História Direções erradas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 16
Palavras 381
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Poesias
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Obra escrita em 2015.



Boa leitura!

Capítulo 1 - Direções erradas




Estamos em direções erradas

Mal sabemos qual percurso leva

Essa estrada...

Sei que estamos pensando

"O que vamos ver no fim?"


Eu não queria ter motivos

De te machucar por que

Eu não sou perfeito

Como você achava que eu era.


Eu sei que você está dolorida

Por dentro.

Eu sei que mesmo nesse espaço

Pequeno que tivemos eu deixei

Um veneno perigoso no seu coração fragmentado.


Eu era pra ser aquele que era pra juntar

Os seus pedaços.

Eu era pra ser aquele que era pra ficar

Do seu lado.


Mas eu acordei

Eu abrir meus olhos.

Eu sentir que estava na direção contrária

De você.

Eu sentir que palavras não eram e nunca

Foi o suficiente.

Não pergunte o por quê?

Eu mal sabia oque fazer

Esse meu medo de me machucar

Deixou-me inútil

Eu preferia ser uma criança que ainda

Teria medo do escuro.


Eu deixei de ver o futuro

Pra viver o meu presente

Eu deixei os erros para trás

E sorrir diariamente mais

Tudo foram atos inconsequentes.


Eu queria fazer um céu apenas pra você

Alinhar as estrelas, desenhar tudo.

Mas impedir a minha vontade de ver

O seu lindo sorriso que era pra mim.


Eu sinto muito...

Eu causei estragos

Eu fui o que sempre é ao contrário

Eu, aquele que errou, e ainda paga pelos seus erros.

O anjo que caiu de um sonho

E que soube o que era o pesadelo

Matheus Macedo.

O poeta imperfeito.


Aquele que fez tudo direito

Mas que no fim achou um defeito

E que esse defeito era grave

À distância.

Você vivia a distância de mim

E eu não queria nada assim

Eu queria você aqui

Deitada do lado de mim

Nessa cama.


Queria você perto

Quando tudo desmoronasse

Em cima de mim

Queria você aqui

Enquanto o mundo todo estivesse contra.


Queria.

Eu o sujeito do português

Queria apenas você.

Sem nem ao menos ligar para o que o mundo

E as pessoas iriam dizer.


Minha pequena menina

Eu lutaria.

Eu sonharia.

Faria um rascunho no papel

E escreveria a nossa rotina

Poemas e versos nunca faltariam.


Olha o que acontece quando os sentimentos

Invadem-me.

Eu escrevo esses versos, cheio de defeitos,

Cheio de inicios, meios e rodeados de fins.


Eu aquele que odeia contra tempos

Eu aquele que odeia não ser o suficiente pra você

EU Aquele que queria um abraço seu agora

E ouvir o seu planto, com um ''Não vai embora''

Eu aquele que queria dizer que se foda o para sempre

Eu sempre serei seu.


Eu o poeta Matheus Macedo

O ser imperfeito

Aquele que queria amar você

Mas desistiu porque não conseguiu

Achar argumentos de continuar

Apenas desistiu

Por alegar que não sofreria mais...

Que patético, poeta que se acha sincero.



M.M




Notas Finais


Muito obrigado pela leitura e por acompanhar! Uu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...