História Diary - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Army, Bangtan, Bts, Corea, Jhope, Jimin, Jin, Junghoseok, Jungkook, Kimseokjin, Korea, Kpop, Love, Minyoongi, Namjoon, Rapmonster, Suga
Visualizações 567
Palavras 1.805
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei o mais rápido possível!!
Com mais um cap cheio de emozões HUAHAUAHHA
Espero que gostem <3

Capítulo 21 - Brilhantes


Eu, depois de ver aquelas notas, passo novamente por todas aquelas pessoas espremida. O Jeon estava ali me esperando no mesmo lugar, o que me é um alívio por ele não ter visto sua nota, vai que ele tenta fazer algo de novo que nem antes? Não quero que ele se corte mais nunca.

Jungkook- ______? – Ele vai até mim me abraçando. – E aí? Você passou? – Eu nego com a cabeça sentindo minha garganta arranhar. Eu não vou chorar, não quero. Eu o abraço fortemente de volta – Você viu se eu passei? – Eu não queria mentir, mas eu apenas nego com a cabeça – Me espera um minuto que eu vou ver, okay? Não se preocupa

______- Não! – Eu o abraço mais forte um pouco

Jungkook- Por que não?

______- Aish.. Jeon, eu não estou me sentindo muito bem – Coloco a mão na testa que está queimando, mas isso era por causa do sol, do calor e da tensão do momento, não por eu “estar mal”. – Eu quero ir para casa

Jungkook- Sério? Você parecia estar tão bem hoje de manhã – Eu finjo me desequilibrar e ele me segura rapidamente.

______- Jeon... – Espremo os olhos

Jungkook- ______! Calma, calma. Eu vou te levar para casa agora – Ele fala isso e me coloca no braço, começando a andar, alguns flashs de câmeras me deixam incomodada, mas eu não vou perder minha atuação por causa de algumas fotos. Ele me ajeita em seu braço e depois de um tempo chegamos na minha casa, ele entra lá, me deitando no sofá e se sentando ao meu lado. – Vou pegar um pano molhado para pôr em sua testa, okay? Me espera um pouquinho – Eu assinto. Me sentia mal por estar mentindo, mas eu não sei o que fazer.

Ele se levanta e entra na cozinha. Eu olho para o lado percebendo a porta do meu quarto na qual estava semiaberta, acho que eles já saíram. Perdida em meus pensamentos o Jungkook volta da cozinha com uma vasilha com água e um pano dentro dela. Ele se ajoelha ao meu lado no sofá pegando o mesmo e espremendo para tirar o excesso de água, assim o colocando em minha testa. Não, Jeon, isso está fazendo com que eu me sinta mal, desculpa, mas é para seu bem. Ele tira seu celular do bolso e eu o vejo entrar no twitter e digitar o perfil da SKY. Eu meio que grito um “não! ” E ele me olha estranho, eu tento pegar seu celular, mas ele o afasta e se levanta, se afastando de mim concentrado, provavelmente procurando seu nome. Eu me levanto e dou um pulo inesperado, pegando seu celular de sua mão e bloqueando a tela. Jeon me olha com uma feição mais estranha e confusa do que antes

Jungkook- ______, você está bem? – Eu não sei o que fazer. Fico estática. Ele se aproxima e segura meus ombros, me derrubando no sofá e me olhando – Você não estava mal?

______- Jeon... me desculpa, eu não queria que soubesse...

Jungkook- O que aconteceu?

______- Bem... você não vai fazer nada, não é? Tipo... err...

Jungkook- Fala logo, ______! Eu já estou ficando nervoso – Fala já sem paciência

______- Você não passou... na SKY – Eu o olho triste esperando sua reação. Ele me olha sério, mas depois deixa escapar uma risada em meio a sua feição séria. Ele dá uma gargalhada e continua rindo. Eu não estava entendendo o porquê da risada

Jungkook- É sério que isso tudo era atuação? Eu fiquei preocupado, ______, não faça mais isso

______ – Eu estava com medo de sua reação, você podia ficar triste de novo e essas coisas

Jungkook- ______, mesmo se eu passasse para alguma dessas faculdades eu nem iria, sem falar que seria impossível, já que eu precisaria do triplo das minhas notas para passar, sem falar que eu quero morrer cantando e dançando para o BTS, faculdade é inútil para mim – Ele dá outra risada se aproximando de mim aproveitando a nossa pouca distância e selando nossos lábios, mas dessa vez ele pede passagem para a língua e eu cedo, enquanto isso eu fecho meus olhos e seguro sua nuca de leve, lhe fazendo carinho na mesma. Realmente é uma sensação muito boa a que ele passa com isso. Abro os olhos um pouco vendo os dele fechados enquanto isso, me fazendo sorrir ainda no beijo e novamente fechando os olhos. Depois de um longo tempo ele solta o beijo com um pequeno estalo e olha no fundo de meus olhos – Obrigado por se importar comigo, eu te amo, ______.

Aquilo aquece minha alma deixando um sorriso bobo em meus lábios e eu continuo a fitar seus olhos. Eles realmente são muito bonitos, tanto como seus dentinhos de coelho nos quais eu amo demais. É... meus pais viajaram para o Japão à trabalho faz algumas semanas e pretendem passar mais um tempo lá, o Yuki está estranho por causa da Yang, não tenho mais amigas, então agora eu praticamente só tenho o Jeon em minha vida, e ele é a melhor companhia de se ter.

______- Desculpa por ter mentido – Ele nega com a cabeça com um sorriso calmo

Jungkook- Está tudo bem, eu te agradeço por ter se importado comigo.

______- Eu realmente preciso trocar essa roupa, não aguento passar tanto tempo só com uma. Me espera um pouco? – Ele assente e eu me levanto, entrando no quarto e fechando a porta. As camas estavam arrumadas. Pelo menos isso.

Eu abro minha gaveta onde tem minhas roupas, eu percebo alguma coisa ali entre elas. Coloco a mão ali e sinto um plástico, o pegando e abrindo achando que era algo meu, mas eu vejo uma caixa grande de alguma joalheria e uma pequena. Ué?

Eu abro a maior vendo um colar de brilhantes, em seguida a menor, na qual tinha um anel também de brilhantes e com um rubi no meio. Aquilo era realmente caro, nem para mim eu compraria essas coisas tão exageradamente caras, nossa, Yuki, você deve ter gastado uma boa parte de sua poupança nisso para... ela. Só ao pensar nisso sinto meu estômago revirar um pouco. Eu as coloco novamente no plástico e em seguida no lugar que achei, finalmente pegando uma roupa qualquer, a colocando e voltando para a sala, me sentando ao lado do Jeon pensativa

Jungkook- Você demorou um pouco, eu fiquei com saudades, sabia? – Ele me abraça de lado pela cintura, eu nem prestei atenção no que ele estava falando por estar perdida em minha mente.

______- Hm...

Jungkook- Ué? O que foi?

______- O que foi o que?

Jungkook- Você demorou um pouco...

______- Ah, foi? – Fito um lugar qualquer da sala voltando a pensar na minha futura cunhada

Jungkook- Aconteceu alguma coisa? – Eu olho para ele, me fazendo acordar da transe e o abraçar de volta. Eu nego com a cabeça e dou um pequeno sorriso um pouco forçado, não queria pesar o clima. Ele olha para seu relógio no qual marca 11:40 – Meu Deus, o pessoal vai me matar – Ele fala meio tenso

______- O que aconteceu?

Jungkook- Eu tinha que estar lá desde as 11:20 para ensaiar a coreografia nova. Eu realmente tenho que ir, você quer ir comigo?

______- Não, eu estou um pouco cansada e com um pouco de sono

Jungkook- Então eu volto daqui a umas horas, certo?  – Eu assinto e ele olha para mim, dando um beijo breve e se levantando. – Tchau, ______

______- Tchau... – Eu sorrio e ele vai até a porta, a abrindo, saindo de lá e fechando a porta, desaparecendo de minha vista. Eu me deito no sofá sem vontade se fazer muita coisa, só queria pensar um pouco no que vou ser do futuro, já que quem é aprovado em faculdades “inferiores” não ganha salário bom e nem é reconhecido por nada na vida.

Eu acabo dormindo.

(...)

Yuki- ______! Ei, ______! Acorda! – Sou acordada com o Yuki me chamando e me chacoalhando, me assustando rapidamente

______- O que aconteceu?!

Yuki- Eu vou pedir meu amor em casamento e preciso da sua ajuda, acorda.

______- Que?! – Eu meio que grito

Yuki- Sim! Eu vi uma mensagem no celular dela. Ela vai com suas amigas para um karaokê, então acho que seria o momento ideal já que ela nunca imaginaria que eu iria aparecer lá

______- Sim, Yuki, é uma ótima ideia! Mas eu não quero que ela te machuque

Yuki- Não se preocupa com isso, boba

______- Não, não isso, é psicologicamente. Ela fingiu minha amizade e me traiu, não quero que ela faça isso com você – Falo por impulso e ele me olha desacreditado

Yuki- Ah, para. Ela não é capaz de fazer isso com nem uma mosca, ______, deixa de ciúme – Eu olho para ele desacreditada. Ele me olha um pouco chateado – Vem, põe uma roupa decente que eu quero que você filme tudo, quero muito ver a reação dela – Ele sorri sem mostrar os dentes. Meu irmão realmente está apaixonado. Decido que vou dar mais uma chance a ela, suspirando em resposta mesmo sabendo que nossa amizade nunca seria mais a mesma. Tudo pelo Yuki.

______- Okay, me espera, okay? – Suspiro novamente, entrando no quarto, fechando a porta e me trocando rápido, colocando um vestido estilo camisão com um casaco amarrado. Abro a porta e ele entra lá, pegando aquela mesma sacola de antes em minha gaveta junto a câmera, na qual fica no guarda roupa

Yuki- Vamos – Ele sorri largamente e saímos de casa, pegando um táxi e finalmente chegando lá. Ele parecia estar nervoso.

Saímos do táxi, o pagamos e entramos lá dentro, a moça da recepção fala o número da sala na qual ela está após o Yuki falar o nome dela. Passamos por várias salas e chegamos

Yuki- É agora – Ele enxuga o suor em sua testa causada pelo nervosismo. Eu ligo a câmera e o filmo. Ele pega as caixinhas nas quais tinham as joias dentro, abrindo a porta da sala devagar em seguida, entrando dentro lá. Nari cantava sua música favorita, eu percebo que ela para de cantar gradativamente ao nos ver, até parar completamente, com uma expressão surpresa e nada boa. Olho para Yuki ainda o filmando. Ele estava com seus olhos muito marejados, chegando a escorrer algumas lágrimas dos mesmos, eu olho para onde ele estava fitando o olhar e avisto a Yang beijando um garoto um pouco mais velho que nós sentada em seu colo o beijando sexymente. Quando ela percebe que o ritmo da música continua sem nenhuma voz, ela olha para Nari, mas desvia o olhar para o Yuki, deixando uma expressão surpresa e saindo de cima daquele garoto, o empurrando.

Yuki deixa cair as caixinhas nas quais seguravam junto a suas lágrimas.

Yang- Amor, não é o que você está pensando! – Ela meio que grita


Notas Finais


POSTEI E CORRI HUAUAHA
Comentem o que acharam! <3!!
Noss sinto coments tão do mal aqui que to com pena do Yuki KKKKKKKKK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...