História Ding dong:eles querem entrar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrie, A Estranha
Tags Terror Entidade Mortes
Visualizações 6
Palavras 573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sejam bem vindos ao terror em uma delicada drama repleta de mistérios e acontecimentos paranormais.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Ding dong:eles querem entrar - Capítulo 1 - Prólogo

Já era tarde da noite e por toda a vizinhança só havia uma casa com as luzes acesas,Isobel e seu marido John estavam sentados no grande sofá cor de vinho de frente para a grande TV da sala na qual passava um filme de terror já quase acabando.

-esta com medo? Perguntou John cutucando sua esposa quase a fazendo pular do sofá,seus cabelos castanhos estão sempre bem penteados,odeia deixar a barba crescer e trabalha na administração de um banco o que justifica a grande casa.

-nao seja idiota-isobel deu um largo sorriso,um dos quais conquistou John ainda na época do colegial,ela possui lindos e longos cabelos loiros,queixo fino o que faz seu rosto ser mais lindo e uma boca bem feita.

-não faça barulho ou vai acabar acordando as crianças- ja eram pais de duas crianças, gêmeos,Alan e Emily,possuíam oito anos e atualmente estavam dormindo no mesmo quarto para deixar um vago devido a chegada de sua prima Amanda,ela sempre vinha nas férias escolares e poderia chegar a qualquer momento.

O filme terminou e depois de verificarem se a porta estava trancada subiram as escadas que davam em dois corredores,um ficava a sala de música e no outro os quartos,passaram no das crianças e elas dormiam tranquilamente,foram ate o seu e se jogaram na cama,apesar de não serem mais adolescentes ainda se amavam como tal e também agiam em algumas vezes.

-não posso nem tirar uma lasquinha?

-nem pense John, nesses dias eu quero distância.

-pelo menos posso te abraçar para demonstrar o quanto te amo?

-pode se levantar e ir até o interruptor apagar a luz,obrigada-ela sorriu vendo a cara do marido.

-chata.

-eu te amo.

-também te amo.

Após apagar a luz ele voltou para a cama e ficaram abraçados até pegarem no sono.

Pela madrugada Isobel despertou com a sensação de estar sendo observada,olhou todos os cantos do quarto escuro, John dormia ao seu lado.deitou novamente a cabeça no travesseiro de plumas e novamente pegou no sono.

Por mais uma vez despertou mas agora foi com passos no corredor do lado de fora do quarto,sombras iam e vinham por baixo da porta.ela balancou seu marido na intenção de acorda lo mas foi em vão,só o que conseguiu fazer foi com que ele se virasse para o outro lado a abandonando quando mais precisava.

O quarto escuro fazia tudo se tornar mais assustador do que devia,o apagador estava lá longe perto a porta,não devia ter assistido aquele filme de terror na noite passada,pensava ela levando os pés lentamente para fora da cama,se levantou suavemente para não fazer muito barulho e com passos leves se dirigiu até o interruptor,o barulho do clique tomou conta do local mas a luz não ascendeu e só agora percebeu que seu coração batia rapidamente,levou a mão ate a maçaneta e a girou enquanto o medo tomava conta dos seus pensamentos.

Se virou novamente para a cama e chamou baixinho seu marido mas nao obteve respostas,saiu para o corredor e acabou tropeçando em algumas caixas de mudança escoradas ali,havia pouca iluminação quase como se as luzes a tivessem abandonado,logo a frente pensou ter visto um vulto passar para a esquerda e perguntou quem estava lá já sabendo que nada responderia.

Estava começando a suar mesmo o tempo estando chuvoso e gélido,seguiu a direção do vulto e parou no final do corredor tomando coragem para olhar a esquerda,lentamente levou a cabeça revelando todo o cenário do próximo corredor,um grito vindo em sua direção a fez dar um salto para trás bombardeando ainda mais seu coração.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...