História Diário diário meu... - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ailee, Cheetah, CL (Chaelin Lee), EXO, Fiestar, GD & TOP, GRAY, Jay Park, K.Will, Lee Hyori, PSY, San E, Sistar
Personagens Ailee, Bora, Cao Lu, Chanyeol, Cheetah, Dasom, G-Dragon, GRAY, Hyoryn, Jay Park, K.Will, Kai, Lee Chaelin "CL", Lee Hyori, PSY, San E, Sehun, Soyou, T.O.P, Yezi
Tags Ação, Drama, Revelaçoes
Exibições 8
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - " Doloroso adeus "


Fanfic / Fanfiction Diário diário meu... - Capítulo 23 - " Doloroso adeus "

Acordei aos poucos me dando conta que acabamos dormindo no sofá, observo ele dormir sorrindo tão lindo que nem dava para acreditar que aquele homem era meu.

- Você sempre vai ser meu cavaleiro misterioso! - sussurro baixinho acariciando seu rosto para não te acordar e dou um demorado selar em seus lábios me levantando em seguida e vou para a cozinha fazer casadinho de doce nada mais era que metade brigadeiro e metade beijinho, vou preparando o doce e de vez em quando vou para sala ver se ele acordou, queria fazer uma surpresa já que ele ama doces então separei um pouco para fazer so beijinho e brigadeiro para ficarem três tipos, os enrolo colocando em forminhas os enfeitando com confetes. Ouço passos dele vindo e me assusto ao me agarrar por trás e passo brigadeiro em seus lábios me virando para ele.

- Hmm... Parecem gostosos! Quando fez isso qie ainda não havia visto? - me solto dele e o empurro para a sala o fazendo sentar no sofá.

- Fiz enquanto dormia amor! Agora fica aí que eu vou pegar uma bandeja com os doces para você. 

- Você é surreal não é possível! - ele estava contente apenas sorrio boba amando aquele momento só nós dois e ando para a cozinha pegando com cuidado os docinhos louca para devorar junto com ele e os coloco no móvel do centro da sala.

- Aqui está... Não são profissionais mas foram feitos com carinho! - ele pega os três docinhos e come um em seguida do outro saboreando e faço o mesmo também.

- Amo doces caseiros! Mas preciso manter a forma.

- So hoje amor. Depois eu te faço perder calorias! - mordo o lábio o olhando e ele sorri de canto continuando a comer sem dar pausas e eu vou fazendo o mesmo eram meus favoritos amava ter alma de gorda comendo muito.

- Depois comemos mais... Agora eu preciso que me faça perder as calorias como prometeu! - ele sorri malicioso e nego com a cabeça.

- Deixa em comer amor! - ele coloca um doce em sua boca e me olha segurando minhas mãos.

- Come aqui! - me sento em seu colo com uma perna de cada lado apoiando o joelho no sofá e pego o doce de sua boca acabo por encostar em seus lábios e mastigo lentamente fazendo ele ficar impaciente e toma minha boca com um beijo tentando levantar minha blusa enquanto passava a mão na marca da calcinha e mordo seu lábio passando o polegar em seu gominhos definidos.

- Vamos para o quarto! - senti minhas pernas tremerem um pouco agente não havia feito na cama ainda e me senti um pouco nervosa.

- Não precisa Jay... Melhor pararmos por aqui se não vamos... - ele faz gesto oara que eu faça silêncio e me beija novamente começando a mover a língua na minha boca eu estava entregue a ele, e aproveitando ele tenta tirar minha blusa passando a mão por baixo do tecido mas a tiro colocando a mesma em minha coxa onde ele aperta forte me fazendo gemer.

- Ah Jay! 

- Isso geme para mim... - me lembro de nossa conversa estranha e o pressiono no sofá quase deixando ele me despir de tanta pegação até que ouço passos de salto e ouço uma voz conhecida.

- Muito bonito dona Bora! - meu coração vai a milhão ao ver minha mãe ali de cara amarrada cruzando os braços e saio do colo de Jay que se assuata também.

- Me desculpe dona eu não sabia que estava aí! Sou o Jay Park. - ele comprimenta ela fazendo referência eu estava morta pir dentro.

- Não vai dizer nada? - ela me olha negando Jay com a cabeça SanE estava na porta rindo da situação mas me mantive séria.

- Nós somos namorados que mal há nisso? - falo entrelaçando nossas mãos e ele segura firme como confirmação.

- Não esperava isso de você! Cadê aquela garota confidencialissima que me contava tudo e confiava em mim? Você mentiu para nos afastar como se eu fosse um monstro que fosse destruir sua vida! Acha que não sofro por sua indiferença entre eu e seu pai? Você acha que foi a única a ter o coração partido? - ela começa a falar alto e chora ao falar certas coisas aquilo havia mexido comigo e por mais que eu estivesse errada em estar me pegando com ele ali precisava colocar para fora o que sentia também, ele se levanta comigo se sentando no outro sofá enquanto eu fico de frente para ela.

- Ah é muito fácil apontar para os outros não é verdade Cheetah? Eu não fiz nada para que ficasse surpresa, acha o quê! Que eu esperasse o que fez? Me julga reclamando que não te contei sobre minha vida mas quando teve oportunidade de me contar da sua não fez NADA NADA NADA! Eu costumava te achar a mulher mais incrível, desde pequena tinha o maior orgulho de dizer para minhas amigas que era minha mãe e mais discutir com idiotas que diziam sobre seu adultério mas a idiota, trouxa e imbecil aqui achava que era inveja dos outros por quê tinha uma família perfeita... Mas não tinha que destruir tudo como se eu e meu pai não valesse nada para você, SanE não tem culpa! A culpa foi sua de não ter sido mulher o suficiente e pagado de vigarista para conseguir tudo que queria como uma vadia qualquer! - eu soltei tudo que sentia e pensava aquilo era doloroso demais para mim não conseguia conter o choro e muito menos ela, menti mesmo não ia ficar com ela nem morta, estava quase curando a ferida mas ela continuava a cravar uma adaga em meu coração como se quisesse me matar de desgosto, antes de ouvir sua resposta sinto um forte tapa em minha face me fazendo cair no sofá percebo Jay levantar mas o olho rapidamente negando com a mão e ele se senta novamente me olhando tristonho.

- Isso é pra você aprender a pensar antes de falar! Eu sei que devia ter te contado mas tive medo de me  rejeitar, agora eu que não faço mais questão que vá comigo! Viajarei amanhã cedo...- eu estava acabada naquele momento nunca pensei em levar esse tapa dela, nunca havia me tocado para isso por isso me senti escurraçada por ela deixando meu coração mais destruído.

- Aprender? Me poupe dessas suas palavras que te pouparei da minha falta de educação! - Jay me olha tipo para de falar Bora é pior mas logo ela parte para cima de mim apertando meus braços e seguro oa delas para que não me toque e sinto um arranhão em seu rosto com suas unhas enormes e aperto seus pulsos com força, eu não queria machucar ela mas ela não ligava segurou meus cabelos com força me machucando e me olhou no fundo dos olhos.

- Esquece de mim! Você antes era meu tudo mas por culpa de K.Will, agora  é minha decepção. - ela me solta e eu levanto correndo para a porta abrindo toda, SanE estava no carro apenas aceno.

- VAI EMBORA DAQUI! TENTA SER FELIZ POR QUÊ É A ÚNICA COISA ÚTIL QUE PODE TENTAR FAZER... - eu não estava acreditando naquilo, nunca pensei que isso fosse acabar assim, ela me olha furiosa e sai dali batendo a porta com força e me encosto na mesma deslizando até o chão chorando.

- Me deixa aqui não vem para cá! Me deixa sozinha Jay... - ele estava incrédulo mas eu não podia o sobrecarregar com meus problemas mesmo que ele fizesse de boa vontade, estava querendo colocar tudo para fora mas só sentia dor e aperto no peito de tanta decepção.

Pov. Jay Park

Nunca havia me sentido tão especial quanto agora, eu estava amando essa garota de todas as maneiras pois me fazia sentir especial, ela havia preparado algo para mim e isso me deixava mais feliz e sentir aquele beijo intenso com sabor de chocolate não tinha preço, aquele corpo quente em mim me fazia delirar. Mas rapidamente a atmosfera começa a mudar com a chegada de sua mãe que deixa o clima extremamente pesado e minha vontade era de arrancar os cabelos daquela desgraçada ao ver ela bater na Bora, sim é sua mãe mas isso não lhe dava o direito de agressão, ela havia provocado um pouco e pior é não ter feito nada e nem falar nada, aquelas cenas delas de deixavam perturbado e o pior era que eu queria abraçar e beijar ela, mas quiz chorar sozinha caída ali no chão desabafando Então respeitei mesmo com o coração apertado de ver ela sofrer tanto assim. Eu queria fazer ela sorrir como antes pois me sentia triste em ver seu sofrimento e não poder o curar e sem perceber sinto lágrimas escorrerem por meu rosto e as seco olhando ela de longe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...