História Diário de uma suicida - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 517
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Poesias, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tem um tempo né?

Capítulo 18 - Minha anorexia


Fanfic / Fanfiction Diário de uma suicida - Capítulo 18 - Minha anorexia

Oi diario, sei q sumi por muito tempo, precisava de um tempo pra mim. Bem eu parei com as drogas e não  to bebendo mais também. O que é bom porque pelo menos o fígado não ta tão fodido né? To namorando também, acho q isso é novidade por aqui,  vejamos parei com os cortes, o que foi meio que por obrigação porque ele sempre vê meu corpo.

É sobre isso que eu quero falar, como você se sente com seu corpo? ( deixa ai nos comentários vai ser legal ) Sinceramente eu me acho a porra de uma balei e sempre que me vejo não parece ser eu. 

Quem me conhece ou ja me viu sabe, não sou "feia" de rosto, bem acredito não ser né. Não to me gabando, me achando a linda e o karalho a 4, mas mesmo com todos me dizendo que sou "bonita"  e magra e essas merda ai. Não acredito neles, posso ser isso que falam, mas não me encontro assim.

Há dois meses atrás eu pesava 53 quilos, o que pra minha idade e altura (1.70) é abaixo do peso ou praticamente " cara vc ta parecendo um fantasma ", é eu tava agora to com 55. Sei que não mudou porra nenhuma praticamente mas pra mim, Mano é como se eu fosse uma pessoa que não consegue se levantar sozinha manja? 

A sensação é horrível, um desgaste físico imenso, não tenho força pra nada nem vontade de fazer nada. Isso me assusta é claro, mas não quero ter um peso normal, faz mal eu sei, "tenho tudo sobre controle" a mentira que eu mais falo, acho que todo mundo sempre fala isso antes de acontecer uma grande merda.

Porque todo mundo sabe que vai acontecer, mas continua ali esperando a desgraça.  São tipo animais que amam seus donos mesmo ele tendo um quartinho vermelho e fechado onde vai matar eles pra comer, os animais sabem disso porém ainda sim amam seus donos. 

Me sinto um animal agora, sei bem o que vai acontecer, ainda sim, prefiro acreditar que vai ficar tudo bem no final.

Que meu namorado ainda vai me amar mesmo com todas as dificuldades, que isso é só uma fase e vai passar , que é só coisa de adolescente. Acredite não é, isso te persegue a vida toda , essa insegurança, a baixa  auto estima, anorexia, seus escapes seja cigarro, bebida, drogas ou até mesmo cortes. Eles vão com você a vida toda, mesmo que tenha parado, a qualquer recaída é so isso que vai querer, só nisso que vai pensar.

Sei que quando terminar com ele (se terminar ) são essas coisas que vou procurar, são meus "amigos", o que não me deixa cair mas me afunda mais e mais dentro de mim, olha, demorei pra kct pra sair de mim, não ser só eu, ser um "nós".

E cada vez que me perder vai ser mais foda pra sair de novo, e o melhor: não vou querer sair tão cedo pra essa desgraça.

Não sei mais o que to falando, mdsdesviei super o assunto, ah a gente se vê diario 



Notas Finais


Comenta ai ze


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...