História Dificuldades - Mitw, Cellps e Jvtista - Capítulo 49


Escrita por: ~ e ~PurpleBell

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cellps, Jvtista, Mitw
Exibições 44
Palavras 495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Esporte, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Calma! Eu não morri ainda...

E claro...

Boa leitura!!!

Capítulo 49 - Maldição?


  P.o.v Rezende

  - Cadê ela? - Sussurro perguntando a mim mesmo.

  Estou no local em que Maria me pediu para encontrá-la. Já faz uns... 10 minutos que estou aqui esperando por ela. Estou onde combinamos, no último corredor do lado esquerdo do dormitório das meninas.

  - E aí.

  Vejo ela chegando pelo final do corredor.

  - O que você quer comigo Maria? - Eu pergunto impaciente.

  - Não podemos ter uma conversinha entre amigos? - Ela pergunta.

  - Não somos amigos. - Afirmo deixando bem claro que não somos amigos. - Agora... Direto ao assunto vamos! Não tenho o dia todo.

  - Ah! Você tem sim. - Ela diz sorrindo. Um sorriso falso, maléfico.

  Dou uma lufada de ar bem pesada. Maria não é como qualquer manina, ela é a pior pessoa que já conheci. Ela coloca sua mão direita em meu ombro e olha no fundo dos meus olhos falando logo em seguida.

  - Quero um favorzinho seu. - Tentando fazer seu sorriso mais doce, ela não me convence.

  - Sem chance!

  - Ain...! - Ela faz cara de ofendida. - Eu só queria que você me ajudasse a ficar com o Pac e...

  - Ha. Ha. Ha. - Ironizo - E como pretende fazer isso?

  - Primeiro teríamos que nos livrarmos do namoradinho. Achei que vocês poderiam me ajudar a sequestrá-lo ou...

  - Maria... Maria... Maria... - Falo em pausas. - Assim já nessa idade? Não me admira que o próprio inferno a expulsou de lá quando seu pai a mato...

  Ela se avança em meu pescoço e me pressiona contra a parede. Perco minhas forças depois de poucos segundos, me impossibilitando de empurrá-la.

  - Tome muito... Mas muito... Muito cuidado com o que fala. - Ela olha bem fundo em meus olhos. - Ele me expulsou de lá, mas não significa que fará o mesmo com você. E tenho certeza que não quer descobrir isso logo cedo. Não é?

  Assim que ela me solta, recupero todo o ar que me faltava.

  - Suas ameaças não me assustam Maria. - Eu a olho. Sinto um ódio muito grande por ela. Desde... que aquilo aconteceu. - Me amaldiçoe faça o que quiser, não vou te ajudar.

  - Sendo assim. Eu o amaldiçoo á nunca mais na vida ficar com a pessoa que seu coração deseja.

  - Cruel Maria. - Eu digo, não me assusto com suas palavras. - Como vai a sua irmã... Maíra não é? Ela está bem lá no Céu?

  - Quem brinca com fogo se queima... E você sabe muito bem disso. Não é mesmo? - Ele faz uma pequena pausa. - Cuide para não mexer demais no passado...

  Ela simplesmente se afasta. Dá as costas para mim e caminha em direção as escadas com seu passo firme. Sumindo da minha vista pouco tempo depois. Não acredito que ela foi tocar justo nesse assunto.

  De repente sinto algo muito ruim dentro de mim. Ah não! Vômito... E esse não é normal...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...