão tresloucada. Não sei o que fazer. Tenho medo de contar as minhas amigas e elas zombarem de mim, afinal, nunca fui o tipo de garota que se pega com devaneios românticos sobre um cara.

MAS... estou me antecipando, estou sem escrever a uns dois meses, então vamos recomeçar, talvez depois que eu me abrir com alguém isso, aqui passe….

DOIS MESES ATRÀS....

Eu estava no facebook, e resolvi começar uma conversa com um dos meus colegas de escola. Até ai, tudo bem, o que poderia dar errado em uma simples conversa?

Aí é que está, comecei a gostar das nossas conversas, cada dia mais. (Não disse o nome dele ainda, é William). Sabe aquele garoto que sabe conversar sobre tudo, e a conversa nunca fica chata? Pois bem, é ele. Nos tornamos grandes “amigos” virtualmente, pessoalmente continuávamos a nos tratar como estranhos. E a cada dia, meus sentimentos por ele aumentavam. Temos o mesmo gosto por músicas, as mesmas matérias, os mesmos animais.

Dizem que opostos se atraem, isso é só mais um clichê, na vida real é completamente diferente, pessoas com coisas em comum tem mais chances de construir um relacionamento. E era isso que o meu fodido psicológico estava fazendo, criando um romance, como o de tantos livros que eu já li. Mas, a minha parte racional martelava que diferente do que acontecia nos livros, que o mocinho se descobre perdidamente apaixonado pela mocinha e no final eles tinham um “happy end”, isso nunca ia acontecer comigo. A probabilidade estatística dele se apaixonar por mim era 0 %. Então, eu pensei “Vou deixar rolar, afinal podemos ser amigos”, não, não poderíamos. Em meio a nossa “amizade”, a minha atração por ele só aumentava, ele passou a estrelar todos os meus sonhos, dormindo ou acordada, eu estava enlouquecendo, me tornando uma louca psicótica que era maníaca. Os dias foram se passando, e eu comecei a perceber que ele ficava me olhando na sala, quando eu não estava olhando, isso fez com que o meu pobre e já insano coração desse um salto. Passava horas do meu dia imaginando se ele estava tão afim quanto eu, e a noite as nossas conversas já haviam se tornado uma rotina, uma rotina que eu era muito fiel em cumprir, devo deixar claro isso.

Os dias foram se passando e uma de nossas conversas, ele admitiu ter sonhado comigo. Disse até que gostava de mim, mas no vai e vem de palavras e frases trocadas, ele decidiu que seriamos apenas amigos. Amigos, aquele me magoou profundamente, eu fiz de tudo para enterrar os meus sentimentos, e esconder o quanto ele estava me fazendo sofrer. Ele continuava a insistir em amizade ao mesmo tempo me dizia frases tão belas. Acho que ele não percebia que aquilo me enchia de expectativas vazias. Até que em uma de nossas conversas, ele admitiu que gostava de mim, não apenas como amiga, mas como algo mais, tomei coragem e admiti que também o amava. A partir daí nossas conversas foram uma sequência de “eu te amo”, todos os dias eu notava que ele ficava me encarando na aula e eu retribuía com coragem cada um de seus olhares. Mas, apesar de todas as declarações de amor de ambas as partes, ele não havia me pedido em namoro ainda. Será que ele me ama de verdade? Ou será que ele está apenas brincando com os meus sentimentos?

 

 

Querido Diário,

Apesar de tudo no meu lado racional implorar para que eu pare com as fantasias românticas sobre ele, a parte emocional não consegue se controlar. Imagino todos os dias ele me tomando em seus braços em longo e apertado abraço, onde eu poderia sentir o pulsar de seu coração. Continuamos com a rotina de conversar a noite, e fingir no outro dia que nem nos conhecemos, dizer “eu te amo” e fingir que nem amigos somos. Não preciso dizer mais nada. Você sabe e eu sei, eu estou perdidamente apaixonada por ele. Mas talvez agora isso ande pra frente, ele pediu pra conversar comigo após a aula. O que será que ele quer me dizer? Será que ele vai me pedir em namoro? E se pedir, eu devo aceitar? Amanhã, te conto tudo em detalhes.

 

Querido diário,

Não consigo descrever como estou me sentindo. Talvez decepcionada seja a palavra mais correta. Ele não me pediu em namoro. Vou descrever aqui como tudo aconteceu. No final da aula, eu fiquei como ele havia me pedido. Ele me encarou com aqueles lindos olhos que fazem meu coração se derreter, e disse:

- Eu tive pensando sobre as nossas conversas, e eu gosto de você.

- E? – eu perguntei esperançosa.

- Eu preciso de um tempo pra pensar.

Me senti decepcionada, mas apenas disse okay.

Depois, nós saímos da sala, eu vim pra casa.

Estou com vontade de gritar de frustação.

 

Querido diário,

Eu sei que prometi te atualizar todos os dias sobre as novidades. Desculpa, minha vida virou de pernas pro ar. Ele finalmente me pediu em namoro. Estou muito, muito feliz. Eu o amo tanto. Vou te contar tudo, desde a última vez eu escrevi. Duas semanas depois ele ter me chamado pra conversar, ele me chamou novamente.

E dessa vez, ele me pediu em namoro. Ele me abraçou, nunca me senti tão segura em um abraço como eu me senti com o dele. Nós nos beijamos (risos), eu nunca havia beijado ninguém, estou feliz que tenha sido com ele. Todos os dias, desde então e tenho ficado depois das aulas com ele. Ele me diz sempre que me ama. Estou em completa felicidade.

 

Querido diário,

Não escrevi mais, depois daquela tão embriagante notícia. Eu não sei o que aconteceu, a gente estava tão bem. Ele terminou comigo. Me sinto tão vazia. Corei por incontáveis noites. Ele diz que precisa de um tempo. Será que ele se apaixonou por outro alguém? Será que ainda me ama? Será que ele ainda vai voltar comigo?

Gostaria que você falasse, assim poderia me responder.


Notas Finais


Essa história é um pouco da minha vida atualmente. O diário da Layla não responde, mas vocês poderiam responder. E, ai ? Vocês acham que ele volta.?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...