História Diário diário meu... - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ailee, Cheetah, CL (Chaelin Lee), EXO, Fiestar, GD & TOP, GRAY, Jay Park, K.Will, Lee Hyori, PSY, San E, Sistar
Personagens Ailee, Bora, Cao Lu, Chanyeol, Cheetah, Dasom, G-Dragon, GRAY, Hyoryn, Jay Park, K.Will, Kai, Lee Chaelin "CL", Lee Hyori, PSY, San E, Sehun, Soyou, T.O.P, Yezi
Tags Ação, Drama, Revelaçoes
Exibições 9
Palavras 1.551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - " Há solução "


Estar com ele me fazia bem, Jay sem dúvidas era o melhor, saímos andando por aí de moto até que paramos numa loja que ele logo entra e me puxa.

- Wow! Que roupas maneiras! Vai comprar? - ele sorri chamando alguém o que me deixa confusa aquelas coisas e roupas eram incríveis.

- So quero te mostrar as coisas que gosto!  - ele nega com a cabeça e me olha sorrindo.

- Olha amor! - mostro para ele a foto de um casal azul e rosa achando interessante mas confesso que achava estranho essas roupas, motocrosses tinham um estilo único e muito radical.

- Legal neh. Eu amo tudo isso mas nunca mostrei a ninguém! - o olho curiosa observando as roupas que haviam ali.

- Por quê não? - gostei do fato de so ter mostrado para mim, sinal de que ele sabe que curto tudo que faz.

- Você sabe Bora, ninguém curte esse estilo Motocross e andar loucamente sobre duas rodas como você. - concordo com a cabeça e saimos de lá em seguida.

- Agora que namoramos precisamos de alianças!

- Ãn? Mas agente não namora! - estava confusa com aquelas palavras repentinas dele.

- Por favor me aceite como seu assim como é minha! - ele fala se ajoelhando no meio da loja e todos nos olham se aproximando, seguro em sua mão e ele a beija.

- Bora você aceita namorar comigo? - ele tira uma caixinha do bolso e todos me fitam querendo a resposta, me sentia estranha pela situação.

- Claro Jay! Aceito sim. - falo entusiasmada e sorrindo boba com o coração acelerado de emoção, meus olhos estavam quase chorando ao colocando a aliança e em seguida faço o mesmo colocando a dele, realmente era o melhor em tudo ouço palmas e gritos vindo das pessoas e sorrio acenando em agradecimento logo ele se levantou e agarrou minha cintura me tomando um beijo, estava morrendo de vergonha pelo fato de ter muita gente ali mas depois nos separamos e saimos de lá.

- Não quero olhares te desejando, você sabe sua beleza chama atenção! - ele era muito ciumento mas tudo bem eu o queria mesmo assim.

- Está tudo bem amor! Digo o mesmo a você. - falo seriamente o olhando e vamos a uma lanchonete comer, em seguida montados na moto ele pilotava tão bem que parecia até um profissional e depois de um bom tempo chegamos numa estrada de terra me deixando meio receosa mas confiava nele comecei a observar atenta era incrível ver um monte de gente com aquelas roupas que ele havia me mostrado e vários morros de terra vermelha com pessoas fazendo acrobacias bem loucas.

- Que incrível! Adorei essa energia. - ele me olha assustado talvez esperasse que eu não gostasse.

- Cê está brincando neh? 

- Não! Eu realmente gostei...Obrigada por tudo.

- Fico feliz por isso, agora vai conhecer o Jay radical! - ele brinca me fazendo rir e me entrega o capacete pendurando a chave da moto em meu pescoço e antes que eu diga algo ele sai dali me deixando sozinha mas não me importei apenas andei para ficar mais próxima ao local onde haviam muita gente e a maioria eram homens, olho para aliança ao perceber seus olhares sobre mim, agora eu entendia ele era por que eram rara as mulheres ali.

- Olá bela moça! - me assusto um pouco com a voz já que estava concentrada nas manobras e olho para trás sorrindo fechado, eu tinha que ser gentil por não ser do pedaço.

- Oie moço! - ele tira o capacete e estende a mão para mim, era tão bonito mas não tanto quanto Jay, o comprimento de forma educada.

- Está perdida? - sim estava mas não iria confirmar em hipóteses alguma, queria mostrar que mesmo sendo visitante eu gostava muito.

- Não! So estou acompanhando meu namorado mas estou amando tudo isso. - ele me olha de cima a baixo mas evito o olhar.

- Quer aprender a pilotar? Eu sou professor posso te ajudar!

- Quero sim! Mas não quero me machucar. - falo animada queria ser como eles. Ele me leva para um lugar mais afastado e me explica com atenção tudo que eu deveria fazer e em seguida me leva para onde estavam as motos de treinamento.

- Você treinará comigo de agora em diante okay? - ele estava sendo muito gentil e atencioso me ensinando tudo que precisava saber.

- Tudo bem! - monto na moto fazendo o que havia me explicado, era como andar de bicicleta exigia equilíbrio e atenção, não parecia tão difícil assim quanto pensava que fosse.

- Você é prendada... Maravilhosa! - ele fita meu decote que ficou a mostra mas ignoro e sorrio gostando da vibe de pilotar.

- Obrigada moço! - ele me guia começando a me ensinar mais coisas como truques diversos, manobras simples e uma leve empinada, era incrível entendia a paixão do Jay naquele momento.

- Pode me passar seu número! Já que sou seu professor preciso que venha as aulas! - como eu faria para ir lá sem saber o caminho ou algo do tipo, o olho confusa.

- Seu namorado trás você! Tenho certeza que ele vai amar... Quem é? - ele tinha razão em dizer aquilo talvez já estivesse acostumado a dizer isso para as aulas.

- Jay Park conhece? - ele me olha fechando um pouco da expressão mas acho normal talvez ele não conhecesse. Depois de treinar mais um pouco estava cansada então ele me leva para onde estava e arregalo os olhos ficando de boca aberta ao ver meu lindo namorado na pista e bato palmas gritando seu nome fazendo ele me notar e sorri, o moço se afasta e eles se olham estranho quando ele volta para mim.

- Você foi o melhor de todos! Wow é incrível foi incrível...

- Fiquei feliz por ter me visto fiz pensando em você! - selo seus lábios de forma demorada e sorrio em seguida.

- Vou me trocar já volto! - ele tira a chave do meu pescoço e sai.

- Okay amor! - sinto o professor se aproximar mais de mim assim que ele sai.

- Vocês levam quanto tempo para aprender essas coisas loucas? - falo rindo querendo saber fazer aquilo também.

- Geralmente dois anos e se for uma aluna aplicada te faço você aprender em um mas para isso precisa dar tudo de você! - era muito tempo mas era algo que não me intimidava tanto.

- Obrigada pela gentileza é difícil ter professores tão atenciosos como você! - pisco para ele de forma descontraída e ele me olha sorrindo maliciosamente.

- Se todos os professores tivessem alunas como você ai adiantaria o serviço para recompensar mais tarde com coisas melhores!

- Vai ser atencioso assim com outra por quê essa ja tem dono! - Jay chega do nada e fala bravo como se estivesse algo errado me segura pelo braço com força.

- Solta a moça rapaz! - ele tenta amenizar a situação mas ele eatava bravo e ignora o professor e puxando a força até a moto sem ter dó do meu braço.

- Não te quero com esse cara! - ele me solta deixando a marca em meu braço e o empurro afastando se mim.

- Tá bom já entendi agora vamos embora! - saimos dali sem demorar muito e ele me leva para sua casa, tinha medo de por conta do meu pai perder o Jay por quê iria para outra cidade com minha mãe então ignorei a marca e tentei contar a situação para ele.

- Jay... Preciso te contar algo!

- Diga.  - ele estava com raiva mas a culpa não era minha.

- Sabe de tudo com os meus pais desde o início da confusão da separação mas agora minha mãe mesmo sabendo que meu pai tem negócios fora do país cismou em o denunciar por abandono de menor! - ele se espanta e me olha curioso.

- O que aconteceu? 

- Foram um casal lá em casa averiguar a denúncia e foi confirmada como real... Não consigo manter contato com meu pai e não quero morar com ela!

- Mas é sua mãe Bora tem o mesmo direito que ele!

- Eu sei Jay mas no caso eu não me sinto tão bem na casa dela quanto na minha e poir que isso...- travo um pouco ao falar.

- O que foi agora? - ele me olha preocupado.

- Ela vai para outra cidade e eu não quero ficar sem você! - esqueço-me do stress lhe dando um abraço apertado e ele retribui me apertando forte.

Conversamos um bom tempo e logo me leva para casa por já ser tarde apenas me despeço dele um um breve selar e apenas observo a moto sumir entre os carros, entro em casa e tomo um banho demorado ainda estava marcado o meu braço, ele era muito forte mas deixo para lá afinal ele tinha razão saio so banheiro e visto um pijama mais confortável por ser curto e decotado, arrumo o material escolar para o dia seguinte e vejo se o despertador estava ativado para não me atrasar e finalmente durmo depois de usar o banheiro.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...