História Diary Of Jane - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeff The Killer, Slender
Personagens Jeff, Personagens Originais
Tags Creepypastas, Hoodie, Jane, Jane The Killer, Jeff, Jeff The Killer, Kate, Masky, Slender, Toby
Exibições 17
Palavras 452
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um cap. Não sei como está ficando mas enfim. Podem ler bjao :*

Capítulo 2 - Reencontro nada agradável


Fanfic / Fanfiction Diary Of Jane - Capítulo 2 - Reencontro nada agradável

Jane on


A chuva começou a cair, raios e trovões eram oque não faltava. Naquele céu noturno, escuro e nublado, a única coisa que iluminava o camimho eram os raios, um caindo atrás do outro. Fiquei esperando o término da chuva em um ponto de ônibus. O silêncio predominava naquele local, porém, barulhos de passos se aproximam. Me virei para ver quem havia acabado de se sentar ao meu lado. Era Jeff, uma surpresa nada agradável. 


- Noite agitada, não é Jane?


Ele ainda olhava para baixo com aquele sorriso horrendo no rosto. Eu fiquei paralisada ao me lembrar do que ele havia feito. Eu queria mata-lo naquela hora, eu podia mata-lo mas... meu coração disparou e uma pontada próxima ao meu seio foi dada.


- Vejo que gostou do presente.


Ele tinha agora a faca prensada no meu seio, não havia força muito menos ameaça, ele apenas estava se divertindo.


- Ora não vai agradecer? É falta de educação. 


Dessa vez ele sorriu igual a um demônio. 


- Vai me agradecer?


Jeff colocou a faca sobre meu pescoço. 


- O..obrigada. 


Falei com medo de que ele arrancasse minha cabeça ali mesmo. Espera! Oque estou fazendo? Não posso ter medo dele! Tirei minha faca que estava guardada por baixo do vestido preto o qual eu usava. Mirei bem em seu peito.


- Vejo que finalmente criou coragem pequena Jane. Eu gosto de mulheres assim. 


Seus olhos negros e suas pálpebras queimadas me olhavam fixamente. Porque eu não consigo mata-lo? Isso era tudo oque eu queria... mas... porque eu não consigo? 


- Eu vou acabar com essa sua vida insignificante. 


Falei tentando me recompor. 


- Você não vai conseguir sabe porque?


O olhei confusa ainda com a faca sobre seu peito. 


- Porque você me ama. Você tem sentimentos por mim. Eu consigo ver isso. Você! Está! Louca! Por! Mim!


Ele começou a rir loucamente. 


- Você está louco? Eu apaixonada por quem me torturou? Apaixonada por quem matou minha família? Os únicos sentimentos que eu tenho por você Jeff, são ódio e raiva! 

- Nem você entende. O amor é confuso não é? Você não quer aceitar o fato de estar apaixonada por mim. Eu posso ter tirado tudo de você, mas, seu coração bate por mim. Deixarei você pensando. Até logo... pequena Jane. 


Ele foi desaparecendo em meio a escuridão. Eu estava sozinha novamente. A chuva havia piorado. Me sentei no banco do pequeno ponto de ônibus. Eu não posso estar apaixonada por ele, eu o odeio! Eu quero mata-lo. Porque eu não o matei? Eu estava com ele tão próximo. Meu coração disparou, porque? Estou tão confusa quanto essas gotas de chuva que não sabem para aonde vão. Será que ele tem razão? Ou está apenas me manipulando novamente?


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Um beijo um queijo e um presunto pra vcs :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...