História Different Summer - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Matthew Gray Gubler
Personagens Matthew Gray Gubler, Personagens Originais
Tags Amanda Seyfried, Dr Spencer Reid, Matthew Gray Gubler, Romance, Spencer Reid
Exibições 122
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Jealous


Fanfic / Fanfiction Different Summer - Capítulo 15 - Jealous

Acordo e sinto uma dor de cabeça imensa. Tento abrir os olhos, mas meu sono não deixa. Esfrego mais uma vez e vejo que minha mãe já havia levantado e Gabi também. Como isso é possível? Ela passou mais tempo fora do que eu. Checo meu celular e vejo que tem uma ligação perdida de um certo número. Resolvo ir tomar banho antes para tentar acordar e tomo uma aspirina. 

Saindo do banho, peguei meu celular e disquei o número que havia me ligado mais cedo. 

Alô? - Sabia de quem pertencia aquela voz. O sotaque. 

- Harry? - falei surpresa. então me lembrei que havia dado meu número na noite passada. 

- Hey.. queria saber se quer fazer algo essa tarde? - ele falou parecendo estar nervoso. Sorri e então confirmei. Ele estava perto daqui então viria  para me buscar. Comecei a procurar uma roupa e avisei à minha mãe que ele iria chegar, para que ela não achasse estranho.

Vesti um vestido simples, deixei meu cabelo solto, fazendo apenas uma trança em uma mecha do cabelo. Escutei o pessoal falando no andar de baixo, então presumi que ele havia chegado. Não sabia se estava fazendo a coisa certa ou não em sair, ontem eu tinha cometido um erro o beijando, não sei, não pareceu certo para mim. Passei uma maquiagem leve e calcei minha sapatilha. 

Quando chego na sala, vejo Harry conversando com o pessoal. Assim que notaram minha presença, minha mãe me chamou e Harry levantou-se para me cumprimentar. Me abraçou e me entregou uma flor que estava em sua mão. Corei na mesma hora e não conseguia parar de sorrir envergonhada. Aparentemente todos já haviam feito várias perguntas para ele, o que me fez rir baixo da situação. Escutei Derek fazendo "Hmmmmm" no fundo junto com a Garcia, então todos riram. Menos uma pessoa. Spencer estava sério e parecia estar desviando seu olhar do meu o tempo todo. 

- Sofia, querida, não deixe esse homem escapar, esse sotaque mata qualquer um  - Emily falou e todos riram. - Se divirtam - assentimos com a cabeça, e segurei sua mão, guiando até a porta. 

Ele me guiou até seu carro e abriu a porta para mim. Fomos até uma sorveteria que ficava perto do píer. Comprou sorvete para nós dois e fomos passear pela praia. 

- Você ta muito bonita - ele falou me olhando. Corei envergonhada e coloquei uma mecha do meu cabelo atrás da orelha. 

- Obrigada, você também - tentei desviar meu olhar do dele. 

- Ontem.. - ele então colocou uma mão no bolso - Por que pediu desculpas e foi embora? - ele me olhava parecendo estar confuso. 

- Você é uma pessoa ótima Harry, de verdade, mas algo não me pareceu certo - falei tentando não usar as palavras erradas. Quer dizer, nem eu entendia o porquê disso.

- E se você me der uma chance? A gente pode recomeçar, sem vodka dessa vez - ele disse me fazendo rir. 

"Sofia.. você não acha que agora ta na hora de admitir para si mesma que você gosta do Spencer?" As palavras da Gabi ecoaram em minha cabeça, enquanto eu tentava processar a pergunta do Harry. Então foi nesse momento em que eu percebi. Eu estava gostando do Spencer. Quer dizer, não, não estou. Mas quem quero enganar, eu já escondi isso de mim mesma por dias. 

- Er.. - então fui interrompida por ele. 

- Você gosta de outro cara, certo? - arregalei os olhos. - Isso é bem óbvio. - apenas sorri envergonhada. - E onde está esse cara? - desanimei ao lembrar a realidade. eu precisava justamente esquece-lo. 

- Bem, tecnicamente ele está hospedado na mesma casa que eu, e simplesmente é o namorado da minha irmâ - falei com uma expressão mostrando o quão ferrada eu estava. 

- Eu talvez tenha um plano para as coisas mudarem.. - ele falou parecendo estar pensativo Começou a andar me deixando para trás e andei rápido até ele.

- Do que você ta falando? ele namora com minha irmã 

- Ok.. mas por que ele era o único que não sorria para mim enquanto eu te esperava terminar de se arrumar? - ele falou arqueando a sobrancelha com um sorriso no canto da boca. 

- O Spencer é assim, ele é um super gênio, com 187 de QI, que tem fobia com germes. A primeira vez que você o conhece, ele é apenas calado e pensativo- falei rápido.

- Sofia.. deixa eu apenas te ajudar a ver que você está errada então, ok? - eu sabia que era ele quem estava errado. 

Na volta para casa, Harry continuava insistindo em algo que eu sabia que não era a verdade. O pior é que uma certa esperança crescia dentro de mim. Mesmo que supostamente ele gostasse, eu não poderia fazer isso com Luiza. Chegando, ele resolveu me levar até a porta. Percebi que estava sem chave, então toquei a campainha. 

- Sof.. - Spencer sorria quando abriu a porta, mas fechou a cara imediatamente. 

- Esqueci a chave, Spence, ainda bem que você está aqui! - falei sorrindo tentando amenizar o clima que estava. 

- Ainda bem mesmo, todo mundo saiu e só eu fiquei aqui, imagina se eu tivesse saido também? - ele falou nervoso, o que me fez ficar sem entender o porquê dele estar assim. 

- Calma, Agente. - Harry falou sorrindo. 

- Eu estou calmo, e é "Doutor" - ele falou sério. Ok, que merda estava acontecendo?

- Bem, obrigada pelo dia, de verdade, beijos, Harry - o beijei na bochecha e entrei em casa, empurrando o Spencer que parecia encara-lo com uma certa raiva. 

O encarava esperando uma resposta do que tinha acabado de acontecer, enquanto ele apenas mantinha a cabeça baixa e suas duas mãos nos bolsos de sua calça. 

- Ok, vai me explicar agora ou só depis? - falei meio irritada. ele não tinha o direito de ter sido arrogante daquele jeito. 

- Me desculpa, eu só.. só.. fiquei preocupado com a possibilidade de você ficar fora de casa - ele coçou sua nuca. Respirei fundo e resolvi subir as escadas. Uma hora ele estava distante e outra hora ele estava mais próximo do que nunca. Isso só fazia me deixar mais confusa ainda. Tinha perdido a vontade de falar. 

P.O.V. Spencer

Eu tinha estragado as coisas. Mas o que eu podia fazer? eu estava com ciúmes de ver a Sofia com aquele cara. Ele não parece ser bom o bastante para ela e ela virou muito próxima, especial pra mim. Então me preocupo. Subi para me desculpar, bati em sua porta e ela abriu vestida em seu pijama, com seu óculos e com uma carinha estressada. Ela fica muito fofa assim e.. 

- Spencer? - ela passou a mão checando se eu estava prestando atenção. Voltei a realidade e sorri com o canto da boca. 

- Me desculpa, ok? só fiquei preocupado. Que tal eu me redimir, com a gente assistindo um filme de terror acompanhado de uma coca gigante com pipoca? Por mais que isso não seja uma opção saudá.. - ela então me abraçou. Uma tranquilidade tomou conta de mim. 

- Ok, mas eu escolho o filme - sorriu saindo do quarto. 

O resto da noite foi assim, apenas nós dois nos divertindo. Acabei pegando no sono, mas antes, percebi que ela também. O que me fez dormir sorrindo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...