História Dias apocalípticos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eu Sou a Lenda, The Walking Dead
Tags Drama, Rpg The Walkind Dead, Terror
Visualizações 5
Palavras 853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Luta, Misticismo, Poesias, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Insinuação de sexo, Mutilação, Necrofilia, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saudações pessoas!!
Aqui tem alguns personagens do RPG the walkind dead todas temporadas ( clem, Kenny, Lee , Jane , devid, javi, etc)

Capítulo 1 - Dia z


Fanfic / Fanfiction Dias apocalípticos - Capítulo 1 - Dia z

Parece que foi ontem em que tudo começou, não consigo​ me conformar que isso nunca vai ter fim ou dias melhores, porquê um fim sempre tem, só "meter" uma bala na cabeça e está tudo certo, ninguém para se sentir falta , ninguém para chorar. Apenas a solidão ficará sozinha , mais isso ela se acostuma.

O primeiro dia dos piores dias começou na véspera de meu aniversário de 20 anos, quando eu estava voltando da faculdade com meu namorado.

Estava tudo bem até ele começar a falar:

- guria temos que conversar.

- diga!

Ele olhou bem fundo nos meus olhos com aquele olhar 43 , abriu a boca... Puf foi quando uma moto o atropelou, meu coração disparou mais ainda , corri para ajudar, mais a perna dele estava quebrada, o osso aparecendo, foi feio!

- calma lee vou chamar a ambulância e vc ficará bem. Foi Quando começou fazer roda de gente, o motoqueiro estava tendo convusões, um cara se dizendo médico foi cuidar do motoqueiro, eu o puxei

- vê meu namorado primeiro, esse ai estava errado, atende ele depois!

- moça o caso dele aqui está parecendo mais grave , todas as vidas são preciosas.

Ele pediu ajuda para segurarem a cabeça e braços e com uma caneta segurou a língua para não se engasgar, mesmo assim os olhos do motoqueiro estava saindo sangue , o médico ficou assustado e gritou:

-chamem logo a ambulância!

Lee, estava consciente menos mal..

- é um sinal guria

- sinal?

- temos que nos separar!

- o que? Porquê?

- o mal está chegando, eu não acreditava, mas agora nao tenho dúvidas.

- o que? Lee você bateu com a cabeça! não está falando coisa com coisa

- nãoo! A Alice disse...

-alice, Alice ...- Com cara de desprezo . - finalmente a ambulância chegou

Socorreu o lee e constataram que o motoqueiro estava morto, era só esperar o iml

- o que está fazendo? A senhora não poderá ir, ele vai estar no hospital luzia

Peguei o celular

- oi mãe, chegarei mais tarde ok , o lee foi atropelado

- que horror Lucy

- estou indo para o hospital agora

- espero que tudo fique bem

- vái ficar, beijos.

Quando estava me preparando para ir embora algo acontece.

- ei olhem ele se mexeu

- deve ser impulsos elétricos, ele está morto as vezes acontece

Quis chegar mais perto, os olhos ensaguentados se abriram o corpo se sentou e olhou diretamente para mim.

-o senhor está bem? -pergunta o médico. Quando derrepente o corpo gravou os dentes nos lábios inferiores do médico, daí o pânico começa, uns puxam de cá,outros puxam de lá, até que o lábio não aguenta e se rompe, mãos vão ao rosto.

O motoqueiro ressuscitado aproveita e ataca mais um, o circulo se desmanxa, mas eu fico paralisada (mais que absurdo está acontecendo na minha frente?) Vendo ele ali em cima de uma moça, arrancando parte de seu pescoço, e ela para se defender coloca seu dedo bem fundo em um dos olhos. Ele nem se importou e se vira para mim , esquecendo do corpo mórbido de sua vítima (puts agora fudeu!!) 

Começa a correr em minha direção, quando me virei para corrrr, quem aparece? Ela, a jane! Me derrubando no chão e atirando no peito do ressuscitado, atirou... Atirou de novo , e de novo e nada. Até que desistiu e corremos, olhei para os lados e vi várias gentes tendo convusões, avisto a estação de trem, eu ia correr para lá mais a Jane ia em frente , peguei na mão dela é puxei para a estação ( nossa quantas pessoas aglomeradas.u.u ) o trem não vinha, aí Jesus aqui também? Convulsões.

parentes chorando, deu desespero em geral que desceram na linha é foram correndo, muitos desceram e muitos morreram quando o trem passou-se por cima deles. Meus olhos já começa a encher de lágrimas, um desastre após o outro. Sem saída e com novos ressuscitados aparecendo, Vi minha morte.

-venha, O elevador! - Jane fala ao meu ouvido.

Dentro do elevador um casal pede para segurar a porta, só que um cara com a boca toda com sangue estava atrás deles mesmo assim Jane seguro, sacando a arma e atirando, errou...

-merda, as balas acabaram!

-entao fech...- antes de eu terminar os três entraram.

-ahhh tira ele de mim (anna)

 ele estava em cima dela morrendo a cintura pois os dois tropeçaram, o namorado ( devid) junto com a Jane, tiraram ele de cima e ficaram em cima dele (de costas) se debatendo, em um ato de fúria, Anna começou a chutar a cara do infeliz

- seu desgraçado, arrancou um pedaço de mim, o que a de errado com vocês?? Morra! MORRA!!

Foi assim que finalmente ele parou de se debater e querer nos morder, mas não era o suficiente para Anna que não soube a hora de parar , desconfigurando a cara dele toda, eu vomitei

-meu amor vamos arranjar um médico para você ou primeiros socorros para costura isso aí

- o que vamos fazer? -quase não saiu vindo outro vômito em seguida.

- bom não dá para sai no momento, vamos esperar até as coisas se amenizarem um pouco. ( Jane centrada e calma, que inveja)

Todos sentamos no chão e aguardamos



Notas Finais


Grata por lerem, e até o próximo capítulo 😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...