História Different but equal! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Ferlety
Exibições 96
Palavras 1.636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem da nova fanfic.

Beijos

Capítulo 1 - Prólogo


Tudo começou com Três amigos com uma ideia que parecia absurda Erasmo Padilla, Humberto Mendiola e Gabriel Vilarroel estavam conversando quando surgiu a ideia de montar uma empresa, mais seria uma empresa do que ? Erasmo era bom em contas e números, Humberto era bom com publicidade e Gabriel era a parte criativa. Entraram em um consenso e então decidiram criar Conceptos onde seria uma casa produtora de vídeos, comercais e por ai vai. E Erasmo se encarregaria de toda a parte financeira da empresa então foi Criado a Filmes & Imagens, as empresas tinham total parceria e cada dia mais ia crescendo, infelizmente Gabriel não chegou a ver o crescimento da empresa pois sofreu um acidente de carro juntamente com sua esposa Clarice, mais deixou 3 heranças que seguiria seu legado.


*********************************

E é aqui que a nossa história realmente se inicia ...


20 Anos Atrás.

- Lety está cada vez mais linda.

- Obrigado Dona Teresinha - sorri e arrumei meu óculos.

- Já falamos sobre isso pode me chamar de Tia Teresinha e Tio Humberto.

- Tabom Tia Teresinha - sorri.

- Porque não vai brincar ? Estão todos lá fora no jardim.

- Márcia e Ana Leticia tambem?

- Sim, Fernando, Ariel e Omar também.

- Posso Mamãe ?.

- Sim meu amor deixa só os adultos aqui - Ela saiu correndo em direção ao jardim.

- Lety - Marcia correu na direção dela abraçando

- Oi Márcia - abracei de volta e logo depois abracei Ana Letícia.

- Vem Lety se junta com a gente e vamos brincar - Fernando disse.

- Quem conta dessa vez é a Ana Leticia - disse Omar.

- Porque eu de novo ?.

- Porque você foi a única que não conseguiu chegar a tempo e o Omar te viu.

- Isso não é justo - Ana Letícia disse indo contar novamente e todos foram se esconder.

- E assim foi aquela típica tarde de sábado onde passaram ela toda brincando como costumavam fazer quando seus pais se reuniam para falar de suas empresas que um dia os pequenos herdariam. O tempo foi passando e algumas coisas foram mudando e muitas das vezes gerava uma discussão.

********************************

6 anos depois ...


- Fernando vê se cresce quando anos tem? 5? - Lety exclamou irritada.

- Ai meu Deus falou a adulta super madura - disse Fernando irritado.

- Pelo menos não sou eu que estou querendo brincar de pega pega - revirou os olhos.

- Qual é meninas apenas uma rodada ? - Omar tentou convencer Marcia e Leticia.

- Não Omar agora sai daqui pois Marcia e eu estamos conversando.

- Você age como se tivesse 20 anos você tem apenas 12 Leticia larga a mão de ser chata.

- Você que é chato e por ser mais velho deveria ter mais maturidade - Cruzei meus braços.

- Vai começar os dois - Omar disse impaciente pois já estava cansado de Lety e Fernando viverem discutindo por coisa boba.

- É sempre a mesma coisa Omar você conhece os dois brigam igual gato e cachorro e não sei porque já que somos amigos desde pequenos - Márcia disse por fim.

- Brigamos porque Fernando é um idiota.

- E você é mimada.

- Insuportável.

- Chata.

- Ignorante.

- Grossa.

- JÁ CHEGA! NÃO DÁ MAIS PRA CONVIVER COM OS DOIS JUNTOS EU E OMAR NÃO SOMOS OBRIGADOS A FICAR OUVINDO ISSO!

- É isso ai a Marcinha ta certa, até perdi a vontade de brincar.

- Viu o que fez ? Ta feliz agora Leticia?

- Eu não fiz nada - disse fazendo pouco caso.

- Ta já chega agora Fernando peça desculpa a Lety.

- O que ? Você ta louca Márcia não vou fazer isso - Cruzei meus braços.

- Então o papai vai gostar de saber que maltratou uma mulher.

- Leticia sorriu vitoriosa - Me desculpa Leticia.

- Agora é sua vez Lety anda.

- Não mesmo eu não fiz nada.

- Então tia Julieta vai querer saber das suas brigas com o Fernando.

- Desculpa Fernando.

- Agora apertem as mãos, andem não tenho o dia inteiro - encarei os dois que por fim fizeram o que falei.

- Satisfeita Amiga ?

- Sim agora vamos todos brincar de baralho pelo menos estão todos de acordo ne ?

- Sim - todos concordaram e fomos jogar baralho tudo na maior paz até Fernando e Leticia começar outra discussão o que já tinha se tornado hábito dos dois e ninguém mais agüentava todas vezes que se encontravam era isso e não importava o lugar.

******************************

2 Anos depois


- Estávamos todos em uma dessas típicas festas que meu Pai Humberto Mendiola costuma dar juntamente com a minha mãe Teresa que é mais conhecida como Teresinha Mendiola, mas enfim conseguimos pegar umas das bebidas escondidos dos adultos e viemos para os fundos da casa beber, e quando disse todos quero dizer Márcia, Omar e a senhorita certinha profundamente irritante Letícia Padilha Sollís, já que Ariel era mais velho não tinha paciência para as nossas aventuras mais e afinal ele já tinha passado dessa fase, e Ana Leticia é mais nova então não era certo arrastar ela pra isso.

- Qual é Letícia só um gole.

- Isso não é certo - ageitei meus óculos.

- Nada pra você é certo Padilha.

- Vai se ferrar Mendiola.

- Tabom Padilha e Mendiola vamos nos acalmar se a Letícia não quer beber também não conta se não falaremos que você bebeu e não terá como provar o contrario.

- E claro porque somos mais velhos.

- Ah e os dois mais imbecis também - revirei os olhos

- Fala direito comigo.

- Tabom já chega os dois e vamos logo beber.

- Todos tomaram menos é claro Ela, que ficou de costas com os braços cruzados e balançando a perna logo terminamos a garrafa.

- Precisamos nos livrar da evidência Omar.

- Vem Fernando vamos colocar lá no lixo da frente.

- Márcia vai com a sua amiga pra lá, daqui a pouco nos encontramos com vocês.

- Não faço questão.

- Não te perguntei nada.

- Você não sabe tratar uma mulher.

- Você que é minha exceção - sorri pra ela e sai andando com o Omar.

- Seu Idiota - gritei pra ele.

- E já sabe ne? Bico fechado - voltei avisando ela.

- Você não manda em mim.

- Mais tenho informações que podem te comprometer - sorri de canto.

- Não liga pra ele amiga vem vamos lá pra dentro.

- Fui com a Márcia pra sala e nos sentamos conversando e logo os dois idiotas se juntaram conosco.

- Os anos passaram e Letícia conseguiu ficar ainda mais insuportável e mais certinha e estudiosa e não sei como Márcia era melhor amiga dela, bom até o dia que ela resolveu estudar fora ela.

*******************************

2 anos depois dia que a Leticia foi embora.

- Promete me ligar todos os dias ?

- Sim Márcia pode deixar vou sentir muita sua falta - abracei ela mais uma vez com os olhos mareados.

- Tchau Lety não esquece da gente viu manda uma carta ou algo assim.

- Pode deixar Ana Leticia não vou esquecer - abracei ela também me despedindo.

- Bom minha querida Letícia faça uma boa viagem estude muito e deixe seus pais orgulhosos vou sentir um pouquinho de saudade pirralha.

- Pode deixar Arielzinho vou estudar muito igual você - sorri e abracei ele.

- Então vai ficar chata igual ele - Ri junto com Omar e batemos as mãos uma na outra.

- Fernando Mendiola sempre infantil mais isso não me importa porque enfim vamos ficar bem longe um do outro.

- Você nem imagina como estou feliz que vai embora peste.

- Tanto faz sua opinião não faz diferença. Tchau Omar fique bem.

- Tchau Leticia faça uma boa viagem.

- Qual é Omar de que lado esta - cutuquei ele

- Calma Fernandinho - Massageei o local que ele cutucou.

- Tchau gente beijos sentirei saudades - entrei no carro onde meu pai e minha mãe já me esperavam e fomos rumo ao aeroporto onde começava uma nova vida, fiquei olhando pela janela do carro meus amigos principalmente Márcia e Ana Letícia que não parava de acenar, fiquei olhando até não poder ver mais ninguém agora era apenas contar com a memória e com fotos respirei fundo e me posicionei melhor no banco, tudo que um dia de certa forma construí seria deixado pra trás e eu recomeçaria em outra cidade tudo de novo e o pior sem ninguém, sem meus pais e nem amigos os únicos que eu conheço na nova cidade para onde eu vou são meus tios e minha prima Carolina, olhei para a pulseira em meu pulso esquerdo onde tinha vários pingentes eram lugares que eu e Márcia tinha visitado, vai ser difícil não ter minha melhor amiga por perto para me dar os seus conselhos loucos que muitas das vezes me ajudavam, mais tenho certeza que de onde ela esteja sempre vai me ajudar, suspirei alto e encostei a cabeça no banco.


Notas Finais


Estou disposta a ler, críticas, elogios, opiniões, então o seu comentário é importante pra mim.

- Danih Thelles ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...