História Different Summer - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Matthew Gray Gubler
Personagens Matthew Gray Gubler, Personagens Originais
Tags Amanda Seyfried, Dr Spencer Reid, Matthew Gray Gubler, Romance, Spencer Reid
Exibições 69
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Morning


Fanfic / Fanfiction Different Summer - Capítulo 11 - Morning

3:00 da manhã

Cadê o meu sono que eu preciso? Continuo me revirando cama e tentando dormir, mas isso é impossível. Não consigo tirar da minha cabeça tudo o que tinha acontecido. Meu coração começava a acelerar só de lembrar como eu e o Spencer estavamos na piscina. Só de pensar que Luiza quando chegasse iria deitar ao lado dele, meu estômago embrulhava. Bufei, me levantei e fiquei sentada na cama olhando para o chão. Peguei me celular e disquei o número da Marta, minha assistente.  

Sofia, ta tudo bem? ligando essa hora - ela falou do outro lado da linha. Sabia que ela estava trabalhando na emergência e por isso acabei ligando.

- Sim, sim, queria saber como estão as coisas por aí, ta tudo bem? o biscoito tomou o remédio direitinho? - falei e ela começou a rir.

Sofia Oliveira, você não descansa nem quando está de férias! O biscoito tomou rémedio direitinho sim, por que está acordada, menina? - pude escutar um miado e percebi que era o meu gatinho. Antes de viajar, pedi para Marta levar ele para clínica e que tomasse conta dele lá. Que saudades eu estava. 

- Da um beijo no meu bebê por mim. Eu tô sem sono nenhum - bufei. Uma cliente entrou, então ela teve que desligar. Me aconselhou a tomar um chá, mas confesso que estava com preguiça de fazer. Apenas deitei e fechei meus olhos esperando amanhecer. 

4:30 da manhã

Argh, a hora tava passando muito devagar. O pessoal ainda tava na balada e a única pessoa que estava aqui, era a única com quem eu não queria falar agora. Sem contar que ele deveria estar dormindo. Decidi fazer o chá, então peguei o meu óculos e um livro e desci. Acendi um abajur da mesinha que fica ao lado do sofá e liguei a televisão. Fui na cozinha para fazer o chá, e resolvi pegar um biscoito para acompanhar. Enquanto esperava ficar pronto, fiquei olhando o céu através da janela que fica em cima da pia. 

5:30 da manhã

Termino de ler meu livro, fecho e coloco em cima da mesinha. Esfrego meus olhos e desligo a TV. Escuto barulho de chave abrindo a porta, e então vejo todos entrando parecendo não querer fazer barulho. Derek me olha e sorri. 

- Já acordada? - então todos vem junto com ele surpresos por eu estar ali às 5 da manhã. Pensei em contar que nem dormir eu tinha chegado a fazer, mas sei que iriam perguntar o porquê e eu não tenho uma desculpa rápida e boa para isso. Eu sabia o motivo real.

- É.. pensei em acordar cedo e ler um pouco - sorri um pouco forçado - então, como foi lá? - pude perceber que Derek, Penelope e Gabi me olhavam parecendo saber que essa não era a verdade. O resto do pessoal apenas começou a falar sobre as histórias do que tinha acontecido e eu tentava prestar atenção, mas eram muitas histórias. 

- Mamãe teve a ideia de fazer um churrasco aqui hoje - Luiza falou animada. - Mas antes, a gente precisa descansar - então todos riram. Subiram e eu voltei a ficar sozinha na sala. Até que vi Derek sentando ao meu lado. 

- E aí, não vai tentar dormir? - ele me olhou sério. 

- Não consigo... tentei, mas não consigo - dei de ombros.

- Vai me contar o que aconteceu? - continuou me olhando e eu apenas assenti. Sentia que podia confiar nele. 

P.O.V. Spencer

Escuto um barulho de porta abrindo e quando abro os olhos, vejo Luiza entrando devagar tentando não fazer barulho. Ela tira o sapato e se deita na cama ao meu lado e me abraça. Me viro para ela e sorrio. 

- Então você está acordado, mocinho? - ela sorri. 

- Um pouco.. to é com muita de dor de cabeça, isso sim - falei esfregando os olhos. 

- Vou pegar aspirina para você, fica aqui - levantou-se e foi até sua bolsa. Fiquei a observando e por um momento me lembrei da primeira noite que dormi aqui. Sorri ao lembrar de Sofia acordando ao meu lado e na mesma hora, tentei ignorar esses pensamentos. 

- Aqui está -  me deu, junto com um copo de água que estava na cabeceira ao lado da cama. Tomei e devolvi o copo, o que a fez deixar novamente na mesinha. Ela se aproximou e me deu um selinho. Sorri com um canto da boca, mas algo parecia estar errado. 

Eu me lembrava de tudo que tinha acontecido noite passada, da conversa, das risadas, da dança e principalmente do momento em que eu Sofia quase nos beijamos. Só de lembrar, meu coração bate forte, o que me deixa confuso, porque sei de quem eu gosto. Resolvi tomar um banho para acordar de vez me arrumar. Luiza tinha dito que teria um churrasco mais tarde, o que fez minha barriga roncar. Lembrei-me automaticamente de nunca mais beber do jeito que eu havia bebido a noite anterior. 

Quando saio do banheiro, noto que Luiza parece estar em um sono pesado, então apenas tento o máximo sair do quarto sem fazer barulho. Descendo as escadas, não vejo ninguém, o que faz com que eu tire conclusões de que todos estão dormindo. Mas estava errado. Entro na sala e vejo Derek e Sofia conversando e rindo. Ela estava com olheira, parecendo que não tinha dormido, e ainda sim continuava linda. 

- Prettyboy, já acordado? - assenti com a cabeça e vi que assim que ela viu que estava ali, ela ficou vermelha e tentou desviar o olhar. - Bem, vou tentar dormir agora, se me dão licença - ele se levantou e sorriu. 

Sentei ao lado dela e notei que ela ainda estava tentando desviar seu olhar para mim. 

- Você lembra de algo de ontem? - ela perguntou parecendo estar nervosa. Eu queria contar que sim, mas achei melhor não. Talvez isso pudesse fazr com que nós dois nos afastassemos. 

- Não.. o que lembro foi eu caindo na piscina, e de você me ajudando a subir a escada ontem, por sinal, obrigada - então sorri e vi que ela sorriu, parecendo aliviada. 

- Você estava bem alterado - ela riu, o que me fez rir junto. - Vou indo subir para me arrumar, afinal, daqui a pouco terá um churrasco, até - ela se levantou e saiu. 

 

P.O.V. Sofia

Ele não lembrava de nada. Ainda bem. Isso tinha com certeza tirado toda tensão que eu estava. Por mais que uma parte pequena de mim, queria que ele lembrasse. Entrei no quarto para me arrumar, e vi que Luiza não estava dormindo ali com a Gabi e minha mãe. O que me fez imaginar que estivesse então no meu quarto, onde o Spencer dorme. Senti um nó na garganta e resolvi só tomar logo meu banho, pois já, já, minha mãe iria acordar e começar a fazer o churrasco. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...