História Diário de uma maluca com 15 anos! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 10
Palavras 660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Incesto, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oie gentee! Tô aqui trazendo mais um capítulo dessa fic! Até as notas finais! Hihi!

Capítulo 4 - Você ainda é meu irmão?


Fanfic / Fanfiction Diário de uma maluca com 15 anos! - Capítulo 4 - Você ainda é meu irmão?

Perguntas ecoavam pela minha cabeça o tempo todo: quem era esse stalker? Por que o Zack agiu de forma esquisita comigo? O que eram aqueles símbolos estranhos? Por que nada mais era como antes...? Eu estava ficando louca!

-AAAAAAAHHHH!!!!-gritei, bufando de raiva.

Por um momento, pensei que não deveria ter feito aquilo. Então ouço passos acelerados virem em direção ao meu quarto. A porta abre e vejo o Zack, mais desesperado do que nunca.

-ZOEY!! TÁ TUDO BEM?!-perguntou ele, desesperado.

-calma mano! Eu só...tava com raiva mesmo! Só isso!

-fala sério Zoey! Eu vim desesperado aqui porque ouvi você gritando, e agora, você me diz que só tava com raiva!-bufou, desapontado e com muita raiva.

-desculpa cara! Eu não queria te assustar.

-tudo bem, sabemos o quão birrenta você é mesmo, né maninha?-falou Zack, zombando de mim e colocando sua mão na minha cabeça.

-ei! Eu não sou birrenta seu chato!-falei, inflando as bochechas e com raiva(Autora:mais conhecido como birra.|Zoey:NÃO É BIRRA NÃO!|Autora:é siim! Zoey é birrentaaa!|Zoey:aff)
-relaxa baixinha! Você tá sem sono?

-sim. Eu tava pensando no dia de hoje...foi tão...estranho...

-ainda tá pensando no seu stalker?-perguntou Zack preocupado.

-não é só nele Zack...por que você agiu daquele jeito? Tipo...eu sei que você é doido, mas...não ao ponto de ficar fazendo aquilo...

-...

-Zack?

-...

-Zack?!

-...

-ZACK RESPONDE CARALHO!!!

-Hã? O-o quê? O que foi?

Ele parecia não prestar atenção no que eu estava dizendo. Ficamos simplesmente um olhando pro outro, eu não entendia nada do que estava acontecendo. Desde a nossa mudança pra cá ele começou a ficar desse jeito. Talvez ele estivesse ficando doente, talvez essa nossa mudança tenha mexido com o emocional dele. Ele não estava sendo o Zack, não estava sendo o Zack que eu conheço...não estava sendo meu irmão. Me aproximei dele, peguei sua mão e falei:

-eu sei que você não se sente como era antes, eu também tô me sentindo estranha mas isso vai passar, e tudo vai voltar ao normal...

-não Zoey, não vai. Você não entende, não entende o que eu tô sentindo agora, não entende o por quê de eu ter ficado esquisito, você...não entende a mim...

Ele me abraça e sinto meus ombros molharem. Ele estava chorando, estava se afogando em mágoas e tristeza...nas quais eu nem poderia dizer de onde vinham...

Porque eu sentia o mesmo...

---
Acordo com o barulho do alarme e com o Zack em cima de mim. Levanto da cama num pulo, faço minhas higienes rapidamente. Vejo que meu irmão já está de pé, mas ainda muito sonolento.

-tá com a cara mais amassada que a bunda da vovó! Hahaha!

-ha ha ha...muito engraçado senhorita Stacy.-respondeu ele num tom sarcástico e sonolento.

-não me chame de Stacy!-gritei.

-tá! Tá! Tanto faz...Stacy.-falou novamente, e deu um sorrisinho no final.

-agora chega!-gritei impaciente, e imediatamente o empurro pro banheiro.-agora vai se arrumar!

---
Um tempo depois, já na escola, lembro que eu havia trago um livro nas pressas de casa, no qual eu nem havia visto a capa. Abro minha mochila e vejo que peguei o livro errado: o meu diário! Pelo menos não vou precisar esperar até chegar lá em casa pra escrever o que aconteceu no meu dia. Entro na sala de aula, e quando vou me sentar numa cadeira...aquela Amélia coloca os pés em cima! Grr...

-tá guardando lugar pra quem mesmo?-perguntei, num tom desafiador.

-pra puta que te pariu, agora vaza daqui pirralha!-respondeu ela.

Encontro uma cadeira no fundo da sala. Lá no fundo mesmo. Me sento e tiro o diário da minha mochila pra escrever.

"Querido diário, levei você pra escola hoje,(por engano!) Mas acho melhor assim. Já estou na sala de aula, sentada na última cadeira da fileira, graças à aquela puta da Amélia! As vezes, eu queria encolher ela pra esmagá-la!
-Zoey"

Depois disso, eu vejo as últimas palavras brilharem fortemente, e ouço a Amélia soltar um berro. Quando olho pra ela...MAS QUE MERDA É ESSA?!

continua...

Notas Finais


Ufa! Acabei mais um capítulo! Espero que tenham gostadoo! Hihi! Até o próximo capítuloo! ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...