História Diferente - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Personagens Originais, Sharon, Simón
Visualizações 107
Palavras 1.809
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá leitoras lindas tudo bem com vocês. Esse é o último capítulo dessa história, espero de coração que gostem, bjos e até a próxima. 😘😘😘

Capítulo 18 - Casamento


Fanfic / Fanfiction Diferente - Capítulo 18 - Casamento

Âmbar on

Em um ano minha vida deu uma guinada de 360° graus. Meu filho está mais independente, minha mãe voltou a ser a mesma de antes, embora em alguns momentos de feche e brigue. Nina e Gastón viajaram juntos e irão voltar amanhã, nesse momento estou sentada em um sofá esperando Luna aparecer com seu vestido de noiva, em dois dias será seu casamento e hoje é a prova final do vestido e eu como boa madrinha e amiga estou acompanhando ela todos os dias a todos os lugares. Eu e Simón estamos mas unidos que nunca, lembro como se fosse hoje quando fui jantar com a família dele.

Flashback on

- Relaxa amor, olha minha mãe você já conhece e a minha irmã também, restando somente meu pai. Que aliás já deve está subindo pelas paredes de tão curioso que está para te conhecer. Simón repetiu pela milésima vez me tranquilizando por alguns minutos.

Quando entramos tudo foi tranquilo, pude conhecer melhor a família do meu namorado, Tamara e Melissa foram muito amáveis e seu Joseph é simplesmente um amor, logo vi de onde o Simón herdou suas qualidades. Nós rimos e nos divertimos muito.

Flashback off

- Sonhando acordada amiga? Luna perguntou olhando pra me pelo espelho. Pisquei algumas vezes e sorri.

- Na verdade estava pensando em tudo que aconteceu. Em como tudo mudou.

Luna sorriu e voltou sua atenção para a estilista que estava fazendo os ajustes.

- Vou fazer só mais alguns ajustes e estará pronto. Vamos tirar e depois você pode vim esperar aqui com sua amiga.

- Obrigada Mora. Volto Jajá Âmbar e não pense que esqueci nossa conversa, vamos aproveitar esse tempo e por tudo em dias. Sorri minimamente e ruborizei ao lembrar de que assunto se tratava.

Flashback on

Eu e Simón estávamos comemorando a vitória da Roller Band em um concurso entre bandas, onde o prêmio seria a gravação de um disco.

- Parabéns amor. Nos beijamos e só paramos quando o ar se fez necessário.

- Obrigada linda. Ter finalmente o nosso nome reconhecido é tipo a realização de um sonho. Você é meu amuleto, desde que te conheci tudo começou a dar mais que certo pra mim. Uma lágrima sorrateira desceu por meu rosto, Simón levou seu polegar até minha bochecha e limpou-a. - Eu te amo Âmbar Smith.

- Eu também te amo Simón muito, muito, muito, e é por isso que quero tentar. Seu rosto se encheu de confusão e eu beijei ele na intensão de esclarecer do que se tratava, quando nos separamos ele olhava intensamente pra mim.

- Tem certeza disso? Você sabe que espero o tanto de tempo que for necessário não sabe?

- Eu sei e também tenho certeza do que quero. Eu confio em você e o amo. Selei nossos lábios e fui retribuída com um beijo lascivo e cheio de desejo.

****************************************

Estávamos no quarto de Simón e ele me olhava como se estivesse pedindo permissão para me tocar, tomei a iniciativa e me aproximei dele e tirei seu casaco, ele segurou meu rosto entre suas mãos e me beijou. Um beijo doce é apaixonado que logo intensificou. Ele suspendeu meu vestido e interrompemos o beijo para passá-lo por minha cabeça, tirei a camisa de Simón e desfrutei do seu corpo, passei a ponta dos meus dedos fazendo minis círculos em seu peitoral. Senti seus dedos deslizarem vagarosamente por meus braços e encontrar a alça do meu sutiã, poucos minutos e estava sem ele em meu corpo. Simón deixou beijos molhados no meu pescoço e colo. Nossas roupas foram jogadas no quarto e nossos corpos chocavam-se como se fossem se fundir, suspiros e gemidos eram os únicos sons ouvidos e a lua a única testemunha do nosso ato de amor. Chegamos ao ápice quase que simultaneamente e dormimos abraçados apenas desfrutando um dos braços do outro.

Flashback off

- E então Âmbar vai me contar como foi ou vou ter que criar uma teoria? Luna levantou as sobrancelhas sugestivamente e cruzou os braços com um sorriso malicioso.

Senti minhas bochechas esquentarem e cobri o rosto com as mãos.

- Luna por favor eu não me sinto a vontade pra falar sobre assunto.

- Ei! Sou sua amiga esqueceu? E também não quero os detalhes sórdidos, só quero saber como se sentiu.

- O Simón foi um príncipe. Eu me senti bem Luna. Teve um momento que chorei, ele ficou preocupado mais o tranquilizei. As lágrimas eram de alegria e pela primeira vez me senti livre de tudo que sofri. Não me dei conta de quando deixei a primeira lágrima cair só percebi quando vi Luna também chorar. Nos abraçamos e ficamos assim até ouvirmos Mora pigarrear atrás de mim chamando nossa atenção.

- Aqui está o vestido Luna.

- Obrigada Morinha, espero você no meu casamento, dar um beijo no Ricardo.

- Eu dou sim querida e pode deixar que estarei lá. Ainda não acredito que você vai casar. Nós rimos dar reação exagerada dela. Mora é tia da Nina e é casada com Ricardo a quase dez anos, a história da Nina parece um filme, a mãe dela faleceu e Mora cuidou dela desde que nasceu e nesse tempo Ricardo o pai da Nina se apaixonou por ela e vice-versa, e eles estão juntos até hoje.

- E você querida. Se dirigiu a mim - Quero fazer seu vestido também e quero te fazer uma proposta.

- Não pensamos em casar ainda mais pode deixar que você vai fazer meu vestido. E que proposta é essa? Fiquei curiosa. Luna deu um sorriso sapeca e olhou para Mora que também sorria de uma forma esquisita.

- Bem, eu estou lançando uma nova coleção e preciso de três modelos diferentes, já tenho duas e queria saber se não quer fazer as fotos também.

Revezei meu olhar de uma para outra e pisquei várias vezes seguidas tentando assimilar as informações.

- Eu? Porque eu? Mora eu não sou modelo.

- Mas sempre quis ser. Luna me fuzilou com o olhar. Mora sorriu me tranquilizando.

- Âmbar não precisa me responder agora. E outra eu estou querendo lançar novas modelos, até a Nina vai participar. Você pensa e depois me diz, mas eu quero você para essas fotos. Balancei a cabeça e sorri.

- Eu vou pensar e te ligo para dar uma resposta. Luna abriu um sorriso de orelha a orelha e deu pulinhos como uma criança.

- Tudo bem então. Pelo menos você não disse não, isso me deixa mais tranquila. Nos despedimos de Mora e saímos de lá direto para a loja onde Luna comprou seu sapato, depois fomos pegar os vestidos das madrinhas e de lá para casa. Quando cheguei tomei um banho relaxante e me esparramei na cama dormindo logo em seguida.

Âmbar off

Dois dias depois

Luna on

Meu dia poderia ter começado melhor mas infelizmente não começou. A cabeleireira que contratei passou mal e não conseguiu vim, seus auxiliares estão atrasados e estou quase arrancando meus cabelos fora. Para completar Matteo quase me viu vestida de noiva antes da hora porque segundo ele estava com saudades e precisava me ver. Nesse momento estou sentada em frente a penteadeira batucando os dedos tentando inutilmente me acalmar enquanto minhas amigas e minha mãe me ajudam.

- Luna você tem que se acalmar, vai dar tudo certo. Âmbar falou e revirou os olhos.

- Eu só vou ter essa certeza depois que a cerimônia terminar. Ouvi ela suspirar e depois vi seu reflexo pelo espelho.

- Luna Valente escute bem o que vou falar. Apenas assenti e ela prosseguiu: - o Matteo te ama e mesmo que você estivesse descabelada, sem maquiagem, com o vestido rasgado e de chinela ele ainda casaria com você. Dei um sorriso genuíno pela primeira vez aquele dia.

- Obrigada amiga. Você está linda. E não é só por causa do vestido, você está com um brilho diferente.

- Obrigada, mas hoje é o seu dia então depois eu te falo o que eu tenho.

Dei um sorriso pra ela. Ouvimos a porta ser aberta e meia dúzia de pessoas entrarem no meu quarto com várias maletas nas mãos. Âmbar sorriu e deixou os profissionais tomarem seus lugares. Duas horas depois estava pronta e esperando apenas meu pai entrar para me buscar e entregar-me ao Matteo no altar.

Ouvi a porta ser aberta e vi meu pai entrar por ela com um olhar preocupado.

- O que houve pai?

Não obtive resposta o que me deixou mais aflita ainda. - Pai por favor o que aconteceu?

- O Matteo ainda não chegou. Me sentei novamente na cadeira e senti meus olhos encherem de lágrimas. A porta foi aberta novamente e vi Simón e Gastón entrarem, os dois estavam ofegantes.

- Ele chegou. Falou Simón enquanto Gastón se jogava na cama. Meu coração palpitou mas que o normal e o nervosismo tomou conta de mim.

Meu pai me esticou o braço e meus padrinhos desceram, respirei fundo e agarrei o braço de meu pai e nos dirigimos para a escada. O caminho até o altar improvisado não foi longo e logo estava nos braços do meu mauricinho que por sinal vai ter muito o que me explicar quando a cerimônia terminar.

*****************************************

- Eu Matteo Maurício Smith prometo ser fiel e te amo todos os dias da minha vida. Ele pôs a aliança no meu dedo e beijou minha mão.

- Eu Luna Valente prometo ser fiel e te amar todos os dias da minha vida. Eu coloquei a aliança no dedo dele e sorri.

- Eu vos declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva.

Selamos nossos lábios e atravessamos por entre nossos convidados sobre aplausos. Fomos para a pista de dança para nossa primeira dança juntos.

Luna off

Simón on

- Você tá linda. Elogiei Âmbar enquanto dançavámos a valsa juntos com os noivos. Ela ficou com as bochechas rosadas e sorriu.

- Obrigada e você também está lindo.

- Essa não é exatamente uma roupa que eu esteja acostumada a vestir mais tá valendo. Tudo pelos amigos. Ela soltou uma gargalhada.

- Vamos sentar, meus pés estão me matando. Apenas concordei com a cabeça e seguimos para nossa mesa. Lucca estava brincando com a daminha de Luna e Sharon estava dançando.

- Ficou tudo lindo, a Luna caprichou.

- Eles merecem amor. Abracei ela e dei um beijo em seu ombro.

- Simón, eu preciso te contar uma coisa. Ela virou-se e encarou meus olhos. - Eu estou… Ela suspirou e baixou a cabeça. Coloquei os dedos no seu queixo e levantei sua cabeça para que ela olhasse para mim e continuasse a falar. - Grávida. Eu estou grávida. A voz dela saiu como um sussurro. Acho que minha expressão de surpresa deixou ela apreensiva porque ela começou a fazer várias perguntas. - Você tá bem? Tá feliz? Você ainda quer ficar comigo? Franzi o cenho e dei uma gargalhada que a fez bufar.

- Eu tô falando sério guitarrista.

- É lógico que quero ficar com você, eu estou imensamente feliz e bem. Essa foi a melhor notícia que recebi hoje. Seu rosto iluminou ainda mais. Nos abraçamos e depois trocamos um beijo apaixonado.


Notas Finais


😘💓😘💓😘💓😘💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...