História Diary About Little Things - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Larry, Larry Stylinson, Nosh, Ziam
Exibições 7
Palavras 2.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Músicas para escutar enquanto lê o capítulo é Scars- Alesso e Ryan Tedder; Pillowtalk– Zayn Malik

Boa Leitura Pandinhas <3
*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Capítulo 6 - Five


Fanfic / Fanfiction Diary About Little Things - Capítulo 6 - Five

18 de Outubro de 2014

 

“Não interessa quem tu amas, onde é que amas, porque é que amas, quando é que amas ou como é que amas, o que interessa é que amas.”- John Lennon

 

All the Love xx

 

   Nunca pensei que aceitando esse convite de ir para casa do Niall acabaria comigo perdido num metrô na zona leste de Londres.

 

   Sim, eu sei andar de trem, porém Niall resolveu que queria se esconder do mundo e por morar no centro não conheço muito dessa parte da cidade então Zayn disse que me encontraria aqui, mas já estou aqui há 20 minutos e não encontro-o. Pra ajudar esse vara-pau tatuado resolveu largar o celular em Nárnia.

 

   Quando resolvi voltar para casa vejo um topete vindo na minha direção. Me levanto de onde estava sentado e ando de encontro a ele, antes mesmo que ele tivesse chance de abrir a boca para se explicar dei um tapa em sua cabeça.

 

- Seu viado, estou te esperando há horas! Onde ‘ta a porra do teu celular?

 

- Acalma teu cu Tomlinson, meu celular ‘ta no silencioso homem.

 

- E pode me explicar por que raios demorou tanto?

 

- Estava me olhando no espelho e admirando minha beleza. – ele disse piscando da forma mais feminina possível e depois começou a rir com a cara que eu fiz – estou brincando idiota, fiquei ajudando minha mãe a organizar a casa pois vai vir uns parentes de longe e irão dormir em casa.

 

- Tá, tá, desculpado, agora vamos que já estamos muito atrasados. – disse, o puxando para pegar o trem que se aproximava.

 

- Eu não pedi desculpas, mas ok, vamos drama Queen.

 

   Quando finalmente chegamos a porta já estava aberta, parece que fomos os últimos a chegar.

 

   Quando ia entrando eles já haviam começado a jogar. A casa do Niall era grande, não de uma forma exagerada, de uma forma aconchegante. Dei uma olhada e tudo estava arrumado menos a sala que já se encontrava uma perfeita zona com salgadinhos, refrigerantes e energéticos. O mais estranho não foi eles já terem bagunçado tudo em 40 minutos de atraso e sim o que eu vi alguns segundos antes de entrar definitivamente na sala e cumprimentar todos.

 

   Mewt e Josh estavam conversando entusiasmados conversando de um lado da sala, enquanto havia um Niall um tanto emburrado do outro e no meio se encontravam Harry e Liam gritando para a TV e apertando furiosamente os botões do controle.

 

   Foi apenas quando Zayn pigarreou eles, finalmente, notaram nossa presença, demos oi a todos, lançando um olhar confuso para um Niall cabisbaixo, sentamos e começamos com a disputa de Fifa.

 

   A competição estava bem acirrada, porém estávamos todos nos divertindo muito, até eu que sou bastante competitivo geralmente, deixei isso de lado e me concentrei na diversão.

 

   Depois de 4 partidas Josh se ofereceu para fazer batida de morango e como não estava na minha vez, e sim na de Zayn e Liam, o segui até a cozinha, afim de ajuda-lo. Depois de pegarmos o liquidificar e os ingredientes eu finalmente perguntei a ele sobre a cena de hoje mais cedo.

 

- Então, você quer me explicar o que houve entre você e a Mewt para estarem tão próximos?

 

- Olhaaaaaa, que curiosoooo – ele começou a gritar fazendo eu me assustar e logo colocar a mão em sua boca, pessoa escandalosa - okay fifi, eu te conto.

 

- Tabom mas... – ele me interrompeu e começou a narrar.

 

- Passei muito tempo me arrumando hoje e tomando muito cuidado para não me atrasar, sai de casa cedo e tudo mais, até me dei conta que a casa dele é a três quadras de casa... – já estava revirando os olhos e quase gritando pra ele chegar direto ao ponto – enfim, quando cheguei aqui, pensei ser o primeiro, mas ai dar de cara com ela e ainda de pijama, comecei a ficar vermelho de raiva e  emburrado mesmo o Niall vindo me abraçar, todo carinhoso e ela meio foda-se pra mim.

 

- Okay, agora já pode chegar na parte em que vocês conversam animadamente parecendo grandes e velhos amigos?

 

- Meu Deus Tomlinson, você nasceu de quantos meses? Não consegue sequer escutar uma história emocionante. – e agora foi a vez de Devigne revirar os olhos – continuando, depois de ter entrado Niall estava arrumando a casa ainda e eu ‘tava quieto na minha, aí ela veio até mim e falou pra eu retirar a minha cara de cu porque ela era apenas prima dele e os pais dela estavam viajando à trabalho então ela ‘tá morando com ele por um tempo. E a melhor parte disso tudo é que ela disse que me shippa com ele. De primeira eu fiquei meio: oi? Como assim? Impossível, Niall é muito independente pra se prender a alguém. Aí ela só mandou eu calar a boca e parar de drama porque ela ia me ajudar com ele. Ela é muito divertida com esse jeito grosso porém que acaba demonstrando que se importa e tal. E eu to quase pirando então me mande calar a boca também. – ele parou de falar e respirou fundo.

  

   Gargalhei do nervosismo e ansiedade do meu amigo, é sempre legal ver os outros passando por isso.

 

   Depois das bebidas prontas voltamos para a sala e já estava na minha vez de jogar, agora vou mostrar como um bom jogador de Fifa faz, agora seria minha vez com o Harry e eu queria mostrar pra ele do que eu era capaz e até conseguir a atenção dele. Me sentei ao lado dele e conseguia sentir o calor emanando de sua pele, o que me fez arrepiar levemente (é incrível o que esse garoto faz comigo).

 

   Já estávamos no segundo tempo e eu estava ganhando, é claro, Harry já estava enfesado, então do nada ele largou uma mão do controle e começou a me fazer cócegas, mas isso não foi nem de longe o mais estranho, o que me surpreendeu foi quando ele simplesmente colocou o controle de lado e me derrubou no chão, me deixando de bruços e sentando no final das minhas costas.

 

   Eu me debatia e gritava um pouco, mas como Mewt estava no banheiro tomando banho, Liam, Niall e Josh estavam na varanda, pois, alegaram que precisavam de um pouco de “ar fresco”, havia apenas Josh, que apenas olhava divertido e com cara de quem está vendo um casal brigando. Admito que a ideia me pareceu maravilhosa, até porque eu não ligava muito para o grande peso que se encontrava nas parte debaixo do meu corpo, ou o fato de eu estar perdendo a partida, me importava apenas com HARRY FUCKING STYLES SENDO FOFO, SENTADO EM CIMA DE MIM, PORQUE EU ESTAVA GANHANDO, sério, é incrível essa sensação.

 

   Terminamos a partida e quem ganhou foi ele, os meninos entraram na hora em que ele estava comemorando, todos me zoaram lá, até o Josh que viu o porque de eu ter perdido, fingi estar bravo e fui até a cozinha, de braços cruzados, beber água, Harry me seguiu alegando querer água também depois de uma disputa difícil, tão lindo e tão mentiroso.

  

   Nos servi de água e quando ia colocando o copo na boca ele soltou:

 

- Ótimo jogo Tomlinson, você até que foi bem, mas acabei me sobressaindo com meu imenso talento – ele disse com um sorriso sapeca, esse garoto vai acabar me matando com esses sorrisos.

 

- Folgado, muito folgado – disse serrando os olhos, ele me chamando pelo sobrenome me dá uns negócios – sua beleza e seus sorrisos não diminuirão o quão baixo foi o que você fez – me fiz de bravo.

 

- Quer dizer que eu e meus sorrisos são bonitos e conseguem manipular você?

 

- Pretencioso você – disse ficando vermelho e tentando não gaguejar.

 

- Mas foi você que disse Louis, me acha mesmo bonito, gosta mesmo dos meus sorrisos? – senti um pouco de duvida e nervosismo na voz dele, ou pareceu, não sei.

Claro que sim, quem não acha? E seus sorrisos são tão encantadores quanto as covinhas que se formam ao fazer isso  – disse, quando percebi o que disse sentia minhas bochechas queimarem, acaba sendo natural elogia-lo, ele merece cada palavra.

 

   Pelo pouco que conseguia ver com minha cabeça abaixada, ele estava tão envergonhado  quanto eu, era lindo e, talvez, em outra ocasião eu faria ele corar de novo, porém agora, sentia minhas pernas tremerem.

 

   Tudo se encerrou aí quando ele saiu da cozinha e me deixou lá, com pensamentos á milhão e barriga revirando, para alguns isso seja exagero, mas tudo está acontecendo tão rapidamente, maravilhosamente e de forma surpreendente, que fica difícil não me sentir assim, afinal, ele é meu crush já a muito tempo e só agora eu tive a chance de me aproximar realmente dele.

 

   Ao voltar para a sala me dei conta que o dia passou tão rápido e divertido e nem percebos que já era tarde. Todos já estavam ajeitando as coisas e havia apenas Harry, Niall e Liam lá.

 

- Cadê o Zayn? – Perguntei.

 

- Foram embora, a mãe do Zayn apareceu assim que entrou na cozinha e disse que precisaria leva-lô agora, pois já estava atrasado para um jantar, o que achei bem estranho pois já são quase 10 da noite, mas quem sou eu para discutir? – Liam disse fazendo uma careta.

 

- Mas agora como vou para casa? – disse me virando para Josh – eu havia combinado com ele ontem que ele me daria carona pois minha casa fica muito longe.

 

- Bom eu até te chamaria para ir para minha casa, porém amanhã irei cedo para a minha antiga cidade ensaiar com os meninos e acredito que não vá querer ir junto. – Josh disse com tom preocupado.

 

- É, não mesmo – suspirei, e comecei a pensar em outras saídas.

 

- Desculpa Lou, mas o Harry também já vai dormir aqui e como o quarto de hóspedes está como quarto da Mewt,  não dá pra você ficar essa noite – Niall disse um pouco triste.

 

- Não se preucupe Ni, eu vou pra casa mesmo.

 

- Você poderia ir para minha casa – Liam se pronunciou – eu tenho um colchão a mais em casa, é aqui em frente, se você não se importar em dormir lá.

 

- Tudo bem, obrigado Liam – lancei-lhe um sorriso em agradecimento, eu realmente não queria passar por todo o medo de pegar ônibus essas horas da noite.

 

   Depois de ligar para minha mãe e explica-la que teria que dormir na casa de Liam e falar o endereço de lá, para ter certeza que o lugar existia pedi para que ela aproveitasse a visita que estava fazendo para a casa da minha vó. Eu não fui junto pois eles trariam minha querida avó para passar uns meses em casa, então, a veria de qualquer forma.

 

   Já estávamos na casa de Liam que era realmente enfrente a de Niall, a mãe dele foi muito receptiva comigo. Karen é uma mulher não muito velha e muito gentil, fisicamente, ela e Liam não se pareciam muito, mas a forma de tratar as pessoas, certamente, ele havia herdado dela.

 

   De banhos já tomados, Liam me emprestou uma calça de moletom e eu vesti a mesma blusa que eu estava, ele arrumou o lençol em um colchão e colocou em seu quarto do lado de sua cama. Já estávamos deitados quando eu resolvi perguntar.

 

- Ela que terminou com você? – disse me referindo a Sophia e ao ver a cara de confuso dele acrescentei – a Sophia, ela te deu um pé na bunda?

 

- É, bem... – ele respondeu depois de um certo tempo – na verdade entramos em um acordo.

 

- Ah claro, ela entrou com o pé e você com a bunda? – disse debochado e depois gargalhando, vendo sua cara ficar vermelha. – Desculpa se eu estiver sendo um pouco evasivo, mas caso se sinta incomodado é só não responder, certo?

 

Depois de alguns minutos ele acabou falando:

 

- Sabe Louis, eu sempre fui o tipo de cara que não consegue se apegar a ninguém, que por mais que goste e não quer magoar, não consegue ser o que a pessoa precisa – suspirou  triste – foi por isso que eu e ela terminamos, porque ela se cansou do meu jeito pouco preocupado e romântico.

 

- Mas você é tão preocupado com seus amigos – falei confuso.

 

- É porque com meus amigos é algo natural, com minha família é natural, mas com as minhas namoradas não.

 

Fiquei em silencio durante algum tempo.

 

- Bom, eu nunca fui bom em conselhos, mas o que posso dizer é que encontrará a pessoa certa, e tudo acontecerá naturalmente. Não pense que o problema é você, pense apenas que a pessoa que te mudará está aí te procurando e quando acha-lo, te mostrará como valeu a pena esperar.

- Que profundo Louis. – Ele disse um pouco surpreso.

 

- Eu posso ser sério quando preciso – fiquei sério, mas depois um sorriso sapeca se formou no meu rosto - mas não pense que eu esquecerei que foi ela quem te deu o pé na bunda.

 

   Ele revirou os olhos e tacou um travesseiro na minha direção e acertou diretamente minha cara. Peguei o travesseiro rapidamente e devolvi o ato.

 

   Depois de certos minutos brincando e a mãe de Liam vindo nos repreender, voltamos a deitar e depois de falarmos sobre assuntos aleatórios, eu estava quase pegando no sono fiquei pensando “esse é o início de uma amizade, mas ainda sim, Zayn é o melhor, eles ficariam ótimos juntos. ” Com esse pensamento, adormeci.


Notas Finais


Bom, ta aí um capítulo bem grandinho, volto semana que vem :3 beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...