História Difícil sim, impossível não... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Allison Argent, Benfeitor, Brett Talbot, Chris Argent, Claudia Stilinski, Cora Hale, Decaulion, Derek Hale, Ethan, Gerard Argent, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kate Argent, Laura Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski, Talia Hale, Theo Raeken, Vernon Boyd
Tags Sterek
Exibições 136
Palavras 3.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui estou eu com o segundo capítulo dessa fic, espero que gostem, de verdade

Créditos especiais para: Jonas (Crush nº1)

Capítulo 2 - Cap 2: Bêbado tarado


—Chegamos na Mansão Hale, a casa da segunda família mais rica de Beacon Hills -fala Lydia parando no portão de metal preto com detalhes pratas, com 2,5m de altura por 3,0m de largura, e no meio um "H&A" dourados 

—Como vamos entrar sem chamar muita atenção? -pergunto 

 —Não sei, podemos entrar pela porta dos fundos, mas como vamos ter que subir as escadas da mesma forma, então acho que não muda nada -Lydia tira de algum lugar um controle, o aperta e o portão da Mansão Hale se abre 

 —Então vamos pela porta da frente -falo já me preparando para os olhares que irei receber 

 —Ok, vamos então -Lydia dirige para dentro da propriedade, em poucos minutos é possível ver a Mansão Hale, grande até em comparação as mansões que estamos acostumados a ver, quase um quarteirão inteiro, paredes amarelas com detalhes brancos, com janelas enormes e um telhado cinza azulado 

 —Ainda não entendo porque as mansões tem que ser tão grandes, isso deve ter uns 100 quartos -comento 

 —20 quartos, sendo 6 dos Hale, 8 dos empregados que praticamente mora na mansão e 6 de hospedes, a casa é grande assim porque tem uma área de lazer, não tem como explicar só vendo para entender, mas é lindo Stiles -ela para em frente a mansão, descemos do carro e um senhor usando um uniforme cinza com o mesmo "H&A" do portão bordado no peito direito 

—Bom dia Dimitri, como foi o teste do seu filho? -perguntou ao senhor com cabelos brancos, porém jovem ainda para ter mais de 50 anos 

 —Ele foi ótimo, tirou a maior nota da sala, mas não foi aceito, falaram que já tinham estagiários suficientes, mas acho que foi porque ele é pobre e negro -falou Dimitri meio cabisbaixo, ele não tinha pele negra, muito pelo contrário, sua pele é branca e alva, mas achei que aquele momento não seria a melhor hora para perguntar algo sobre esse assunto 

 —Nossa que triste Dimitri, mas tenho que ir, estou cansada e tenho que fazer algo para comer, além de acomodar meu amigo aqui -Lydia apontou para mim e Dimitri me olhou surpreso como se não tivesse me notado ainda 

 —Oi, desculpe esse meio cego aqui, mas esqueci de pôr meus óculos -ri tirando do bolso um pano embrulhando um óculos e o coloca 

—Tudo bem, eu mesmo me esqueço que estou sem roupa quando vou comprar o pão do café -falo me lembrando das várias vezes que saia de casa pelado- minha mãe sempre ficava doida quando isso acontecia, ainda sinto falta dela 

 —Ela já se foi? -pergunta Dimitri receoso 

 —Não, ela morreu mas ainda está comigo, nas lembranças e no meu coração, pena que demorei a perceber isso, mas vamos Lydia estou morto de sono -lembrar da minha mãe é bem melhor que ficar lamentando sua morte

 —Vamos, aqui as chaves Dimitri, e depois vai dormir, você tem médico amanhã de manhã -entrega Lydia as chaves do carro que Dimitri pega e leva o carro para alguma garagem que não reparei- quer comer algo Stiles ou já está satisfeito? 

 —Estou com fome ainda mas não quero causar prejuízos a ninguém -falo entrando junto a Lydia na Mansão Hale, a porta era dupla de madeira preta com vidro com o mesmo "H&A" dourado na porta 

 —Stiles, eles são ricos não vamos causar prejuízos -Lydia entra na mansão, com o chão de madeira de tom avermelhado, as paredes antes amarelas agora são brancas com um leve tom acinzentado 

 —Uau, isso é... Lindo -uma sala enorme é a primeira coisa que se ver quando entra na mansão, mas oque mais se destaca é uma fonte de água no meio da sala- porque eles tem uma fonte no meio da sala? 

 —Bem, é uma coisa deles, essa água tem uma flor, se não me engano se chama acônito, mas vamos para cozinha? -pergunta já andando pela casa- Stiles está sentindo esse cheiro? A Laura está na cozinha! Corre Stiles! -corre sendo seguida por mim 

 —Quem é Laura? -pergunto chegando na cozinha, e lá tem uma mulher apoiada em um balcão, usando uma camisola, comendo um sanduíche, e ela estava grávida com a barriga de uns 7 meses 

 —Por favor Laura, fala que tem mais -pede Lydia e Laura apenas aponta com a cabeça, para as bandejas de sanduíches em cima do balcão, que Lydia pega e começa a comer se lambuzando toda- pego um Stiles, eles são simplesmente divinos 

 —De que são eles? -perguntei pegando um dos sanduíches 

 —Os sabores são aleatórios, tem bacon, banana, presunto, 4 queijos, frango, nutella, peito de peru, alface, tomate, maionese, ovo e chocolate, e algumas outras coisas, tudo misturado, eu apenas fui colocando, 3 ingredientes em cada sanduíche -falou Laura se lambuzando com o chocolate de seu sanduíche- o meu é de bacon, chocolate e banana 

 —O meu é de nutella, 4 queijos e bacon, a Laura é simplesmente doida e gênia quando o assunto é comida, por isso amo ela -diz Lydia fazendo reverência a Laura 

 —Ok vamos ver oque eu vou pegar, espero não ser muito estranha a combinação -peço e logo em seguida mordo- maionese, frango e ovo 

 —Nossa que sanduíche... Normal, não me lembro de ter feito um desses -comentou Laura- mas enfim, qual o teu nome? 

 —Sou o Stiles, amigo de infância da Lydia e da Malia e melhor amigo da Cora -falo aproximando do balcão de sanduíches 

 —Ah, eu sou Laura, irmã da Cora e do Derek, filha do Miguel e Tália e sobrinha do Peter e mãe do Jonas, prima da Malia -falou Laura acabando o seu sanduíche e pegando outro- tu tem celular? 

 —Ahn... Não tenho não, sou pobre não tenho condições para esse luxo -falo baixo mas o suficiente para ser ouvido 

—Pera, deixa pegar algo aqui... -fala Laura indo para a sala 

 —Oque ela foi fazer na sala? -perguntei a Lydia que estava hipnotizada no seu sanduíche 

 —Ahn? Ah, não sei Stiles, ela é bem misteriosa, como todo Hale -comentou acabando seu segundo sanduíche 

 —Voltei, a mamãe noel voltou, aqui Stiles para você -Laura me deu uma caixa meia embrulhada, com algo que nunca esperei ganhar um dia- um celular? Obrigado Laura, mas não posso aceitar um celular 

 —Pode pegar Stiles, esse é um presente para o Jonas, nem nasceu mas já tem 4 celulares fora esse, pode pegar Stiles, recompensa por conseguir aturar a Cora -ri Laura se apoiando no balcão 

 —Eu ouvi isso Laura -diz Cora chegando na cozinha 

—Maninha linda -ri Laura pegando outro sanduíche 

—Sei que sou linda -brinca Cora- oi Lydia e Stiles?... 

—A Lydia é minha amiga de infância, ela e a Malia também -comento terminando meu primeiro sanduíche e o último- mas já estou indo dormir, onde pego um taxi? 

 —Não, você vai dormir aqui hoje, está tarde para pegar taxi -Laura fala olhando séria para mim, como a Cora tinha olhado para mim antes, com a Lydia e Cora me olhando normalmente 

—Ok ok, eu durmo aqui hoje, mas só se eu ir para casa cedo amanhã -peço olhando para cada uma alí 

 —Pera aí... -Cora pega o celula, disca um número e o põe no ouvido 

~Alô, Sr. Stilinski? Sou eu, a Cora, o Stiles pode dormir na minha casa hoje? [...] Sim sim, tudo bem [...] Amanhã depois do almoço ele chega ai [...] Sim, isso é verdade mas não quero falar sobre isso não [...] Ok Sr. Stilinski, até amanhã [...] Ok, cuido sim do seu filho [...] Até amanhã, tchau -Cora desliga o celular e olha para mim com um sorriso vitorioso no rosto 

 —Parece que alguém vai almoçar aqui, então Laura, oque tem em mente para o almoço de boas vindas para a Malia? -pergunta Cora com o mesmo sorriso no rosto 

 —Tava pensando pizza, ela adora pizza né? Então vou fazer pizza para todos, pizza de cervo claro -comenta Laura lambendo os lábios 

 —Cervo? Esse sabor é novo -fala Lydia limpando a boca com um guardanapo 

 \\\30:00min depois/// 

 —Já vou indo meninas, boa noite, onde fica o quarto de hóspedes? -pergunto bocejando mais uma vez 

 —Eu levo, também vou deitar -Lydia se levantou e me levou para meu quarto 

 O quarto de hóspedes tinha uma cama em frente a porta, com uma pequena mesa com um abajur no lado direito e no lado esquerdo tinha duas portas, uma fechada e a outra aberta e seu interior era visível mesmo com a pouca luz do quarto, um closet e talvez um banheiro na outra porta 

 A cama era simples, talvez por causa do quarto ser de hóspedes, a cama era de madeira com um lençol branco e um edredom cinza 

 Me jogo na cama, mas logo saio para tomar um banho e fazer minhas higienes, saio apenas com uma cueca preta e deito na cama que mais parecia uma nuvem 

 Fico falando com Lydia por um tempo, mas não demoro para pegar no sono, logo eu durmo, mas sou acordado, por um som de roupa caindo no chão, poucos segundos depois alguém me abraça por trás, alguém forte, mais alto que eu, com um hálito de bebida, também sem roupa, apenas com uma cueca e com um volume bem marcado e grande 

 Ele começa a fazer movimentos de vai e vem na minha bunda, me abraçando para poder me ter mais perto da sua virilha, depois de uns minutos ele começa a fazer movimentos mais rápidos, ele põe a mão debaixo da minha cueca e começa a me masturbar, me fazendo gemer baixo e me dando beijos e alguns chupãos no pescoço 

—Meu gostoso, você é quente por dentro e bem apertadinho -resmungou no meu ouvido, pego meu celular novo e começo a gravar aquela cena- tu é tão lindo, tão gostoso, amei sua bunda, bem redondinha e grande, quero te comer a noite toda, quero te dar prazer, quero te fazer feliz, quero você pra mim e eu vou ser só seu Stiles -finalizo o vídeo e eu gozo em sua mão- bom menino, gozou no seu macho alfa -susura no meu ouvido e eu coro, mas mando o vídeo para as meninas verem em um grupo, não demora muito para elas verem e responderem 

~~~Mensagens: On~~~ 

~~Berro!!!!!! -Laura 

 ~~Quem é ele? Cheguei ontem, não conheço todos -Lydia 

 ~~Mds, sempre tarado mas nunca romântico assim, ele é o Derek meu irmão -Cora 

 ~~Esse é o tal Derek? E que história é essa de ele não ser romântico desse jeito? Isso foi romântico? -Eu 

~~Ele é de chegar, comer e sumir da vida da pessoa, ele não é de falar isso -Laura 

 ~~Mas como vocês sabem disso? -Eu 

 ~~Ele sempre trazia os seus "amigos" e os comia, ele sempre deixava a porta aberta, e dava para ouvir tudo -Laura 

 ~~Oque vocês querem disser com isso? -Eu 

 ~~Ele gostou de você {cara maliciosa} -Cora 

 ~~Ganhou o coração Derek sem fazer nada? Stiles sou sua fã -Laura 

~~Palhaças, ele ta bêbado gente, deve ser a bebida -Eu 

 ~~Só eu que estou sobrando na conversa? -Lydia 

 ~~Kkkkkkkkkkkkkk Stiles, boa sorte com ele, pior que o Derek só o Peter bêbado de vinho ruço -Cora 

~~Kkkkkkkkkkk melhor dia -Laura 

~~E pior ressaca -Cora 

 ~~Agora estou sobrando também -Eu 

 ~~Amém, não estou só nesse grupo -Lydia 

 ~~Ok ok, paramos, mas o Derek não iria te ver só para falar algo bonito -Laura 

 ~~Não mesmo, oque ele fó fazer ai Stiles? -Cora 

 ~~Não vou falar, é constrangedor... -Eu 

 ~~Fiquei curiosa agora, fala Stiles -Lydia 

 ~~Acho que sei oque ele fez aí, grande né? -Cora 

 ~~Oque é grande? O pau do Derek? É grande mesmo -Laura 

~~Gente, curiosa aqui {cara de risos} -Lydia 

~~Vou mandar um nudes, do dia que pegamos ele se masturbando -Cora  

~~Stiles? Onde ele se meteu? -Laura 

 ~~Não sei, oque será que ele está fazendo com o Stiles? {cara maliciosa} -Lydia 

 ~~Ele não ta on, pega a câmera Laura, dessa vez vamos gravar -Cora 

~~Só se for agora, vem também Lydia? -Laura 

~~Vou sim, com certeza -Lydia 

~~~Mensagens: OFF~~~ 

 \\\Dia seguinte/// 

 Caso você esteja se perguntando oque aconteceu ontem, eu basicamente dormi nos braços do tal Derek, ainda estamos no quarto deitados, só eu acordei mas não quis acorda-lo, eu quero ficar nesse abraço, aproveitando esse momento, mesmo não conhecendo Derek eu gosto de está aqui com ele, só eu e ele 

 —Ahn, oque eu estou fazendo aqui? -resmunga Derek, imediatamente eu fecho os meus olhos e finjo que estou dormindo- Stiles? Eu dormir com o Stiles? -fala nervoso apertando de leve meu pênis- porque minha mão está dentro da cueca dele? Ai, que ressaca -resmunga tirando sua mão da minha cueca e se sentando na cama- minha mão está cheirando a gozo... Oque eu fiz ontem? 

 —Você entrou no quarto que meu amigo gostoso estava, deitou atrás dele e o masturbou enquanto ficava esfregando o seu pau na bunda dele -fala Cora provavelmente na porta do quarto- e falou coisas bonitas para ele enquanto tu dormia -falou se sentando na cama ao lado de Derek 

 —Tipo oque? -pergunta Derek 

—Tipo "quero você só pra mim e eu vou ser só seu Stiles" coisas assim -responde Cora imitando uma garotinha apaixonada- tu realmente gostou dele né —Ele é gostoso, bonito, mas nem o conheço direito -fala Derek 

 —Nem o conhece direito e já fez ele gozar -ri Cora 

 —Eu estava bêbado, precisava esquecer sobre oque aconteceu ontem com o nosso pai -comenta Derek 

 —Eu sei mano, você bebe para esquecer os problemas, você é meu irmão eu conheço você, só não conheço esse carinho todo que tu teve ontem com ele -comenta Cora 

 —Estava carente e abalado, mesmo sempre brigando eu amava nosso pai, se eu pelo menos falar isso mais uma vez... -a voz chorosa do Derek falha 

 —Ele sabia disso Derek -fala Cora com a mesma voz de choro 

—Mesmo assim, nem tive tempo para me despedir dele pela última vez e agora tenho que viver sabendo que não me despedi do meu pai na última vez que vi ele -dessa vez Derek não conseguiu segurar o choro, Cora abraçou o irmão e eu não podia simplesmente ficar deitado fazendo nada, sentei na cama e também o abracei 

 —Estamos aqui Derek, somos a sua família, sei que ele não pode e nem vai ser susbistituido, mas ele também não pode voltar, por isso temos que guardar ele nos nossos corações -fala Cora chorando no ombro do irmão- se lembra do que ele sempre falava? 

 —Claro "Chegamos na beira do porto onde as ondas se espalham" "Os lobos dam meia volta e somem na mata" 

 "E os Hale Argents não gostam, quando uma flecha da família cai" 

"Nascemos na mata selvagem em terras nevadas" 

 "Lá tinhamos grandes desafios, enfrentamos grandes batalhas" 

 "A saudade corta como um lâmina de prata" 

 "Quando um coração para, o outro falha" 

 "Os olhos se enchem d'água quando um Hale Argent se vai" ele sempre falava essas frases -comenta Derek com os olhos cheios d'água 

—Não são frases, são versos do poema feito quando os Hales e o Argents se uniram formando os Hale Argents, mas é isso que ele sempre falava quando íamos dormir -fala Cora com um pequeno sorriso mo rosto- e é isso que vamos dizer para nós mesmo quando queremos nos lembrar 

 —Eu perdi minha mãe dois anos atrás, mas só agora que percebi que ela não se foi e nunca vai, sempre vou lembrar dela -falo meio tímido- ele pode ter morrido, mas nunca vai ser esquecido, não por vocês e ele sempre estará com vocês por causa disso 

—Obrigado Stiles, mesmo só sabendo seu nome, já te considero um amigo, um amigo que goza na minha mão -fala rindo de lado enxugando suas lágrimas 

—Você que me masturbou -lembro rindo corando um pouco 

 —Eu te amo Stiles, só você para fazer meu irmão ranzinza rir um pouco -Cora começa a rir com a cara do Derek quando ele foi chamado de ranzinza 

—Ei, não sou ranzinza não, tu que não conhece meu outro lado legal -fala Derek sorrindo 

 —Até parece que tu tem um lado bom Derek -rir Cora 

 —Tenho sim -Derek fecha a cara, cruzando os braços e fazendo biquinho 

—Vem aqui mano -Cora abraça Derek- você também Stiles -e eu não recuso e abraço os dois- agora vamos ajudar a Laura com o almoço para a Malia que vai chegar hoje 

 —Estou com ressaca e não vou ajudar, quero ficar deitado e só levantar para comer -Derek deita na cama e pude ver seu corpo, sarado, definido e um pouco peludo, oque pra mim não é problema já que tenho tesão por caras peludos, mas isso não vem ao caso 

—Eu ajudo mas vou tomar banho antes, estou fedendo a gozo e tenho que falar com meu pai ainda -falo 

—Deixa que eu falo com ele -diz Cora 

 —E eu dou um banho em você, até porque eu que te sujeito né -fala Derek e eu coro na hora, fazendo os irmãos Hale rirem- não se acostume, não sou assim 

 —É verdade, ele não é assim e nem sei porque está assim -diz Cora se lavantando- vão tomar banho juntos logo, e Derek você vai ajudar sim 

 —Me obrigue ai eu vou -susura Derek olhando para Cora 

 —O Stiles vai está de só avental e cueca, e algo me diz que ele vai se abaixar muito -eu coro com o comentário da Cora 

 —Vou tomar banho, sozinho, jaja eu desço vestindo uma blusa e bermuda -falo levantando e indo para o banheiro, entro e tranco a porta para não ter surpresas durante o meu banho 

\\\Uma semana depois/// 

 Estou em frente ao meu novo emprego, as empresas Hale, onde vou trabalhar todos os meus dias de vida restantes 

 A última semana passou muito rápido, Malia e Lydia já fazendo parte do nosso bando, Derek viajou para Suíça, conheci Talia e Peter, mas foi só no dia que a Malia chegou de viagem, depois desse dia não os vi mais 

Entro no prédio e vou na recepção perguntar em qual andar fica a sala do Peter Hale, sim, eu vou ser secretário dele 

 —Oi, sou novo aqui, onde fica a sala do Sr. Peter Hale? Sou o novo secretário dele -pergunto a mulher que estava com os olhos vidrados no computador 

 —O Sr. Peter não falou nada sobre um novo secretário dele, mas sim do Sr. Derek, qual o seu nome? -pergunta a mulher ainda olhando para o computador 

 —Stiles, Stiles Stilinski -falo 

 —Sim, você é o novo secretário, mas do Sr. Derek, 6º andar, aqui seu cartão para o elevador, lá ele vai está te esperando para te explicar como trabalhamos Sr. Stiles e bom dia -ela me entrega um cartão e um papel escrito "Boa sorte Stiles, esse emprego é difícil de conseguir, mas ter ele é mais difícil ainda" 

 —Ahn, obrigado e bom dia -falo indo para o elevador usando o cartão para chama-lo e abri-lo 

 Chegando no sexto andar vejo assim que a porta abre a porta do elevador, uma porta de vidro, uma mesinha com um computador e outras coisas que geralmente tem em mesas de escritório 

 E logo Derek aparece de dentro do seu escritório com uma pilha de papéis em suas mãos, com um terno todo preto 

 —Que bom, chegou cedo, aquela é a sua mesa, esse é o café que você tem que pegar, esse são papéis que você tem que digitalizar e eu sou seu chefe -fiz Derek me entegrando um papel com o pedido de café junto com a pilha de papeis e uma nota de 50 dólares- pode ficar com o troco, quero esses papeis no sistema antes da tarde acabar e não demore 

Derek se vira e vai para o seu escritório, esse emprego realmente vai ser difícil de ficar 


Notas Finais


Dêem sua opinião ou crítica, elas são muito importantes para esse pudim aqui :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...