História Diários da nossa vida - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran, Fall Out Boy, Homem de Ferro (Iron Man), Kingsman: Serviço Secreto, One Direction
Personagens Andy Hurley, Anthony "Tony" Stark, Ed Sheeran, Gary "Eggsy" Unwin, Harry Styles, Howard Stark, Joe Trohman, Liam Payne, Louis Tomlinson, Maria Stark, Niall Horan, Patrick Stump, Pete Wentz, Zayn Malik
Tags Fall Out Boy, Harry Styles, Iron Man, James Corden, Larry, Patrick Stump, Rbb, Sbb
Visualizações 8
Palavras 673
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Let's go!

Capítulo 2 - Diário vermelho


10/08/2004 quinta feira 13:35 da tarde

Querido diário, hoje foi um dia louco, justamente porquê eu ganhei você e os outros diários, e bem, eu nunca fui do tipo que tem diários, mas agora eu tenho, e aparentemente eu preciso escrever em você, e preciso ler os outros, mas eles estão em branco...

Mas vamos lá, as instruções dizem que eu tenho que usar você para me expressar e dizer extamente o que ocorreu em meu dia, etão vamos começar.

Hoje meu dia foi normal, eu acordei e como de costume fiquei sentado na cama, refletindo sobre a minha existência, sobre o que como seria aguentar mais um dia nesse bairro, mais um dia nessa droga de vida, e só então senti o cheirinho delicioso de tacos e chá feitos na hora, e isso foi o suficiente para me despertar da minha reflexão cotidiana, e não me demorei na minha higiene pessoal e logo já estava vestindo o uniforme da Escola Para Garotos Levados (uma versão masculina de St. Trinian's, só que sem as pessoas legais, sem o respeito com o colega, sem a união entre os alunos). E como de costume tomei café da manhã e fui para a porta de casa esperar o escolar me levar para o inferno na terra ou escola, chame com desejar. O ônibus chegou em quinze minutos e eu entrei e me sentei no lugar de costume (na frente perto do motorista).
Eu coloquei meus fones e procurei uma música para escutar durante aqueles minutos horríveis, mas eu não sabia que eu tenho músicas que nunca tinha ouvido antes na memória do meu Razr3. As músicas são ótimas, mas eu ainda estou assustado, pois um dos cantores tem o nome igual o meu, e canta umas músicas estranhas, meio lentas mas rápidas, é difícil de explicar, mas eu amei a melodia, e a voz dele parece um anjo cantando, e tem também outras músicas de outros cantores que me encantaram, mas nenhuma me encantou igual as desse cantor com mesmo nome que eu, e eu fiquei tão concentrado nas músicas que nem percebi quando cheguei na escola, e então foi tudo normal de novo.
A mesma sala de aula, as mesmas matérias chatas, as mesmas piadinhas escrotas, os mesmos pensamentos psicopatas, tudo igual. E então veio o horário da saída, 11:50 e mais do que depressa eu sai correndo para o ônibus, louco para voltar para casa e deitar na minha amada cama, e quando eu estava chegando no meu ponto eu vi uma coisa louca e bizarra: eu mesmo (só que mais magro e mais alto) correndo por trás da minha casa com uma caixa nas mãos e depois quando cheguei eu você e os outros diários na minha cama com um bilhete me dizendo para não me desesperar, nem contar nada à ninguém, e manter os diários em segredo e longe de outras pessoas, e me dizendo para escrever tudo sobre tudo o que acontecer comigo e aqui estou eu, obedecendo um bilhete, e contando tudo o que eu passei hoje (até agora), então por enquanto é isso.
Bye X.
 
 
10/08/2004 quinta feira (ainda) 20:30 da noite
 

Eu disse que acontecesse algo eu voltaria – na verdade eu não disse nada, mas finja que sim – e aconteceu. Eu vi um homem no meu banheiro, no espelho para ser mais específico, ele não disse nada além de “continue assim”, e sumiu. SUMIU! Eu estou com medo de estar ficando louco de verdade, mais do que já sou. E não sei por que eu voltei para escrever aqui em você, mas foi automático, quando percebi eu já estava com a caneta na minha mão e escrevendo feito um maluco.
E tem também outra coisa, do nada apareceu um pequeno texto naquele diário preto que estava em branco – que ironia hihi – me dizendo que ele vai ser usado por mim mesmo para se comunicar comigo, e que ele pode ler o que eu escrevo aqui, então se for verdade, me responda: por que eu? O que esta acontecendo?

 


Notas Finais


TA ai lads


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...