História Diario dos sonhos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Sonhos
Exibições 5
Palavras 975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Sobrenatural

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem.

• Capítulo não revisado.

Capítulo 1 - Piscina.


Fanfic / Fanfiction Diario dos sonhos - Capítulo 1 - Piscina.

Eu entrei no quarto com maior alegria para vê lo, depois de tantos días de saudades e esperando este momento.

Eu abri a porta de seu quarto, sem mesmo bater e subi os poucos degraus que tinham para a área de cima de seu quarto, onde havia sua cama, pois eu sabia que ele estava lá, deitado me esperando.

Mas dessa vez foi diferente, antes de subir completamente, faltando apenas dois degraus de escada, eu o vi dormindo mas não sozinho, tinha uma pessoa com ele, não sabia se era sua namorada ou não, não sabia se era apenas uma amiga, eu não quis ficar para vê.

Desci tão devagar para não fazer nenhum tipo de barulho com os degraus para que ele não visse que eu tinha visto aquela cena, mas faltando poucos degraus a madeira da escada range fazendo um barulho alto, vi alguém se levantando da cama e sai correndo já tinha feito barulho mesmo, eu só sai correndo fechei a porta com força fazendo mas barulho ainda, olhei para trás e lá estava ele me olhando com cara de desespero falando meu nome correndo em minha direção eu não queria olhar para ele então corri bastante, ele era mas rápido que eu e faltava pouco para ele me alcançar.

Com forme eu ia correndo eu via as pessoas da casa olhando para mim, era uma casa enorme eu olhava para ao lado e só via o vulto das pessoas e da casa, eu tentava pensar do porque aquela garota estava lá com ele, dormindo abraçada, tentava adivinhar o que ela era para ele, ficava pensando o que eles estavam fazendo antes de estarem dormindo. Eu não chorava não caía lágrimas eu apenas sentía uma forte dor no meu coração.

Passava pelos corredores de pressa tentando despista ló, mas era em vão ele conhecia cada conto daquela casa, mas sabia de um lugar em que ninguém conhecia e que até ele não ia lá frequentemente, o quarto de piscina, era um quarto enorme com uma grande piscina tão funda que se você descer até final dela e voltar e não tiver folego o suficiente  poderia se afogar, não sei do porque construir uma piscina assim, dizem que o ex dono da casa queria bater um recorde de piscina mas funda do mundo e ele consegui.

Entrei e lá estava ela, aos poucos ele ia chegando, fiquei de pé bem de perto, olhando para ela, não se via o fundo da piscina, ele chegou na porta e foi dando passos devagar agora, não sei se ele sabia que eu ia pular e queria me impedir, mas acho que ele estava implorando mentalmente para que eu nao caísse ou me joga-se, não falou nada mas sabia que seus olhos estavam em mim.

Não queria falar sobre a cena que eu tinha visto a pouco, então puxei outro assunto.

- 13 de dezembro de 2006, se lembra de quando brincávamos de correr em volta da piscina? Quem pegava quem primeiro? - Eu falava.

- Por favor, não lembre desse dia. - Ele falava com a voz trêmula.

- Eu tinha 6 e você 7 anos, sempre mandava em mim por ser o mas velho, mandava em mim por eu ser pequena, mas eu sabia que você mandava em mim por que queria o meu bem. - eu falava agora andando em volta da piscina e ouvia os passos dele se aproximando. - Eu falava, vamos brincar? e você dizia sim, do que você quer brincar? e eu sempre falava, de pega-pega mas no nosso esconderijo por favor, então sempre víamos para cá ninguém nunca vinha aqui, era sempre só eu e você, bricávamos até cansarmos, era sim um lugar proibido de se estar e você varias vezes me brigava por que não poderiamos estar aqui, mas naquele dia foi diferente não é? eu não obedeci você.

- Pare de lembrar desse dia, foi o pior dia da minha vida. - Ele falava, e eu pensava, sim foi um dos piores dias da minha vida também, o outro pior dia? Foi hoje, mas não falei nada a ele, não queria entra nesse assunto agora.

- Eu caí não foi? Não me falaram nada, quando eu acordei já não estava mas aqui, não me falaram nada mas eu sabia que eu tinha caído, é típico meu né, cair? seria incrível eu dar um passo sem tropeçar. - Eu falava, ele não dava um piu, continuei andando em volta da piscina olhando para ela. - Você tentou né? mas sabia que não ia conseguir me tirar de lá sozinho, eu estava afundando cada vez mais eu tentava nadar mas era em vão, então fui me afogando e apagando aos poucos, foi então que eu acordei, já não estava mas aqui e sim em um quarto de hospital, já na minha cidade, fiquei em coma por duas semanas e acharam melhor me enviarem para minha cidade natal, quando eu acordei, ninguém me falou nada do que tinha acontecido, talvez para não me assustar, mas eu sabia que eu tinha caído. - Eu falei rude, sim talvez eu estivesse com raiva por lembrar daquele dia e de eu ter caído ou talvez estivesse com raiva por eu ter voltado e ele não ter me esperado, eu parei e ele estava apenas 5 passos atrás de mim.

- Você trocou de roupa? Seu cabelo está molhado, se importa em se molhar de novo? - Foi então que eu pulei sem mesmo esperar ele falar e tive a mesma sensação de 10 anos atrás e também como 10 anos atrás, eu não sabia nadar e fui afundado, eu escutei ele gritar meu nome, eu estava afundando muito rápido, ele pulou e nadava rápido para tentar me pegar, eu só o olhava e aos poucos fui fechando meu olhos como 10 anos atrás.


Notas Finais


Obrigada por lerem. Essa história não terá continuação, mas eu publicarei outras histórias aqui assim que possível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...