História Digimon 100 -INTERATIVA - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Digimon
Exibições 4
Palavras 1.448
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola escolhidos, quanto tempo né.
A demora é culpa da minha falta de habilidades em criar batalhas, espero que gostem.

Capítulo 10 - Os heróis da floresta


Os dados do digimon bruxo começaram a se juntar em uma forma maior, em uma mão possuía uma bola de cristal que refletia a luz das estrelas e na outra empunhava uma espada dourada cercada por fogo.
- MISTYMON.
-bem, eu nunca quis uma luta fácil. Disse Phantomon desferindo um golpe com a foice.
-não sei por qual razão, Mephistomon daria poder a uma criatura como você. Disse Mistymon interceptando o ataque com sua espada de fogo.
-VOCÊS ME DESAFIARAM, AGORA SINTAM A FÚRIA DA FLORESTA. Gritava Petaldramon.
O lagarto florestal perfurou o solo com sua cauda bifurcada e várias raízes saíram a baixo dos escolhidos.
Todos os escolhidos recuaram deixando Petaldramon em uma fortaleza de raízes grossas como uma árvore.
-Eu não posso acreditar que um dos descendentes tenha se corrompido a ponto de ir para o lado do Mephistomon. Disse Flamemon se afastando para longe do campo de batalha.
-ei, volte aqui. Disse Zoey -por que está fugindo?
-essa luta não é dele, ela é nossa! Falou Kannon com o digivice brilhando.
-isso vai ser divertido. Falou Devimon em cima de sua carruagem.
Cinco pilares de luz subiram ao céu, uma explosão de cores revelou as formas adultas dos digimons.
-Gatomon.
-Kyubimon.
-Reppamon.
-Firamon.
-Lekismon.
-vamos mostrar a ele que a floresta tem um novo líder. Disse Ryu.
Gatomon avança cortando as raízes com suas garras, saltando de raiz em raiz ate chegar em Petaldramon, a gata prepara um ataque certeiro, mas no último momento é pega por uma das raízes e arremessada para trás.
Kyubimon lança nove esferas de fogo de suas nove caudas em Petaldramon.
-esse é o mais quente que você pode chegar? Provocou o Lagarto de madeira em meio a explosão de chamas.
-então, oque acha de esfriar? Lekismon atira várias setas de gelo em Petaldramon, que usa as raízes para se defender.
Firemon desce do céu coberto de fogo como um meteoro na direção do réptil de madeira.
Petaldramon cria um furacão de folhas e faz Firemon errar o golpe.
As raízes voltam a atacar os escolhidos, Reppamon corta elas com sua cauda e consegue corta uma das raízes na costa de Petaldramon que uiva de dor.
Coredramon e BaoHackmon disparam uma rajada de fogo azul e vermelho respectivamente em Petaldramon.
Phatomon usa a maça na ponta de sua foice e ataca Mistymon.
Mystimon salta para longe e dispara uma bola de fogo de sua bola de cristal.
Phantomon desvia as bolas de fogo e desfere uma sequência de golpes com a foice.
Uma canção de aço e fogo preenche o ar do campo de batalha quando a foice dourada encontra a espada de fogo.
Usando a foice como distração, Phantomon acerta a cara de Mistymon com a maça.
-chega, eu não vou ficar aqui a noite toda. Vociferou Phantomon -eu sou o ceifador que ceifa a vida, ninguém pode sobreviver a esse golpe de magia negra, Shi no Senkoku.
A foice ganha um brilho sombrio e corta o ar, voltando ao normal.
- Shi no Senkoku, isso é sentença de morte? Perguntou Mistymon -não vai me matar assim.
-tolo, eu não quero matar você, eu acabei de sentenciar um dos escolhidos a morte, agora é apenas questão de tempo até o destino matar um deles e você não poderá imp... AAAAAAH.
Usando a espada de fogo, Mistymon corta Phantomon ao meio.
Os dados do digimon vão para a bola de cristal enquanto um mini incêndio começa na floresta e o resto dos dados se dissipam no ar.
-é isso! Falou Mistymon para ninguém em especial -ele deu poder para Phantomon me matar, eu sou o único que pode ver dados minúsculos.
-50℅ dos dados que Phantomon tinha veio pra mim, o resto se dissipou na atmosfera, era oque eu achava, você fica mais forte a cada dia porque absorve metade dos dados de tudo no digimundo.
Petaldramon continua a atacar em meio as chamas azuis e vermelhas.
-ele não se entrega? Disse Kei irritado -vamos acabar com isso Kyubimon.
Chamas cobrem o corpo de Kyubimon, as chamas tomam a forma de um dragão quando a raposa investe contra o lagarto.
-ajude ela Lekismon! Mandou Daisy.
Lekismon salta vários metros no ar e cai com um chute na direção de Petaldramon.
Os dois digimons acertam Petaldramon.
-AAAAAH, COMO OUSAM! O lagarto cria um outro furacão de folha jogando os dois digimons para trás.
-Firamon, agora!
Varias bolas de fogo acertam as costas de Petaldramon.
Com raiva, o digimon corre na direção dos escolhidos.
-Gatomon, coloque ele para dormi. Pediu Zoey.
Gatomon se joga na frente de Petaldramon e o paralisa com seu olhar.
-OQUE É ISSO? Perguntou o digimau.
BaoHackmon incendeia o corpo de Petaldramon.
-AAAH, FAÇA ISSO PARAR!!!
Coredramon captura Petaldramon com suas patas e o ergue no céu, o jogando lá de cima.
Antes de chegar ao chão, Reppamon corta o corpo de Petaldramon ao meio, criando uma chuva de dados.
As partes do corpo do lagarto se dissolvem em dados revelando um Arbomon sem um dos braços e se dissolvendo em dados.
Flamemon se aproximou do digimon moribundo.
-porque? Perguntou Flamemon.
-eles iriam me levar a ele.
-a ele quem?
-ao ultimo Ancient vivo.
O corpo de Arbomon se dissolveu completamente em dados e se dirigiu aos digivices.
-acabou? Perguntou Haneul.
-não, pirralho, esta apenas começando. Disse Devimon entrando na carruagem.
-não deixem ele escapar. Disse Ryu.
Reppamon atacou a carruagem mas ela já estava muito alta e sumiu na escuridão da noite.
-e agora? Perguntou Kannon.
-a floresta esta livre de novo, mas Mephistomon ainda esta atacando o digimundo. Disse Daisy.
-então nos temos que dete-lo. Disse Ryu -mas como?
-simples! Disse uma voz de dentro da floresta em chamas.
Um mago empunhando uma espada de fogo caminhava lentamente na direção dos escolhidos, em um clarão dourado, Wizardmon assumiu o lugar do mago.
-ele fica mais forte cada vez que vencemos alguem. Disse Wizardmon -Haneul de quem é esse digivice?
-Datamon fez para ele. Disse Shiky.
-esse foi o único digivice que pegou os dados corretamente, os outros perderam metade dos dados para Mephistomon. Explicou Wizardmon.
-sendo assim, vamos precisar de mais desses digivices. Disse Ryu.
-posso pedir um favor a vocês? Perguntou Flamemon.
-claro. Disse Kannon.
-nessa forma eu sou muito fraco, por isso quero que me ajudem a pegar o trono da ilha grey de volta, se ainda tem um Ancient vivo eu quero encontra-lo, mas vou precisar do meu trono.
-eu achei você, nada mais justo que eu te ajudar. Disse Kannon.
-já ta tarde. Disse Wizardmon -vamos acampar aqui, amanhã nos dividimos.
-é um bom plano. Disse Ryu.
Em pouco tempo estavam todos dormindo, Ryu se levantou e se sentou na beira da montanha observando as estrelas.
-elas são lindas não é. Disse Zoey se sentando ao lado dele.
-não sabia que estava acordada. Falou Ryu.
-não consigo dormi. Disse Zoey.
-bem vinda ao clube, oque te preocupa?
-estou com medo, Devimon viu os nossos poderes e escapou de nossas mãos, e você Ryu?
-também estou com medo, mas é um medo bobo.
-oque você teme?
-o Hackmon não lembra do próprio passado, e se chegar um dia em que ele me esqueça também.
-é isso que teme? A garota de cabelos azuis segurou a mão de Ryu -não se preocupe, enquanto estivemos todos aqui você nunca sera esquecido.
-obrigado Zoey.
-de nada.
Os dois ficaram olhando o céu por um bom tempo até voltarem ao "acampamento".
Quando o sol nasceu, os escolhidos tiveram uma surpresa, um anjo descia do céu bem na frente do acampamento.
-Angemon? Perguntou Wizardmon -oque faz aqui.
-vim a mando da senhora Ophanimon, ela convida vocês, os heróis da floresta para uma visita a fortaleza celeste. Disse o anjo.
-Ophanimon, então não acharam Seraphimon? Perguntou Haneul.
-sim, não temos nenhum sinal dele. Disse o anjo.
-ainda precisamos dos novos digivices. Disse Shiky.
-o Zen é o mais rápido daqui, só preciso que me mostrem o caminho. Falou Haneul.
-Shiky, vá com o Haneul e nos encontre aqui. Disse Wizardmon -quando vamos a fortaleza celeste?
-ao meio dia mandarei uma carruagem para cá, estejam prontos.
O anjo saiu voando.
-é seguro, podemos confiar nos anjos? Perguntou Daisy.
-claro, eles gozam de minha total confiança. Disse Wizardmon.
Enquanto isso no castelo de Mephistomon.
-eles vão para a casa dos anjos senhor. Disse Dracmon.
-nosso infiltrado ainda estar lá? Perguntou Mephistomon.
-sim, nosso espião ainda estar lá, senhor.
-perfeito, e quanto aos portais?
-senhor, as chaves estão nas mãos dos anjos, não pegamos nenhuma ainda.
-sejam rápidos.
-se ao menos eu tivesse poder, senhor.
-lhe darei poder e espero que consiga logo essas chaves. Disse Mephistomon -pobre Ophanimon traída pelos próprios anjos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...