História Diário de uma pessoa nem um pouquinho normal - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amigos, Drogas
Exibições 9
Palavras 400
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Fluffy, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem...
Espero que vc goste gatinho

Capítulo 3 - Meu gatinho( só meu)


Fanfic / Fanfiction Diário de uma pessoa nem um pouquinho normal - Capítulo 3 - Meu gatinho( só meu)

Eai beleza? 
Se não estiver, me abraça.

Meu gatinhooo❤️

É difícil de definir, nossa amizade é sem duvida a  coisa mais estranha e divertida da minha vida. Este ser humano e eu temos várias peculiaridades, pra quem não entende o que isso quer dizer...agente fuma.

Tem muita coisa que eu poderia dizer. O gatinho é extremamente fofa( sim fofA) coisa que eu não sou, ela tem fissura por gatos, ela dá as melhores patadas que eu já vi alguém dar, ela é muito preguiçosa. Consegue não ser boa em absolutamente nenhum esporte, ela desenha muito bem, é viciada em: fanfics, séries, gatos chocolate e eu.

Sabe aquele limite de intimidade que existe em qualquer tipo de relação? Nos passamos ele faz tempo.

Ela é aquele tipo de amiga pra quem eu conto tudo.( tudo...tudo mesmo) 
Aquele tipo de amiga que não tem medo de me dizer que eu estou errada.
Aquele tipo de amiga que me faz bem.
Aquele tipo de amiga  que me empurra em cima do crush.
Aquela que canta a música que eu odeio no meu ouvido.
Aquela que sabe no que eu estou pensando.
Aquela a quem eu tenho medo de decepcionar.
Aquela fofa que dá até ânsia de vomito.
A que sempre me deixa feliz, não importa como eu esteja. 
A que eu amo sem saber o porque.
Temos aquele tipo de amizade bizarra, mas pra gente funciona.

Desculpe ter sido tão profundo, vou voltar a ser besta...

Ela ouve musicas muito esquisitas, temos quase a nossa própria língua, de tanto que só a gente se entende. Falando em língua...ela vive me lambendo, não sei porque não me pergunte, e vive me arranhando com aquelas unhas de gato. E eu não tenho unhas então...injusto.

Eu e ela nos damos bem, a pesar das lambidas, arranhadas, batidas e chutadas. Brigamos o tempo todo ( o tempo todo!!) mas continuamos depois disso porque no final nunca importa, já discutimos porque não descíamos se o tênis dela era azul ou roxo.

Em resumo, ela é uma mal necessário para a minha existência. Até hoje eu não descobri porque gosto dela, isso é o mais legal. É como se fossemos parentes, eu não sei porque eu amo ela, só sei que eu amo. Acho que é só o que importa.

Fui muito profunda de novo, mas enfim...pra você gatinho, saiba que eu nunca vou te deixar. Palavra de gato! 


Notas Finais


Profundo eu sei...eu to escrevendo de madrugada vcs queriam o que?
Não vejo este ser a 5 dias...estou com crise de abstinência


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...