História Dias cinzentos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 0
Palavras 877
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - 4 capitulo


Minha mãe saiu mas cedo hoje para o trabalho umas 5:30 da manha. E eu teria que ir pra escola apé,ninguém merece ,mas a escola não é tao longe quanto parece.


As 6:00 da manhã ja estou de pé,quando saio do banheiro ,o telefone q esta em cima da minha cama toca e eu atendo.


-alô ?suzi?-jack fala 


-oi quem é?-atendi meio surpresa. Não estava esperando nenhuma ligação.


-é a jack,posso passar ai pra gente ir pra escola juntas?!


-claro,só que minha mãe não vai me deixar hoje,e agente vai ter q ir andando!


-ta ok,não me emporto,a escola não é tão longe assim.


-pois então tá, vou terminar de me arrumar.


-chego já ai, tchau.


-ok,tchau -penso:hoje tenho companhia pra ir pro colegio.ebaaaa...não que minha mãe seja uma má companhia,mas a jack é minha amiga e gosto da sua companhia.


Eu estava terminado o café,quando a campainha toca

(triiiimmmnnnn)


-oi suzi-falou a jack me olhando meia triste.


-oi jack,tô terminando meu café, entra.


Jack entra e senta-se no sofá.


-ainda bem que hoje é sexta,final de semana vai ser bem animado,com a festa na casa do Lucas amanhã a noite.


-é vai ser sim-falei enquanto tomava o último gole de café.


-mas eu não to afim de ir-jack me olha triste.


-ooh jack,eu só vou se a senhorita for comigo,não vou sozinha não.


Só pra deixar claro,o Lucas convitou todos da nossa sala pra ir a festa de aniversário dele.


eu e a jack já estavamos a caminho da escola ,quando chegamos lá ficamos em pé na calçada,quando passa um cara correndo não sei quem era só senti um empurrão,e derrubou minha mochila no chão ,espalhando todos os meu livros.


Jack estava me ajudando a juntar minhas coisas,quando vejo uma mão pegando meu caderno que estava no chão e colocando na minha direção, quando olho pra cima vejo que era sabe quem?! O gato do Lucas.


-Desculpa sem querer eu me esbarrei em vc.


-nã...o tem proble...ma-eu gaguegei ao olhar pra ele,não conseguia olhar nos seus olhos,essa timidez sempre me atrapalhando.meu coração batia acelerado. Ele era mas lindo ainda de perto.


-desculpa mesmo.


-não foi na...da.


-Suzi esse è seu nome,não é!?


-sim-responde olhando pra ele e logo tirando a vista.Para tudo, ele sabe meu nome,que dimas.


-o meu é Lucas ,prazer em conhece-la -ele falou sorrindo


Meu pensamento dizia assim:isso eu já sabia.


-você vai na minha festa amanhã, né?-ele falou e deu aquele sorrizo lindo de lado.


-tou pensando- não conseguia controlar minhas mãos estavam tremendo.


-aparece lá, tchau vou entrar pra sala-ao sair ele me deu um beijo na bochecha,eu fiquei imóvel,logo meu rosto começou a queimar,era como-se estivesse pegando fogo.


Quando o Lucas saiu,eu respirei bem forte,parecia que eu tinha ficado sem ar. Nem percebi que o sinal já havia tocado.


-agente esta atrasada-disse a jack-me puxando pelo braço.


Quando chegamos na porta da sala,fazia pouco tempo que o professor estava lá, então ele nos deixou entrar. Eu entrei logo atrás da jack, todos nos olhando e cuchixando.quando eu ia passando por a carteira da pamela ela colocou o pé bem no meio,eu cai no chão, eu sei ela fez isso de propósito.


-olha por onde anda garota-falou ela dando uma risada irônica. 


Pensei-ah que vontade de voar no pescoço dela.


Ouvi o Lucas falando vom ela ,pois ela sentava na carteira ao lado dele ,e deu pra ouvir ele dizendo:


-deixa a garota.


-Eu não fiz de propósito ,Lucas.


-fez sim que eu vi.


Depois os dois ficaram em silêncio. E eu ainda estava envergonhada com aquela situação constrangedora.


-você se machucou-jack falou enquanto eu sentava em minha carteira.


-não-responde e logo abaixando a cabeça e comecei a copiar o conteúdo que o professor de História havia colocado no quadro.


Quando acabou as aulas,eu ia jack ficamos converçando na frente da escola.


-Amiga hoje percebi que você esta bem triste,o que aconteceu?


-não sei como te falar.


-falando hora-dei uma risadinha e ela também.


-eu acho que estou apaixonada 


-nossa,e quem é o sortudo?-falei rindo 


-é aquele ali-ela apontou 


Olhei pra onde ela havia opontado eu vi o Lucas com seus amigos, e meu coração bateu muito forte. Pensei;minha amiga ta apaixona pelo Lucas? Isso não pode acontecer.


-não me diga que é o Lu...-ela me enterrompeu


-é o Vítor-eu respirei aliviada quando ela disse isso.


O vitor também era um gato,mas eu era louca por o Lucas. Vítor era um dos melhores amigos do Lucas.Agora sei o porque a jack passava quase a aula toda olhando pra um lado da sala era onde o Vítor sentava, é ele também é da nossa sala.


O Lucas passou por agente e disse:


-quero ver vocês lá amanha viu!-eu fiquei vermelha parecendo uma tomate.nós não falamos nada apenas rimos.


-vai lá em casa manhã, minha mãe quer que eu vá ao shopping com ela ai você pode vir junto,ai tu me conta essa história de Vítor direto-falei vendo que minha mãe chegou e estava me eaperando.


-vou sim-ela falou rindo .


-tchai,até amanhã-falei dando-lhe um abraço e saí em direção ao carro e entrei.


Quando avistei o Lucas adivinha quem estava em cima dele,a pamela.Nossa que garota irritante.e dessa vez ela estava olhando pra mim como se soubesse que eu gostava dele,e estava fazendo isso só pra me provocar.E quando vi ela beijando ele,meu coração disparou na hora e eu queria sair daquele lugar o mas rápido possivel.


-mãe vamos logo,acelera esse carro-falei com meu olhos cheios de água.


-Vamos-minha mãe Não entendeu muito bem.mas também não falou nada.


Quando saí daquele lugar foi um alívio, aquela sena era insuportável pra mim.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...