História Diário diário meu... - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ailee, Cheetah, CL (Chaelin Lee), EXO, Fiestar, GD & TOP, GRAY, Jay Park, K.Will, Lee Hyori, PSY, San E, Sistar
Personagens Ailee, Bora, Cao Lu, Chanyeol, Cheetah, Dasom, G-Dragon, GRAY, Hyoryn, Jay Park, K.Will, Kai, Lee Chaelin "CL", Lee Hyori, PSY, San E, Sehun, Soyou, T.O.P, Yezi
Tags Ação, Drama, Revelaçoes
Exibições 9
Palavras 1.393
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - " Pegando fogo "


Fanfic / Fanfiction Diário diário meu... - Capítulo 18 - " Pegando fogo "

Eu estava tão realizado amorosamente que não cabia mais satisfação em meu peito, me faltava adjetivos para descrever aquele momento com ela, eu estava a amando e não era pouco, não só sentia desejo por seus momentos eróticos mas também por ela e sua essência de mulher que me faz se encantar a cada reencontro, nunca havia sentido algo parecido até ela entrar em minha vida. Eu queria ela se fazer especial ao meu lado e que sua primeira vez seja memorável assim como estava sendo aquele momento, ela realizava todas as minhas fantasias mesmo sem saber quais são.

Pov. Bora

Senti ele se envolver em meus braços e eu nos dele, mordi seu lábio cravando as unhas ao ter meus seios apertado fortemente por ele gemendo roca em seu ouvido e fito seus olhos revirar, logo os mesmos encontram os meus e bos olhamos por um momento e ao mesmo tempo ele ia tirando meu sutiã deixando a mostra meus seios e os chupando em seguida sem dar tréguas.

- Ah Jay! - gemo jogando a cabeça para trás agarrando seus cabelos e rebolo em seu colo roçando minha intimidade na dele de maneira provocante.

- Bora você é incrível! - ele fala depois de me chupar os deixando doloridos e eu massageio meus seios sentindo ele erguer o corpo para que eu sinta sua ereticidade, acabo soltando meus seios apertando seus ombros e vincando suas costas inteira de cima a baixo e saio de seu colo lentamente e ando em volta dele passando a mão na marca da calcinha ameaçando tirar e movendo a cintura de costas para ele empinada, até que ele me puxa pelo braço e se levanta rapidamente fazendo com que meus peitos se choquem com seu peitoral sarado e sem pensar enfio a mão por dentro da cueca apertando seu membro em seguida ele me faz sentar na cadeira e tira a boxer ficando totalmente nu, subo na cadeira e logo ele começa a tirar minha calcinha com a boca o que faz meu coração acelerar loucamente e gemo quase gritando quando ele toma a mesma com a boca e começa a me chupar ali naquele local tão íntimo eu sentia sua língua me invadir, eu queria mais e mais.

- Oh! - mordo o lábio e fecho oa olhos para sentir ele agir e acaricio suas costas.

- Isso geme para mim amor ! - aquelas palavras me deixavam excitada e ao dar uma pausa desço da cadeira e o faço sentar e inicio beijos em todo seu peitoral e abdômem descendo até seu membro e o seguro firme me ajoelhando a sua frente e passando o mesmo entre meus peitos e o masturbando de vez em quando.

- Eu quero você agora! - ele puxa forte meus cabelos e o olho sorrindo maliciosamente eu queria que pedisse mais uma vez só para o deixar ainda mais quente e com fome de sexo.

- Não entendi! - lambo suas bolas e abocanho seu membro assim o chupando da mesma maneira de antes.

- B-Bora! Por favor... - ele geme alto me deixando sentir várias sensações e então me levanto e ele segura minha cintura me conduzindo até seu colo e me olha meio preocupado.

- Vamos lá Jay, estou pronta! - vou sentando ali lentamente sentindo sua grandiosidade entrando em mim era tão gostoso porém doía um pouco.

- Vai ser muito especial para nós! - mordo o lábio e sorrimos um para o outro trocando olhares e me sento em seu membro com tudo mas dói, dói e dói que me faz gritar pela dor e ao mesmo tempo gemer de prazer.

- Ahhhh! Jay... Isso dói mas eu quero mais! - mordo o lábio e o olho sorrindo de canto e ele segura firme em minha cintura começando a fazer movimentos de sobe e desce contra seu membro ereto.

- Isso amor geme para mim! - ele fala com entonação de prazer me deixando ainda mais calorosa apoiando as mãos em seu ombro gemo seu nome sentindo ele indo cada vez mais rápido e se movendo dentro de mim, era uma sensação ótima se soubesse que era tão prazerosa teria o sequestrado antes. Ele solta minha cintura e me deixa quicando ali enquanto aperta meus seios e os massageia, desço do seu colo e pisco para ele o chamando ainda de pé.

- Vem aqui Jay! - ele vem até mim e me agarra pela cintura iniciando um beijo intenso e aos poucos vamos indo para o chão e fico por baixo dele agarrando suas costas com minhas pernas e sem esperar ele me penetra de forma bruta.

- Ai Jay. - falo manhosa por sentir dor e ele sorri fitando meus seios e agarra minhas coxas e as abro lhe dando mais espaço para agir.

- Só minha! - ele inicia as estocadas meio violentas me deixavam meu corpo vibrar de tesão e inclino a cabeça para trás puxando seus cabelos com força o fazendo reclamar pela dor mas ignoro. Ele sai de dentro de mim e espalha selares por minha intimidade e passa a mão na mesma enquanto sobe fazendo caminho de beijos por todo meu corpo e entrelaçamos os dedos com ele pressionando seu corpo no meu fazendo ondas com ele em cima de mim e contraio meu corpo querendo mais contato com o seu e mordo lábio me sentando em seu abdômem e ele fax o mesmo mordendo o meu me dando um demorado e o olho me virando a uma posição oposta a sua e seguro seu membro lambendo sua cabeça e inicio chupões ali e ele começa a fazer o mesmo com minha intimidade e contraio a mesma com uma mordida dele e logo nos movemos um com o outro e volto para ele quando me puxa, saio de cima dele e me posiciono de quatro o chamando com o dedo e o olhando por cima do ombro.

- Não brinque com o fogo! - ele me olha malicioso ao ver minha posição e passa a mão nos cabelos e vindo na minha direção se ajoelhando atrás de mim o que faz meu coração acelerar.

- Então me queime! - ao falar aquilo ele acerta minha bunda com um tapa e sem demorar me penetra sem dó e gemo loucamente pois aquilo doía na alma mas com o tempo fui me acostumando aos poucos.

- Isso é tão bom Jay! - sinto sua mão em meus seios junto com as estocadas e gemo ficando cansada.

- É maravilhoso amor! Ah... - ele morde meu ombro e logo sinto seu líquido quente dentro de mim e contraio meu corpo inteiro, o olho por cima do ombro e ele sai de dentro de mim com seu membro jorrando gozo e me aproximo dele molhando meu corpo com seu líquido maravilhoso. Logo se levanta e me puxa assim me levanto também e ele me abraça e retribuo encostando a cabeça em seu peito.

- Obrigado por me fazer amado! Sei que quase morri do coração com o sequestro mas amei tudo isso! - rio com o quê diz e sorrio feliz fitando o seu sorriso lindo.

- Eu queria fazer algo diferente para que fosse inesquecível e também uma forma de esquecer o que aconteceu. 

- Tão imprevisível! Eu amo isso... Mas você fez bem em ter essa ideia maluca. - o solto e começamos a nos vestir pois estávamos ali a um bom tempo e talvez Kai estivesse furioso lá fora. 

- Como conseguiu fazer tudo isso? - coloco pressa nele e rio com a pergunta.

- Eu darei um grana para os dois interesseiros da escola e o outro garoto que te bateu é meu amigo! - ele me olha espantado sem crê no que ouve.

- Eles estavam aqui esse tempo todo? 

- Não seu bobo os garotos já foram só resta agora Kai, meu amigo! - ele faz cara de ciúmes por conta dele que ainda estava ali e eu amava isso, queria ver Jay me amando mais. 

- Finalmente neh Bora! - eles se encaram quando saio com ele dali e vamos para fora.

- Ah Kai você foi sensacional! - bato na mão dele e lhe dou um beijo no rosto de gratidão e logo vamos embora juntos mesmo os dois não se olhando muito.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...